Jump to content

Varig já causou impacto negativo de US$ 318 milhões para a Gol


Tabbex

Recommended Posts

07/07/2008 - 09h57

Varig já causou impacto negativo de US$ 318 milhões para a Gol

 

da Folha Online

 

O efeito negativo da compra da Varig sobre o lucro líquido da Gol nos balanços dos últimos dois trimestres atingiu US$ 318 milhões, de acordo com cálculos de analistas, informaram Janaína Lage e Maeli Prado na edição de hoje da Folha. A reportagem completa está disponível para assinantes do jornal e do UOL.

 

Somente no quarto trimestre do ano passado a Gol passou a divulgar o impacto da Varig separadamente nos balanços trimestrais apresentados no padrão contábil norte-americano, conhecido como US GAAP.

 

Segundo o vice-presidente de Marketing e Serviços da Gol, Tarcísio Gargioni, o principal fator a influenciar o desempenho foi o aumento do preço do barril de petróleo. "Jamais imaginávamos há cerca de um ano que o preço do petróleo fosse chegar a US$ 150", disse. Devido a essa alta, a anunciou em março a suspensão de linhas intercontinentais para focar apenas no mercado doméstico e na América do Sul.

 

Além disso, a alta de preços da commodity elevou a necessidade de buscar aumento de eficiência nas operações. A principal medida é a troca até o fim do ano de toda a frota de Boeings-737/300 por Boeings-737/700 e 737/800 Next Generation, que consomem menos combustível. Outra medida de economia foi a redução da velocidade das aeronaves de 5 km/h a 6 km/h, o que diminui o gasto com combustível.

 

fonte> http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheir...91u419828.shtml

Link to comment
Share on other sites

Varig provoca impacto negativo de US$ 318 milhões para a Gol

 

JANAINA LAGE

DA SUCURSAL DO RIO

MAELI PRADO

DA REPORTAGEM LOCAL

 

A compra da Varig teve um impacto negativo para a Gol de ao menos R$ 318 milhões, de acordo com cálculos de analistas. O valor representa a soma do efeito negativo da Varig sobre o lucro líquido da companhia nos balanços publicados dos dois últimos trimestres, de acordo com o padrão contábil norte-americano.

Somente a partir do quarto trimestre do ano passado a Gol passou a apresentar o impacto da Varig em separado nos seus resultados. Foram também dois períodos seguidos de prejuízo para a empresa de baixo custo e baixa tarifa. Na última teleconferência de resultados, o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Júnior, afirmou que a empresa investiu cerca de R$ 1 bilhão, entre a aquisição e os investimentos.

Segundo o vice-presidente de Marketing e Serviços da Gol, Tarcísio Gargioni, o principal fator a influenciar o desempenho foi o aumento do preço do barril de petróleo. "Jamais imaginávamos há cerca de um ano que o preço do petróleo fosse chegar a US$ 150", disse.

A escalada do preço do petróleo foi um dos fatores decisivos para que a Gol mudasse o foco na aquisição da Varig. Quando ela foi comprada, em março do ano passado, por US$ 320 milhões, a leitura do mercado era que a Varig seria usada para rotas de longo curso, especialmente para a Europa e os EUA. Em abril deste ano, a Varig anunciou a suspensão das linhas intercontinentais.

"Poderíamos ter mantido o foco nos vôos de longo curso, mas o preço do petróleo inviabilizou a operação com o Boeing-767", afirmou Gargioni. A empresa ainda faz vôos para Paris, mas a partir de setembro estará totalmente concentrada em rotas no mercado doméstico e para a América do Sul.

O principal prejuízo, segundo André Castellini, da consultoria Bain & Company, foi o econômico, mas não o único.

"A operação já estava mais deteriorada do que pensavam e a economia não ajudou, em termos de preço do petróleo. A Varig absorveu caixa da Gol, gerou perdas e voou com aviões bem mais vazios do que o imaginado. Mas a recente exposição na mídia também não é algo que tenha agradado à Gol, apesar de não lhe dizer respeito diretamente", disse o consultor, se referindo às acusações da ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) Denise Abreu sobre a venda da Varig para a VarigLog em 2006.

Para Caio Dias, analista do Santander, o principal problema da Varig foi a utilização de aeronaves velhas nos vôos de longo curso. "A companhia queria disputar mercado com a TAM, em busca do passageiro que valoriza a maior qualidade do serviço, mas começou com aviões velhos. Não havia avião disponível no mercado e a aeronave faz toda a diferença na percepção de qualidade de serviço", disse o analista.

Ele estima que a Varig só atingirá o "break even" (ponto de equilíbrio entre receitas e despesas) no final do ano.

Após registrar taxas de ocupação de até 52% no mercado doméstico em julho do ano passado, a Varig registrou em maio deste ano uma taxa de 70%, de acordo com dados da Anac .

A escalada do preço do petróleo fez com que a Gol revisasse as operações e procurasse novas formas de economia. Segundo Gargioni, a alta de preços elevou a necessidade de buscar aumento de eficiência nas operações.

A principal medida é a troca até o fim do ano de toda a frota de Boeings-737/300 por Boeings-737/700 e 737/800 Next Generation, que consomem menos combustível. Na Varig, a padronização deve ser concluída até o fim do ano com a saída dos Boeings-767, usados nas rotas de longo curso.

Outra medida de economia na ponta do lápis foi a redução da velocidade das aeronaves de 5 km/h a 6 km/h, o que diminui o gasto com combustível.

 

Fonte: Folha de S. Paulo- 07/07/08.

 

Link to comment
Share on other sites

Qual marca o grupo Aurea vai manter daqui a 5 anos? Varig ou Gol? A Gol diz que a varig é um serviço premium, com um serviço de bordo que custa mais caro do que os oferecidos na Gol, mas a passagem na Varig é sempre mais barata, essas contas não batem!!!!

 

Aqui em SSA a Tam cobra (sem promoções) em média R$ 450 por uma SSAXCGH direto, são 3 vôos de manhã cedo, um atrás do outro e saem todos cheios, a Varig tem 1 SSAxCGH de manhã cedo com o 733, que tb sai cheio, mas a Varig cobra R$ 269, ou seja, o público que voa de Varig com certeza não é o público buscando um serviço "premium"!!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade