Jump to content

Crise da Varig põe férias em perigo


LipeGIG

Recommended Posts

O ESTADO DE S.PAULO - 03.07.2006

Crise da Varig põe férias em perigo

Passageiro que comprou bilhete da companhia aérea em agências de turismo pode pedir a troca de vôo

Érica Polo

 

As férias de julho chegaram e, com elas, a oportunidade da sonhada viagem de avião para passeio e descanso. Uma parcela de turistas, contudo, já está vivendo momentos de preocupação com bilhetes da Varig na mão por causa da crise na empresa. Muitos vôos da companhia foram cancelados nas últimas semanas e, apesar das insistentes tentativas de busca de solução, as horas de espera nos aeroportos parecem longe do fim.

 

A dúvida mais comum de quem já comprou passagem e se prepara para viajar é se existem meios para se livrar de possíveis transtornos. Segundo Márcia Christina Oliveira, técnica do Procon-SP, as saídas dependem da situação de cada passageiro. O turista que negociou um pacote de viagem com agentes de turismo - em que está incluído o bilhete de passagem - está em situação relativamente menos desconfortável.

 

“Essas pessoas devem procurar os agentes de viagem para saber qual a opção existente para evitar possíveis problemas no dia do embarque”, diz. “É provável que a agência já tenha verificado a possibilidade de transferir seu cliente para vôos de outras companhias aéreas, afinal as agências têm interesse em encontrar uma solução, já que também respondem em caso de problemas”, comenta.

 

Maria Inês Dolci, coordenadora-jurídica da Pro Teste, concorda com a avaliação e reforça a recomendação. “As agências de turismo têm canais melhores do que dispõe o consumidor para tomar providências e tentar encaixar seus clientes em outras aeronaves”, avalia. “O consumidor deve ir atrás do contato mais direto e fácil para ele, nesses casos quem vendeu o pacote”.

 

Os consumidores que não quiserem correr riscos na hora do embarque “podem e devem procurar seu agente e solicitar o endosso”, orienta Leonel Rossi Júnior, diretor de assuntos internacionais da Associação Brasileira de Agentes de Viagem (Abav). “Sempre que possível e havendo lugares, os agentes têm conseguido encaixar os clientes em outros vôos”, diz.

 

A orientação dos especialistas é que os passageiros façam o quanto antes a solicitação ao agente. Afinal, em julho os vôos estarão mais concorridos por causa das férias, o que pode tornar também mais escassa a disponibilidade de lugares em aviões de outras companhias .

 

As empresas de aviação domésticas já se mostram dispostas a colocar aviões extras e de maior porte se houver novos cancelamentos de vôos da Varig durante o mês de julho, informa a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por meio de sua Assessoria de Imprensa.

 

Os turistas que compraram passagens diretamente da Varig, como é o caso de Ulisses Shimizu, correm maiores riscos. Em caso de embarque frustrado, a opção é pedir o endosso ou devolver o bilhete e esperar pelo reembolso. Ou, ainda, comprar passagem de outra companhia aérea. “Eu já tenho o roteiro montado para viajar para os Estados Unidos. Tenho receio da demora para embarcar em caso de cancelamento do vôo, como vi que está acontecendo por aí”, diz Shimizu. “Imagine ficar horas à espera com minha esposa grávida e uma filha de dois anos.”

Em caso de cancelamento ou atraso de vôo, o primeiro passo é procurar o balcão da Varig para verificar se as providências, como o endosso do bilhete, já estão em andamento.

 

A Varig garante, por meio da Assessoria de Imprensa, que as companhias aéreas, inclusive as companhias internacionais membros da Star Alliance, estão aceitando o endosso de passagens se ocorrerem problemas.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade