Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

marcelvinicius

Liga de alumínio resistente à fadiga supera fibra de carbono

Recommended Posts

Liga de alumínio resistente à fadiga supera fibra de carbono

 

O novo Boeing 787 acaba de fazer seus primeiros vôos e a indústria ainda comemora a utilização das mais avançadas tecnologias nesse que talvez seja o mais moderno avião de passageiros já construído.

 

Mas o trabalho nos laboratórios não pára e os cientistas acabam de descobrir um novo material que permitirá a fabricação de asas para aviões, entre outros equipamentos, ainda mais resistentes e leves.

 

Liga resistente à fadiga

 

A nova liga é feita com uma combinação de várias fibras de alumínio, o que a torna praticamente imune à fadiga. A fadiga é um fenômeno que afeta os materiais submetidos a vários ciclos de carga, como quando um veículo é carregado e descarregado repetidas vezes. A variação na carga, com o passar do tempo, pode levar a fraturas no material.

 

A nova liga, batizada de CentrAl ("Central Reinforced Aluminium") é formada por uma camada interna de laminado de metal-fibra (FML: fibre metal laminate), ensanduichada entre camadas de alumínio puro de alta densidade. Esse design cria um material robusto e resistente, mas capaz de resistir a repetidos ciclos de carga e descarga.

 

Além de ser mais forte do que o plástico reforçado com fibra de carbono (CFRP), utilizado nas asas do Boeing 787, a nova liga de alumínio também pode ser reparada rapidamente, no caso de alguma avaria, o que não acontece com o CFRP.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ta e qual é mais leve?

 

(...)

Mas o trabalho nos laboratórios não pára e os cientistas acabam de descobrir um novo material que permitirá a fabricação de asas para aviões, entre outros equipamentos, ainda mais resistentes e leves.

(...)

 

Pelo texto, deve ser esta de alumínio...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Marcel, gostaria de saber qual a fonte da notícia. Sem dúvidas, um material bastante interessante. Em tese poderia se criar o avião eterno.

 

Além de ser mais forte do que o plástico reforçado com fibra de carbono (CFRP), utilizado nas asas do Boeing 787, a nova liga de alumínio também pode ser reparada rapidamente, no caso de alguma avaria, o que não acontece com o CFRP.

 

Essa é a pergunta que não quer calar para mim. Como reparar uma fuselagem em fibra de carbono, sem comprometer as propriedades mecânicas e mesmo da superfície? Snme, a seção da fuselagem é "cozida" em altas pressões e temperaturas.

 

Sobre o peso, o pessoal de aerodesign usa bastante fibra de carbono (caro prá caramba por sinal) tanto para redução de peso, quanto pela resistência oferecida. Creio que o alumínio ainda é mais pesado.

 

T+!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Liga de alumínio resistente à fadiga supera fibra de carbono

 

O novo Boeing 787 acaba de fazer seus primeiros vôos e a indústria ainda comemora a utilização das mais avançadas tecnologias nesse que talvez seja o mais moderno avião de passageiros já construído.

 

Mas o trabalho nos laboratórios não pára e os cientistas acabam de descobrir um novo material que permitirá a fabricação de asas para aviões, entre outros equipamentos, ainda mais resistentes e leves.

 

Liga resistente à fadiga

 

A nova liga é feita com uma combinação de várias fibras de alumínio, o que a torna praticamente imune à fadiga. A fadiga é um fenômeno que afeta os materiais submetidos a vários ciclos de carga, como quando um veículo é carregado e descarregado repetidas vezes. A variação na carga, com o passar do tempo, pode levar a fraturas no material.

 

A nova liga, batizada de CentrAl ("Central Reinforced Aluminium") é formada por uma camada interna de laminado de metal-fibra (FML: fibre metal laminate), ensanduichada entre camadas de alumínio puro de alta densidade. Esse design cria um material robusto e resistente, mas capaz de resistir a repetidos ciclos de carga e descarga.

 

Além de ser mais forte do que o plástico reforçado com fibra de carbono (CFRP), utilizado nas asas do Boeing 787, a nova liga de alumínio também pode ser reparada rapidamente, no caso de alguma avaria, o que não acontece com o CFRP.

 

acaba de fazer seus primeiros vôos - O 787 está voando em segredo????

 

Ciclos de carga = carregar e descarregar a aeronave???

 

nota-se que fizeram uma pesquisa muito aprofundada sobre o assunto! eu tb quero um canudo de jornaleiro (ops, jornalista)

Share this post


Link to post
Share on other sites

creio que ciclo de carga se refere aos ciclos de carga mecânica (peso mesmo, falando de maneira bruta) que a estrutura sofre....sobre, desce, esquenta, esfria, acelera e por ai vai...

 

 

creio que ele usou carga ai, não no sentido de carga embarcada na aeronave, e sim de carga sobre o material....

Share this post


Link to post
Share on other sites
creio que ciclo de carga se refere aos ciclos de carga mecânica (peso mesmo, falando de maneira bruta) que a estrutura sofre....sobre, desce, esquenta, esfria, acelera e por ai vai...

creio que ele usou carga ai, não no sentido de carga embarcada na aeronave, e sim de carga sobre o material....

É, também acho. É muito comum na verdade usar o termo carregamento, mas carga, com menor freqüência, também é usado.

 

opa!!

desculpem

 

aqui a fonte: site Inovação Tecnológica, com link para o site do Delft Aerospace Structures & Materials Laboratory. :thumbsup:

 

realmente o pessoal 'comeu bola' dizendo que o 787 já voou...

pesquisaram de um lado... esqueceram de outro =/

 

Valeu pelos links Marcel! O do 787 nem ter voado, pior que nem me toquei. Achei que tinha feito já o primeiro vôo. Enfim...

 

T+!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade