Jump to content

[ATUALIZADO] TAP venderá empresas e fechará a TAP ME Brasil


Jopeg
 Share

Recommended Posts

TAP vai ser obrigada a vender três empresas (e pode liquidar a manutenção no Brasil)

Sindicato alerta que TAP poderá avançar com mais despedimentos Sindicato alerta que TAP poderá avançar com mais despedimentos

Companhia aérea tem de vender Groundforce, Cateringpor e Manutenção Brasil. Contas negativas podem tornar preferível liquidar a operação brasileira

EM ATUALIZAÇÃO

O Grupo TAP vai ser obrigado a vender três empresas: a empresa de handling Groundforce, a empresa de catering Caterinpor e a empresa de manutenção VEM Brasil. É o que resulta do acordo celebrado com a Comissão Europeia, para viabilizar o plano de reestruturação da empresa, depois do choque de receitas sofrido com a pandemia. A empresa tem tempo para realizar as vendas, para não ser forçada a vender mal. Mas mal pode ser o caso brasileiro: o negócio é tão perdulário que a TAP pode optar por liquidar a empresa em vez de ter de pagar para vendê-la.

A CNN Portugal sabe que o acordo já está fechado. E implica “remédios”, isto é, contrapartidas impostas para compensar as ajudas de Estado. Esses remédios são perda de slots e a venda destas três empresas..

Pagar para vender ou liquidar Brasil?

O caso mais problemático é o da VEM (acrónimo para Varig Engenharia e Manutenção), uma velha e grande dor de cabeça da TAP, que consumiu centenas de milhões de euros ao longo de vários anos. Hoje, a empresa chama-se TAP M&E Brasil (Manutenção e Engenharia).

Link to comment
Share on other sites

https://newsavia.com/comissao-europeia-aprova-plano-de-reestruturacao-do-grupo-tap/

A TAP Air Portugal disponibilizará até 18 faixas horárias por dia no aeroporto de Lisboa a uma transportadora concorrente. Estas medidas permitirão a entrada ou expansão duradoura de uma transportadora concorrente neste aeroporto, em benefício dos consumidores.

Além disso, a TAP SGPS e a TAP Air Portugal serão proibidas de quaisquer aquisições e reduzirão a sua frota até ao final do plano de reestruturação, racionalizando a sua rede e ajustando-se às últimas previsões que estimam que a procura não irá aumentar antes de 2023 devido à pandemia de coronavírus.

Link to comment
Share on other sites

https://expresso.pt/economia/2021-12-21-Comissao-Europeia-aprova-o-plano-de-reestruturacao-da-TAP-mas-impoe-um-corte-de-18-slots-por-dia-8301d296

No plano entregue em dezembro de 2020, a TAP previa reduzir a frota para 88 aviões, segundo a informação que foi avançada na altura. A Comissão Europeia autoriza a TAP a ter até 99 aviões.

 

No relatório anual 2020, tinha 19 339, 5 332 (2 em phase out 2021)

                                                 51 NB (6 319 e 2 320 em phase out 2021)

                                                   8 ATR e 13 190s wet-lease

 

De referir que, tendo em consideração os efeitos da pandemia, foi negociado um acordo com a Airbus que alterou os contratos de aquisição de aeronaves das famílias A320neo e A330neo, permitindo reduzir o CAPEX nos anos 2020-2022 em aproximadamente USD 1.000 milhões, por forma a alcançar um melhor alinhamento com o atual momento de mercado e as perspetivas de retoma para os próximos anos. No que se refere ao contrato de aquisição de aeronaves da família A320neo, procedeu-se à diminuição do número de aeronaves a entregar em 2020, adiando algumas entregas para 2021. Adicionalmente, o acordo permitiu adiar a maioria das entregas originalmente previstas para 2021 e 2022 para o período entre 2025 e 2027. No que se refere ao contrato de aquisição de aeronaves A330neo, foi acordado o adiamento para 2024 relativo às 2 aeronaves com entrega originalmente prevista para 2022, garantindo à TAP a possibilidade de troca destas aeronaves por outros modelos, a avaliar em função da retoma da procura e das necessidades futuras da Companhia.

https://www.tapairportugal.com/pt/sobre-nos/relatorios-anuais

 

33 NB e 2 339 a receber

 

spacer.png

 

Link to comment
Share on other sites

A TAP passou de todos limites do aceitável. Muito dinheiro sem garantias de retorno. A injeção de capital custa €800 a todo português trabalhador. Um país com produtividade estagnada há 2 décadas e cada vez mais distante do restante da UE - que assistiu antigos pares o ultrapassarem em pib per capita, idh, mobilidade social etc. Este valor de 800 euros é próximo salário médio do país. Um espanto.

No fundo, apenas a privatização completa poderia dar um futuro digno para cia. Mas sob governo socialista isto não ira ocorrer. Uma pena.

Apenas decisão política justifica o que foi feito.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

29 minutes ago, naia said:

A TAP passou de todos limites do aceitável. Muito dinheiro sem garantias de retorno. A injeção de capital custa €800 a todo português trabalhador. Um país com produtividade estagnada há 2 décadas e cada vez mais distante do restante da UE - que assistiu antigos pares o ultrapassarem em pib per capita, idh, mobilidade social etc. Este valor de 800 euros é próximo salário médio do país. Um espanto.

No fundo, apenas a privatização completa poderia dar um futuro digno para cia. Mas sob governo socialista isto não ira ocorrer. Uma pena.

Apenas decisão política justifica o que foi feito.

TAP é a Alitalia dos tugas. E imaginem que até hoje tem brasileiro que defende que deviam ter injetado caixa na defunta VARIG e culpam o nove dedos pela quebra desta.

Na mão do DN a TAP iria prosperar... mas, comunas querem o controle sobre tudo.

  • Like 5
  • Haha 4
Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, PT-KTR said:

Na mão do DN a TAP iria prosperar... mas, comunas querem o controle sobre tudo.

Iria mesmo, certeza. Fez muitas mudanças quando assumiu, estava colocando a casa em ordem. Se não fosse ele eu teria ficado sem salário em 2015

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Talvez com Costa perdendo a maioria do parlamento com Partido Socialista, a TAP deverá ser privatizada. Embora tenham pessoas no PSD e CDS que são contrários a uma privatização completa. O Iniciativa Liberal e muitos outros políticos de mais partidos apoiam. Mas a TAP é, de fato, a Alitalia da terrinha. Possui um valor político enorme, usada como moeda de troca - especialmente dos socialistas.

Era querer demais que seguissem o exemplo do belo acordo entre o Gov. Alemão e a Lufthansa.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

4 minutes ago, Carlo Fratini said:

A compra da VEM pela TAP foi um dos inúmeros erros da companhia.

Acho que só quem gostou foi o Fernando Pinto, que era conhecido lá como “cara legal”…

Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, Carlo Fratini said:

A compra da VEM pela TAP foi um dos inúmeros erros da companhia.

Carlos,

 Foi um erro, mas poderia ter virado um acerto.

 
Veja, com o dolar no patamar que está desde 2020 e até antes quando já pulou para a faixa de R$ 3 pra US$ 1, fazer serviços no Brasil ficou barato. Só creio que falta gritaria por parte da TAP para obter desoneração da área de serviços para exportação de forma a fazer a manutenção ser algo capaz de competir. 

Lembro que a Gol mandava seus 737 ao exterior quando o dólar assim permitia, e a Tam/Latam fez o mesmo mandando avião até Hong Kong. 

Ou seja, o mercado é dinâmico, e não tenho dúvidas que a VEM pode fazer manutenção em um A330 de forma competitiva, mas penso que ela deixou de investir e se desatualizou provavelmente em outros equipamentos (777). 


O investimento em capital para se fazer um hangar novo e a contratação de mecânicos...imaginem isso ! 

Então pra mim, a VEM deixou de ser prioritária e virou uma mera oficina da TAP e de poucos clientes! E ela não manda A320 pro Brasil, portanto, limitada aos A330. 

 

Link to comment
Share on other sites

18 hours ago, naia said:

Talvez com Costa perdendo a maioria do parlamento com Partido Socialista, a TAP deverá ser privatizada. Embora tenham pessoas no PSD e CDS que são contrários a uma privatização completa. O Iniciativa Liberal e muitos outros políticos de mais partidos apoiam. Mas a TAP é, de fato, a Alitalia da terrinha. Possui um valor político enorme, usada como moeda de troca - especialmente dos socialistas.

Era querer demais que seguissem o exemplo do belo acordo entre o Gov. Alemão e a Lufthansa.

Mas nesse acordo a Lufthansa não ganhou nada, pegou emprestado quando precisou e já pagou de volta , diferente de TAP e Alitali,que são um poço sem fundo e só recebem recursos governamentais há décadas 

Link to comment
Share on other sites

A compra da VEM pela TAP foi um sinal que o grupo português tinha interesse na VARIG. Fernando Pinto procurava investidores para a empreitada.

Mas a VEM dependia dos aviões da RG e quando esta fechou de vez, a MRO não tinha muitas alternativas. E é notório que drenou muitos recursos da TAP, situação que deve ter amenizado quando DN comprou a empresa e fechou o CEMAN POA.

Sobre a TAP, infelizmente lá (e em muitos lugares) perdura a ideia que ela é serviço público e não empresa, portanto a questão da viabilidade financeira passa longe. É um pensamento que vigorou até a década de 1980 e hoje é atrasado isso. A TAP conta com dois trunfos que a mantém relevante em Portugal: restrições em LIS e a geografia europeia que não a faz um mercado atrativo para as LCC, digamos que ela está no "canto ocidental" da Europa.

Agora, se surgir uma empresa LCC em Porto ou em segundo aeroporto lisboeta, que com alguns A321LR consiga fazer NYC/Nordeste/África e A220 para distribuição europeia, a TAP vai precisar de mais aportes. Quem sabe não seja o próprio DN o cabeça desta empreitada? Ele teve acesso a caixa-preta da TAP, sabe onde ganha e onde perde. Montar uma empresa com 10 A321LR e 30 E190/A220 é nada para ele.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

14 hours ago, A345_Leadership said:

Quem sabe não seja o próprio DN o cabeça desta empreitada? Ele teve acesso a caixa-preta da TAP, sabe onde ganha e onde perde. Montar uma empresa com 10 A321LR e 30 E190/A220 é nada para ele.

Se ele fizer isso ele quebra a TAP.
Trabalhei na TAP e o sentimento é justamente esse, é uma empresa do povo, que o Governo tem que bancar pra levar o nome de Portugal para o mundo… Tá aí o resultado 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

36 minutes ago, MRN said:

Se ele fizer isso ele quebra a TAP.
Trabalhei na TAP e o sentimento é justamente esse, é uma empresa do povo, que o Governo tem que bancar pra levar o nome de Portugal para o mundo… Tá aí o resultado 

Imagina uma empresa com 6 A321LR + 8 E190 + 4 ATR, com base em OPO:

A321: REC, LAD, EWR e YYZ;

E190: voos intraeuropeus;

ATR: LIS-OPO como feeder e destinos na Espanha.

Code-share com a Azul no VCP-OPO, que repassaria os E190 e ATR. Conforme a demanda aumente, pode usar mais A321 para abrir FOR, NAT, SSA.

O que vejo como empecilho é que a ANA adminstra tanto LIS quanto OPO, ela não irá favorecer uma empresa em detrimento de Lisboa. Se houvesse outro gestor e mais incentivos dos governos locais, seria interessante esta operação.

Novamente, DN teve acesso a caixa-preta da TAP e se o governo não impôs cláusula impedindo dele ter empresa aérea em PT, quem vai rir por último será ele.

Link to comment
Share on other sites

1 minute ago, A345_Leadership said:

Imagina uma empresa com 6 A321LR + 8 E190 + 4 ATR, com base em OPO:

A321: REC, LAD, EWR e YYZ;

E190: voos intraeuropeus;

ATR: LIS-OPO como feeder e destinos na Espanha.

Code-share com a Azul no VCP-OPO, que repassaria os E190 e ATR. Conforme a demanda aumente, pode usar mais A321 para abrir FOR, NAT, SSA.

O que vejo como empecilho é que a ANA adminstra tanto LIS quanto OPO, ela não irá favorecer uma empresa em detrimento de Lisboa. Se houvesse outro gestor e mais incentivos dos governos locais, seria interessante esta operação.

Novamente, DN teve acesso a caixa-preta da TAP e se o governo não impôs cláusula impedindo dele ter empresa aérea em PT, quem vai rir por último será ele.

Espero que ele não leia esse tópico, pelo bem dos meus amigos tuga que ainda estão na TAP kkkkkk

  • Haha 3
Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, MRN said:

Se ele fizer isso ele quebra a TAP.
Trabalhei na TAP e o sentimento é justamente esse, é uma empresa do povo, que o Governo tem que bancar pra levar o nome de Portugal para o mundo… Tá aí o resultado 

Conheço uma história assim, que o governo deveria aportar em uma empresa privada, pois ela tinha o nome do BR na fuselagem, o governo felizmente não aportou, apesar de eu desejar o governante em um caixão, culpam ele injustamente pelo fim da empresa privada, má administrada por uma fundação e as viúvas choram até hoje que ninguém leva o nome do Brasil para o mundo, como se tais destinos à época fossem rentáveis.

Esse nacionalismo bobo já custou bem caro a muito contribuinte vide Argentina, Itália, Portugal...

Link to comment
Share on other sites

29 minutes ago, PT-KTR said:

Conheço uma história assim, que o governo deveria aportar em uma empresa privada, pois ela tinha o nome do BR na fuselagem, o governo felizmente não aportou, apesar de eu desejar o governante em um caixão, culpam ele injustamente pelo fim da empresa privada, má administrada por uma fundação e as viúvas choram até hoje que ninguém leva o nome do Brasil para o mundo, como se tais destinos à época fossem rentáveis.

Esse nacionalismo bobo já custou bem caro a muito contribuinte vide Argentina, Itália, Portugal...

Concordo plenamente. Quem tem a função e prerrogativa de levar o nome do Brasil para o mundo é o Estado Brasileiro, para o qual eu pago meus impostos (e muito bem pagos). Empresa aérea tem a função de levar o passageiro de A pra B com o melhor custo-benefício, onde o passageiro quiser e houver rentabilidade. Ponto final. 

Quer nacionalismo bota uma bandeira na porta de casa, não sustentar empresa falida.

Edited by Eric Breno
  • Like 3
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

On 27/12/2021 at 17:24, Luckert said:

Mas nesse acordo a Lufthansa não ganhou nada, pegou emprestado quando precisou e já pagou de volta , diferente de TAP e Alitali,que são um poço sem fundo e só recebem recursos governamentais há décadas 

Justamente. 

O Gov Português ao invés de ajudar pontualmente e com a contrapartida da empresa em pagar o Estado mais rápido que o previsto, prefere fazer o que estiver ao vosso alcance para manter os privilégios da TAP, ainda que custe muito caro aos Portugueses. Acho a TAP ainda mais vergonhosa que a Alitalia. Portugal é mais pobre e possui maiores desafios.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

4 hours ago, Eric Breno said:

Concordo plenamente. Quem tem a função e prerrogativa de levar o nome do Brasil para o mundo é o Estado Brasileiro, para o qual eu pago meus impostos (e muito bem pagos). Empresa aérea tem a função de levar o passageiro de A pra B com o melhor custo-benefício, onde o passageiro quiser e houver rentabilidade. Ponto final. 

Quer nacionalismo bota uma bandeira na porta de casa, não sustentar empresa falida.

Quer exemplo melhor que a TAAG?Aquilo é uma máquina de perder dinheiro. Um primo natural do Minho que trabalha em Luanda, faz o trajeto OPO-LAD umas 5/6x ao ano.

Nos últimos tempos recusa viajar na TAAG e na TAP de tanta raiva que sente pelas duas cias, justamente, por serem fruto deste nacionalismo exacerbado.

Ultimamente (2019 para cá), ele tem voado entre Luanda e Porto via Frankfurt, Paris, Istambul e até Dubai. Diz que não dará mais €1 para as duas cias. 

Lembro dele mandar fotos para mim de um 77W da TAAG com menos de 100 passageiros em voo e aquela primeira classe bizarra, tanto num JNB-LAD, quanto num LIS/OPO- LAD.

  • Like 1
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

https://www.tapairportugal.com/pt/media/comunicados-de-imprensa/Press-Release-894

TAP vai encerrar operações de Manutenção e Engenharia no Brasil

Como parte do plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia no dia 21 de dezembro de 2021, o Grupo TAP decidiu encerrar as operações da TAP Manutenção e Engenharia Brasil S.A. (“TAP ME”).

 

A medida, no entanto, não interfere na operação de transporte aéreo de passageiros da Companhia no país, seu principal mercado exterior. O Brasil representa entre 25% e 30% da receita da Companhia, que continua a aumentar a oferta naquele mercado, com presença em 11 capitais e expectativa de expansão dos voos semanais. 


O processo vai prosseguir da seguinte maneira: 

1 - Os serviços de manutenção referentes a aeronaves já contratados e/ou em andamento serão realizados normalmente, de acordo com os contratos entre a TAP ME e seus clientes;
 

2 -A TAP ME não aceitará novos pedidos para prestação de serviços de manutenção. 
Somente a partir da conclusão dos serviços de manutenção em andamento ou daqueles já contratados é que a TAP ME encerrará suas atividades.

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

Empresa acumulava prejuízos no país

TAP ME anuncia encerramento das atividades no Brasil

Unidade foi adquirida da extinta Varig e estava em atividade no país há 15 anos

spacer.pngspacer.png

Unidade da TAP ME no aeroporto internacional do Rio de Janeiro | Foto: Divulgação

A divisão de manutenção e engenharia (ME) da TAP Air Portugal anunciou, nesta quarta-feira (12), o encerramento das suas atividades no Brasil, como parte do plano de reestruturação da companhia aérea, aprovado em dezembro pela Comissão Europeia (CE).

Em um comunicado aos funcionários, a comissão executiva da empresa informou que os serviços de manutenção já contratados ou em andamento serão realizados normalmente. A decisão não vai interferir nas rotas que a TAP faz de Lisboa (LIS) e do Porto (OPO) para o país.

A divisão vinha acumulando prejuízos operacionais nos últimos anos, acentuados em 2020 com a pandemia de covid-19. Atualmente, ela possui uma base no aeroporto internacional do Rio de Janeiro (GIG), que presta serviços também a outras companhias aéreas, como a charter canadense Air Transat. 

A TAP ME é fruto da aquisição da Varig Engenharia e Manutenção (VEM), em 2006, durante o processo de recuperação judicial da Varig. A VEM havia iniciado suas atividades em outubro de 2001 e surgiu como uma forma de rentabilizar de forma independente os serviços de manutenção do grupo Varig. Porém, a empresa atravessava uma série de dificuldades, inviabilizando a rentabilidade do negócio, que foi o primeiro a ser vendido durante a recuperação judicial.

As instalações de Porto Alegre, especializada em aeronave de corredor único e componentes, já havia encerrado suas atividades anos atrás.

Fonte: Marcel Cardoso – Aero Magazine 12 jan 2022

  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

  • A345_Leadership changed the title to [ATUALIZADO] TAP venderá empresas e fechará a TAP ME Brasil

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade