Jump to content

STF mantém quebra de sigilos de ex-diretora da Anac


Mastercaptain

Recommended Posts

Folha de São Paulo - 24/09/2007 - 20h44

 

STF mantém quebra de sigilos de ex-diretora da Anac

 

da Folha Online

 

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta segunda-feira manter a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico da ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), Denise Abreu. A abertura dos sigilos foi determinada pela CPI do Apagão Aéreo do Senado.

 

A defesa de Abreu havia argumentado que não havia nenhuma suspeita de crime "com base em fato concreto". O ministro Celso de Mello solicitou à CPI uma cópia do requerimento de e acabou negando o pedido. Mello concluiu que não houve nenhuma ilegalidade no pedido de quebra dos sigilos.

 

Abreu havia sido chamada a depor na comissão depois que o brigadeiro José Carlos Pereira, então presidente da Infraero (estatal que administra os aeroportos do país), afirmou à imprensa que ela tentava favorecer um amigo que ao pedir a transferência do terminal de cargas de Viracopos, em Campinas (95 km a noroeste de São Paulo), para Ribeirão Preto (314 km a norte de São Paulo). A intenção dela seria beneficiar um amigo.

 

Na CPI, o brigadeiro não reiterou a acusação, mas mesmo assim os deputados pediram a quebra de seus sigilos, na sessão do dia 21 de agosto.

 

Crise na Anac

Abreu caiu depois que as suspeitas de que teria apresentado uma norma falsa da agência para a juíza Cecília Marcondes, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, vieram à tona. A juíza afirmou que Abreu havia mentido sobre uma regra que determinava às companhias que as aeronaves poderiam pousar em Congonhas com o reverso em força total. Em 17 de julho, um o Airbus-A320 da TAM, com a peça travada, saiu da pista após pousar no aeroporto, matando 199 pessoas.

 

Dos cinco diretores que formavam a cúpula da agência quando a crise aérea começou --após a queda do vôo 1907, em Mato Grosso, no ano passado, restaram dois: Josef Barat e Milton Zuanazzi, o presidente. Nesta segunda-feira, em Iperó (120 km a oeste de São Paulo), o ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse esperar que a diretoria da Anac já esteja "totalmente renovada" até o fim da semana.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade