Jump to content

Divulgado relatório final sobre pane elétrica em voo internacional da Latam


Recommended Posts

On 7/29/2021 at 9:24 PM, diasfly said:

Esse incidente é meu argumento número 1 em discussões com pessoas que acreditam que "daqui 5 anos aviões estarão cruzando oceanos sem pilotos e com centenas de pessoas à bordo".

E ainda não recebi nenhuma réplica que fosse capaz de explicar de maneira prática (e sem soluções mágicas) o que uma inteligência artificial faria pra pousar um avião após ser literalmente "puxada da tomada" em uma pane elétrica total como essa.

É difícil ter uma resposta a partir do momento que ainda não foi criada uma aeronave que se enquadre nos requisitos para 'voar sozinha'.

Esse incidente não é parâmetro, principalmente porque desde o lançamento do projeto do 777, que completará 30 anos, a sua operação obriga uma tripulação mínima para operá-lo. De qualquer forma, o 787, um avião mais novo, mas com quase 15 anos de estrada, tem um sistema elétrico mais atualizado, redundante e protegido, comparado com o seu irmão mais velho, e de qualquer forma ainda necessita uma composição mínima de 2 pilotos para conduzi-lo. 

No entanto, vale salientar que além da competência dos tripulantes, o ocorrido contou com uma boa dose de sorte, porque se o cenário fosse outro, como o sobrevoo do Atlântico, o resultado, mesmo com 4 pilotos na cabine de comando, poderia ser diferente.

Outro detalhe que deve ser observado é que pilotos não são infalíveis. Há um relato bem interessante disponível na internet, de um incidente com um A350, com 3 pilotos na cabine, que demonstrou como a falta de coordenação e uma sucessão de erros operacionais são capazes de afetar a condução de uma aeronave completamente aeronavegável.

 

Edited by Jet Age
Link to post
Share on other sites

2 hours ago, MRN said:

Concordo com você, mas não deixa de ser uma atitude lamentável da tam. Aproveitando os teus exemplos, eles não cheiravam mal nem tão pouco eram suspeitos de roubo, pelo contrário, eram excelentes profissionais, não tinha motivo nenhum para a demissão. Outros funcionários já fizeram coisa pior e estão lá até hoje. Mas repito, concordo com você, é prerrogativa da empresa contratar e demitir, mas nesse caso foi feio pra tam. :back2topic:

 

1 hour ago, Pessoa 1985 said:

Pois é, aí a gente vê o nível das pessoas que comandam as coisas por lá, e tem gente que defende.. Enfim..

Se eram bons profissionais e não tinha motivo para demissão, além do acidente do 777, acho que isso mostra a qualidade da administração da empresa. Não a toa, das 3 brasileiras foi a única que pediu proteção do chapter eleven na pandemia e há um certo consenso por aqui de que é a que está mais perdida e deficiente no mercado.

As vezes essas demissões são verdadeiras oportunidades para os funcionários. Se a empresa que os demitiu tem esse tipo de comportamento, a probabilidade de o ambiente não ser propício para o reconhecimento e crescimento deles é bem alta. A probabilidade de a empresa fechar ou ter resultados negativos no futuro, também é alta, e com isso aparecem mais demissões. Empresas são feitas de gente, e sem gente boa não tem empresa que sobreviva e cresça. De todo modo, volto a dizer: pode ser imoral, pode ser uma má decisão de todos os pontos de vista, mas ilegal não é e acredito que não há nenhuma prerrogativa para indenização ou reintegração.

Link to post
Share on other sites
On 30/07/2021 at 17:33, Guilherme.penna.carvalho said:

O diálogo entre o avião e a torre depois do pouso é surreal.

Eu adicionaria também a palavra alarmante ao que foi visto nesse evento, é evidente a queda de qualidade no serviço de tráfego aéreo por todo o país nos últimos anos, algo tem que ser mudado, não vou nem entrar no mérito se o incidente tivesse sido com um 777 da Swiss ou American por exemplo. 

Temos excelentes trabalhos de colegas controladores no Brasil em algumas anormalidades num passado não muito distante como o 737 com falha de indicação de velocidade e altitude decolado de CGH e um Fokker 100 com pane de trem de pouso em BSB. 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Resta saber se algum desses funcionârios aceitariam voltar pra LATAM. Salvo aqueles que eventualmente tem problemas para se reposicionar no mercado e/ou problemas financeiros, duvido muito que aceitariam retornar.

Pra mim é de uma ignorancia sem tamanho demitir alguém por conta de erros nao intencional (o que nem era esse caso, ja que o relatorio nao teve condiçao de identificar as causas). Duvido alguem capacitado, de boa indole e bom senso cometer o mesmo erro duas vezes.

  • Thanks 3
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade