Jump to content

Deterioração suspende operações de treze Airbus A350 na Qatar Airways


jambock
 Share

Recommended Posts

3 hours ago, TheJoker said:

Se não interpretei errado, o cancelamento se deu por parte da própria Airbus, o que torna essa "disputa" com a Qatar ainda mais interessante.

Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, PR-FHI said:

Mas se não me engano, a Qatar já tem encomendas na concorrente (B38M).

tinha uma encomenda grande mesmo de max que a princípio seriam encaminhados p/ a Air Italy

chegaram a entregar 3, que desde a falencia da airitaly estão estocados

Link to comment
Share on other sites

Airbus Fights Back in Qatar A350 Dispute, Revokes A321 Order

  • ‘No reasonable or rational basis’ for local grounding of A350s
  • Planemaker terminates separate contract for 50 smaller A321s

By Katharine Gemmell and Charlotte Ryan
20 de janeiro de 2022 14:44 BRT  pdated on21 de janeiro de 2022 06:00 BRT

Airbus SE turned up the heat in a dispute with one of its biggest customers, accusing Qatar Airways of instigating a local grounding of A350 jetliners in order to claim compensation over alleged surface defects, and terminating a separate order for its hard-to-get A321neos.

“There is no reasonable or rational basis” for Qatari regulators to have grounded 21 of the A350s operated by the state-owned carrier, according to documents prepared by Airbus for a London court hearing on Thursday.

The planemaker will contend that Qatar Airways “sought to engineer or has acquiesced” in the groundings because it’s in the airline’s economic interest to idle planes “given the impact of the coronavirus pandemic” on demand. 

The high-stakes battle is getting underway in London after Qatar Airways sued Airbus over defects with the surface paint of the twin-aisle jet. The planemaker said Thursday that it rescinded a separate contract to deliver smaller A321s, putting pressure on the Gulf airline as Qatar gears up to host the World Cup soccer event later this year.

Dueling Regulators
While European regulators have found the surface flaws with the A350 don’t pose any airworthiness issues, regulators in Qatar have been grounding affected A350s since the middle of last year. The airline said in its own documents made public on Thursday that the negative impact of the groundings on its operations is obvious, especially in the run up to the soccer event.

The carrier, which brought back A380 superjumbos to replace the lost capacity, is seeking more than $700 million in compensation for being unable to use the A350s -- $618 million through Dec. 17 and a further $4.2 million per day.

No compensation is payable, Airbus said in its court filing. Qatar Airways is “in clear default of its contractual obligations” in refusing to accept two A350s for delivery. 

Airbus now says it won’t deliver one of the A350s. It has delivered 53 A350s to the carrier out of 76 commissioned. 

Order Terminated
The Toulouse, France-based manufacturer said it terminated a separate contract to deliver A321neo aircraft to Qatar Airways, according to the filing. Handover slots for the popular single-aisle model are prized, with no new availability through 2023. 

Qatar said in its documents that the A321neos were not part of the dispute until January 17. It said Airbus isn’t entitled to rely on cross default as the basis to cancel the contract. The airline has 50 of these aircraft due for delivery between February 2023 and April 2031, with 6 due to be delivered in 2023, it said. 

The row over peeling and cracked paint on the A350s rumbled on for months before entering the legal realm when Qatar Airways decided to sue Airbus late last year. 

Airbus has acknowledged that airlines including Finnair Oyj have seen similar paint issues, but no other carrier has grounded planes and the manufacturer disputes Qatar’s characterization of the problem as a safety concern.

Local regulators typically follow the lead of the certifying authority, in this case the European Union Aviation Safety Agency, although in certain instances, like the grounding of Boeing Co.’s 737 Max in 2019, local officials will act on their own. 

Airbus claims that in this case, after it agreed to pay Qatar Airways $175,000 a day for unscheduled groundings tied to fixing surface issues on a single A350, the airline sought more inspections by the Qatar Civil Aviation Authority. 

Qatari regulators eventually grounded 21 planes, despite a parallel EASA probe which found no flight-safety risk to question the A350’s airworthiness. 

Airbus maintains it has provided a full root-cause analysis of the problem, which Qatar disputes.

State Ties
The planemaker said these decisions were carried out “apparently at the instigation” of Qatar Airways, but didn’t offer specifics. Demand for air travel has been depressed for two years because of the pandemic, especially on the long-distance routes that intersect at Gulf hubs like Doha.

For its part, Qatar Airways is seeking resolution of the dispute in time to use grounded A350 aircraft at the center of the row for the soccer World Cup later this year.

The inability to use the long-haul jets for the event, which starts in Qatar on Nov. 21, would deprive the carrier of vital passenger capacity, Akil Shah, a lawyer for Qatar Airways, said in court on Thursday.  

“This is the year of the World Cup so capacity to travel to Qatar is going to be at a premium,” he said at the hearing. “The lack of the 21 aircraft is going to have very serious practical consequences.”

More than 3 million people attended the last world cup hosted by Russia in 2018. Qatar expects upwards of 1.2 million visitors during the month-long tournament and a key organizer has predicted the tournament could bring a $20 billion boost to the country’s economy.

Judge David Waksman ordered Airbus to serve its defense by Feb. 25.

https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-01-20/airbus-accuses-qatar-airways-of-engineering-a350-grounding

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

O caldo entornou

Airbus rompe contrato com a Qatar Airways e cancela encomenda de A321neo

Disputa judicial envolvendo o A350 XWB motivou a decisão unilateral da Airbus

spacer.png

A encomenda havia sido feita em 2011 e estava avaliada em US$ 6,35 bilhões | Foto: Divulgação

Em meio a uma disputa judicial envolvendo problemas de qualidade da pintura de algumas unidades do A350 XWB, a Airbus anunciou o cancelamento unilateral do contrato com a Qatar Airways, para a encomenda de cinquenta aeronaves do modelo A321neo.

O pedido, avaliado em US$ 6,35 bilhões (R$ 34,4 bilhões) foi feito em 2011 e era um dos principais para o A321neo. Em janeiro de 2019, houve a conversão de dez destes aviões para a variante de longo alcance, o A321LR.

Os aviões ajudariam a Qatar Airways no lançamento de novas rotas para mercados onde atualmente não há demanda suficiente para aeronaves maiores, mas que estão fora do alcance dos A320neo.

Segundo a agência Reuters, o motivo da ruptura teve seus argumentos apresentados a uma divisão da côrte suprema do Reino Unido, que está analisando o processo que a Qatar Airways moveu contra a fabricante.

Ambas estão em pé de guerra há cerca de um ano, quando a companhia árabe identificou fissuras em algumas aeronaves da família A350 XWB, fazendo com que cerca de vinte aeronaves fossem retiradas de operação. Em dezembro, outras companhias aéreas identificaram o mesmo problema e, em seguida, a Qatar decidiu processar a Airbus, pedindo cerca de US$ 600 milhões (R$ 3,25 bilhões) de indenização.

Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 20 jan 2022

 

Link to comment
Share on other sites

A Qatar divulgou um vídeo mostrando os danos da pintura em suas aeronaves 

Qatar Airways Statement on Airbus A350 aircraft - YouTube

 

Eu não sou especialista em manutenção, mas será que os danos da pintura comprometem de alguma forma a segurança e o desempenho da aeronave? Os danos não podem ser ''facilmente'' consertados? Tenho a impressão que a Qatar está fazendo ''tempestade em copo d'agua'' para conseguir alguma compensação financeira grande da Airbus, sendo que todas as outras cias aéreas estão conseguindo manter sua frota de A350 operacionais menos eles.

  • Like 1
  • Haha 1
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Eu acho que, no fim, vão fazer um acordo na corte britânica.

A Qatar precisa da Airbus e a Airbus precisa da Qatar.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

20 hours ago, edu2703 said:

A Qatar divulgou um vídeo mostrando os danos da pintura em suas aeronaves 

Qatar Airways Statement on Airbus A350 aircraft - YouTube

 

Eu não sou especialista em manutenção, mas será que os danos da pintura comprometem de alguma forma a segurança e o desempenho da aeronave? Os danos não podem ser ''facilmente'' consertados? Tenho a impressão que a Qatar está fazendo ''tempestade em copo d'agua'' para conseguir alguma compensação financeira grande da Airbus, sendo que todas as outras cias aéreas estão conseguindo manter sua frota de A350 operacionais menos eles.

Você compra uma  Ferrari GTC4 LUSSO 812 SUPERFAST V12 800cv - paga R$ 4.200.000,00
Começa a descascar a pintura, leva na concessionária e o pessoal fala que está tudo bem, não compromete a segurança.
E nada é "facilmente" consertado em qualquer categoria na na aviação, imagine neste que é o maior nível.

  • Like 3
  • Haha 3
Link to comment
Share on other sites

On 14/12/2021 at 00:27, Bartender said:

 

Fernando,

Valendo uma caixa de cerveja (pra bebermos juntos, sem discussão): essas fotos NÃO SÃO de um A350…. DUVIDO MUITO que seja!

 

Um abraço!

Meu prezado vc tem razão são descargas estáticas. Vendo vídeos e imagens, sem dúvidas.

Link to comment
Share on other sites

Não sou da área, porém pensando como cliente, a Qatar está certa na minha opinião.  Como o colega disse acima, ninguém compra algo caro sabendo que seu produto deteriorará em alguns anos. 

 

Mas achei que está demais essa remoção da tinta da aeronave, literalmente está em todas as partes do avião. Imagino que a Airbus deve estar alegando que a Qatar está removendo de propósito, visto que até o Winglet está comprometido e no vídeo a pessoa está tirando com a mão. Além de que só os aviões da qatar estão apresentando o mesmo problema em estágio avançado.

Seria algo relacionado com o deserto e calor? 

Vai ser uma briga de cachorro grande mesmo, onde os dois lados não aceitam a opinião do outro.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Esse episódio já se arrasta por 6 meses, não era o caso de um bom senso da Airbus em trasladar essas aeronaves de volta a França e analisar o que aconteceu e refazer a pintura? Agora fica todo esse tempo groundeado, gastando muita grana e ainda com o risco de perder mais, isso sem contar por mais que a Qatar seja a Qatar, não deixa de ser um ótimo cliente.

 

Posso estar enganado, mas erros e problemas acontecem, na minha empresa sempre que um cliente seja ele grande ou pequeno, tem um problema tento resolver o mais rapidamente e satisfatoriamente para ele, mesmo que me custe a mais, importante não é o orgulho e sim as oportunidades que uma boa solução geram para futuros negócios.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

On 24/01/2022 at 10:23, JA381A said:

Esse episódio já se arrasta por 6 meses, não era o caso de um bom senso da Airbus em trasladar essas aeronaves de volta a França e analisar o que aconteceu e refazer a pintura? Agora fica todo esse tempo groundeado, gastando muita grana e ainda com o risco de perder mais, isso sem contar por mais que a Qatar seja a Qatar, não deixa de ser um ótimo cliente.

 

Posso estar enganado, mas erros e problemas acontecem, na minha empresa sempre que um cliente seja ele grande ou pequeno, tem um problema tento resolver o mais rapidamente e satisfatoriamente para ele, mesmo que me custe a mais, importante não é o orgulho e sim as oportunidades que uma boa solução geram para futuros negócios.

Perfeito, Porque tanta insistência em não resolver o problema e irritar um cliente já insuportável mas ótimo na h de ir às compras 

Link to comment
Share on other sites

Realmente nesse caso Qatar x Airbus é fácil, a princípio, se colocar do lado do cliente.

Mas eu já estive do lado de vendor (não aeronático) com cliente cri-cri e as vezes ele tem razão mas nem tanto. Tem cliente que faz tempestade em copo d'água, tem cliente que tem algumas características especiais (o que pode dificultar a resolução), e tem cliente que se acha estrelinha.

 

As vezes a AB pode ter dado uma orientação "pinta de novo aí enquanto o nosso fornecedor resolve isso" e a Qatar não gostar da solução proposta.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

https://www.reuters.com/article/airbus-qatar/airbus-revokes-order-for-two-a350-1000-jets-in-qatar-dispute-idUKL8N2UJ63C?edition-redirect=uk

 

Feb 8 (Reuters) - Airbus has cancelled an order for two A350-1000 wide-body jets for Qatar Airways, monthly data issued by the planemaker showed on Tuesday.

The move comes days after Airbus said it had revoked orders from the same Gulf carrier for 50 A321neo jets, widening a contractual and safety dispute between the companies over surface flaws on the larger A350.

Qatar Airways had no immediate comment. (Reporting by Tim Hepher Editing by David Goodman )

 

 

Boeing vai repintar os 787s da NZ pelo mesmo problema, nas asas.

https://simpleflying.com/air-new-zealand-787-paint-flaking/?utm_term=Autofeed&utm_medium=Social&utm_content=echo&utm_source=Twitter

Link to comment
Share on other sites

o curioso é que as demais aereas estao tambem sofrendo com a deterioracao da pintura mas ficam quietinhos ou nao dao tanto alarde.

a Qatar foi a unica que se insurgiu e com a devida razao, avioes novos e com este estado algo esta errado nem que seja na pintura ou adesivo desta.

 

Link to comment
Share on other sites

https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-02-18/qatar-airways-to-challenge-airbus-a321-cancellation-in-court
 

Achei certo que a Qatar iria rebater a Airbus com mega encomenda de B737Max porém prefere brigar para ter seus 50 A321neos, sinal de que o Max, no prejeto de rotas da Qatar com os A321neos não consegue atender!!!

 Baita bola dentro da Airbus, a Qatar vai ter que ceder se quiser realmente esses A321s

Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, Luckert said:

https://www.bloomberg.com/news/articles/2022-02-18/qatar-airways-to-challenge-airbus-a321-cancellation-in-court
 

Achei certo que a Qatar iria rebater a Airbus com mega encomenda de B737Max porém prefere brigar para ter seus 50 A321neos, sinal de que o Max, no prejeto de rotas da Qatar com os A321neos não consegue atender!!!

 Baita bola dentro da Airbus, a Qatar vai ter que ceder se quiser realmente esses A321s

Acho que tem várias considerações, a entrega tinha uma programação e foi cancelada de modo unilateral pela Airbus e a Qatar não ia perder a chance de uma possível gorda indenização da Airbus.
Outra coisa: qual o tempo de entrega dos Max ? Se for superior que o tempo programado dos A321 fico imaginando a bagunça na programação:

Em suma: vou sentar perto do fogão de lenha, tomar um chimarrão fumando um "paiero" e assistir tudo rsrsrsrs
 

Link to comment
Share on other sites

41 minutes ago, Bonotto said:

Acho que tem várias considerações, a entrega tinha uma programação e foi cancelada de modo unilateral pela Airbus e a Qatar não ia perder a chance de uma possível gorda indenização da Airbus.
Outra coisa: qual o tempo de entrega dos Max ? Se for superior que o tempo programado dos A321 fico imaginando a bagunça na programação:

Em suma: vou sentar perto do fogão de lenha, tomar um chimarrão fumando um "paiero" e assistir tudo rsrsrsrs
 

Com certeza a Qatar iria mil vezes preferir uma indenização pelo cancelamento dos A321neo que ter que se humilhar para ter seu direito da compra deles mantido……o Max talvez nem sequer chegue perto da autonomia que a Qatar talvez precise , razão dela optar pelos A321neo que tem 3 variantes e podem estar na lista destes 50 A321

Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, Luckert said:

Com certeza a Qatar iria mil vezes preferir uma indenização pelo cancelamento dos A321neo que ter que se humilhar para ter seu direito da compra deles mantido……o Max talvez nem sequer chegue perto da autonomia que a Qatar talvez precise , razão dela optar pelos A321neo que tem 3 variantes e podem estar na lista destes 50 A321

Pergunta de leigo mesmo:
Qual a autonomia que a Qatar precisaria e que o A321neo tem e que o Max (na sua versão mais estendida ) não teria ?

Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, Bonotto said:

Pergunta de leigo mesmo:
Qual a autonomia que a Qatar precisaria e que o A321neo tem e que o Max (na sua versão mais estendida ) não teria ?

Tem que perguntar pra Qatar, ela deve saber com as restrições do deserto e rotas a operar, para onde irão os A321LR e A321XLR que o Max sem esses opcionais certamente não tem

Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, Bonotto said:

Pergunta de leigo mesmo:
Qual a autonomia que a Qatar precisaria e que o A321neo tem e que o Max (na sua versão mais estendida ) não teria ?

Dá muita, snme em números nominais o max -10 teria o range máximo de 3300nm enquanto o LR 4000nm e o XLR 4700nm este quase 50% a mais, seguramente os A321 atendem toda a Europa, boa parte da Africa Oriental e belisca alguns destinos no sudeste asiático.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

A questão do MAX ou NEO para a QR é servir mercados terciários que 777/A350/787 são grandes demais.

Imagina a QR ter um avião que atenda RAI-DOH diariamente sem depender dos 787 e de voos banguela (dia sim, dia não).

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Meus prezados

Outro capítulo

Airbus contra-ataca e pede US$ 220 milhões à Qatar Airways na Justiça

Disputa envolvendo suposta má qualidade na pintura de várias aeronaves já dura meses

A Airbus entrou com um processo judicial contra a Qatar Airways, alegando danos a duas aeronaves que nunca foram entregues. A fabricante pede US$ 220 milhões (R$ 1,14 bilhão).

Este é o mais novo capítulo de uma disputa que já dura meses. Ela começou quando a companhia aérea do Oriente Médio decidiu processar a Airbus no Reino Unido, pedindo US$ 600 milhões (R$ 3,1 bilhões), por conta de falhas na pintura do modelo A350. Mais de vinte aeronaves estão inoperantes há cerca de um ano.

A fabricante negou que as unidades tenham qualquer irregularidade e, em resposta, cancelou as encomendas de 50 A321neo e de dois A350-1000XWB. Recentemente, a Suprema Côrte britânica concedeu uma liminar à Qatar, proibindo a Airbus “de fazer qualquer coisa que possa comprometer sua capacidade de cumprir qualquer decisão judicial” sobre o rompimento do contrato das encomendas de seu maior narrowbody.

Em nota, o CEO da Airbus, Guillaume Faury disse que esperava “um acordo aceitável” para pôr fim à disputa, enquanto à Qatar Airways informou que nem a companhia e nem seu corpo jurídico foram informados sobre qualquer iniciativa da fabricante para tentar resolver o problema de forma amigável.

Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 28 fev 2022

Link to comment
Share on other sites

Parece que mais clientes vao acompanhar a Qatar no " problema estetico " da Airbus. Nada mais nada menos que a EK.

Os avioes operam nas mesmas condicoes de alta temperatura  = A EK vai enfrentar mesmo problema que Qatar

 

Emirates faz ameaça à Airbus e diz que a fabricante precisa melhorar a qualidade do A350

A350-Emirates-copiar-1024x683.jpg

A Emirates exigiu que a Airbus resolva o problema de degradação da pintura da fuselagem do A350 antes que qualquer aeronave seja entregue à companhia aérea, disse o presidente Tim Clark ao AirlineRating.com.

Nossos engenheiros analisaram os A350 e disseram que não estão em boas condições. Por isso, dissemos a Toulouse: com a entrega do A350, você terá resolvido esse problema, caso contrário, também recusaremos sem entregas”, disse ele. avisou.

Clark acrescentou que não era contra à Qatar Airways, que está envolvida em uma disputa legal muito divulgada com a fabricante sobre o A350. Ele disse que a Airbus tem que resolver o problema “o mais rápido possível”, pois ficou claro que os defeitos na pintura da superfície eram devidos a um erro do fabricante.

A Emirates tem cinquenta A350-900 em pedido firme com entregas previstas para começar em meados de 2023.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade