Jump to content

Avião cargueiro sai da pista no Aeroporto de Guarulhos nesta terça-feira


Recommended Posts

Um incidente com o segundo maior avião de cargas do mundo aconteceu na madrugada desta terça-feira, 11/05, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Por volta das 4h50 o Antonov 124, vindo de Miami, nos Estados Unidos, saiu da pista de pouso. O incidente não deixou feridos.

O avião trazia cerca de 60 toneladas em cargas, a maior parte de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) destinados para o Ministério da Saúde. Era forte o nevoeiro em Cumbica no momento do incidente.

O cargueiro tem capacidade para até 130 toneladas de cargas e saiu aproximadamente 200 metros para fora da pista.

https://guarulhosweb.com.br/aviao-cargueiro-sai-da-pista-no-aeroporto-de-guarulhos-nesta-terca-feira/

Link to post
Share on other sites

Posted (edited)

Ele só saiu 5 metros a frente da pista, e não a 200 como dito pela reportagem.

Edited by PR-FHI
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

É impressionante o trabalho que ele deu para ser removido mesmo tendo "pisado" na grama só com o trem de nariz. Se tivesse varado a pista por 200 metros provavelmente estaria lá até agora.

Link to post
Share on other sites
12 hours ago, PR-FHI said:

Ele só saiu 5 metros a frente da pista, e não a 200 como dito pela reportagem.

Me admira o AVherald não ter corrigido isso

Link to post
Share on other sites
12 hours ago, PR-FHI said:

Ele só saiu 5 metros a frente da pista, e não a 200 como dito pela reportagem.

 

52 minutes ago, Pessoa 1985 said:

Me admira o AVherald não ter corrigido isso

Há uma displaced threshold. Se você medir a distância entre o fim do pavimento e a ultima linha da "pista", pelo google maps, da 120m. Talvez seja disso que o AVH esteja falando e faz sentido, pois um avião em pouso não deveria considerar essa distância.

Link to post
Share on other sites
11 hours ago, ldias said:

Visibilidade baixa, pelo video do SBGR

 

Essa fonia aí BR x Russo :unsure: se fosse algo mais grave tinham passado aperto.

Link to post
Share on other sites
5 hours ago, raverbashing said:

Essa fonia aí BR x Russo :unsure: se fosse algo mais grave tinham passado aperto.

No elementar já foi uma comunicação tenebrosa.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Meus prezados

 

Link to post
Share on other sites
16 hours ago, ricardomilhomem said:

 

Há uma displaced threshold. Se você medir a distância entre o fim do pavimento e a ultima linha da "pista", pelo google maps, da 120m. Talvez seja disso que o AVH esteja falando e faz sentido, pois um avião em pouso não deveria considerar essa distância.

De qualquer forma, a cabeceira deslocada é para quem pousa na 27R e não impacta na operação da 09L. A parte pavimentada que vai além da cabeceira 27R onde existe marcação "chevron" mede aproximadamente 60m. 

Link to post
Share on other sites
17 hours ago, Pessoa 1985 said:

I'm surprised AVherald didn't fix it

The Aviation Herald is quoting Guarulhos Airport here, and that statement is verified. AVH has not specified the distance of the overrun in their common part summarizing the verified details. Therefore the AVH can't "fix" that statement.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, jambock said:

Meus prezados

 

Pousou quase no meio da pista ? se os dados estiverem corretos.
Pergunta aos que conhecem os heavy: a tripulação arriscou um pouco ? não era o caso de arremeter ?

Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
6 hours ago, jambock said:

Meus prezados

 

Esse senhor já está se achando autoridade demais. Insinuar culpa dos pilotos usando dados do FR24 como altitude e velocidade já foi demais ... 

e quem nunca errou o “nome” da pista, que jogue a primeira pedra... kkkkkkkk

Edited by Roadster
  • Like 2
  • Thanks 7
Link to post
Share on other sites
8 hours ago, AustrianSimon said:

The Aviation Herald is quoting Guarulhos Airport here, and that statement is verified. AVH has not specified the distance of the overrun in their common part summarizing the verified details. Therefore the AVH can't "fix" that statement.

Thanks for clarifying, @AustrianSimon! Keep up the good work.

Link to post
Share on other sites

Tenho notado recentemente uma certa boa vontade do Lito em apontar erros por parte dos pilotos nos vídeos recentes dele. Pra mim isso ficou bem evidente em uma análise de acidente que ele fez à respeito de um jato que pousou em chamas e todos morreram, não que a análise daquele caso esteja completamente errada, afinal realmente ocorreram erros absurdos conforme as investigações apuraram, mas o fato de ele escolher falar desse acidente em especial diz muita coisa.

Sobre o caso do Antonov em GRU, de fato é grande a possibilidade de realmente ser uma aproximação instável e alta demais, com nevoeiro, que deveria ter resultado em arremetida e não foi, mas é evidente a pressa que ele teve de usar até mesmo dados do FR24 para embasar sua opinião de que é "só mais um erro de pilotos".

Meu palpite sobre o Lito é que ele veio percebendo que caiu em descrédito, por N motivos (motivos bem justificáveis ao meu ver) com a comunidade de pilotos, e ao invés de reconhecer seus equívocos e trabalhar na recuperação da credibilidade perante à esse público específico, ele basicamente abriu "guerra" contra esse público, deixando uma evidência cabal, pelo menos pra mim, de um viés bem forte que ele provavelmente sempre teve de que "a culpa é do piloto". E eu admito que só comecei a suspeitar desse viés dele durante a passação de pano em meio ao escândalo do 737 MAX e seu antigo software kamikaze.

 

  • Like 9
Link to post
Share on other sites
15 hours ago, Roadster said:

Esse senhor já está se achando autoridade demais. Insinuar culpa dos pilotos usando dados do FR24 como altitude e velocidade já foi demais ... 

e quem nunca errou o “nome” da pista, que jogue a primeira pedra... kkkkkkkk

 

2 hours ago, diasfly said:

Tenho notado recentemente uma certa boa vontade do Lito em apontar erros por parte dos pilotos nos vídeos recentes dele. Pra mim isso ficou bem evidente em uma análise de acidente que ele fez à respeito de um jato que pousou em chamas e todos morreram, não que a análise daquele caso esteja completamente errada, afinal realmente ocorreram erros absurdos conforme as investigações apuraram, mas o fato de ele escolher falar desse acidente em especial diz muita coisa.

Sobre o caso do Antonov em GRU, de fato é grande a possibilidade de realmente ser uma aproximação instável e alta demais, com nevoeiro, que deveria ter resultado em arremetida e não foi, mas é evidente a pressa que ele teve de usar até mesmo dados do FR24 para embasar sua opinião de que é "só mais um erro de pilotos".

Meu palpite sobre o Lito é que ele veio percebendo que caiu em descrédito, por N motivos (motivos bem justificáveis ao meu ver) com a comunidade de pilotos, e ao invés de reconhecer seus equívocos e trabalhar na recuperação da credibilidade perante à esse público específico, ele basicamente abriu "guerra" contra esse público, deixando uma evidência cabal, pelo menos pra mim, de um viés bem forte que ele provavelmente sempre teve de que "a culpa é do piloto". E eu admito que só comecei a suspeitar desse viés dele durante a passação de pano em meio ao escândalo do 737 MAX e seu antigo software kamikaze.

 

 

Acho que o video dele foi bastante justo. Em nenhum momento ele exagerou na crítica aos pilotos e falou varias vezes que as análise era baseada no FR24 e nao podia ser tomada como definitiva. Acho justo, quantos de nós não fazemos a mesma coisa aqui ou com amigos sempre que tem um acidente? Para muitos, ele é a maior, quiça a única referência de aviação, quase ninguém vai procurar um AVH, contato radar ou qualquer outro lugar para obter informações e mesmo que o façam, muitos não vão saber interpretar.

Não vi ele falando em nenhum momento: "a aproximação foi horrível, os pilotos deveriam ter arremetido e o fato de não terem o feito demonstra que são péssimos". Muito pelo contrário, ele só apresentou uma hipótese bem factível e não falou mais nada além disso.

  • Like 6
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Parabenizo o esforço do pessoal que tenta passar ao público informações gerais sobre ocorrências aeronáuticas. Há muita gente dedicada a dividir ensinamentos hoje em dia. 

Contudo, numa análise ainda bem superficial, ao apresentar um provável cenário é preciso contextualizar e definir parâmetros para certas situações que podem terminar numa saída de pista, que vão além de uma aproximação e/ou pouso desestabilizado(a).

Neste evento, observo alguns aspectos relevantes, como o valor de visibilidade, que não necessariamente poderia ser constante ao longo da pista, ainda mais sem saber se havia ou não a presença de bancos de nevoeiro. Ao contrário do que os dados preliminares podem induzir, a utilização de 3 medidores de RVR somente é requerida em certas condições operacionais, mas não é o caso de uma aproximação ILS Cat I. Nota-se, pelas fotos, que a 'neblina' estava mais densa na região onde o avião parou, contribuindo, aparentemente, para reduzir a visão dos pilotos a respeito do residual de pista para desacelerar aquele equipamento pesado, principalmente se não notaram, com precisão, o que a aeronave 'comeu de asfalto' até o toque (ok, a coloração do balizamento e da centerline ajuda nesse aspecto, mas não se sabe ainda o quanto de atenção os pilotos dedicaram à essa referência). O certo é que com 1,200 m, como informado pela TWR, é fácil perder a noção de distância útil. O uso do Metar, como postado no AH, não necessariamente representa a condição real na hora do evento, mas vale notar que está informado 1200D, na pista 09L, e 0800D, na pista 27R.

Outro aspecto que deve-se tomar cuidado para não ser induzido à uma interpretação paralela ao que de fato aconteceu é que a indicação do ADS-B apresentou variações consideráveis (> 2,000 ft/min) entre uma marcação e outra, o que seria algo, se confirmado, muito interessante de entender, caso corresponda ao que foi captado no FDR. O incidente por si só apresenta várias opções de análise, mas o problema é saber o quanto que cada elemento contribuiu de forma conjunta ou isolada.

Mesmo sendo o piloto mais habilidoso e experiente, na eventual ausência de um simples referencial em fases críticas da operação, todos os gatos se tornam pardos.

*Nota: um piloto pode solicitar uma pista que apresente melhores condições para o desempenho de uma aeronave. Normalmente, a 09L é usada para decolagem e a 09R para pouso, mas isso não significa o uso compulsório desta configuração. 

Edited by Jet Age
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, ricardomilhomem said:

 

 

Acho que o video dele foi bastante justo. Em nenhum momento ele exagerou na crítica aos pilotos e falou varias vezes que as análise era baseada no FR24 e nao podia ser tomada como definitiva. Acho justo, quantos de nós não fazemos a mesma coisa aqui ou com amigos sempre que tem um acidente? Para muitos, ele é a maior, quiça a única referência de aviação, quase ninguém vai procurar um AVH, contato radar ou qualquer outro lugar para obter informações e mesmo que o façam, muitos não vão saber interpretar.

Não vi ele falando em nenhum momento: "a aproximação foi horrível, os pilotos deveriam ter arremetido e o fato de não terem o feito demonstra que são péssimos". Muito pelo contrário, ele só apresentou uma hipótese bem factível e não falou mais nada além disso.

Podemos até  comentar alguma coisa entre nós, mas essa pessoa é Influenciadora e o que diz por ser levado como verdade por milhares de pessoas. Por isso mesmo, deveria ser mais atencioso com o que fala... 

  • Like 2
  • Thanks 6
Link to post
Share on other sites

Mas um dia normal na aviação russa. Tratorou, lavou e decolou.

É importante analisar as circunstâncias, não dar pré-julgamentos.

Por mais que tenhamos fonia, FR24 e trocentas parafernálias nas internet... só estando lá para saber o que aconteceu.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Roadster said:

Podemos até  comentar alguma coisa entre nós, mas essa pessoa é Influenciadora e o que diz por ser levado como verdade por milhares de pessoas. Por isso mesmo, deveria ser mais atencioso com o que fala... 

Assim como outros canais sobre aviação tocados por profissionais da área este cidadão parece debandar pro lado sensacionalista do assunto. Falando inclusive muita bobagem em podcasts por aí, ele mesmo afirma que o canal não é para profissionais da aviação e sim para o público leigo mas não deveria se eximir da responsabilidade de falar tanta asneira com essa justificativa. 

Fica uma dica útil pra ele e pra outros "influenciadores" da aviação que tem um número de seguidores considerável, uma campanha pro grande público leigo que os seguem entender o perigo de soltar balões e apontar laser pra avião por exemplo. 

 

Falando sobre o incidente, não dá pra considerar um registro do FR24 que aponta uma razão de descida na aproximação final de 300 pés por minuto e no segundo seguinte 2.500 pés por minuto. 

  • Thanks 3
Link to post
Share on other sites

Antonov Airlines Statement on Brazil Incident No injuries or damage reported

By Thomas Becher - May 14, 2021

MIAMI – Antonov Airlines (ADB) has released a statement with additional details about a runway overrun involving an AN-124-100M freighter on May 11 at Sao Paulo’s Guarulhos International Airport (GRU) in Brazil.

Preliminary ndings suggested the incident was caused by changeable weather conditions, the aircraft entering heavy fog on the second half of the runway.

“At approximately 5:15 a.m., local time, an Antonov Airlines AN-124-100M overran the runway after landing on runway 09L … The nose landing gear rolled out from the paved surface of the runway by approximately six metres (19.6 feet). The main landing gear remained on the runway.

“A push-back to the runway was requested once all required safety and inspection checks had been concluded. There were no injuries to the crew on board, there was no damage to the 99 tonnes (109 tons) of Personal Protective Equipment cargo, no damage to the runway, and no damage to the aircraft.”

“The captain is highly experienced and acted in line with his training to handle the situation. In accordance with the airline’s Safety Management procedures, all involved parties have been informed.”

“The airline, in close cooperation with Brazilian Aeronautical Accidents Investigation and Prevention Center (CENIPA), is performing an investigation of this incident.” “Preliminary ndings show the incident was caused by changeable weather conditions, which made it possible to safely carry out the ight, but in the second half of the run along the runway, the plane entered heavy fog, which aected the timely taxiing of the plane from the runway.”

“The aircraft has since been cleared to fly following all relevant inspections and safety checks performed.”

https://airwaysmag.com/airlines/antonov-airlines-on-brazil-incident/

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade