Jump to content

Plano para Varig adia pagamento de dívida


LipeGIG

Recommended Posts

Folha de São Paulo - 07.07.2006

Plano para Varig adia pagamento de dívida

Aérea trabalha para mudar planejamento de recuperação judicial, que pode incluir deságio em alguns de seus débitos

Se efetuadas, modificações serão submetidas a nova assembléia de credores; hoje pode sair data para a reunião e para novo leilão

JANAINA LAGE

DA SUCURSAL DO RIO

 

A Varig trabalha na modificação do seu plano de recuperação judicial para alterar o período de pagamento dos credores. Os prazos deverão ser aumentados e a empresa pode lançar mão de deságio para as dívidas com funcionários, estatais e empresas de leasing. As alterações serão submetidas à apreciação dos credores na próxima assembléia, que ainda não tem data marcada.

 

A situação da Varig permanece em suspenso à espera da análise do Ministério Público Estadual e da Deloitte, administradora judicial da companhia, sobre as novas informações prestadas à Justiça pela VarigLog. Eles devem apresentar hoje suas análises. Depois disso, a Justiça deve marcar datas para a assembléia de credores e para o leilão -que seriam nas próximas segunda e quarta, mas foram desmarcados.

 

A sobrevivência da empresa tem sido mantida graças a uma linha de crédito de até US$ 20 milhões (R$ 44 milhões) oferecida pela VarigLog até a realização de um novo leilão. Fontes envolvidas na negociação afirmam que os recursos só sustentam a Varig até a próxima sexta-feira. A empresa deve solicitar um aumento da linha de crédito até o leilão sob o argumento de que, se for à falência, a VarigLog dificilmente receberá o dinheiro de volta.

 

Como a Folha publicou ontem, os advogados da VarigLog ofereceram o pagamento de dívidas trabalhistas com desconto de até 70%. Além disso, eles querem pagar as dívidas anteriores à recuperação judicial num prazo superior ao previsto em lei, de um ano.

 

Segundo João Afonso de Assis, advogado da VarigLog, essa revisão no plano de recuperação será votada em assembléia e os descontos são prática comum em processos de recuperação. "Na Parmalat, o deságio chegou a 85%", citou.

 

Apesar dos esclarecimentos, a proposta ainda gera polêmica. De acordo com o documento, a VarigLog quer ficar com as rotas e autorizações de vôo referentes a junho de 2005, época do pedido de recuperação judicial. O problema é que a Varig já perdeu muitas dessas concessões porque reduziu o seu volume de operações no período.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade