Jump to content

Problemas no projeto fazem FAA adiar certificação do 777X


Recommended Posts

Meus prezados

Mais atrasos

Problemas no projeto fazem FAA adiar certificação do 777X

Maior avião da Boeing deverá sofrer atraso adicional de mais dois anos

spacer.png

Boeing 777-9 não começará a voar comercialmente antes de 2024

A Boeing enfrenta mais um problema em relação a certificação. A agência de aviação civil dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) expos preocupação em relação a maturidade do desempenho dos testes em voo com o 777-9.

A agência negou a permissão para que o projeto avance para a próxima fase da certificação, a Avaliação de Inspeção de Tipo (TIA), o que irá retardar a entrega de unidades do modelo.

Com isso, haverá a exigência de mais voos de teste, o que adiará o cronograma em aproximadamente dois anos. Um dos maiores atrasos registrados pela Boeing em todos os seus projetos.

 “A aeronave ainda não está pronta. (...) Os dados técnicos necessários para a certificação de tipo não chegaram a um ponto em que pareça que o projeto da aeronave esteja maduro e que pode se esperar que atenda aos regulamentos aplicáveis”, disse Ian Won, Gerente Regulatório da FAA.

Um incidente que aconteceu em 8 de dezembro de 2020 também foi citado na carta. A aeronave sofreu um “evento de arfagem não comandado” em um voo, ou seja, movimentava o nariz para cima ou para baixo sem comandos do piloto. Além disso, o Common Core System (CCS), considerado o cérebro do avião, possuí dados incompletos e não foi concluída as verificações preliminares de segurança.

Com o alerta da FAA, a primeiras entregas do 777-9 poderão acontecer somente em 2024, o que ratifica a declaração dada em maio pelo CEO da Emirates, Tim Clark, que expôs preocupação com a transparência sobre o projeto. A companhia árabe é a maior cliente do modelo, com mais de 120 pedidos ativos. 

Durante uma entrevista, em novembro de 2019, Clark declarou querer o máximo de informações sobre a certificação do avião. "Quero que uma aeronave passe pelo inferno na Terra, basicamente, para garantir que tudo funcione", disse. A Emirates também tem declarado que, caso haja atraso ou inconformidade no projeto, poderá cancelar parte ou todos os pedidos.

Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 28 jun 2021

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade