Jump to content

Trip Linhas Aéreas amplia presença em Minas e anuncia investimentos


Meio Aéreo

Recommended Posts

A Trip Linhas Aéreas, maior empresa de aviação regional do país, terá em Belo Horizonte a sua principal base operacional, com a instalação de um centro de treinamento de aeronaves e transferência do centro de manutenção de aeronaves nas proximidades do Aeroporto da Pampulha. A empresa também está ampliando rotas em Minas e investindo R$ 214,2 milhões na aquisição de sete aeronaves ATR-72-500. Esses investimentos estão previstos no protocolo de intenções assinado nesta terça-feira (6), pelo governador Aécio Neves e o presidente da Trip, João Mário Caprioli, em solenidade no Palácio da Liberdade.

 

“Hoje é um dia extremamente importante para nós, porque não estamos falando apenas de novas perspectivas, mas estamos colhendo os resultados do que foi feito a partir do ano de 2003. Minas está, de alguma forma, inaugurando algo novo no Brasil, que é o relacionamento profissional entre o Estado e o setor privado. Em Minas, buscamos ajudar e compartilhar da estratégia de cada empresa, induzindo, criando condições de segurança para estimular aquele que queira empreender”, disse Aécio Neves, em pronunciamento, durante a cerimônia.

 

Novas rotas

 

O protocolo de intenções prevê a inclusão de mais oito cidades mineiras na rota da Trip. Até 2009, a empresa terá vôos para Almenara, Nanuque, Paracatu, Pirapora, Varginha, Poços de Caldas, Manhuaçu e Juiz de Fora. Hoje a companhia já voa para Belo Horizonte, Montes Claros, Diamantina, Governador Valadares, Ipatinga, Araxá, São João del-Rei, Patos de Minas, Uberaba e Uberlândia.

“Vi com muita alegria que algumas das novas rotas propostas atendem exatamente regiões que estamos buscando desenvolver, com um esforço mais coordenado como o Norte do Estado, os vales do Jequitinhonha e Mucuri, além de regiões que já crescem com o vigor muito grande como o Sul de Minas, o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba.Registro, também, a importância da transferência para Belo Horizonte do centro de capacitação de pessoal do setor. Isso é um marco importante do setor com outras derivações que serão benéficas para o Estado de Minas Gerais”, afirmou o governador.

 

O presidente da Trip, João Mário Caprioli, anunciou que o centro de capacitação de mão-de-obra da companhia será implantado num prazo de um ano. A transferência do Centro de Manutenção de Aeronaves, de Campinas para a Pampulha, que já está sendo feita, representará a criação de 150 empregos. O centro para formação de tripulação preencherá uma lacuna no continente sul-americano. Atualmente os pilotos têm de ser treinados no centro de manutenção da ATR, localizado em Toulouse, no sul da França. O novo centro poderá atender a formação de pilotos para o Brasil, América do Sul, Caribe e África.

 

“Temos um trabalho que mostra tudo que Belo Horizonte e Minas Gerais têm em termos de conhecimento e de infra-estrutura técnica na área aeronáutica. É impressionante. Tem vários cursos de engenharia aeronáutica em Belo Horizonte, no Triângulo, tem vários cursos de nível médio, mas essa é uma área que vamos ter que investir mais nessa formação. A própria Fiemg e o Senai estão analisando essa perspectiva”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Marcio de Lacerda, em entrevista.

 

Apoio

 

O Governo de Minas, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do INDI, prestará apoio e assistência à Trip durante as fases de implantação e operação do projeto, em especial no que se refere ao acompanhamento dos financiamentos e licenciamentos necessários.

A Trip se compromete manter e aumentar a oferta de empregos existentes após a operação de incorporação da Total e promover o treinamento e a capacitação de mão-de-obra, prioritariamente local. A empresa também irá realizar esforços para transferir para Minas Gerais a sede social da empresa, num prazo de dois anos.

 

O setor em Minas

 

Os investimentos da Trip ampliam o esforço que o Governo de Minas tem feito para colocar o Estado em posição de destaque na aviação nacional. Em 2006, a Gol Linhas Aéreas inaugurou o seu centro de manutenção de aeronaves no terminal de cargas do Aeroporto Tancredo Neves, em Confins.

 

A companhia aérea investiu R$ 30,5 milhões no centro de manutenção, que atende a frota de aeronaves da própria Gol, que deixou de terceirizar esses serviços, e também prestar atendimento a outras empresas aéreas. O projeto gerou a criação de 240 empregos diretos. Até então, uma parte da manutenção da frota da Gol era realizada no Rio de Janeiro e outra num hangar provisório do aeroporto de Confins. Do total investido pela Gol na construção do centro, R$ 14 milhões foram financiados pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

 

A transferência de quase 150 vôos do Aeroporto da Pampulha para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), em 2005, possibilitou o desenvolvimento das operações com mais segurança, conforto e rapidez para os passageiros, além da conectividade com as principais cidades do país.

 

O AITN está próximo de atingir 5 milhões de passageiros/ano e a Pampulha de 800 mil passageiros/ano. O incremento das rotas vai facilitar o transporte de pessoas e de bens de modo a acelerar o desenvolvimento econômico e social nas diferentes regiões.

Trip e Gol são empresas-âncora que podem impulsionar o desenvolvimento da cadeia produtiva do setor aeronáutico em Minas.

 

Proaero

 

Por meio do Proaero, o Estado está investindo na ampliação, modernização e revitalização dos 151 aeroportos públicos de Minas, sendo 45 com pistas pavimentadas e balizamento diurno, 25 com pistas pavimentadas e de uso noturno e 81 sem pista pavimentada. O Proaero é um dos sub-programas do projeto estruturador do Estado “Inserção Competiviva das Empresas no Mercado Internacional”.

 

Até 2010 estão previstos investimentos de R$ 240 milhões, a serem aplicados na construção, recuperação e manutenção de aeroportos. Estão programadas obras em 25 aeroportos, entre eles, os de Ubá, Itabira, Barão de Cocais e Ponte Nova.

 

A meta do governo de Minas é revitalizar os 151 aeroportos e construir mais 12 aeroportos, até 2010. Com a conclusão do programa, a Rede Aeroportuária Estadual será composta por 163 aeroportos, sendo 35 pavimentados operando visuais diurnos, 72 pavimentados com balizamento noturno operando 24 horas e 56 não pavimentados operando diurno.

 

Incorporação

 

A Trip Linhas Aéreas é hoje a maior empresa de aviação regional no Brasil, operando uma frota de 17 aeronaves (1 Embraer e 16 ATR) turbo-hélice pressurizadas. Essa frota deverá ser ampliada para 39 aeronaves, pois 22 estão em processo de compra. Com a incorporação da Total, a nova Trip passou a atender 62 cidades, sendo 10 em Minas Gerais.

 

Fonte: Governo das Minas Gerais

http://www.desenvolvimento.mg.gov.br/index...view&id=379

Link to comment
Share on other sites

Desculpa pessoal...

 

enquanto eu tava indo pro destino, a notícia já tinha voltado pra base...

 

 

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade