Jump to content

Bahia tem único aeroporto privatizado do país


Jack Daniels

Recommended Posts

9/07/2007 - 00h05

 

BA tem único aeroporto privatizado do país

 

Pertencente ao governo da Bahia, terminal é o quarto mais movimentado do Nordeste.

Empresa concessionária diz que privatização agilizou processo de decisões.

 

EDUARDO CUCOLO Do G1, em São Paulo

 

A cidade de Porto Seguro (BA) tem o único aeroporto de grande/médio porte privatizado do país. Apesar de pertencer ao governo da Bahia, é administrado sob o regime de concessão pela Sinart, uma empresa que nasceu dentro do grupo Odebrecht, mas foi vendida na década de 80.

 

O Aeroporto Internacional de Porto Seguro é hoje o mais movimentado do Nordeste, fora das capitais, com 700 mil passageiros por ano. Desde a privatização, em 1999, o grupo investiu mais de R$ 3 milhões na reforma do terminal de passageiros, obras externas e outras melhorias para acomodar o número maior de vôos e passageiros, que mais que dobrou desde então.

 

O presidente da Sinart, Henrique Portugal Pedreira, diz que a privatização tornou mais ágil o processo de decisão para implementar as mudanças necessárias para o crescimento do aeroporto.

 

“Há mais agilidade na hora de tomar decisões em relação à administração pública, que tem uma série de trâmites burocráticos”, diz Pedreira.

 

Em 2001, o aeroporto recebeu nota máxima em relação à qualidade dos serviços e satisfação dos passageiros, segundo pesquisa realizada pela Infraero.

 

Pedreira defende a privatização ou administração em parcerias público-privadas (PPPs) dos grandes aeroportos brasileiros como forma de viabilizar as obras necessárias para absorver o aumento do tráfego aéreo no país.

 

“Os aeroportos de grandes capitais, com infra-estrutura já preparada, poderiam passar por um processo de privatização. Nos outros, de pequeno porte, deveriam ser feitas parcerias público-privadas”, diz Pedreira.

 

A Sinart opera rodoviárias em vários estados do país, além de outros aeroportos de pequeno porte no interior baiano. A empresa também começa a operar no próximo mês o Aeroporto Municipal de Juiz de Fora (MG). Apesar da administração privada, as operações de torre continuam sob responsabilidade da Aeronáutica.

Link to comment
Share on other sites

Digam-me que esse artigo é uma brincadeira, por favor! A minha última vez em BPS foi em 2003, mas eu posso afirmar que aquele aeroporto é uma porcaria. Não tem nem conserto. É fechar e procurar outro local.

Link to comment
Share on other sites

Grandes coisa é a SINART, eu sei pq em 2001 ganhou nota máxima, mas isso é outra história, e notem que depois de 2001 não ganhou mais nada! A administração é uma brincadeira de mal gosto, são rodoviários querendo ser aeroviários (sem ofensas as categorias)... ou seja pra eles são Marcopolos da TAM, Busscar da GOL, só falta cobrar os 0,50 centavos pelo uso do banheiro.

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember

Se for assim, PE também possui um aeroporto "privatizado", que é o de Fernando de Noronha. O mesmo pertence ao Governo de Pernambuco entretanto outra empresa (até onde sabia era o Grupo Caprioli, dona da TRIP) o administra por meio de concessão.

Link to comment
Share on other sites

4o maior ? Na melhor das hipóteses é o 5o maior do Nordeste pois ainda acredito que a ordem seja SSA, REC, FOR e NAT.

 

BPS não tem tráfego corporativo, tem um público que está em sua grande maioria em viagem de lazer, opera sem horário de pico, não tem conexão... me perdoe mas privatizar algo assim e ainda trazer como se fosse solução beira o achismo que reina na nossa imprensa.

 

Felipe

Link to comment
Share on other sites

A memoria do povo é fraca ou nunca colecionaram a FLAP pois na decada de 90 BSP era um estouro dava de pal no NE todo, com voos internacionais "charters" e nacionais, tinha uma fila p/pouso mas hoje deve ter um movimento + ou - e maior q uns e outros pelo NE, o verão vem ai.

BSP tem mais voos charters internacionais doq Maceio e dependendo até SSA os ermanos invadem BSP.

Link to comment
Share on other sites

Em 2001, o aeroporto recebeu nota máxima em relação à qualidade dos serviços e satisfação dos passageiros, segundo pesquisa realizada pela Infraero.

 

Interessante é ter recebido nota máxima nos serviços numa pesquisa da Infraero sendo que o aeroporto nunca foi administrado por ela. Quando passei por BPS eu tive a oportunidade de ver o embarque simultâneo de um F100 e um A320. A sala de embarque não era um exemplo de capacidade e o desconforto era notável. Fico imaginando quando despacha esses B767 full Y, que alegria que deve ser. Por outro lado não é um aeroporto tão ruim se comparado à rede Infraero. Acho que é menos do que Porto Seguro merece mas não chega a ser algo tão absurdo.

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Maringá SBMG também é administrado por uma empresa particular.

Portanto BPS não é o único no Brasil, e tem outros por aí, no RJ p/ Ex tem Búzios há anos operando.

Como dizia meu pai, "o papel aceita tudo ".

SDs.

Link to comment
Share on other sites

A memoria do povo é fraca ou nunca colecionaram a FLAP pois na decada de 90 BSP era um estouro dava de pal no NE todo, com voos internacionais "charters" e nacionais, tinha uma fila p/pouso mas hoje deve ter um movimento + ou - e maior q uns e outros pelo NE, o verão vem ai.

BSP tem mais voos charters internacionais doq Maceio e dependendo até SSA os ermanos invadem BSP.

 

1. BPS tinha um pico em fim de semana, amanhecia a segunda, voltava tudo ao normal...

2. O movimento só cresce no verão, depois fica na mesmice de 2 vôos de GOL, 2 vôos de TAM por dia...

3. Já se foi o tempo que os argentinos lotavam BPS, quando DINAR (4 voos), SW (3 voos), LAPA (1 vôo) entupiam a cidade, ainda tinha um vôozinho da PLUNA. Que saudade...

4. BPS não bate SSA hoje mas nem em sonho...

5. Nunca houve fila para pouso, o que rolava era o absurdo as vezes da TAM de programar 9, 10 vôos em pátio de 7 aeronaves, gerando cenas como A320 com escada na taxiway...

 

Interessante é ter recebido nota máxima nos serviços numa pesquisa da Infraero sendo que o aeroporto nunca foi administrado por ela. Quando passei por BPS eu tive a oportunidade de ver o embarque simultâneo de um F100 e um A320. A sala de embarque não era um exemplo de capacidade e o desconforto era notável. Fico imaginando quando despacha esses B767 full Y, que alegria que deve ser. Por outro lado não é um aeroporto tão ruim se comparado à rede Infraero. Acho que é menos do que Porto Seguro merece mas não chega a ser algo tão absurdo.

 

Abraço

 

Diego, imagine um 757 com 236Y e a PF fazendo operação tartaruga... naquela saleta de embarque e mais um ingrediente, vôo com 8 horas de atraso e os paxs a 10 horas no aeroporto...

 

De fato o aeroporto não tão absurdo, mas com a tão falada eficiência da Sinart, cujo apelido intimo é SATÃNART... poderia fazer de BPS realmente um aeroporto modelo...

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember
5. Nunca houve fila para pouso, o que rolava era o absurdo as vezes da TAM de programar 9, 10 vôos em pátio de 7 aeronaves, gerando cenas como A320 com escada na taxiway...

 

Inclusive, se bem me lembro, a TAM também chegou a fazer charters com o A330 pra BPS... Época bastante movimentada!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade