Jump to content

Azul pode lançar oferta para comprar Latam Brasil em até 90 dias, diz BBI


Recommended Posts

PUBLICADO EM: 7.6.21 | 11H23
ATUALIZAÇÃO: 7.6.21 | 11H45


O banco elevou a recomendação dos papéis da Azul para compra e quase dobrou o preço-alvo, que passou para R$ 75,00, apontando que vê fusão entre as companhias como "muito provável"

As ações da Azul (AZUL4) disparam 7% nesta segunda-feira, 7, indo para 47,81 reais, a maior alta do Ibovespa, após o Bradesco BBI elevar a recomendação dos papéis de neutra para compra e praticamente dobrar o preço-alvo. No relatório divulgado domingo aos clientes do banco, os analistas Victor Mizusaki e Pedro Fontana apontam que acreditam que a possibilidade de uma fusão com a Latam acontecer é "muito provável".

Para eles, a aérea brasileira pode fazer uma proposta para adquirir as operações domésticas da Latam Brasil em até 90 dias.

A ideia seria buscar apoio dos credores da companhia para incorporar essa oferta no plano de reestruturação a ser apresentado até o dia 30 de junho e votado até 23 de agosto.

O preço-alvo dos papéis da Azul foi elevada de 38,00 reais para 75,00 reais para o fim de 2022, dando um potencial de valorização de 66% frente ao fechamento de sexta-feira. Com a alta de hoje, as ações AZUL4 são negociadas no maior patamar intradiário desde o fim de fevereiro do ano passado.

Nos cálculos dos analistas, as sinergias com a potencial fusão poderiam alcançar um valor presente líquido (VPL) de 9,5 bilhões de reais para a Azul, ou 19,00 reais por ação, assumindo que as operações domésticas da Latam Brasil sejam avaliadas em 822 milhões de dólares.

Para chegar nesse resultado, eles se basearam nos ganhos de sinergia de oito fusões e aquisições recentes no setor. Segundo Mizusaki e Fontana, em média, os ganhos de sinergias podem chegar a 5% das receitas combinadas. O piso é de 2,7%, o que ainda implicaria em uma adição de 14,00 reais para as ações da Azul, comentam.

Eles apontam ainda que, para evitar preocupações antitruste, a Azul pode propor a aquisição apenas das operações domésticas da Latam Brasil. Além disso, conforme observado nas transações mais recentes, eles avaliam que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pode exigir que a Azul e a Latam Brasil devolvam determinados slots nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

"A Azul não iria adquirir as operações internacionais da Latam Brasil, tendo em vista que as rotas Brasil-EUA poderiam levantar preocupações sobre a concentração do mercado, uma vez que a Delta Airlines detém 20% do Latam Group e a United Airlines detém 8% da Azul", argumentam.

No relatório, eles também revisaram para cima a recomendação dos American Depositary Receipts (ADRs) da Latam negociados no mercado de balcão em Nova York, de underperform (equivalente a venda) para neutro. O preço-alvo foi elevado de 1,00 dólar para 3,00 dólares.

https://invest.exame.com/me/azul-pode-fazer-proposta-para-comprar-latam-brasil-em-ate-90-dias-diz-bbi

 

Link to post
Share on other sites

  • Replies 63
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Que a Azul continue Azul e LATAM  continue sendo LATAM. 

Quando vejo esse apetite da Azul, me lembro de um comentário que vi numa rede social: "A Azul é a novinha atolada no cartão de crédito que quer pegar as jóias penhoradas da viúva LATAM".  

Nunca vai fazer sentido para quem não mora em São Paulo. Ter que acordar perto da uma da manha para pegar um voo em GRU (VCP). O custo de deslocamento entre SP e GRU (taxi ou ubber) mais o p

1 minute ago, A345_Leadership said:

Para eles, a aérea brasileira pode fazer uma proposta para adquirir as operações domésticas da Latam Brasil em até 90 dias.

Para afirmarem isso é porque devem saber de infos internas. Ou vai que cola...

2 minutes ago, A345_Leadership said:

A ideia seria buscar apoio dos credores da companhia para incorporar essa oferta no plano de reestruturação a ser apresentado até o dia 30 de junho e votado até 23 de agosto.

Seria a primeira aquisição hostil da aviação brasileira. Se não consigo com os donos, então volto atenção aos seus credores.

É um movimento ousado e interessante por parte da Azul.

4 minutes ago, A345_Leadership said:

Eles apontam ainda que, para evitar preocupações antitruste, a Azul pode propor a aquisição apenas das operações domésticas da Latam Brasil. Além disso, conforme observado nas transações mais recentes, eles avaliam que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pode exigir que a Azul e a Latam Brasil devolvam determinados slots nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.

"A Azul não iria adquirir as operações internacionais da Latam Brasil, tendo em vista que as rotas Brasil-EUA poderiam levantar preocupações sobre a concentração do mercado, uma vez que a Delta Airlines detém 20% do Latam Group e a United Airlines detém 8% da Azul", argumentam.

Mas a concentração é justamente no mercado doméstico. O mercado internacional as únicas sobreposições são Flórida (MIA/FLL e MCO), Argentina e Lisboa. Apesar da LATAM Brasil ter 80% (chute meu) do mercado internacional por empresas locais, no global sua participação é inferior a 30%. E não vejo esta preocupação com a DL e a UA, já que a DL não ditaria mais os rumos da LATAM Brasil. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

A LTM queimou $492 milhões nos 4M21, média 123 milhões/mês. Tem caixa pra 10 meses. Mas podem pegar +empréstimos, ou com a nova retomada do doméstico BR e CO, talvez a situação melhore.

AD se bobear,  vai precisar +desse aumento de capital pra cobrir suas próprias despesas.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

AD queimou R$881 milhões no 1T21 tem caixa pra menos de 8 meses, acho que tá usando a JJ como desculpa...:(

  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites

Quando vejo esse apetite da Azul, me lembro de um comentário que vi numa rede social: "A Azul é a novinha atolada no cartão de crédito que quer pegar as jóias penhoradas da viúva LATAM".

 

  • Like 2
  • Thanks 9
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
3 hours ago, TheJoker said:

AD queimou R$881 milhões no 1T21 tem caixa pra menos de 8 meses, acho que tá usando a JJ como desculpa...:(

Então, de acordo com seus cálculos, em meados de fevereiro próximo a Azul quebra?

Aposto 10 tampinhas que em março de 2022, com ou sem compra da Latam BR, a Azul continuará existindo em situação de liquidez no mínimo igual está hoje. Endividada como qualquer aérea do planeta que não recebeu dinheiro dado do governo, mas pagando as contas e operando normalmente.

Edited by diasfly
Link to post
Share on other sites
18 minutes ago, diasfly said:

Então, de acordo com seus cálculos, em meados de fevereiro próximo a Azul quebra?

Aposto 10 tampinhas que em março de 2022, com ou sem compra da Latam BR, a Azul continuará existindo em situação de liquidez no mínimo igual está hoje. Endividada como qualquer aérea do planeta que não recebeu dinheiro dado do governo, mas pagando as contas e operando normalmente.

Não, eu disse que ela tem caixa pra menos de 8 meses, mas é sempre dinâmico, tanto que parece que ela já está atrás de +caixa.

G3 aumentou capital e emitiu +notes, pra incorporar o Smiles, daqui a pouco LTM pode aumenta o DIP, etc.

Elas sempre dão um jeito de rolar as dívidas, no popular empurrar com a barriga.

  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
6 hours ago, A345_Leadership said:

Seria a primeira aquisição hostil da aviação brasileira. Se não consigo com os donos, então volto atenção aos seus credores.

De maneira mais doce tentaram fazer isso com a Avianca/OceanAir, assim como se mexeram em bastidores para "tomar" ATR da Passaredo (a primeira leva de -600, que acabaram indo embora). Azul não brinca em serviço, não importa o jogo.

Link to post
Share on other sites
8 hours ago, ricardomilhomem said:

Quais ganhos haveriam nessa suposta fusão considerando apenas o doméstico?

existem ganhos em aquisição/fusões?

 

modo ironico on

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, FCRO said:

existem ganhos em aquisição/fusões?

 

modo ironico on

A pergunta foi sincera.

Claro que teríamos ganho de sinergia e escala, mas tenho minhas dúvidas sobre o benefício de uma fusão entre as duas considerando as estratégias distintas.

A Azul achou um nicho muito rentável, que é a operação para cidades e aeroportos secundários ou rotas não tronco e com baixa concorrência, exatamente o contrário do que a Latam faz. A Latam foca em rotas tronco, o feijão com arroz da aviação doméstica, que são o alvo mais fácil de concorrência.

Se por um lado uma complementa a outra, por outro, uma eventual falência ou diminuição da Latam já permitiria o crescimento da Azul nesse mercado.

A menos que alguma coisa mude, a Latam é uma companhia que parece perdida em sua estratégia e que está com as finanças debilitadas, e tem um produto e um foco de mercado MUITO diferente do da Azul, de forma que eu vejo como mais benéfico crescer sozinho, mantendo consistência de produto e de estratégia, do que incorporar a estrutura da concorrente com todos os seus vícios e defeitos. Uma eventual fusão entre as duas me parece algo parecido com a compra da McDonnell Douglas pela Boeing. 

Dito isso, questiono as vantagens pois outros podem ter visão diferente ou eu posso estar ignorando algo na minha análise.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Acho irônico a Azul querer dispensar as operações internacionais da Latam Brasil para evitar concentração de mercado, sendo que as operações domésticas concentram muito mais.

Aliás, como funcionaria isso? Se a Azul absorver somente as operações domésticas, significaria que a Latam Brasil continuaria existindo, mas só ia viver de vôo internacional?

Edited by edu2703
Link to post
Share on other sites

Acho pouco provável o internacional ficar de fora. Isso, claro, se o negócio sair. Minha curiosidade fica por conta de BSB x CNF, por ex. Ou mesmo VCP, será que teria uma redução drástica em detrimento de GRU? 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
10 hours ago, ricardomilhomem said:

Quais ganhos haveriam nessa suposta fusão considerando apenas o doméstico?

Na minha opinião só slots em BSB, CGH e GRU. 

É o único motivo que ela quer porque quer a concorrente, porque a malha é "quase" a mesma. 

E CNF e VCP com certeza vai perder muito, principalmente VCP, acho que internacional dela a partir daqui já era se uma fusão acontecer 

Edited by Cassio.Fernandes
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
20 minutes ago, ricardomilhomem said:

 

A primeira seria a sinergia de quadros duplicados, principalmente no administrativo, bases e na manutenção. Rolaria facão. Azul preferiria manter sua equipe por já estar treinada e ter um custo inferior ao da LATAM.

Depois viria a ampliação de receitas. LATAM tem rotas domésticas interessantes, como as saindo de CGH e Ponte-Aérea. A Azul já provou que é possível ganhar dinheiro fora de SP, mas quer ganhar mais.

7 minutes ago, edu2703 said:

Acho irônico a Azul querer dispensar as operações internacionais da Latam Brasil para evitar concentração de mercado, sendo que as operações domésticas concentram muito mais.

Aliás, como funcionaria isso? Se a Azul absorver somente as operações domésticas, significaria que a Latam Brasil continuaria existindo, mas só ia viver de vôo internacional?

Pois é, seria a compra de aeronaves e tripulantes? Ou a LATAM teria que criar ou usar um outro COA para transferir as operações e vender para a LATAM?

Acredito que a LATAM BR manteria uma malha mínima doméstica para alimentação dos voos internacionais e talvez Ponte-Aérea. Seria complicado esta cisão. 

Talvez parte do acordo seja que a LATAM BR tenha um quinhão da Azul como pagamento.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
41 minutes ago, PR-ONK said:

Acho pouco provável o internacional ficar de fora. Isso, claro, se o negócio sair. Minha curiosidade fica por conta de BSB x CNF, por ex. Ou mesmo VCP, será que teria uma redução drástica em detrimento de GRU? 

Acredito que esse seja o principal ponto de discordância entre as duas empresas, mas não impediria uma eventual fusão. Agora, eu não sei se GRU tem estrutura para receber toda a operação de VCP da Azul e vice versa. Até determinado momento, ambas as bases teriam de ser mantidas por uma questão de infraestrutura adequada. Imagina jogar 10mi de pax anuais a mais em GRU de uma vez só ou então dobrar a operação de VCP - até tem capacidade no papel, mas o terminal ainda está inacabado. Acho que o único hub da Azul que suportaria uma transferência de operações de uma hora pra outra é CNF, que tem, em números de 2019, 50% da capacidade disponível. 

Mas, sejamos francos, não dá pra Azul manter hubs que se sobrepõe um ao outro, pois haveria uma canibalização. Se ocorresse uma fusão, creio eu que GRU seria escolhido em detrimento de VCP, devido às operações internacionais consolidadas e parcerias com empresas estrangeiras, mas grande parte das operações de VCP seria transferida para CNF, e não para GRU, justo pela questão da infraestrutura, pois sobra espaço em CNF, então o terminal poderia receber as conexões regionais e internacionais que hoje são de VCP, enquanto o grosso do doméstico fortaleceria GRU e se integraria à malha internacional já existente da TAM, uma vez que não acredito que haveria uma compra apenas da parte doméstica. BSB não seria desmontado, mas haveria um downsize para alimentar CNF.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Sou de Campinas, queria muito que a Azul concentrasse tudo aqui caso role uma fusão, o que não é nem certo e só passa de rumores.

Porem temos que ser realistas, nem Confins e nem VCP, ela vai sim concentrar tudo em CGH e GRU, tanto internacional, nacional ou regional, o foco é e sempre vai ser São Paulo capital, ela não vai tirar os regionais aqui de Campinas e jogar em Confins, ela vai é dar um jeito de enfiar tudo em GRU, porque o foco é SP, se fosse assim hoje em dia, ela tiraria os voos daqui e colocaria em CNF, o que não acontece. 

Tanto CNF, GIG e VCP estão no raio de ação de GRU, todos perdem para porta de entrada do Brasil que é lá e isso não vai mudar tão cedo. 

Infelizmente caso aconteça uma fusão, eles enxugarão a Latam BR, provavelmente com devolução de aeronaves e concentrará tudo em BSB, GRU e REC pra ter 3 hubs fortes nas pontas. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

AD fazendo o seu melhor, marketing.

Vai emitir +dívida  https://www.fitchratings.com/research/corporate-finance/fitch-assigns-positive-outlook-to-azul-affirms-idrs-at-ccc-07-06-2021

Fitch has also assigned a 'CCC+'/'RR4' rating to the USD300 million-USD500 million range of five to seven years unsecured notes to be issued by Azul Investments, which will be fully guaranteed by Azul and its subsidiary Azul Linhas Aereas Brasileiras S.A. The use of the proceeds is for general corporate purposes.

Link to post
Share on other sites

CADE nao iria autorizar. Isso ai é mania da AZUL de jogar preço das ações pra cima porem... Vi na rede social isso aaqui...

 

"

AZUL: CVM RECEIVES COMPLAINT ALLEGING MARKET MANIPULATION
08 June 2021 | 12:42 EDT
The Brazilian Securities and Exchange Commission, or CVM, has received a complaint against Azul for alleged market manipulation, and is analyzing it, according to a document seen by Debtwire.
In the complaint, filed on 25 May, an investor questioned Azul’s announcement saying it had hired advisors and was actively exploring industry consolidation opportunities in the region.
The announcement was made after Latam Airlines announced, on 24 May, it would end the code-share agreement that it signed with Azul in August. Azul reportedly had discussed buying Latam’s Brazilian operations directly prior to the end of the agreement.
According to a statement sent to Debtwire by the CVM, “the matter will be analyzed in the scope of CVM Process SEI No. 19957.004623/2021-13.”
In an emailed statement to Debtwire, Azul said: “The company has a commitment and a policy to comply with the rules for disclosing material information applicable to publicly traded companies, in order to avoid any type of asymmetric information that could harm or favor any shareholder, and does not condone market manipulation initiatives. The company reiterates that it is at the disposal of the Brazilian Securities Commission, as well as any other entity related to the capital market, for any clarification.”
The complaint also questioned Azul’s financial situation and its leverage.
The numbers reported by the Brazilian airline related to debt with its lessors calculated a present value using a discount rate, as reported. In 1Q20, Azul discounted the aircraft leases using a discount rate of 8%. With the beginning of the pandemic, the rate increased to 21.5%, as reported.
According to the IFRS 16, it is possible to adjust the discount rate in aircraft leasing to adverse scenarios. However, the size of Azul’s increase compared to peers caught observers’ attention, as reported. Peer Gol only increased the rate from 8.6% to 12.1%.
Azul reported BRL 14.1bn (USD 2.79bn) in present value debt with leasing agreements in 1Q21, while the total leasing debt, without the discount, was BRL 29.5bn.
The complaint said that, although Azul does not report its leverage, the debt and other figures it does report suggest very high leverage.
“How can its CEO release a material fact informing the market the company’s [financial situation] is strong and has plans to consolidate (buy competitors in) the airline sector?” the author of the complaint asked.
Azul reported BRL 10.3bn in debt maturing in 2022 and 2023, while reporting BRL 3.3bn in cash and cash equivalents, as of 1Q21.
Azul has been talking to Latam Airlines’ creditors with the aim of presenting an alternative debt restructuring plan in Latam’s Chapter 11 proceeding, as reported. The plan would involve Azul taking control of Latam’s Brazilian business.
The Brazilian airline company is planning to raise up to USD 600m in a USD-denominated five-year NC3 senior unsecured bond, as reported""
 
 
O que é verdade. Não sei. 
 
Link to post
Share on other sites

A informação do vpl a 19 pela research pode dizer muita coisa. Para emitir relatorio assinado, os caras são MUITO caprichosos com o cálculo dos fluxos de caixa e trazê-los ao presente.
Não sei como tá o caixa em dólar da Azul, quase sempre posicionam em dólar pra hedge. Mas sabemos que pode ter gente disposta a injetar grana na Azul.

Link to post
Share on other sites

Se eu sou a Latam eu vendo! 
Negocio duro, consigo R$ 1,1 bilhão pelas operações domésticas e fico só com as rotas internacionais mas mantendo o certificado da Latam Brasil. 

E me preparo para dar uma (in)grata surpresa para a Azul.... invisto o R$ 1,1 bilhão em uns 10 B787 para fazer voos passando pelo Brasil partindo de Santiago ou Lima, e mais alguns de A319/320 ligando LIM e BOG, alem de uns 10 a 15 A320 para operar um novo mini hub no Brasil, sem dividas. 

Garanto que isso custaria bem caro pra Azul. 

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
50 minutes ago, LipeGIG said:

Se eu sou a Latam eu vendo! 
Negocio duro, consigo R$ 1,1 bilhão pelas operações domésticas e fico só com as rotas internacionais mas mantendo o certificado da Latam Brasil. 

E me preparo para dar uma (in)grata surpresa para a Azul.... invisto o R$ 1,1 bilhão em uns 10 B787 para fazer voos passando pelo Brasil partindo de Santiago ou Lima, e mais alguns de A319/320 ligando LIM e BOG, alem de uns 10 a 15 A320 para operar um novo mini hub no Brasil, sem dividas. 

Garanto que isso custaria bem caro pra Azul. 

 

as operações domésticas da Latam valham US$ 822 milhõessegundo analistas do BBI https://www.panrotas.com.br/aviacao/investimentos/2021/06/fusao-de-azul-e-latam-e-muito-provavel-segundo-bradesco-bbi_182082.html

Link to post
Share on other sites

Em 2020, a TAMSA (JJ+M3+PZ+MPLUS) teve faturamento líquido de R$9.4 bi. A AZULSA R$5.8 bi.

Link to post
Share on other sites

Guardada as proporções, se isso acontecer, na minha opinião será como foi a Total + TRIP no passado, a "Total" no caso Latam vende uma parte grande para a "TRIP" no caso Azul, e preserva alguma coisa em termos de COA, produtos especificos (malha inter, frota wide, etc).

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade