Jump to content

Varig vai adotar a cor laranja da Gol


dudutbrito

Recommended Posts

Varig vai adotar a cor laranja da Gol

Novo visual será apresentado ao público na terça-feira (23).

Haverá mudança na pintura dos aviões e uniforme das tripulações.

 

 

A Varig apresenta nesta terça-feira (23), no Rio, sua nova identidade visual. A marca Varig e a cor azul na estrela que há 80 anos é o símbolo da companhia seguem predominantes, mas ganha toques de laranja, a cor da sua nova dona, a Gol, segundo o diretor comercial da empresa, Lincoln Amano. Novos uniformes da tripulação também serão apresentados.

 

A Gol anunciou no final de março a compra da Varig, por US$ 320 milhões. Na época, a empresa disse que manteria a marca, focando as operações da Varig nas rotas internacionais.

 

O diretor comercial da Gol diz que a companhia encontra dificuldades de implementar sua expansão internacional, conforme planejamento feito com antecedência, por causa da escassez de aviões em todo o mundo, o que gera atrasos nas entregas de aviões já arrendados.

 

Falta de aviões :thumbsdown_still:

 

Essa falta de aviões obrigou a Varig a remanejar aviões e suspender temporariamente alguns vôos para garantir que suas rotas internacionais não sejam canceladas.

A Varig planeja retomar a rota Rio-Frankfurt no dia 3 de dezembro. Esse vôo foi suspenso desde o dia 20 de setembro por causa da falta de aviões, segundo Amano. Nesse mesmo dia, iniciou a rota São Paulo-Paris-Roma com o avião que voava do Rio para a Alemanha.

Atualmente a companhia tem quatro aviões para viagens de longo curso, modelos Boeing 767-300, que estão sendo usados nos vôos para a Europa. Um quinto 767-300 já está no País. Até o final do ano, serão dez aviões desse porte, mais nove 737-300 e cinco 737-800. Santiago, Montevidéu, e Madri serão os próximos passos internacionais da Varig até o final do ano.

A falta de aviões tem duas explicações. A primeira delas é que o mercado está aquecido e existem poucos aviões para serem vendidos ou arrendados no mercado internacional. A outra razão é que as empresas de arrendamento de aviões estão cobrando parte das velhas dívidas de leasing da Varig, que chegam a R$ 2 bilhões, para poder liberar aviões de grande porte em seu poder. A Gol não quer pagar para não abrir um precedente de sucessão de dívidas.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade