Jump to content

TAF prepara sua expansão nacional


yakovlev

Recommended Posts

Fortaleza, 10 de Julho de 2007 - Com sede no Ceará, empresa já negocia com fabricantes, como Embraer, para aumentar a frota. Depois de consolidada na rota Caiena, na Guiana Francesa, onde opera há cerca de 2 anos, a TAF Linhas Aéreas, empresa doméstica nacional de bandeira com sede em Fortaleza, quer chegar mais longe. Até fim deste mês, espera concluir um plano de negócios para levar a companhia, operações concentradas no Norte/Nordeste, às demais regiões do País, além de expandir a malha internacional. A estratégia para sustentar a ampliação operacional envolve a captação de recursos junto a investidores institucionais.

Um primeiro road show, com os principais bancos do setor no País, já aconteceu. "Estamos finalizando a modelagem financeira, pois a idéia é colocar o projeto em execução, a partir de 2008", adianta o diretor executivo, João Ariston de Araújo Filho, ao ponderar que a empresa vai lançar mão de todos os componentes para assegurar o crescimento. A TAF, sociedade anônima de capital fechado, com foco no desenvolvimento de potenciais mercados de turismo e negócios, tem aeronaves homologadas para operações internacionais e prevê a possibilidade de aquisição de 10 a 14 novos aviões.

Por isso, está avaliando com fornecedores como Airbus, Boeing, Bombardier e Embraer, para definir qual o modelo mais adequado à nova malha. A frota atual inclui 7 aeronaves - 4 cargueiros e três de passageiros -, sendo duas 727 e cinco 737, sem contar as da unidade de táxi aéreo, origem dos negócios da empresa, fundada em 1957 pelo comandante João Ariston Pessoa de Araújo. No País, Recife, Fortaleza, São Luiz, Belém, Manaus, integram a lista de vôos regulares.

Na sexta-feira passada, a companhia anunciou novo salto: um vôo regular semanal, com destino ao Caribe Holandês - o primeiro direto do Norte e Nordeste para as ilhas de Aruba, Bonaire e Curaçao, o ABC - e o code-share com a Insel Air, operação com custo estimado de US$ 50 mil, bancado pela TAF.

O lançamento ao mercado será nas próximas semanas. A expectativa é de ocupação de 50% dos assentos, inicialmente. De acordo com Ariston Filho, esse é o passo inicial, dentro da proposta de expansão no exterior. "Em 60 dias, vamos iniciar também uma linha regular para Paramaribo, capital do Suriname, extensão do vôo de Caiena", afirma.

Segundo o diretor, a empresa está aberta a todas as parcerias "que auxiliem no atendimento dos passageiros". "Estamos em fase de conclusão de um acordo com a Air France, também code-share, ligando Caiena a Paris, já que a companhia francesa também voa para a Guiana", adianta o diretor, para quem o novo acordo abre possibilidades de ligação para diferentes destinos.

Apenas entre este mês e o próximo, a TAF tem programado 30 fretamentos, além dos 3 vôos regulares semanais de Caiena, que tem 80 mil habitantes, para Fortaleza. Além disso, a empresa está prospectando operações conjuntas com outras empresas aéreas. "A TAF quer ser uma empresa de referência em parcerias, já que as companhias brasileiras não têm essa cultura", diz, ao assinalar que acordos do gênero criam novos horizontes, opções e negócios de forma rápida.

Para o destino Caribe a empresa vai operar com Boeing 737-200, capacidade para 115 passageiros, decolando sábados, às 16h, do Aeroporto Internacional de Guararapes, no Recife, com escalas em Fortaleza (CE), Belém (PA) e Manaus (AM), seguindo dali para Aruba e Curaçao às 22h. O vôo inaugural está previsto para 1º. de setembro e a solicitação à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deverá ser encaminhada nos próximos dias. Segundo André Agra, diretor comercial, a TAF precisa do Hotran (horários de transporte). Oretorno ao Brasil será aos domingoscom vôo dentro da mesma rota.

"Vamos fazer a ligação de todo do Norte e Nordeste com Aruba, Bonair e Curaçao e, a partir de lá, a Insel Air embarca os passageiros para outros destinos, caso das ilhas de San Matin, Santo Domingo e Cuba, por exemplo. Do ponto de vista legal a TAF poderia voar sem o code-share, mas Ariston Filho entende que a aliança com uma companhia das Antilhas Holandesas, confere fôlego à distribuição da malha e da própria marca.A parceria com a Insel Air é importante para que a companhia chegue forte naquele mercado."

A investida abre possibilidade ainda de atrair para o Brasil visitantes estrangeiros que costumam passar férias no Caribe, além de ampliar o volume de cargas.A três ilhas têm cerca de 300 mil habitantes e recebem uma média de 2 milhões de turistas/ano. O Ceo da empresa parceira Insel Air, Albert Kluyver, diz que o Brasil tem muitos produtos e destinos que interessam ao Caribe e a tendência é de consolidação dos negócios.

Em princípio, a proposta da companhia fica com Norte e Nordeste, pois já existem vôos saindo de São Paulo para Bogotá, na Colômbia, e de lá para as ilhas caribenhas. Ariston Filho observa, entretanto, que projeto já foi apresentado a grandes operadores do País, pois a idéia é disponibilizar a alternativa as operadoras. "A TAF pretende ser mais uma opção para os passageiros do Sudeste."

Para divulgar as ações, as empresas parceiras querem apoio dos governos federal e estaduais, "pois operações como esta não apenas divulgam o País, mas geram divisas e empregos." Na promoção, o diretor comercial, André Agra, calcula investimentos da ordem de US$ 200 mil. Ainda na tarde de sexta-feira, em audiência com o governador do Ceará, Cid Gomes, os diretores das duas empresas receberam a sinalização do executivo estadual, disposto a investir no projeto TAF, nas Antilhas Holandesas.

Concorrência

O transporte comercial de passageiros é apenas um dos negócios no portfólio da companhia que tem táxi aéreo, oficina e serviço de carga. De acordo com Ariston Filho, a régua de medida da TAF não será o faturamento ou porte, mas a qualidade do serviço, contemplando as expectativas dos passageiros em relação ao conforto, pontualidade, segurança, rapidez, regularidade, por exemplo.

"Nosso projeto quer inovar neste sentido", assegura. Em 2006, a companhia faturou algo em torno de R$ 121,8 milhões e transportou 142 mil passageiros. Somente este ano, até junho, esse número atingiu 132,7 mil pessoas transportadas, resultado que leva em conta a inclusão das rotas de Recife e Manaus. Para este ano, prevê fechar em 434 mil em passageiros transportados e receita bruta e R$ 148,6 milhões. .

(Gazeta Mercantil/Caderno C - Pág. 3)(Adriana Thomasi)

Link to comment
Share on other sites

Sem inclusão de novas bases domésticas?!
O lançamento ao mercado será nas próximas semanas.
Talvez neste lançamento anunciem novas bases. Se a TSD tiver simples organização, será uma opção melhor que a ONE e a BRB. Um acordo de código compartilhado com a WEB não seria nada mal.
Link to comment
Share on other sites

Um acordo de código compartilhado com a WEB não seria nada mal.

 

mas onde? a TAF nao opera mais em SSA, certo? de qq maneira, mesmo se operasse, duvido que algum cliente faria por exemplo POA-GIG-SSA-REC-FOR-BEL-MAO com tantas opcoes one-stop com Gol, TAM e futuramente VARIG...

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember

Vamos lembrar que a TAF (graças a Deus) está se focando principalmente no N/NE, o destino mais ao sul que a empresa planeja ir é BSB. Não entendi muito bem esses horários da TAF, mas poderia ficar bem planejado se assim fosse:

TSD4952 2 3 4 5 6 - - REC-FOR-SLZ-BEL-MAO

TSD4953 2 3 4 5 6 - - MAO-BEL-SLZ-FOR-REC

TSD7XXX - - - - - S - REC-FOR-BEL-MAO-AUA-CUR

TSD7XXX - - - - - - D CUR-AUA-MAO-BEL-FOR-REC

 

Apenas retiraria a frequência doméstica REC-MAO-REC dos sábados e aproveitaria o avião que fica em REC para fazer o vôo até o Caribe, o mesmo vôo faria também o papel do 4952 REC-MAO no sábado e o 4953 no MAO-REC no domingo.

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember

TAF e Insel Air vão ligar Nordeste ao Caribe

 

A companhia aérea Taf anunciou uma parceria com a caribenha Insel Air para a realização de um vôo regular semanal com destino ao Caribe holandês. Será o primeiro vôo direto do Norte e Nordeste do Brasil para as ilhas de Aruba, Bonaire e Curaçao. A nova rota será semanal, operada com um Boeing 737, com partidas sempre aos sábados, saindo de Recife às 16h, passando em Fortaleza, Belém e Manaus, e chegando a Aruba às 23h. De Aruba, o vôo segue para Curaçao. O retorno ocorrerá sempre à meia-noite de domingo, fazendo a rota inversa.

 

A nova rota está prevista para começar em 1º de setembro. A empresa ainda aguarda autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para iniciar os vôos. Ainda sem preços estipulados (o que deve ser definido até a próxima semana), as passagens começarão a ser vendidas a partir de agosto, por meio das agências de viagens dos dois países.

 

A intenção é, depois de consolidada a rota, diluir a operação, o que, segundo o gerente Comercial da Taf, Jurandir Pessoa, vai favorecer as vendas nos destinos que fazem parte da freqüência e permitir a criação de novas rotas. A operação, com custo estimado de US$ 50 mil, será bancado pela Taf. E em 60 dias a Taf também inicia uma linha regular para Paramaribo, capital do Suriname

 

Fonte: PANROTAS

 

TAF negocia code-share com Air France

 

Segundo o gerente comercial da Taf, Jurandir Pessoa, a companhia aérea cearense está em negociação com a Air France para estabelecer um acordo de code-share. A Taf já opera há dois anos, três vezes por semana (segundas, quartas e sextas-feiras), vôos para Caiena, na Guiana Francesa (saindo de Recife), e pretende, com o acordo, levar brasileiros para a França a partir de lá. A Air France oferece dois vôos semanais para Paris.

 

E, no sentido contrário, o acordo permitiria uma maior abertura do mercado europeu para o Norte e Nordeste brasileiro. Ontem, a companhia anunciou o início de vôos para o Caribe.

 

Fonte: PANROTAS

 

Muito bom ber a "nossa" nordestina crescendo cada vez mais! :ohyes:

 

A proposito, MD83 e E110 da INSEL AIR:

 

MD83 > http://www.airliners.net/open.file/1202284/L/

MD83 > http://www.airliners.net/open.file/1180058/L/

E110 > http://www.airliners.net/open.file/1114409/L/

Link to comment
Share on other sites

Realmente muito bom uma empresa fora de SP estar crescendo! Quanto aos códigos compartilhados, tem uma coisa que eu não sei como não foi dita, a TSD iniciará operações para o Caribe Holandês e nem pensou num código compartilhado com a KLM para levar pax, principalmente de MAO, pra Europa via AUA?!?!?! E isso pq KLM e AFR, com quem já há negociações para um acordo do tipo, são um empresa só, o que facilitaria muito as coisas.

mas onde? a TAF nao opera mais em SSA, certo
A GLO é a única opção no sentido FOR-GIG pela manhã. Considerando que a TSD disse que vai abrir no vas bases, um FOR-GIG da TSD pela manhã permitiria a TSD levar seus pax a CWB e POA, só pra dar um exemplo embora, pelo que disseram aí em cima, isso não tenha a menor chance de acontecer.
Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade