Jump to content

VarigLog deposita 11ª parcela de um empréstimo para a Varig


-GustavoK-

Recommended Posts

Fonte: Estadão Online

 

Hoje, representantes da VarigLog, advogados da Varig, entre outros, se reuniram para encontrar uma solução para o preço mínimo do leilão de venda da companhia

 

Alberto Komatsu

 

RIO - Apesar do impasse que persiste sobre a venda da Varig, a VarigLog, principal candidata à compra, depositou nesta segunda-feira a 11ª parcela de um empréstimo para companhia aérea arcar com seus gastos emergenciais. Hoje, representantes da ex-subsidiária de logística e transporte de cargas, o juiz que conduz o processo, Luiz Roberto Ayoub, advogados da Varig, e representantes da administradora judicial Deloitte e do Ministério Público participaram de reunião que se estendeu noite adentro, para encontrar uma solução para o preço mínimo do leilão de venda da companhia.

 

A reunião teve início às 13 horas, mas foi suspensa por três horas. A interrupção foi necessária para que a consultoria Deloitte, o presidente da Varig, Marcelo Bottini, e o promotor do Ministério Público do Rio, Gustavo Lunz, avaliassem um documento enviado pelos advogados da VarigLog, no qual a ex-subsidiária toma posição sobre o parecer do administrador judicial da Varig, que questiona o preço mínimo.

 

Até as 20hs, a reunião não havia terminado. O principal questionamento da Justiça e da Deloitte é sobre como o valor mínimo de R$ 277 milhões seria destinado à chamada Varig antiga (empresa que herdará as dívidas da companhia) pagar os credores. A proposta total é de cerca de R$ 1 bilhão e o restante vai para Varig Nova. O passivo atual da empresa gira ao redor de R$ 7,9 bilhões. Na sexta-feira passada, um parecer da Deloitte considerou que a proposta da VarigLog é financeiramente pior do que a arrecadação de recursos que seria gerada numa eventual falência.

 

Além disso, credores também questionam como a Varig antiga, que seria desmembrada da operação principal, teria fluxo de caixa para honrar os seus débitos. "Estamos trazendo as explicações que a Deloitte pediu. Não há nenhuma definição sobre alterações econômico-financeiras", afirmou o advogado da VarigLog, João Afonso de Assis, ao chegar ao Tribunal de Justiça (TJ), às 13hs.

 

A audiência desta segunda-feira foi pedida pela Deloitte justamente para tentar chegar a um consenso sobre o valor mínimo, com o objetivo de garantir o pagamento dos credores. De acordo com um representante de um grupo de credores da Varig, caso a proposta da VarigLog permaneça a mesma, a tendência é de que os credores, que são privados, se abstenham numa possível assembléia para votar a proposta. "A Deloitte fez o papel dela. Para todos os credores, a posição é igual: eu quero receber meus créditos", afirmou o representante.

 

Hoje, a VarigLog fez mais um depósito para custear a operação da Varig, mas o valor não foi divulgado. Estes recursos fazem parte de um empréstimo total de US$ 20 milhões que a ex-subsidiária se propõe a desembolsar até a realização de um novo leilão da companhia. Até a última sexta-feira, haviam sido depositados US$ 11 milhões. Ainda nesta segunda-feira, a Varig pagou R$ 175 mil para a Infraero, referentes ao pagamento das taxas aeroportuárias de hoje.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade