Jump to content

Emirates poderá abrir mais uma rota no Brasil


MRN
 Share

Recommended Posts

3 hours ago, Guilherme.penna.carvalho said:

Para um passageiro indo para Dubai ou outras conexões da Emirates, faz muito mais sentido sair de CNF e fazer conexão em GRU do que uma escala em Roma que torna o voo muito mais longo.

No fim, seria a entrada da Emirates no mercado Brasil - Europa, e é um pouco difícil imaginar muito boa vontade nas parceiras, europeias ou brasileiras, em alimentar um voo que compete com elas neste mercado.

Da mesma forma que é difícil imaginar ela entrar neste mercado voando para Belo Horizonte.

Comentário bastante coerente. A EK deve voltar ao GIG agregando EZE ou SCL para aumentar a chance de sucesso (como era na pré-pandemia). 
Depois do GIG estar “de vento em popa”, e o Brasil ajustado com um governo comprometido com as reformas, investindo pesado em infraestrutura, etc…prevejo REC sendo uma boa opção (no “centro” do Nordeste e um Hub fortíssimo da Azul). 

CNF/BSB, acho muito difícil a médio prazo. 

Link to comment
Share on other sites

Tudo pra mim e' possivel.

A questao crucial e' que se fala em um Dubai-Milao-BH , certo ?

Temos hoje 2 voos diarios na rota DXB-MXP...os 2 operados por A380 , sendo que um deles segue para o JFK (de tarde) e um voo parte a noite com destino a DXB permitindo conexoes a noite... 

EK205 DXB 0905 MXP 1310 1540 JFK
EK206  JFK 2300 MXP 1235 DXB...


EK091 DXB 1555 MXP 1950 volta para DXB.... e chega as 0725 

O resto eu deixo para a ponderacao de cada um... como adicionar um voo nesse desenho (com certeza se a capacidade MXP-DXB e' boa, nao fariam downgauge pro 777 e duvido que coloquem um A380 pra operar em CNF) ?!? 

Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, LipeGIG said:

Tudo pra mim e' possivel.

A questao crucial e' que se fala em um Dubai-Milao-BH , certo ?

Temos hoje 2 voos diarios na rota DXB-MXP...os 2 operados por A380 , sendo que um deles segue para o JFK (de tarde) e um voo parte a noite com destino a DXB permitindo conexoes a noite... 

EK205 DXB 0905 MXP 1310 1540 JFK
EK206  JFK 2300 MXP 1235 DXB...


EK091 DXB 1555 MXP 1950 volta para DXB.... e chega as 0725 

O resto eu deixo para a ponderacao de cada um... como adicionar um voo nesse desenho (com certeza se a capacidade MXP-DXB e' boa, nao fariam downgauge pro 777 e duvido que coloquem um A380 pra operar em CNF) ?!? 

Em 2013, EK anunciou MXP-JFK de 77W, eram 3 diários DXB-MXP.

https://economyclassandbeyond.boardingarea.com/2013/04/08/emirates-granted-fifth-freedom-fights-from-milan-to-new-york/

em 2014 um dos voos passou a 388

https://economyclassandbeyond.boardingarea.com/2014/10/09/emirates-add-a380-service-milan/

em 2016 dois 388 e um 77W

https://www.routesonline.com/news/38/airlineroute/268018/emirates-expands-a380-milan-service-from-oct-2016/

em 2T19 reduziram de 3 pra 2 diários em função de obras na pista, assim com GRU e GIG também tiveram reduções.

https://www.routesonline.com/news/38/airlineroute/279507/emirates-outlines-2q19-service-reductions-for-dubai-airport-runway-upgrade-project/

 

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente, acho muito difícil. EK e TP aumentaram o acordo de code-share pra todo o BR recentemente.

E a TP é a maior transportadora PAX e CARGO entre BR e Europa.

https://newsavia.com/emirates-e-tap-air-portugal-reforcam-acordo-de-code-share/

Edited by TheJoker
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Eu consigo ver a EK operando em BSB com o 77L e futuramente com os 787/A350 , acho mais plausível que REC,CNF,GYN, IGU... porém , não sabemos de nada até que a Emirates realmente exponha suas reais intenções para o mercado brasileiro .

Link to comment
Share on other sites

12 hours ago, Boeing_Rules said:

Eu consigo ver a EK operando em BSB com o 77L e futuramente com os 787/A350 , acho mais plausível que REC,CNF,GYN, IGU... porém , não sabemos de nada até que a Emirates realmente exponha suas reais intenções para o mercado brasileiro .

Ver ou sonhar? rs

Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, Boeing_Rules said:

Eu consigo ver a EK operando em BSB com o 77L e futuramente com os 787/A350 , acho mais plausível que REC,CNF,GYN, IGU... porém , não sabemos de nada até que a Emirates realmente exponha suas reais intenções para o mercado brasileiro .

BSB não tem O&D para a Asia que sustente isso. Na verdade nem São Paulo sozinho tem. 

LIS tem voo de todo canto pois existe demanda para a Europa, e CNF e BSB tem 1 voo cada. 
EUA tem demanda ? Com certeza o mercado VFR Minas Gerais-Estados Unidos é pelo menos umas 50x maior que o VFR Minas Gerais-Asia. E quantos voos tem MG para os Estados Unidos ? 

Temos hoje 4 voos para o Oriente Médio, sendo que 1 deles foi motivado por carga. Isso atende a América do Sul inteira! A Emirates ainda nem cogita voltar com DXB-GIG-SCL/EZE. 

Vão abrir uma rota em CNF ? No fim vai brigar por conexões, e não irão conseguir roubar as internacionais.  

Tem alguma rota da Emirates que faria sentido de CNF ? Sim! CNF-EWR-DXB 

 

  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

não vou entrar nesse buraco sem fundo de que cidade tem ou não demanda pra onde quer que seja, mas essa rota CNF-EWR-DXB seria algo bem sui generis pra companhia.

a Emirates tem pouquíssimos voos com escala e são coisas do tipo MEX-BCN-DXB, cuja demanda é óbvia e com desvio pequeno (2,3%, cf. GGMap), além do citado DXB-MXP-JFK.

Fora isso, dando uma olhada rápida no mapa de rotas só vi DXB-ACC-ABJ e DXB-CKY-DSS - pra facilitar, Acra (Gana), Abidjã (Costa do Marfim), Conacri (Guiné), Dakar (Senegal) - ou seja, pares de cidades muito próximas na África Ocidental.

para registro há coisas como Phuket na Tailândia que tem voo direto E opção com escala em Bangkok, ou Clark, nas Filipinas, também com voo direto E opção com escala em Cebu; de novo, pares de cidade próximas.

nas rotas que a companhia já anunciou para 2022 mantém-se o padrão de voos non-stop.

de cara, não me parece que haja algo nesse eixo MG-Costa Oeste que justifique a Emirates sair do seu modus operandi pra explorar.

se tiver fogo mesmo por trás dessa fumaça, acho bem mais provável algum feijão com arroz como um par com algum destino sulamericano - SCL, EZE, LIM, BOG, não vejo muito proveito em se meter no mercado Brasil-Europa e ignorar essas potencialidades, metade delas já explorada com relativo êxito.

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, bellinihugo said:

não vou entrar nesse buraco sem fundo de que cidade tem ou não demanda pra onde quer que seja, mas essa rota CNF-EWR-DXB seria algo bem sui generis pra companhia.

a Emirates tem pouquíssimos voos com escala e são coisas do tipo MEX-BCN-DXB, cuja demanda é óbvia e com desvio pequeno (2,3%, cf. GGMap), além do citado DXB-MXP-JFK.

Fora isso, dando uma olhada rápida no mapa de rotas só vi DXB-ACC-ABJ e DXB-CKY-DSS - pra facilitar, Acra (Gana), Abidjã (Costa do Marfim), Conacri (Guiné), Dakar (Senegal) - ou seja, pares de cidades muito próximas na África Ocidental.

para registro há coisas como Phuket na Tailândia que tem voo direto E opção com escala em Bangkok, ou Clark, nas Filipinas, também com voo direto E opção com escala em Cebu; de novo, pares de cidade próximas.

nas rotas que a companhia já anunciou para 2022 mantém-se o padrão de voos non-stop.

de cara, não me parece que haja algo nesse eixo MG-Costa Oeste que justifique a Emirates sair do seu modus operandi pra explorar.

se tiver fogo mesmo por trás dessa fumaça, acho bem mais provável algum feijão com arroz como um par com algum destino sulamericano - SCL, EZE, LIM, BOG, não vejo muito proveito em se meter no mercado Brasil-Europa e ignorar essas potencialidades, metade delas já explorada com relativo êxito.

Acredito que o Lipe mencionou esta “possibilidade” por ter demanda nos dois trechos, mas assim como eu, muita gente tb acredita, que um BH-NY/BOS é bastante low-yield e não se sustenta,a não ser por uma low-cost e a médio prazo, quando a situação econômica melhorar do nosso lado.

2022 ainda estará tudo meio incerto, mas com o fim da pandemia (dentro de 12/18 meses) devemos ver a EK retomar um DXB-GIG-EZE/SCL, nada diferente disto. 

Link to comment
Share on other sites

O mercado internacional está 70% abaixo dos níveis de 2019, não somos país exportador de produto agregado, nossa renda é a pior em décadas e somos um dos países mais fechados do mundo. Não vejo esta empolgação de novas bases da EK por aqui. A Emirates é uma empresa cara, que preza pela imagem, portando não adotaria terceirizados em novas bases. Voar 2x ou 3x por semana? Ela geralmente entra com voos diários ou 5x, na qual oferece disponibilidade e dilui o custo fixo.

Eu vejo como prioridade a EK retornar o segundo diário para GRU, oferecer diário para o GIG, de tal forma que tenha o mesmo panorama de 2019. Depois disso é incógnita, uma vez que a EK tem apenas A380 e B77W, enquanto as rotas para América do Sul são mais viáveis com 787 e A350.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

11 hours ago, Delmo said:

Ver ou sonhar? rs

Eu consigo vislumbrar a rota porque se for pra sonhar ia ser DXB-POA de 77X :lala: kkkkkkkkkkkkkkk

6 hours ago, boulosandre said:

Acredito que o Lipe mencionou esta “possibilidade” por ter demanda nos dois trechos, mas assim como eu, muita gente tb acredita, que um BH-NY/BOS é bastante low-yield e não se sustenta,a não ser por uma low-cost e a médio prazo, quando a situação econômica melhorar do nosso lado.

2022 ainda estará tudo meio incerto, mas com o fim da pandemia (dentro de 12/18 meses) devemos ver a EK retomar um DXB-GIG-EZE/SCL, nada diferente disto. 

Acredito que qualquer abertura de novo mercado no Brasil por parte da Emirates só acontecera depois de recuperar o pre-covid , ou seja DXB-GRU e DXB-GIG-XXX , pra só depois disso tentar qualquer outra coisa , inclusive desmembrar EZE e o SCL(nem sei se volta) de GIG e GRU respectivamente .

 

8 hours ago, bellinihugo said:

se tiver fogo mesmo por trás dessa fumaça, acho bem mais provável algum feijão com arroz como um par com algum destino sulamericano - SCL, EZE, LIM, BOG, não vejo muito proveito em se meter no mercado Brasil-Europa e ignorar essas potencialidades, metade delas já explorada com relativo êxito.

Concordo plenamente , e se pudesse chutar apostaria em um DXB-LIM-SCL , porém acredito que nem o 77W nem o A388 tem range pra fazer DXB-LIM então acho mais plausível um DXB-BOG-XXX .
Também existe a possibilidade de PTY , que foi abandonado em 2019 antes mesmo de iniciar... MVD... possibilidades existem muitas , já demanda e operacionalidade é outra história ....

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, Tintin said:

Considerando o ultimo incidente dessa empresinha, o novo destino no Brasil so poderia ser Gaviao Peixoto.

Apenas para contextualizar o incidente citado:

https://onemileatatime.com/news/emirates-terrifying-boeing-777-flight-washington/#wrapper-footer

 

  • Confused 1
Link to comment
Share on other sites

On 12/28/2021 at 5:32 PM, FCRO said:

CNF-EWR-DXB?!

ele foi ironico né

obvio quie a emirates não vai abrir essa rota, não tem o que discutir nisso 

Eu não fui irônico não, FCRO. 

Existe demanda Y e alguma demanda J para fazer CNF-EWR, mas note, tem muito mais que isso em torno de uma rota aérea. Carga, demanda premium, sazonalidades, etc...

Conforme citado, hoje a Emirates tem somente aeronaves de alta capacidade, e isso impõe limitação quanto a que mercados podem ser atendidos. É igual pensar em FCO-DXB - tem demanda de primeira classe e são 12F no 77W. 

 

Link to comment
Share on other sites

 

1 hour ago, LipeGIG said:

Eu não fui irônico não, FCRO. 

Existe demanda Y e alguma demanda J para fazer CNF-EWR, mas note, tem muito mais que isso em torno de uma rota aérea. Carga, demanda premium, sazonalidades, etc...

Conforme citado, hoje a Emirates tem somente aeronaves de alta capacidade, e isso impõe limitação quanto a que mercados podem ser atendidos. É igual pensar em FCO-DXB - tem demanda de primeira classe e são 12F no 77W. 

 

Por falar em carga, MG acabou de anunciar um incentivo que vai derrubar o ICMS de voos cargueiros de 25% para 7% caso a cia cargueira tenha pelo menos 2 rotas regulares semanais de carga partindo ou chegando em MG.

Meio que abre uma brecha para que entre uma Emirates da vida operando cargueiros em CNF, estendendo a perna para algum outro canto da América do Sul. Se entendi direito, um DBX-CNF-SCL-CNF-DBX por exemplo enquadraria a Emirates nessa regra.

Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, diasfly said:

 

Por falar em carga, MG acabou de anunciar um incentivo que vai derrubar o ICMS de voos cargueiros de 25% para 7% caso a cia cargueira tenha pelo menos 2 rotas regulares semanais de carga partindo ou chegando em MG.

Voo inter não paga ICMS, esse incentivo é pra cargueiras nacionais.

Link to comment
Share on other sites

On 29/12/2021 at 18:29, A345_Leadership said:

Crew Alert
**********

CO1408/21 COMPANY NOTAM - B777 MCP POWER UP DEFAULTS AND AFTER
LANDING/ SHUT DOWN MCP CHANGES

CREWS ARE REMINDED THAT THERE ARE NO FCOM NORMAL PROCEDURE (NP) REQUIREMENTS TO CHANGE THE MCP AFTER LANDING OR SHUTDOWN.

THERE HAVE BEEN TIMES WHEN THE MCP "ALTITUDE WINDOW" HAS BEEN SET TO THE AIRPORT ELEVATION WHICH MAY CAUSE ISSUES ON THE SUBSEQUENT DEPARTURE. THE FCOM 4.10.2 STATES THAT THE AFDS WILL ENGAGE IN "ALT" WHEN THE FIRST FLIGHT DIRECTOR SWITCH IS TURNED ON, IF THE MCP SELECTED ALTITUDE IS WITHIN 20 FEET OF THE DISPLAYED BARO ALTITUDE. CREWS SHALL NOT SET AIRPORT ELEVATION ON THE MCP AFTER LANDING OR SHUT DOWN.

4 “FGTS unlocked”. 4 vagas abertas 

Edited by MRN
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade