Jump to content

Governo do PI pede ajuda do Governo Federal para criar companhia aérea


mapjunior

Recommended Posts

do Cidadeverde.com

 

Durante as solenidades em comemoração do Dia do Piauí, o governador Wellington Dias anunciou que pretende reunir esforços para a criação de uma empresa aérea da região Nordeste. O projeto seria viabilizada pelos Estados com parcerias ao lado de empresas privadas, e resolveria a carência de vôos entre cidades da mesma região, encurtando distâncias e potencializando o turismo. A proposta já foi apresentada aos demais governadores e será encaminhada ao presidente Lula.

 

A idéia de Wellington já foi relatada em reunião com os governadores e é focada em parcerias público-privadas e redução de impostos por parte dos Estados e do Governo Federal. Ele acredita que é possível uma redução de 40% dos custos para uma aeronave, o que viabilizaria a implantação da empresa em todas as nove capitais nordestinas, que hoje sofrem com as conexões de vôos. Para se ir a São Luís/MA, por exemplo, compensa mais sair de Teresina/PI de ônibus, em uma viagem de seis horas, do que pegar um vôo que ainda vai até Brasília/DF .

 

Link to comment
Share on other sites

do Cidadeverde.com

 

Durante as solenidades em comemoração do Dia do Piauí, o governador Wellington Dias anunciou que pretende reunir esforços para a criação de uma empresa aérea da região Nordeste. O projeto seria viabilizada pelos Estados com parcerias ao lado de empresas privadas, e resolveria a carência de vôos entre cidades da mesma região, encurtando distâncias e potencializando o turismo. A proposta já foi apresentada aos demais governadores e será encaminhada ao presidente Lula.

 

A idéia de Wellington já foi relatada em reunião com os governadores e é focada em parcerias público-privadas e redução de impostos por parte dos Estados e do Governo Federal. Ele acredita que é possível uma redução de 40% dos custos para uma aeronave, o que viabilizaria a implantação da empresa em todas as nove capitais nordestinas, que hoje sofrem com as conexões de vôos. Para se ir a São Luís/MA, por exemplo, compensa mais sair de Teresina/PI de ônibus, em uma viagem de seis horas, do que pegar um vôo que ainda vai até Brasília/DF .

 

Seria uma ótima oportunidade para o Nordeste.

Aeronaves do porte do E170 seriam ótimas para estas operações Nordestinas...

Espero que esse plano vá para frente...

Link to comment
Share on other sites

Hum, so' se tiver incentivos fiscais que compensem o investimento...

 

Caso contrario, alguma(s) empresa(s) ja' estaria(m) atacando esse file'... ou nao?

 

Estou errado?

 

Bons voos :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

A idéia de Wellington já foi relatada em reunião com os governadores e é focada em parcerias público-privadas e redução de impostos por parte dos Estados e do Governo Federal. Ele acredita que é possível uma redução de 40% dos custos para uma aeronave, o que viabilizaria a implantação da empresa em todas as nove capitais nordestinas, que hoje sofrem com as conexões de vôos.

 

A idéia é boa e importante para o desenvolvimento da região. Se realmente houver incentivos, tem tudo pra dá certo...

Link to comment
Share on other sites

Hum, so' se tiver incentivos fiscais que compensem o investimento...

Caso contrario, alguma(s) empresa(s) ja' estaria(m) atacando esse file'... ou nao?

Estou errado?

 

Está muito certo!

Link to comment
Share on other sites

é o que eu digo, principalmente PE e CE tem várias cidades a se explorar com vôos, há ainda algumas cidades do interior baiano que mereciam vôos...

Mas tem muitas outras de todos os outros estados nordestinos que têm capacidade de receber voos regulares

Link to comment
Share on other sites

O LipeGIG deu a idéia das tais "Companhias Baby" com parcerias público-privadas nas diversas regiões do país. Contando com incentivos fiscais, me parece uma ótima idéia.

Link to comment
Share on other sites

Acho que já vi uma idéia dessa aqui no CR...

 

 

O LipeGIG deu a idéia das tais "Companhias Baby" com parcerias público-privadas nas diversas regiões do país. Contando com incentivos fiscais, me parece uma ótima idéia.

 

 

Exatamente Iluv.

 

Só não lembro onde foi exatamente.

Procurei mas não achei.

Seria interessante dar um quote para compararmos e/ou descobrir se ele não foi plagiado... :secret:

 

Forte abraço;

Minduim

:thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Exatamente Iluv.

 

Só não lembro onde foi exatamente.

Procurei mas não achei.

Seria interessante dar um quote para compararmos e/ou descobrir se ele não foi plagiado... :secret:

 

Forte abraço;

Minduim

:thumbsup:

 

Relendo o tópico, pude observar que é a MESMA idéia do LipeGig! :secret:

Será que até os Governadores estão lendo o CR? :unsure: Tomara! :ohyes:

Link to comment
Share on other sites

do Cidadeverde.com

 

o governador Wellington Dias anunciou que pretende reunir esforços para a criação de uma empresa aérea da região Nordeste. O projeto seria viabilizada pelos Estados com parcerias ao lado de empresas privadas, e resolveria a carência de vôos entre cidades da mesma região, encurtando distâncias e potencializando o turismo.

 

A idéia de Wellington já foi relatada em reunião com os governadores e é focada em parcerias público-privadas e redução de impostos por parte dos Estados e do Governo Federal. Ele acredita que é possível uma redução de 40% dos custos para uma aeronave, o que viabilizaria a implantação da empresa em todas as nove capitais nordestinas, que hoje sofrem com as conexões de vôos.

 

Minha opinião:

 

CONTRA :suicide_anim:

 

Por que?

 

Por que invés de criar uma empresa aérea SUBSIDIADA não são concedidas as mesmas regalias paras as Cias que já atuam na região? É uma forma muito mais simples que inclusive evita uma série de desvios da máquina pública. Como foi comentado, a tal Cia litorânea se me lembro bem, encerrou as atividades por baixa ocupação.

 

Os governos dos estados da região deveriam sentar junto com as cias aéreas e propor redução de impostos se melhorarem as conexões, novas rotas internas etc. Acredito que essa é uma situação mais viável e eficaz para a região.

 

abraço

 

 

Link to comment
Share on other sites

Minha opinião:

 

CONTRA :suicide_anim:

 

Por que?

 

Por que invés de criar uma empresa aérea SUBSIDIADA não são concedidas as mesmas regalias paras as Cias que já atuam na região? É uma forma muito mais simples que inclusive evita uma série de desvios da máquina pública. Como foi comentado, a tal Cia litorânea se me lembro bem, encerrou as atividades por baixa ocupação.

 

Os governos dos estados da região deveriam sentar junto com as cias aéreas e propor redução de impostos se melhorarem as conexões, novas rotas internas etc. Acredito que essa é uma situação mais viável e eficaz para a região.

 

abraço

 

 

Mas é importante o desenvolvimento da aviação regional, e nisto as companhias aéreas como TAM ou Gol NÃO estão interessadas. A TRIP é uma opção, no entanto. Mas ela deve esbarrar em um problema da ordem da falta de aviões ou algo assim.

 

Não acho válido comparar o desempenho da Litorânea ao foco dessa eventual companhia aérea. Essa companhia abrangeria uma área muito mais ampla, e com certeza captaria um mercado muito maior do que a empresa com suas rotas entre PI, MA e CE.

Link to comment
Share on other sites

Minha opinião:

 

CONTRA :suicide_anim:

 

Por que?

 

Por que invés de criar uma empresa aérea SUBSIDIADA não são concedidas as mesmas regalias paras as Cias que já atuam na região? É uma forma muito mais simples que inclusive evita uma série de desvios da máquina pública. Como foi comentado, a tal Cia litorânea se me lembro bem, encerrou as atividades por baixa ocupação.

 

Os governos dos estados da região deveriam sentar junto com as cias aéreas e propor redução de impostos se melhorarem as conexões, novas rotas internas etc. Acredito que essa é uma situação mais viável e eficaz para a região.

 

abraço

 

Sou a favor da sua opinião. O governo sempre tenta resolver as coisas desse jeito, criando empresas novas, vide o apoio dado a Azul para quebrar o duopólio, sendo que temos a Webjet e Ocean Air que teria condições de fazer isso.

Link to comment
Share on other sites

Minha opinião:

 

CONTRA :suicide_anim:

 

Por que?

 

Por que invés de criar uma empresa aérea SUBSIDIADA não são concedidas as mesmas regalias paras as Cias que já atuam na região? É uma forma muito mais simples que inclusive evita uma série de desvios da máquina pública. Como foi comentado, a tal Cia litorânea se me lembro bem, encerrou as atividades por baixa ocupação.

 

Os governos dos estados da região deveriam sentar junto com as cias aéreas e propor redução de impostos se melhorarem as conexões, novas rotas internas etc. Acredito que essa é uma situação mais viável e eficaz para a região.

 

abraço

Concordo com vc...!,

 

A Ideia é muito boa..., sim.., se realmente fosse pra ser conforme o ideal!. So que como tudo no Brasil alguem ou VARIOS tem que levar uma ponta.., podem ter CERTEZA de que estaria ai um lugar PERFEITO para Muita gente meter a MAO!. Mais um projeto com verbas estratsfericas.., superfaturado.., com leasings absurdos.., etc.. Estamos no BRASIL, e aqui TUDO que tem GOVERNO no meio.., é assim!.

Ideia boa.., porem se tem governo no meio, tem ROLO!, e se tem governo na CABEÇA!!!, piorou!!!.

Nao levem a mal.., mas acho mais plausivel uma empresa PRIVADA.. que operasse com subsidios!. E Outra.., Podem ter certeza de que se SLZ/THE fosse rentavel.., a Gol ou TAM ja estariam na rota. SNME.., essa rota ja foi operada sem grandes resultados. Pode ser boa para um ATR.., o Break-Even é menor..., so que para um B738/A320.., acho que sinceramente.., nao dá break even!. Opiniao MINHA!.

No mais.., como vou ser alvo de pedradas por parte de alguns.., e acusado de bairrista.., o jeito é esperar e ver só no que vai dar..!, Vamos ver..

Abs..!

 

Rogeriouzz

 

Link to comment
Share on other sites

Seria uma ótima oportunidade para o Nordeste.

Aeronaves do porte do E170 seriam ótimas para estas operações Nordestinas...

Espero que esse plano vá para frente...

 

O problema, pelo menos no caso do interior baiano, não é demanda, e sim infra-estrutura. Cidades grandes com aeródromos de quinta.

 

esse é o grande problema... Talvez a operação de jatos fique muito restringida e além de tudo a distância curta entre as capitais inviabiliza o uso dos mesmos, acho que se for pra ter uma empresa aérea no NE. As aeronaves que cairiam como uma luva na operação seriam um mix de Caravan, ATR, devido que elas tem maior flexibilidade em operações como por exemplo pode operar com um break-even menor e principalmente que podem operar em aeródromos em situação mais precária e talvez para as rotas maiores e com maior demanda E-190 para vôos entre as capitais...

 

como de prache... Minha opinião! :thumbsup:

 

abrçs!

Link to comment
Share on other sites

Minha opinião:

 

CONTRA :suicide_anim:

 

Por que?

 

Por que invés de criar uma empresa aérea SUBSIDIADA não são concedidas as mesmas regalias paras as Cias que já atuam na região? É uma forma muito mais simples que inclusive evita uma série de desvios da máquina pública. Como foi comentado, a tal Cia litorânea se me lembro bem, encerrou as atividades por baixa ocupação.

 

Os governos dos estados da região deveriam sentar junto com as cias aéreas e propor redução de impostos se melhorarem as conexões, novas rotas internas etc. Acredito que essa é uma situação mais viável e eficaz para a região.

 

abraço

 

 

 

Ta' certo, se e' para criar incentivos, nao importa se e' uma empresa nova ou nao,

desde que atenda as cidades menos privilegiadas ... os incentivos tem que valer para todas

as empresas ... :thumbsup:

 

Se baixassem (bastante) os impostos sobre o combustivel, ja' seria um bom chamariz, nao seria?

 

Bons voos :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade