Jump to content

SAA registra 92% de ocupação com três novos vôos


BIG GIG

Recommended Posts

South African Airways registra 92% de ocupação com três novos vôos

 

Leila Melo

 

Com o início de três novas freqüências semanais entre São Paulo e Joanesburgo (África do Sul) no último dia 9 de julho, a South African Airways já registra uma ocupação média de 92%. Os vôos saem às 22h30 sempre às segundas, quintas e sábados - a companhia soma agora dez freqüências semanais. A informação foi anunciada por Nelson de Oliveira, diretor geral para a América do Sul, em entrevista ao MERCADO&EVENTOS. "Temos uma demanda bastante aquecida e um dólar baixo. Essa combinação faz com que a expectativa do fluxo de passageiros brasileiros para a África do Sul aumente de 20 a 25% nesse ano tanto em viagens de lazer como de negócios", afirmou de Oliveira.

 

A South African Aiways - que já opera um vôo diário para a África do Sul no período da tarde - tem a previsão de iniciar freqüências diárias também à noite (incluindo terças, quartas, sextas e domingos) a partir de julho de 2008. "Estamos em negociações com a Anac para fazer todas as homologações dentro do acordo bilateral entre os dois países. Com esses vôos autorizados teríamos condições de transformar o Rio de Janeiro em um segundo hub para a companhia tanto para conectar com outras cidades do país como para outras nações da América do Sul", garantiu o diretor geral.

 

Segundo ele, o esgotamento da capacidade do aeroporto de Cumbica e o objetivo da companhia em aumentar a oferta de assentos em função da Copa do Mundo de 2010 são fatores que tornam o aeroporto do Galeão numa possibilidade certa para distribuição da malha aérea da South African Airways a partir de 2009. Os vôos da empresa são realizados com aeronaves airbus 340 e o público é formado 60% por passageiros a lazer e 40% por viajantes a negócios e eventos. "No ano passado levamos 30 mil brasileiros para África do Sul, sendo 10% passageiros de intercâmbio interessados em fazer cursos de inglês. Dos cem mil de brasileiros intercambistas embarcados em 2006, cerca de três mil viajaram para a África do Sul com nossa companhia", apontou de Oliveira.

 

Explore South Africa - De olho nesse potencial de crescimento sustentado do fluxo de passageiros e de intercambistas brasileiros para o continente africano que a South African Airways está investimendo em ações promocionais no país. Em parceria com o órgão de turismo da África do Sul no Brasil e entidades privadas, a companhia realiza no dia 11 de setembro, em São Paulo, a décima edição do Explore South Africa (www.exploresouthafrica.com.br).

 

"Além de promovermos um salão para a capacitação dos profissionais de turismo por meio da presença de 25 produtos turísticos da África do Sul, vamos trazer representantes de instituições do ensino ligadas a cursos de línguas e de pós graduação e MBA voltadas para o público final", comentou o diretor. Essa ação conta com o auxílio da Belta (Brazilian Education & Language Travel Association).

 

A estimativa da companhia é receber mais de dois mil visitantes entre profissionais e público em geral tanto de São Paulo como de outras cidades do país. "Com o apoio da Rextur e da Ancoradouro vamos trazer em caravanas com agentes do interior e litoral paulista e em conjunto com a Tam estamos prevendo receber profissionais de Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro", falou Nelson de Oliveira. Estão sendo investidos para a realização do 10º Explore South Africa cerca de R$500 mil.

 

 

MERCADO & EVENTOS

Link to comment
Share on other sites

Com esses vôos autorizados teríamos condições de transformar o Rio de Janeiro em um segundo hub para a companhia tanto para conectar com outras cidades do país como para outras nações da América do Sul", garantiu o diretor geral.

 

Segundo ele, o esgotamento da capacidade do aeroporto de Cumbica e o objetivo da companhia em aumentar a oferta de assentos em função da Copa do Mundo de 2010 são fatores que tornam o aeroporto do Galeão numa possibilidade certa para distribuição da malha aérea da South African Airways a partir de 2009.

 

Era pra 2008...agora pra 2009...eu continuo duvidando. Agora é impressionante, é preciso voar 2x por dia pra GRU para se pensar em servir outro destino no país...sem comentários. :thumbsdown_still:

Link to comment
Share on other sites

Era pra 2008...agora pra 2009...eu continuo duvidando. Agora é impressionante, é preciso voar 2x por dia pra GRU para se pensar em servir outro destino no país...sem comentários. :thumbsdown_still:

 

92% de ocupação acho que explica isso. Se nos estudos que eles fizeram, foi apontado que GRU teria uma ocupação alta como essa...

Link to comment
Share on other sites

92% de ocupação acho que explica isso.

 

Claro. Quando se obriga o país inteiro a se conectar em GRU fica bem facil encher avião.

Link to comment
Share on other sites

Era pra 2008...agora pra 2009...eu continuo duvidando. Agora é impressionante, é preciso voar 2x por dia pra GRU para se pensar em servir outro destino no país...sem comentários. :thumbsdown_still:

 

Que eu me lembre a SAA anunciou antes que os vôos para o GIG iam sair só em 2010.

Link to comment
Share on other sites

Claro. Quando se obriga o país inteiro a se conectar em GRU fica bem facil encher avião.

 

 

Bernardo,

 

Faz sentido o que voce falou...mas para nao termos 2 pesos, 2 medidas, este raciocinio também vale para cias que operam somente no GRU e GIG voos nonstop como IB, AF, AA e DL.

Da mesma forma para a AirEuropa e TAAG no GIG. Por mais que a UX tenha 4 voos a SSA, é no GIG seu hub para o Sul-Sudeste do Brasil (onde está a grande demanda no Brasil). Ai também fica facil encher aviao.

 

Uma boa notícia recebi ontem: no voo de conexao de CDG para a minha cidade, havia 5 pessoas vindas de BH (ja que lá é a sede Brasileira da Arcelor Mittal). Destes, 4 vieram via GIG pela TAM e 1 via GRU. Isto é otimo para o GIG pois a TAM aumentará ainda mais os voos diretos de lá, captando nao só a grande demanda local, como importantes pontos de conexao em BH, DF, VIX entre outros.

Link to comment
Share on other sites

Lembrando que a SAA é hoje a única cia ligando diariamente a América do Sul à Africa.

 

Assim como a TAAG colhe no GIG números fabulosos em suas operações 3x por semana, é de se esperar que a única grande operadora colha números expressivos, não somente por operar em GRU, mas também por exercer a ligação entre os continentes. Sem dúvida que a SAA tem como foco as conexões dos dois lados, e apenas lembrando que o mercado propriamente dito entre África do Sul e Brasil não é tão grande, o que é grande é a oportunidade aproveitada pela SAA tanto como link com a Ásia quanto pela própria África.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Bernardo,

 

Da mesma forma para a AirEuropa e TAAG no GIG. Por mais que a UX tenha 4 voos a SSA, é no GIG seu hub para o Sul-Sudeste do Brasil (onde está a grande demanda no Brasil). Ai também fica facil encher aviao.

 

Isso ocorre em todos os vôos de uma maneira mais ou menos irrestrita.

 

Nenhum vôo no Brasil tem 100% O&D de uma única cidade.

 

Agora se o vôo A ou B tem mais ou menos, só as cias aéreas, no caso da TAM, VARIG e GOL, teriam a resposta. O resto é chutômetro de parte a parte que não leva a nada e só amplia uma disputa sem fim que no fim nunca tem vencedores.

 

Uma coisa é fato, passageiros de POA, CWB, IGU, NVT, JOI, RAO, GYN, CGR, CBA, VIX e outros, indo para o exterior (excetuando EZE) tem que necessariamente passar por GRU ou GIG. Obviamente que a rede de conexões (e o maior número de vôos bem como maior número de destinos) leva mais gente a São Paulo que para o Rio.

 

A TAAG aposta em conexões sim, e além do Rio tem importante mercado em São Paulo e em Salvador. Já a Air Europa mira como diz claramente em Minas Gerais e no sul.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Ocupem seus assentos e peguem a pipoca... A sessão antiGRU vai começar... :suicide_anim:

 

Parabéns à SAA; a OceanAir parecia não estar errada em relação a JNB. Tem demanda extra sim.

Link to comment
Share on other sites

Ocupem seus assentos e peguem a pipoca... A sessão antiGRU vai começar... :suicide_anim:

 

Parabéns à SAA; a OceanAir parecia não estar errada em relação a JNB. Tem demanda extra sim.

 

Brasuca, não tem sessão Anti-GRU. Todo mundo sabe que GRU é o Hub número 1 do Brasil para vôos internacionais.

 

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Brasuca, não tem sessão Anti-GRU. Todo mundo sabe que GRU é o Hub número 1 do Brasil para vôos internacionais.

Felipe

Uma coisa é falar sobre a concentração de GRU e outra é não deixar escapar uma notícia sequer sobre GRU sem atacá-lo. Existe fanatismo em alguns (não é seu caso, que o vejo como imparcial). A desconcentração já tá acontecendo, isso é óbvio. GIG não tá de fora dos planos da SA, mas existe prioridade em GRU.

Eu queria um vôo da EK, LH, QF, SA aqui em BSB, mas sei que iriam jogar dinheiro fora se fizessem isso.

Link to comment
Share on other sites

Que eu me lembre a SAA anunciou antes que os vôos para o GIG iam sair só em 2010.

 

A SA atrevessa atualmente uma crise financeira e teve de rever seus planos, incluindo a devolucao de seus 6 x B747s (2 irao para CX e 4 para BA). Isso implicou no corte de destinos como JNB-ZRH, JNB-CDG, CPT-FRA, entre outros. Com a retirada dos B747s, outros destinos tambem sofreram reducao de capacidade, como JNB-LHR, JNB-FRA, JNB-IAD. Alem disso, ouve revisao de planos e a SA alegou que nao iria mais abrir destinos previstos para 2007/2008/2009 notadamente EZE, DEL e IAD. Neste contexto, acho dificil de GIG realmente sair, pelo menos ate a SA passar por seus reajustes, colocar as contas em dia, e recomecar a crescer.

 

Vale notar que GRU fugiu a regra e foi o unico destino com aumento de capacidade: 7 x A343 + 3 x A342, a partir de outubro/07 serao 10 x A342. Os A342s da SA sao originarios da LH, e possuem a nova classe executiva, porem, diferente do resto da frota, nao tem sistema AVOD. O plano eh chegar a Copa do Mundo de 2010 com 2 voos diarios para GRU.

 

Lembrando que a SAA é hoje a única cia ligando diariamente a América do Sul à Africa.

 

Assim como a TAAG colhe no GIG números fabulosos em suas operações 3x por semana, é de se esperar que a única grande operadora colha números expressivos, não somente por operar em GRU, mas também por exercer a ligação entre os continentes. Sem dúvida que a SAA tem como foco as conexões dos dois lados, e apenas lembrando que o mercado propriamente dito entre África do Sul e Brasil não é tão grande, o que é grande é a oportunidade aproveitada pela SAA tanto como link com a Ásia quanto pela própria África.

 

Felipe

 

Lipe: referente a SA, os numeros O&D Brasil e Africa do Sul sao bem fortes, incluindo as conexoes Brasil-Africa. Note que a SA, depois de sua reforma, esta operando poucos destinos de conexao para Asia, limitados a: JNB-HKG 7 x semana A343; JNB-BOM 5 x semana A343; JNB-PER 4 x semana A343. Hoje BOM e HKG jah sao bem conectados com o Brasil via Europa, com BA, AF, KL, LH, e ate via EUA com a CO.

 

Ou seja, hoje a absoluta maioria dos passageiros SA no Brasil tem como destino a Africa, as estimativas sao: 45%-55% Africa do Sul; 45-%55% resto da Africa (principalmente LAD, MPT, NBO, LOS, ACC); 5% Asia e Oceania.

 

Para finalizar, sem duvida GRU assumiu o papel de hub da SA para a America Latina, incluindo MIA pois os novos 3 voos semanais sao perfeitos para conexao GRU-MIA com . Lembro-me que ano passado estava a trabalho em Managua e encontrei um grupo de africanos fazendo negocios que viajaram SA JNB-GRU conectando CM GRU-PYT-MGA.

 

Abs,

Link to comment
Share on other sites

Uma coisa é falar sobre a concentração de GRU e outra é não deixar escapar uma notícia sequer sobre GRU sem atacá-lo.

 

Nadson: voce tem plena razao.

 

Abs,

Link to comment
Share on other sites

Uma coisa é falar sobre a concentração de GRU e outra é não deixar escapar uma notícia sequer sobre GRU sem atacá-lo. Existe fanatismo em alguns (não é seu caso, que o vejo como imparcial). A desconcentração já tá acontecendo, isso é óbvio. GIG não tá de fora dos planos da SA, mas existe prioridade em GRU.

Eu queria um vôo da EK, LH, QF, SA aqui em BSB, mas sei que iriam jogar dinheiro fora se fizessem isso.

 

Assim como há pessoas que insistem em atacar o mercado do Rio. Mas somos um fórum onde nem todos tem uma opinião imparcial, nem todos pensam antes de postar, nem todos tentam se despir do bairrismo antes de postar.

 

Eu adoraria que o CR não fosse palco de disputas exacerbadas entre cidades pois quem perde com isso somos todos nós.

 

Já evoluimos bastante nos últimos meses, e comparado ao que se via no passado eu diria que tópicos como esse, atualmente, tem "conflitos" mais leves, mas ainda as têm.

 

Cabe a cada um ponderar e opinar no limite de suas palavras, usar sempre a expressão "em minha opinião" e imaginar que as cias aéreas são donas de seus pensamentos e ações.

 

Aqui eu falo como "ombudsman" mas principalmente como uma pessoa que quer ver um ambiente melhor. Obvio que como carioca quero ver mais vôos decolando do Galeão, mas como eu cito para muitos, prefiro que esse crescimento seja gradual... de nada adianta colocar 60 vôos a mais no aeroporto e ver 50 sendo cancelados em menos de 1 ano. Preferivel que a cada 3/6 meses o aeroporto ganhe 1 vôo de longo curso que se auto-sustente a medida que mais vôos domésticos são agregados.

 

E já me deixa contente, assim como o BIG GIG mencionou, de ver que a SAA tem interesse em voar no Galeão.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Outro ponto em complemento a meu post anterior: acho que esta muito cedo para a SA "celebrar" o sucesso das frequencias adicionais, principalmente porque elas comecaram segunda-feira passada e estamos em meio a alta temporada. Vale lembrar que de costume no passado a SA tem usado equipamentos maiores durante as altas temporadas no Brasil, revezando A346 e B747. Portanto, antes de chegar a uma conclusao, acho melhor esperar por pelo menos 6 meses.

 

O Diretor da SA (Nelson de Oliveira) eh conhecido por prometer "mundos e fundos" e falar demais: ja prometeu ate um voo GRU-JNB-DEL, 2 diarios JNB-GRU para 2007 e JNB-GIG diario para 2008, etc, etc. Alias, dizem as "mas linguas" que ele nao deve durar muito dentro do processo de reforma da SA. A seu favor, acho que eh o unico Diretor de empresa aerea no Brasil com ascendencia africana, em um pais onde 40% da populacao eh negra. O Brasil tem muito a aprender com a Africa do Sul nesta area de equidade racial...

 

Abs,

Link to comment
Share on other sites

E como você citou Hardi, a SAA está enfrentando problemas financeiros o que faz com que suas prioridades tenham sido reescalonadas, planos reavaliados, mas fico contente em ver que os planos com relação ao Brasil foram reafirmados.

 

Sem dúvida teremos 3 vôos diários (acredito que 1 dos 2 GRU-JNB seja o que vai até a India) entre o Brasil e a África do Sul na Copa de 2010.

 

PS: E os planos da OCEAN AIR, alguém tem noticia ????

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Isso ocorre em todos os vôos de uma maneira mais ou menos irrestrita.

 

Nenhum vôo no Brasil tem 100% O&D de uma única cidade.

 

Agora se o vôo A ou B tem mais ou menos, só as cias aéreas, no caso da TAM, VARIG e GOL, teriam a resposta. O resto é chutômetro de parte a parte que não leva a nada e só amplia uma disputa sem fim que no fim nunca tem vencedores.

 

Uma coisa é fato, passageiros de POA, CWB, IGU, NVT, JOI, RAO, GYN, CGR, CBA, VIX e outros, indo para o exterior (excetuando EZE) tem que necessariamente passar por GRU ou GIG. Obviamente que a rede de conexões (e o maior número de vôos bem como maior número de destinos) leva mais gente a São Paulo que para o Rio.

 

A TAAG aposta em conexões sim, e além do Rio tem importante mercado em São Paulo e em Salvador. Já a Air Europa mira como diz claramente em Minas Gerais e no sul.

 

Felipe

 

Com relacao a Air Europa, é que de MG e do Sul nao há voos nonstop para MAD (e Europa toda). Mas que ela certamente recebe pax vindos de SP, nao tenho duvida (tanto é que ela ja cogitou fortemente a ida a SP - e para servir de hub que nao era pois isto já está definido que será o GIG). Se nao o fez (e acho que nao o fará) foi por perceber que o aeroporto está congestionado e que a ANAC nao lhe dará facilmente estas frequencias.

 

Lembrando que, no momento, há em GRU o duopólio IB/Air China. Se a TAM realmente entrar, terá sucesso nesta rota.

 

De resto, estou de acordo com suas palavras.

Link to comment
Share on other sites

Sim Andre, e aí temos um outro componente: a tarifa.

 

Pelas mais diversas razões, num determinado dia um dos GRU-CDG pode apresentar tarifas maiores ou menores que os GIG-CDG e imaginando que 90% dos brasileiros que voam não sabem muita coisa, vão escolher a melhor tarifa. A isso se somam vantagens oferecidas aos agentes de viagem (maior comissionamento).

 

Concordo que o duopólio abre uma perspectiva forte (e não apenas para a TAM, mas vem Varig por aí), mas lembrando somente que ao contrário do GIG onde MAD pode ser link para Londres, Amsterdam, Zurich e Milão dentre outros destinos não servidos, GRU teria um perfil mais O&D Espanha, e a TAM de certo não terá acordo com a Iberia (face parcerias com LH e TP).

 

Não duvido que existam passageiros de SP nos vôos da Air Europa, mas me surpreenderia se isso for um grupo relevante pelas razões acima citadas. É muito dificil saber pois os passageiros fariam GRU/CGH-SDU/GIG antes de fazer o vôo internacional.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

Ocupem seus assentos e peguem a pipoca... A sessão antiGRU vai começar...

 

Nadson: voce tem plena razao.

 

Abs,

 

 

Só vos respondo que, declarações como essa só vem mostrar o antiGIG que há por aqui!!

 

 

Putz! Me arrependí de abrir esse tópico. Sempre nos acusam de atacar GRU sendo que quando falamos no assunto "mercado GRU" mostramos sempre os motivos. É por essas e outras acusações "inconsequentes" que fazem com que membros como o Lipe abandonem o fórum.

 

Como vcs viram, abri esse tópico para destacar o bom andamento da SAA em GRU e os planos dela em voar para o GIG. AMBOS NO BRASIL!!

 

Não contem comigo para abrir tópicos desse tipo aqui!! Farei isso na comunidade do GIG que temos no Orkut e que rendem bons diálogos.

 

Pra mim chega!!

Link to comment
Share on other sites

Só vos respondo que, declarações como essa só vem mostrar o antiGIG que há por aqui!!

Putz! Me arrependí de abrir esse tópico. Sempre nos acusam de atacar GRU sendo que quando falamos no assunto "mercado GRU" mostramos sempre os motivos. É por essas e outras acusações "inconsequentes" que fazem com que membros como o Lipe abandonem o fórum.

 

Como vcs viram, abri esse tópico para destacar o bom andamento da SAA em GRU e os planos dela em voar para o GIG. AMBOS NO BRASIL!!

 

Não contem comigo para abrir tópicos desse tipo aqui!! Farei isso na comunidade do GIG que temos no Orkut e que rendem bons diálogos.

 

Pra mim chega!!

 

 

BIG GIG,

 

 

Quem acompanha com atenção o Forum do CR ao longo dos anos percebe nitidamente o viés anti-GIG, anti-TAM e pró GOL/RG da maioria dos integrantes. Mas se os papos não penderem para o lado das posições pessoais, e sim para discussão de dados e informações, pode ter certeza que os corneteiros serão expelidos naturalmente.

 

Eu particularmente torço para o sucesso da SAA nas operações entre Brasil e Ásia. Por exemplo, as opções de viagens entre Brasil e Hong Kong sem ser via EUA (AA / UA / CO) são muito reduzidas. A TAM não tem code-share com empresas asiáticas. Sobra mesmo a SAA ou a Air Canada, que têm as menores tarifas, cerca de USD 1600 Round Trip.

 

 

Dgs

Link to comment
Share on other sites

bom, saindo um pouco do GRU x GIG, eu realmente não espero pra ano que vem ou o próximo um GIG-JNB. pra 2010, com a Copa, seria uma boa oportunidade para garantir uma boa ocupação logo nos primeiros vôos, já com uma campanha melhor de marketing. como parece que não vamos ter Emirates durante um certo tempo, ou mesmo se a TAAG não aumentar para 4 semanais (o que não deve demorar muito, ainda mais agora), a SAA deve ter condições de manter uma lucratividade aqui no Rio. um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, ainda mais com esse pouco tempo entre as duas declarações. a Delta tb não lançou dois diários para GRU antes de abrir GIG? entao, quem sabe GIG não pode ser a próxima base da SAA aqui no Brasil - vai ser até mais fácil para conectar, visto que, como TAM ou VARIG seriam os parceiros, nem mudar de terminal o pax deverá precisar, né!

Link to comment
Share on other sites

Só uma nota...

 

7x A343 + 3x A342 = 8 A346

 

Portanto, considerando que já operaram A346 diário, inclusive com anúncio de que seria permanente, não chega a ser um baaaaita encremento.

Link to comment
Share on other sites

Só para constar: Eu não sou anti-GRU. Eu sou pró-GIG. Quero deixar bem claro que isso não significa que eu não ficaria feliz se descobrissem uma falha geológica bem debaixo da pista principal de GRU. Acho que sempre fui muito transparente nesse quesito. Ser pró-VARIG acho que é meio óbvio. Anti-TAM sou, confesso, mas creio nunca ter batido muito nessa tecla no fórum. Entretanto, sempre foi um desejo meu gritar em alto e bom som que o o lugar da TAM é MARÍLIA! Bom, está feito. Só sou pró-G3, porque compraram a RG, mas antes era totalmente indiferente à laranjinha.O primeiro que queira jogar uma pedra em mim, por favor, faça-o.

Sabem de uma coisa? Cansei de me conter e tentar ser imparcial. Estou enojado da atitude ambígua de certos membros do fórum. Fingem ser imparciais, dão um ou outro cutucão sobre o GIG, mas se recolhem logo que alguém dá um pio sobre o assunto, mas se alguém der uma olhada em grande parte dos tópicos que iniciou, perceberá a cruzada GRUmaníaca e de descrédito do GIG.

 

 

O primeiro que citou o GIG neste tópico foi o Bernardo, e não vejo no post dele qualquer manifestação anti-GRU. Ele criticou as companhias aéreas e falta de opções que elas oferecem. Se isso quer dizer que ele seja anti-GRU, por favor, avise-me.

 

Bernardo,

 

Faz sentido o que voce falou...mas para nao termos 2 pesos, 2 medidas, este raciocinio também vale para cias que operam somente no GRU e GIG voos nonstop como IB, AF, AA e DL.

Da mesma forma para a AirEuropa e TAAG no GIG. Por mais que a UX tenha 4 voos a SSA, é no GIG seu hub para o Sul-Sudeste do Brasil (onde está a grande demanda no Brasil). Ai também fica facil encher aviao.

 

Uma boa notícia recebi ontem: no voo de conexao de CDG para a minha cidade, havia 5 pessoas vindas de BH (ja que lá é a sede Brasileira da Arcelor Mittal). Destes, 4 vieram via GIG pela TAM e 1 via GRU. Isto é otimo para o GIG pois a TAM aumentará ainda mais os voos diretos de lá, captando nao só a grande demanda local, como importantes pontos de conexao em BH, DF, VIX entre outros.

 

Relativiza, vai, relativiza. Quem não tem cão, caça com gato, não é mesmo? Falta de argumento é uma barra. Você quis dizer indiretamente que Luxemburg é sua cidade? Que você hesita há semanas em dizer que mora em Luxemburg me fascina. Os moderadores deste fórum que me permitam, mas eu não sei por que informações desnecessárias sobre a sua pessoa vêm parar no meio dos seus argumentos. Isso é algum tipo de "carteirada"? Todos estão livres para dizer onde moram, o que fazem, onde trabalham, seja onde for, mas fazer o uso deliberativo disso somente quando a discussão esquenta é feio... Parece aquela história daquela mulher que entrou no fórum e começou a argumentar com base nos anos de experiência dela pura e exclusivamente. Cadê os críticos que sempre exclamam "Isso é Brasil"? Eu não sou exemplo ético ou moral para ninguém, mas pelo menos tento ser o mais direto possível. É uma pena que os moderadores não possam controlar as entrelinhas, pois é veneno para tudo quanto é lado.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade