Jump to content

Airbus entrega o último A380 produzido à Emirates Airlines


jambock
 Share

Recommended Posts

 

Meus prezados

O fim de uma era

Airbus entrega o último A380 produzido à Emirates Airlines

Aeronave foi retirada de produção apenas 14 anos após a primeira entrega

spacer.png

Emirates recebeu mais de 120 Airbus A380 ao longo de 13 anos | Foto: Divulgação

A Airbus entregou hoje (16) o último A380 produzido, encerrando assim a curta jornada do maior avião de passageiros do mundo apenas catorze anos depois da primeira unidade ter sido entregue para a Singapore Airlines.

O avião, de matrícula A6-EVS deixará a base do fabricante, em Hamburgo, na Alemanha, e seguirá para Dubai, nos Emirados Árabes, em um voo previsto para durar cerca de sete horas. A entrega ocorre após um prolongado processo de testes e aceitação, com seu primeiro voo ocorrendo em 17 de março. A entrega será discreta, por conta das restrições sanitárias e pelo foco dado pela Airbus na divulgação nos benefícios ambientais de aeronaves menores.

Com a entrega desta semana a Emirates, a maior cliente do modelo no mundo, acumula mais de 120 unidades do A380 recebidos ao longo de treze anos. Todavia, cinco delas não estão mais em operação na companhia árabe.

Ao contrário de outras companhias aéreas, que têm se posicionado negativamente quanto ao futuro do super jumbo, principalmente por conta do alto custo de manutenção e de consumo de combustível, o CEO da Emirates, Tim Clark, tem mantido a posição que haverá sempre um espaço para o maior avião de passageiros do mundo. O executivo afirma que a falta de um serviço diferenciado para o A380 foi o motivo da falta de sucesso do gigante em outras empresas aéreas.

Recentemente, o Airbus A380 voltou a operar comercialmente para o Brasil, no EK261, de DXB para São Paulo (GRU), diariamente.

Saiba mais...

O primeiro A380 a entrar em serviço do mundo, o 9V-SKA, utilizado pela Singapore Airlines teve suas operações comerciais encerradas em 2017. O avião foi desmontado pela francesa Tarmac Aerosave, com seus componentes principais sendo vendidos e sua estrutura aguardando interessado na compra do metal.

Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 16 dez 2021

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

11 minutes ago, Luckert said:

Mas bateu 300? Se só a Emirates sozinha respondeu por praticamente a metade disso?

Foram produzidos cerca de 250 aviões, só a Emirates ficou com 123. Ou seja, não pagou o projeto.

Edited by PR-FHI
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, PR-FHI said:

Foram produzidos cerca de 250 aviões, só a Emirates ficou com 123. Ou seja, não pagou o projeto.

olhei aqui

foram 251 aviões (incluindo 3 prototipos), então foram mais que os md-11s que foram produzidos 200

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade