Jump to content

Pernambuco retoma diálogo com a Delta Airlines


Guest SkyMember

Recommended Posts

Guest SkyMember

Estado retoma diálogo com a Delta Airlines

 

O secretário de Turismo, Sílvio Costa Filho, vai aproveitar a realização do III Salão do Turismo, em São Paulo, para retomar os contatos com a companhia aérea norte-americana Delta Airlines.

 

No último dia 28, quando esteve no Recife, o embaixador americano Clifford Sobel adiantou que, até o final deste mês, será realizada uma reunião em Washington, capital norte-americana, sobre o aumento de vôos daquele país para o Brasil. Costa Filho pretende aproveitar o momento para negociar com a empresa a tão esperada rota Atlanta-Recife, em negociação com a empresa há mais de um ano.

 

Atualmente, existem 105 freqüências (quantidade semanal de vôos) entre o Brasil e Estados Unidos. Mas, enquanto as empresas americanas utilizam o limite, as brasileiras operam apenas 35. Por isso, no mês passado, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) liberou 21 novas freqüências a serem utilizadas por empresas norte-americanas.

 

Um dos entraves à efetiva utilização dessas freqüências, no entanto, é a exigência de vistos para americanos que vêm em viagem ao Brasil. Há necessidade, portanto, de flexibilizar essas regras.

 

A terceira edição do Salão do Turismo ocorrerá em São Paulo, e é lá que Sílvio Costa Filho pretende procurar a base brasileira da empresa norte-americana. “Estamos argumentando, tentando trazer o vôo para cá. O consulado americano está aqui, temos a infra-estrutura do nosso aeroporto. Vamos aproveitar a próxima semana para visitar a Delta e também a América Airlines”, comentou o secretário.

 

De acordo com o diretor comercial da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Marcos Telore, a estatal preparou, inclusive, um estudo de viabilidade econômica de um vôo dos Estados Unidos para o Nordeste. “O estudo ficou pronto esta semana”, comentou Telore, na última quarta-feira. Entretanto, ele preferiu não detalhar o documento, intitulado Estudo de viabilidade de vôos regulares entre Pernambuco e Estados Unidos.

 

Por Jornal do Commercio - PE

 

Fonte: Intelog

Link to comment
Share on other sites

Agora vai valer a pena. Com as 21 freqüências liberadas nessa primeira fase do aumento, que vai ter concorrência, vai. REC vai competir com FOR, SSA, BSB, CNF, até mesmo MAO, BEL, CWB e POA, creio eu, e todas tem condições (pelo menos de demanda) de receber um vôo para os Estados Unidos.

Link to comment
Share on other sites

Agora vai valer a pena. Com as 21 freqüências liberadas nessa primeira fase do aumento, que vai ter concorrência, vai. REC vai competir com FOR, SSA, BSB, CNF, até mesmo MAO, BEL, CWB e POA, creio eu, e todas tem condições (pelo menos de demanda) de receber um vôo para os Estados Unidos.

 

Cara, se Deus quiser mano.

Seria uma boa mesmo q a Delta viesse pra cá. Tomara que seja MIA-SSA-REC-MIA :rulez:

Link to comment
Share on other sites

Acho que há demanda para um MIA-SSA-REC-MIA diário, com B. 757-200 ou até mesmo com 767-200ER.

 

DL não utiliza o 762 nas rotas internacionais. Esse vôo, se sair mesmo, acredito que seja com o 752WL.

 

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember

Se o MIA-SSA-REC-MIA for diário, mais valerá a pena se a AAL fizer MIA-SSA-MIA 3x/semana (2a/4a/6a), MIA-REC-MIA 3x/semana (3a/5a/Sab) e MIA-SSA-REC-MIA 1x/semana (Dom), assim cada cidade terá seus vôos de forma exclusiva apenas dividindo uma das 7 frequências.

Link to comment
Share on other sites

Acho que MIA-REC-SSA-MIA poderia garantir um 767-300ER diário. Obviamente, começaria com um 752.

 

Resta saber o que o público soteropolitano e recifense prefere, se um vôo diário parando em um dos trechos ou vôos exclusivos algumas vezes por semana.

Link to comment
Share on other sites

Guest SkyMember
Resta saber o que o público soteropolitano e recifense prefere, se um vôo diário parando em um dos trechos ou vôos exclusivos algumas vezes por semana.

 

Creio que fique MIA-SSA-REC-MIA 3 ou 4x/semana e MIA-REC-SSA-MIA 3 ou 4x/semana.

Link to comment
Share on other sites

Creio que fique MIA-SSA-REC-MIA 3 ou 4x/semana e MIA-REC-SSA-MIA 3 ou 4x/semana.

 

Acredito que essa seja a forma mais inteligente da American Airlines iniciar o Nordeste, pois, dessa forma, as duas cidades teriam vôos diários da empresa e os passageiros têm a possibilidade de chegar e sair sem escala de ambas as cidades. Claro que, de início, o B757-200W seria o mais indicado, apesar de eu achar 188 assentos muito pouco para serem divididos entre Salvador e Recife. Mas, com o tempo, acredito que a empresa coloque o B767-300/ER com 225 assentos, o que não seria nada mau se ela já começasse com ele no final do ano, alta estação no Nordeste! :macumba:

 

Abraço!

Link to comment
Share on other sites

Acredito que essa seja a forma mais inteligente da American Airlines iniciar o Nordeste, pois, dessa forma, as duas cidades teriam vôos diários da empresa e os passageiros têm a possibilidade de chegar e sair sem escala de ambas as cidades. Claro que, de início, o B757-200W seria o mais indicado, apesar de eu achar 188 assentos muito pouco para serem divididos entre Salvador e Recife. Mas, com o tempo, acredito que a empresa coloque o B767-300/ER com 225 assentos, o que não seria nada mau se ela já começasse com ele no final do ano, alta estação no Nordeste! :macumba:

 

Abraço!

 

 

Nesse caso, não seriam apenas divididos entre SSA e REC, mas também entre MCZ, AJU, JPA, NAT, CPV, IOS, BPS etc.

Link to comment
Share on other sites

Cara, se Deus quiser mano.

Seria uma boa mesmo q a Delta viesse pra cá. Tomara que seja MIA-SSA-REC-MIA :rulez:

 

Delta seria à partir de ATL :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade