Jump to content

IATA baixa fortemente previsões de ganhos da aviação em 2008


Abel_BSB

Recommended Posts

IATA baixa fortemente previsões de ganhos da aviação em 2008

 

Subida do preço do petróleo reduz estimativas em 35%

 

A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA) reduziu bruscamente a sua previsão para os ganhos das companhias aéreas em 2008 para os 3,4 mil milhões de euros (5 mil milhões de dólares), face aos 5,3 mil milhões de euros (7,8 mil milhões de dólares) inicialmente estimados.

 

A confirmar-se isto significaria uma redução de 35 por cento, provocada sobretudo pelo aumento do preço do petróleo, refere o jornal espanhol «Cinco Dias».

 

As companhias aéreas norte-americanas serão as mais penalizadas que, depois de uma rentabilidade de 1,8 mil milhões de euros (2,7 mil milhões de dólares) este ano, devem conseguir apenas 1,5 mil milhões em 2008. Com 35% da sua frota com mais de 25 anos, o impacto do preço do petróleo será muito maior que noutros países, até porque aqui está o centro da crise de crédito.

 

Já as europeias e as asiáticas terão uma menor queda dos seus resultados, com menos 68 milhões de euros em ambas as regiões para os 1.362 milhões de euros na Europa e para os 408 milhões de euros no segundo caso. As companhias do Médio Oriente vão manter-se estáveis nos 136 milhões de euros devido ao seu ambicioso plano de expansão.

 

Ainda assim, para este ano a IATA mantém as suas estimativas nos 3,8 mil milhões de euros. «Pela primeira vez, desde o ano 2000, somos rentáveis. São boas notícias, que demonstram o duro trabalho das companhias aéreas. Desde 2001 que os custos unitários exceptuando o petróleo, caíram 16%, enquanto que a produtividade aumentou 64%», sublinhou o administrador-delegado da IATA, Giovanni Bisignani, citado pelo «Cinco Dias».

 

Fonte: Agência Financeira (Pt)

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade