Jump to content

Azul prevê transportar 50 mil passageiros por mês e quer início das operações para dezembro


Renan - SAO

Recommended Posts

Até iniciar suas operações no país, a Azul Linhas Aéreas continuará apostando na interatividade com o público brasileiro. Depois das campanhas para escolher o nome da companhia e os passagiros vitalícios, a Azul está desenvolvendo duas novas ações, uma na área de produtos e outra em serviços, para os internautas do site www.voeazul.com.br opinarem. "Estamos discutindo internamente, mas devemos lança-los ainda em agosto. Por enquanto, trabalhamos para fazer do website uma ferramenta transacional e que forneça informações dinâmicas e para aqueles que se interessam por aviação", destacou o diretor de Marketing da Azul, Gianfranco Beting, ao MERCADO&EVENTOS. As adaptações estão sendo realizadas para que o site possa se transformar em um canal de vendas direto de bilhetes aéreos. A previsão é relançá-lo até novembro.

 

Beting ressaltou, no entanto, que a Azul estará em todos os sistemas de distribuição disponíveis no mercado brasileiro a fim de estabelecer uma relação de parcerias comerciais com as agências de viagens. Além disso, a empresa confirma a estratégia de formatar um programa de milhagem diferenciado. Segundo o diretor, o exemplo bem-sucedido de outras companhias aéreas mostrou que é um produto que traz uma vantagem competitiva. "Nosso conceito de empresa low cost e full service nos permite dizer que vamos atuar para integrar todo o perfil de passageiro, especialmente o segmento corporativo e os repetidores", explicou. Os parâmetros básicos de suas funcionalidades já estão sendo estudadas e a intenção é apresentá-lo ao mercado juntamente com o início dos vôos.

 

A Azul já tem a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e precisa agora conquistar o Cheta para poder começar suas operações e que inclue o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, em seu pleito. O diretor confessa que, num cenário otimista, a empresa estima iniciar as rotas ainda em dezembro desse ano - numa perspectiva mais realista, a data pularia para janeiro de 2009. "Estudamos inúmeras possibilidades de malha aérea nesse primeiro momento, mas não é prudente divulgar. Vamos começar com três aeronaves Embraer 195 e iremos servir de quatro a cinco cidades brasileiras", disse Gianfranco Beting, lembrando que o intuito é chegar, num período de três anos, com 25 aeroportos no Brasil atendidos à medida que forem sendo incorporados novos aviões à frota.

 

A expectativa da Azul é transportar, nos primeiros meses de operação, cerca de 50 mil passageiros ao atuar na base da lucratividade e no aumento da demanda de mercado. "está na hora de se democratizar o transporte aéreo no Brasil oferecendo preços líderes de mercado e descontos no bilhete e não na qualidade de serviço", enfatizou Beting, ao antecipar que está nos planos da empresa firmar parcerias comerciais com empresas nacionais e internacionais, assim que estabilizada no mercado de aviação. De acordo com ele, ao utilizar uma frota mais econômica, silenciosa e sustentável, a companhia ficará menos suscetível a grandes alterações nos preços do petróleo.

 

"Certamente essa situação diminui nossas margens de receita, mas com a configuração de nossas aeronaves e serviços de entretenimento manteremos nossas condições de competir", salientou. A cabine dos pilotos será totalmente administrada por computadores tanto para facilitar o check-list como os programas de vôos e será oferecido aos passageiros sistema de entretenimento ao vivo. "Assim que a tecnologia chegar ao país em meados de 2009, vamos implantá-la e disponibilizar em torno de 30 canais de televisão em tempo real", garantiu Beting.

 

Contratação - Desde que comunicou sua entrada no mercado de aviação brasileira, a Azul já recebeu mais de 50 mil currículos. No momento, a empresa está selecionando seus futuros colaboradores e deverá ter, até o início de suas atividades, entre cinco e seis tripulantes para cada vôo. A meta é alcançar, num período de um ano, um total de 600 a 700 funcionários. "Para os cargos de diretoria e gerência, estamos com 80% deles preenchidos, mas ainda estamos em busca de pessoal qualificado para funções nos setores de marketing, vendas, administração e recursos humanos", mencionou Beting. Atualmente, a Azul conta com 120 empregadores e que atuam na sede instalada em Alphaville, Barueri (SP).

 

Mercado e eventos

Link to comment
Share on other sites

Contratação - Desde que comunicou sua entrada no mercado de aviação brasileira, a Azul já recebeu mais de 50 mil currículos. No momento, a empresa está selecionando seus futuros colaboradores e deverá ter, até o início de suas atividades, entre cinco e seis tripulantes para cada vôo. A meta é alcançar, num período de um ano, um total de 600 a 700 funcionários. "Para os cargos de diretoria e gerência, estamos com 80% deles preenchidos, mas ainda estamos em busca de pessoal qualificado para funções nos setores de marketing, vendas, administração e recursos humanos", mencionou Beting. Atualmente, a Azul conta com 120 empregadores e que atuam na sede instalada em Alphaville, Barueri (SP).

 

Mercado e eventos

 

50 mil curriculos???? Deve ter muito orfao da Varig, Vasp, Transbrasil, BRA e alguns desiludidos com a OA também.

Se em 1 ano, serao 700 funcionarios, em 3 anos, neste ritmo, poderao ser mais de 2 mil pessoas empregadas tanto na sede quanto nas bases....ou seja, mais uma cia. colaborando com a queda do desemprego e o aumento do numero de carteiras assinadas.

 

Bos sorte para a Azul!!!!! :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Meio off-topic, mas como ficou aquela disputa RIO x BHZ pela sede da Azul?

 

A sede não ia ser (ou é) em São Paulo ?

 

eu chuto q os primeiros destinos são CGH,GIG,BSB,CNF e SSA

 

Eu chuto VCP-POA na parada :rulez:

 

Ah, bom dia colegas do CR... e eu pra não sair da rotina quando levanto escuto o G3 1910 roncando aqui em cima de casa rumo à CWB :rolleyes:

 

Link to comment
Share on other sites

Meio off-topic, mas como ficou aquela disputa RIO x BHZ pela sede da Azul?

 

Acabei de ler a seguinte nota no sítio da BandNews FM:

 

Nova empresa de aviação terá sede no Rio de Janeiro

28/07/2008 - 08h00

 

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras vai ter sede no Rio de Janeiro, por determinação do presidente Lula, atendendo a um pedido do governador Sérgio Cabral. O argumento foi que, com o fechamento da Varig, todas as empresas aéreas têm administração em São Paulo, causando esvaziamento para o turismo carioca. A mais nova empresa de aviação brasileira vai ocupar as instalações da antiga Varig ou da Vasp, no Aeroporto Santos Dumont. A Azul vai começar a operar em janeiro de 2009 e, para isso, já encomendou uma frota de 76 jatos à Embraer.

 

http://bandnewsfm.band.com.br/

 

Agora se de fato isso acontecerá..... Torço para que a sede seja no Rio mesmo.

Link to comment
Share on other sites

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras vai ter sede no Rio de Janeiro, por determinação do presidente Lula, atendendo a um pedido do governador Sérgio Cabral...

 

É piada né?

 

Link to comment
Share on other sites

Sede no Rio não tem cabimento, provavelmente a sede ficará aqui em Sp mesmo...

 

Calma aí, o que não tem cabimento é você falar isso. Uma coisa é ser contra interferências do governo no setor privado, mas ser contra a instalação da companhia no Rio por não lhe convir é uma piada.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade