Jump to content

Copa Airlines anuncia novos voos ao Brasil durante reunião com a Embratur


Recommended Posts

7 hours ago, boulosandre said:

Nada de voltar ao Nordeste? Que estranho!

“A Copa Airlines pretende ainda ampliar a conectividade com o Brasil em 2023, com rotas para Recife e Salvador. A partir de 2024, Curitiba, Florianópolis, Belém e Foz do Iguaçu também deverão receber novos voos.”

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

9 hours ago, naia said:

Copa nada de braçadas em ASU e MVD. 

Qual seria a demanda de Asuncíon e Montevideo p/ EUA? 

ASU-MIA na matéria da Anna.Aero era de 50k ano. MVD acredito que deva ser pouco superior. 

American retoma Montevideo no fim do ano parece, 3x semanais. Antes da pandemia rodada 5-7 semanais com 763 e 788 se não me engano. ASU não deve ter AA há alguns bons anos. Recordo-me que era com 757. 

http://tocumenpanama.aero/transparencia/2022/files_2022-Jun-13-152653/10.3_reporte_estadistico_may2022.pdf638

CM mai22

MVD  23.638  (ida+volta) 18 vps em jun22

ASU   17.361  17 vps

LIM    51.256  40 vps

SCL    46.752  38 vps

GRU   45.036  35 vps

EZE    26.715  21 vps

GIG   14.284   14 vps                       

   

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, TheJoker said:

http://tocumenpanama.aero/transparencia/2022/files_2022-Jun-13-152653/10.3_reporte_estadistico_may2022.pdf638

CM mai22

MVD  23.638  (ida+volta) 18 vps em jun22

ASU   17.361  17 vps

LIM    51.256  40 vps

SCL    46.752  38 vps

GRU   45.036  35 vps

EZE    26.715  21 vps

GIG   14.284   14 vps                       

   

Até o final do ano serão 42 freq semanais em GRU. Se não aumentarem as frequências em SCL, GRU deve superá-lo e se aproximar ou até mesmo ultrapassar LIM.

Link to comment
Share on other sites

O + incrível é o desempenho financeiro da CM.

https://copa.gcs-web.com/static-files/2bdb2257-f983-4497-b289-2e165755f4e5

1Q22  RASM  10.2 / 1.609 = RASK 6.34      1Q19  6.53   
      CASM   9.4         = CASK 5.84            5.41

                     Res. op.  +0.50           +1.12 

 

https://www.latamairlinesgroup.net/results-center

1Q22  RASK  5.7    1Q19  5.7
      CASK  8.1          6.4

  Res. op. -2.4         -0.7

 

Quando eu disse que a LTM (e as outras) ficam com o resto do resto, não estava exagerando. :lol:

Link to comment
Share on other sites

A Copa é uma máquina de rentabilidade. Geralmente em dois dígitos, acho que teve um ano que bateu 20%. Nem Ryanair, nem Southwest conseguiram tal façanha.

Que continuem assim e não entrem no jogo da consolidação ou passos mais largos (widebody).

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

20 hours ago, boulosandre said:

Nada de voltar ao Nordeste? Que estranho!

Até hoje não consigo entender como a Copa operou FOR somente por 1 ano... Acho que talvez faltou alguma parceria do tipo com alguma empresa aérea aqui! Seria bom, se num futuro próxima ela resolvesse voltar a operar na cidade!

Link to comment
Share on other sites

"No entanto, a Copa se limita a dizer que 'para 2024, a companhia está analisando novas cidades brasileiras, mas, até o momento, não há previsão para o início das operações'".

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2022/06/copa-airlines-aumenta-frequencias-no-brasil-ate-dezembro-veja-os-voos_190150.html 

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, Pedro de Souza said:

Até hoje não consigo entender como a Copa operou FOR somente por 1 ano... Acho que talvez faltou alguma parceria do tipo com alguma empresa aérea aqui! Seria bom, se num futuro próxima ela resolvesse voltar a operar na cidade!

Entre jul e out18 LFs baixos 69-70% (média ida+volta).

Voltaram entre mar e mai19, e ficou em 66%. 

SSA jul a dez18 73%, 2019 melhorou pra 76,6%.

REC operou desde jun16.

 

Edited by TheJoker
Link to comment
Share on other sites

10 hours ago, Pedro de Souza said:

Até hoje não consigo entender como a Copa operou FOR somente por 1 ano... Acho que talvez faltou alguma parceria do tipo com alguma empresa aérea aqui! Seria bom, se num futuro próxima ela resolvesse voltar a operar na cidade!

parceria pra onde?

visto que os principais mercados ela já operava com equipamento próprio 

Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, FCRO said:

parceria pra onde?

visto que os principais mercados ela já operava com equipamento próprio 

Se não estou enganado, a Copa tem uma parceria com a Gol. De qualquer forma, esse não é o modelo de operação da CM, que normalmente fica de pé com o mercado que atende, sem depender de conexões para se sustentar.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Estava olhando os dados disponíveis sobre chegada de turistas estrangeiros no Paraná em 2018 e 2019. Mais de 90% deve ter ido para Foz do Iguaçu.

Total 2018: 948.388.

Total 2019: 1.006.752

Via aérea.

2018: 41.156. 2019: 69.465.

Via Terrestre. 

2018: 878.903. 2019: 965.579.

Isto que mais me chamou atenção:

• 32.260 turistas americanos em 2019, apenas 1.631 via aérea. O restante todo por terra. 

• Israelenses com 10.120 turistas, esmagorada maioria também via terrestre: 9.956.

Dos países europeus a mesma coisa, grande parte por terra.

Entram quase todos por Puerto Iguazú? Ou pegam ônibus em São Paulo? Alguns em Curitiba? 

 

Link to comment
Share on other sites

4 hours ago, naia said:

Estava olhando os dados disponíveis sobre chegada de turistas estrangeiros no Paraná em 2018 e 2019. Mais de 90% deve ter ido para Foz do Iguaçu.

Via aérea.

2018: 41.156. 2019: 69.465.

Via Terrestre. 

2018: 878.903. 2019: 965.579.

 

2018  CWB 38k desembarques inter (pagos+grátis)      IGU  59k  (LP 30k, 29k cias argentinas)

2019      38k   (AR 34k e ZP 4k)                          35k  (LP 34k, 650 em charters)

A maioria é pela tríplice fronteira.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

3 hours ago, TheJoker said:
2018  CWB 38k desembarques inter (pagos+grátis)      IGU  59k  (LP 30k, 29k cias argentinas)

2019      38k   (AR 34k e ZP 4k)                          35k  (LP 34k, 650 em charters)

A maioria é pela tríplice fronteira.

Nestes dados englobam quem fez, por ex, MIA-GRU-IGU. Dormiu uma noite no Brasil e foi para Argentina. Depois de 2 dias voltou ao país. É computado 2x? Ou apenas em GRU?

Link to comment
Share on other sites

7 minutes ago, naia said:

Nestes dados englobam quem fez, por ex, MIA-GRU-IGU. Dormiu uma noite no Brasil e foi para Argentina. Depois de 2 dias voltou ao país. É computado 2x? Ou apenas em GRU?

Ele conta aéreao só quem chega por exemplo LIM-IGU ou AEP-CWB. 
Agora, se o estrangeiro chegou GIG ou GRU, foi para IGU, e atravessou a fronteira e voltou a entrar no Brasil, ele é contado de novo no terrestre. 

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

On 6/21/2022 at 2:47 PM, Abel_BSB said:

Se não estou enganado, a Copa tem uma parceria com a Gol. De qualquer forma, esse não é o modelo de operação da CM, que normalmente fica de pé com o mercado que atende, sem depender de conexões para se sustentar.

O modelo da Copa é tão interessante atualmente que quando ela anuncia por exemplo que vai agregar uma nova cidade, digamos GYN, isso é o que termina acontecendo: 

GYN-Pontos Além de PTY - Provavelmente faz 75% da demanda esperada 
GYN-PTY - Vai gerar uns 5 a 10% da demanda
Pontos Além de PTY-GYN, o contrário acaba sendo estimulado - digamos 2 PDEW de Orlando, 2 PDEW de Miami, 1 PDEW do Texas, 1 PDEW de Boston, 1 PDEW NY.... nessa tocada ela captura 15 a 25% da demanda esperada

A rede dela permite isso! Então no fim, lançar um mercado acaba por melhorar outros. Além disso, com o recurso do DDI/DDD na reserva, ela consegue saber hoje de onde se originam de fato os passageiros que viajam nos voos atuais da cia. 
Então a Copa sabe o suficiente sobre onde ela teria mais chance de sucesso! 

 

  • Like 2
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, LipeGIG said:

Ele conta aéreao só quem chega por exemplo LIM-IGU ou AEP-CWB. 
Agora, se o estrangeiro chegou GIG ou GRU, foi para IGU, e atravessou a fronteira e voltou a entrar no Brasil, ele é contado de novo no terrestre. 

 

Obrigado. Faz todo sentido que seja assim. O n° de estrangeiros via terrestre destoa justamente na tríplice fronteira. Ainda assim, IGU deve receber mais turistas vindo da América do Norte, Ásia e Europa que IGR. Mas não sei se a diferença é muito grande.

EZE-IGR-EZE em 2019 movimentou 80 mil pax. Meus amigos que vivem em Cascavel, embarcaram para MIA (em 2018) e CUN (em 2019) via IGR e EZE por conta do preço. Compensou muito mais voar AR nas 2x. Eles disseram que nas etapas IGR-EZE e EZE-IGR que fizeram, a sensação era que ao menos metade do avião eram estrangeiros - a maioria europeus. 

Link to comment
Share on other sites

13 hours ago, LipeGIG said:

O modelo da Copa é tão interessante atualmente que quando ela anuncia por exemplo que vai agregar uma nova cidade, digamos GYN, isso é o que termina acontecendo: 

GYN-Pontos Além de PTY - Provavelmente faz 75% da demanda esperada 
GYN-PTY - Vai gerar uns 5 a 10% da demanda
Pontos Além de PTY-GYN, o contrário acaba sendo estimulado - digamos 2 PDEW de Orlando, 2 PDEW de Miami, 1 PDEW do Texas, 1 PDEW de Boston, 1 PDEW NY.... nessa tocada ela captura 15 a 25% da demanda esperada

A rede dela permite isso! Então no fim, lançar um mercado acaba por melhorar outros. Além disso, com o recurso do DDI/DDD na reserva, ela consegue saber hoje de onde se originam de fato os passageiros que viajam nos voos atuais da cia. 
Então a Copa sabe o suficiente sobre onde ela teria mais chance de sucesso! 

 

Exatamente. Tive a oportunidade de escutar o Pedro Heibron uma vez, CEO da Copa, ele pareceu-me muito competente. Citando o modelo da cia, as pessoas ao redor já debatiam das inúmeras possibilidades que ainda dispunham em mãos; e algumas delas tornaram-se realidade.

Na altura (2016) estavam inaugurando PTY-ROS. Arrancou 4x semanais se não me engano. Em 2017, a rota já movimentou mais de 90k. 

Recordo-me de um jornalista  argentino dizendo que seria um desafio atrair os rosarinos que estavam tão habituados a rodar 300 km de carro, ônibus e vans e dirigirem-se para EZE. 

Sobre GYN, eu imagino que uma porcentagem significativa da demanda que pode ser atingida pela Copa, atualmente pega o carro ou toma um ônibus, uma van, o que seja,  até BSB.

A maioria deve mesmo fazer conexão em GRU/VCP - e em menor escala GIG/CNF. Em 2019 eram cerca de 190 pax dia, ou 95 PDEW a partir do terminal goiano p/ América do Norte, Central e Caribe. Aos EUA foram 78 PDEW com ticket médio de $ 235.

Eu não tenho dúvidas que pode existir hoje o potencial de duplicar a demanda. Existem muitos Goianos nos EUA. Na Geórgia mesmo, são de longe o maior grupo. Além dos que vivem na região de Boston, NY e Florida. 

A economia de Goiânia tá bombando. É a capital que mais se beneficia do agronegócio, não apenas pelo estado de GO ser forte no setor, mas também, por influenciar com seus serviços o TO, parte do MT e até do PA por ex.

São mais de 1.5 mi de hab na capital e cerca de 2.7 mi na região metropolitana. Incluindo Anápolis o passa dos 3.1 mi. 

Após BEL, CWB, FLN e IGU, é a cidade com maior potencial mesmo para Copa. 

Edited by naia
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

A evolução da CM no BR.

Embarque de pagos do BR para PTY:

      Total             GRU              GIG              Fora RJ-SP

2012   362k             148k             76k              138k           38% do total

2013   430k   +68k      180k    +32      89k   +13k       161k   +23k    37%

2014   485k   +55k      196k    +16k     98k   +9k        191k   +30k    39%

2015   462k   -23k      168k    -28k     97k   -1k        197k   +6k     43%

2016   456k   -6k       205k    +37k     99k   +2k        152k   -45k    33%

2017   550k   +94k      277k    +72k     96k   -3k        177k   +25k    32%

2018   538k   -12k      266k    -11k     95k   -1k        177k     -     33%

2019   530k   -8k       256k    -10k     94k   -1k        180k   +3k     34%
                        48%              18%
===========================================

2021   292k   -238k     180k    -76k     46k   -48k        22k   -158k    8%

5M22   191k             101k             37k               53k            28%
                        53%              19%

738  160 assentos x 365d = 58.400 x 80% = 46.7k pax/ano   

GIG é o + estável porque a maioria é de estrangeiros, os outros dependem das finanças dos brasileiros.

  • Like 1
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

15 minutes ago, TheJoker said:

A evolução da CM no BR.

Embarque de pagos do BR para PTY:

      Total             GRU              GIG              Fora RJ-SP

2012   362k             148k             76k              138k           38% do total

2013   430k   +68k      180k    +32      89k   +13k       161k   +23k    37%

2014   485k   +55k      196k    +16k     98k   +9k        191k   +30k    39%

2015   462k   -23k      168k    -28k     97k   -1k        197k   +6k     43%

2016   456k   -6k       205k    +37k     99k   +2k        152k   -45k    33%

2017   550k   +94k      277k    +72k     96k   -3k        177k   +25k    32%

2018   538k   -12k      266k    -11k     95k   -1k        177k     -     33%

2019   530k   -8k       256k    -10k     94k   -1k        180k   +3k     34%
                        48%              18%
===========================================

2021   292k   -238k     180k    -76k     46k   -48k        22k   -158k    8%

5M22   191k             101k             37k               53k            28%
                        53%              19%

738  160 assentos x 365d = 58.400 x 80% = 46.7k pax/ano   

GIG é o + estável porque a maioria é de estrangeiros, os outros dependem das finanças dos brasileiros.

Interessante, em 2012 GRU respondia por 41% e o GIG por 21%. Em 2019 GRU foi para 48% e o GIG 18%, mostrando que a abertura de novas bases, novas frequências, entrantes como a Azul e o boom para os EUA na primeira década de 2010 não diminuiram a importância de Cumbica, ao contrário.

A Copa consegue fazer rodar e gerar mais demanda pelo seu modelo único. Então o GYN-PTY pode levar 30 passageiros para Miami, 20 para Orlando, 10 para NY, 5 para Cancún, 5 para o Canadá, 15 para a América do Sul e 15 para América Central e Caribe, no total de 110 passageiros, sem contar os que podem ficar no Panamá - que não devem ser muitos, mais os de fora de Goiânia.

Modelo de hub da Copa funciona bem por ela não ter apenas um aeroporto para concentrar tudo. São poucas companhias no mundo que podem se gabar disso. E conta a disciplina e oferta da frota. Se fosse gestão típica das cias. brasileiras, ia trocar os 6x GRU-PTY por 2x de 777-300, ou 3 de 787-9, tudo para baixar o CASK. Mas o que dizer da empresa que emprega seis tripulações para GRU e ainda consegue 10-20% de rentabilidade?

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

 Evolução dos resultados:

         ASM             yield   LF        RASM   CASM    lucro/prejuízo (USD mm)

2012    16.567           17.3    75,3%     13.6   11.1       326.5

2013    18.950  +14,4%   17.3    76,7%     13.8   11         428.2

2014    20.757  +9,5%    16.6    76,7%     13.1   10.5       371,4   até aqui vacas gordas

2015    21.675  +4,4%    13.3    75,2%     10.4    9.2       185.4   crise, queda do yield/LF

2016    22.004  +1,5%    12.1    80,4%     10.1    8.8       334.5   solução disciplina/aumentar LF

2017    23.936  +8,8%    12.4    83,2%     10.6    8.7       370     normal

2018    25.817  +7,4%    12      83,4%     10.4    9.8        88.1   excesso de oferta/elevação de custos

2019    25.113  -2,7%    12.3    84,8%     10.8    9.4       247     disciplina (corte freq./rotas)

2020     7.301           13.1    79,6%     11     17.3      -598.6

2021    14.934           12      78,6%     10.1    9.1        39.9

1T22     5.623           11.8    81,5%     10.2    8.1        19.8
1T19     6.415  -12,3%   12.1    83,3%     10.5    8.7        89.4

 

https://copa.gcs-web.com/financial-information/quarterly-results

Edited by TheJoker
Link to comment
Share on other sites

14 hours ago, TheJoker said:

Aproveitando.

 

Um Lounge espetacular mesmo mas espero que melhorem a seleção de comidas e bebidas porque atualmente é uma vergonha. O Lounge da AV em BOG dá de 1000.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

BOG tem uma localização tão boa quanto PTY, e com uma O/D muito maior + potencial turístico e público corporativo. 

Quem sabe daqui 5 anos Avianca não seja mais competitiva nesta tarefa de levar passageiros entre os 2 polos das Américas e distribuindo. 

Link to comment
Share on other sites

15 minutes ago, naia said:

BOG tem uma localização tão boa quanto PTY, e com uma O/D muito maior + potencial turístico e público corporativo. 

Quem sabe daqui 5 anos Avianca não seja mais competitiva nesta tarefa de levar passageiros entre os 2 polos das Américas e distribuindo. 

Problema de BOG está na altitude.

Narrowbodies sofrem com restrições de peso para voos muito longos saindo de lá e nem sempre vai ser viável colocar um widebody no lugar.

PTY está ao nível do mar e a Copa pode usar os 737 até o limite de performance.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade