Jump to content

Sozinha em leilão, VarigLog fica com a Varig por US$ 24 milhões


ldias

Recommended Posts

20/07/2006 - 11h20

Sozinha em leilão, VarigLog fica com a Varig por US$ 24 milhões

Publicidade

CLARICE SPITZ

da Folha Online, no Rio de Janeiro

 

A VarigLog, única empresa a participar do leilão de venda da Varig nesta quinta-feira, levou a companhia aérea por US$ 24 milhões, o equivalente a R$ 52,3 milhões. A ex-subisidiária de transportes de carga entrou no leilão identificada como Aéreo Transportes Aéreos S/A.

 

Outra empresa, a Cooper Data (Cooperativa de Trabalho dos Profissionais de Processamento de Dados), tentou se habilitar para o leilão de hoje, mas foi desqualificada por não ter feito o depósito da garantia no valor de US$ 24 milhões 24 horas antes.

 

No leilão anterior, realizado em junho, quando o TGV (Trabalhadores do Grupo Varig) arrematou a empresa, o preço mínimo para venda era de US$ 700 milhões para as rotas domésticas e de US$ 860 milhões para operações nacionais e internacionais.

 

O TGV ofereceu R$ 1,01 bilhão pela empresa, mas o leilão foi invalidado pela Justiça do Rio, por falta de garantias de que a proposta seria cumprida.

 

Em negociações com a VarigLog, o preço mínimo de venda da companhia caiu para R$ 277 milhões e depois para US$ 24 milhões.

 

O risco de sucessão de dívidas foi o principal fator a inibir a participação de outras empresas nos leilões da Varig.

 

A proposta da VarigLog inclui ainda o pagamento pelo uso de serviços da empresa aérea como o Centro de Treinamento de Tripulantes, o aluguel de imóveis e o fretamento de aeronaves. Esses recursos serão pagos à "velha Varig", parcela da empresa que permanece em recuperação judicial e carrega as dívidas estimadas em R$ 7,9 bilhões.

 

O novo dono deverá garantir um fluxo de caixa de R$ 19,6 milhões para a "velha Varig". O dinheiro será usado para pagar os credores nos próximos 20 anos.

 

A nova Varig vai receber investimentos de US$ 150 milhões em até 30 dias após o leilão. A companhia terá inicialmente 1.500 funcionários. Após o leilão, a Varig deve demitir 8.000 pessoas. Apesar das demissões, os credores avaliaram em assembléia que a proposta era melhor que a falência.

 

Além disso, o novo dono da Varig deverá assumir R$ 245 milhões em bilhetes emitidos e o passivo (milhas acumuladas) de R$ 70 milhões do Smiles. A VarigLog se comprometeu a emitir debêntures (títulos de dívida) de R$ 100 milhões, que podem ser convertidas em 10% de participação na nova empresa para funcionários e credores com garantias, como o Aerus, fundo de pensão dos empregados da empresa.

 

O comprador da empresa vai ficar com a marca Varig e Rio Sul, além das rotas domésticas e internacionais. A Varig antiga, que herda as dívidas, fica com um avião e com a Varig Nordeste.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade