Jump to content

Depois de muita pressão por parte do Estado do Rio de Janeiro, Infraero finaliza o Terminal 2 do GIG


C010T3

Recommended Posts

Depois de muita pressão por parte do Estado, Infraero finaliza o Terminal 2

 

04/11/2003 - 14h08

 

IMG_7639r.jpg

 

O secretário de Transportes, Julio Lopes, representando o governador Sérgio Cabral, participou, juntamente com o presidente da Infraero, Sergio Gaudenzi, da cerimônia de assinatura da ordem de serviço que permitirá a conclusão de obras de reformas e ampliação interna no Terminal de Passageiros 2 (TPS-2) do Aeroporto Internacional Tom Jobim. O investimento, no valor de R$ 63 milhões, será destinado a obras civis, instalações hidrossanitárias e sistema de combate a incêndio. O serviço será realizado pela empresa Paulo Octávio Investimentos Imobiliários Ltda.

 

De acordo com Sergio Gaudenzi, mais quatro contratos serão assinados. Os recursos previstos para o aeroporto são de R$ 600 milhões até 2010, sendo R$ 280 milhões destinados ao TPS-2, R$ 221,5 milhões ao TPS-1, R$ 74,5 milhões ao sistema de pistas e pátios e R$ 24 milhões ao terminal de cargas. A conclusão das obras no TPS-2 está prevista para fevereiro de 2010 e, em seguida, o TPS-1 será fechado para início de reformas. Atualmente, o Terminal 2 opera com a metade de sua capacidade.

 

- As obras foram iniciadas há mais de dez anos, quando o terminal foi construído. Agora, nós iremos retomar o que foi parado. O Tom Jobim é um grande aeroporto, um dos maiores do país e corresponde a 20% do faturamento da Infraero no país. Depois que estiver com os dois terminais funcionando, ele estará entre os cinco maiores aeroportos do hemisfério sul. Após a realização dos terminais 3 e 4, o Tom Jobim será o segundo maior do hemisfério sul – disse Gaudenzi.

 

O secretário Julio Lopes ressaltou que a contratação da obra para o Terminal 2 é de grande importância, embora represente uma pequena parte do que precisa ser realizado no terminal. Para ele, é fundamental que o Tom Jobim se torne um dos aeroportos de referência do país, uma vez que será uma das portas de recepção para a Copa de 2014.

 

- É um passo positivo. À medida que todos os investimentos sejam realizados, nós teremos um aeroporto qualificado, à altura das expectativas e necessidades reais da população do Rio e do Brasil. Sobre a questão da privatização, o BNDES está responsável pelos estudos. O aeroporto tem que ser eficiente tanto através da operação estatal quanto da privada. O processo de concessão do Tom Jobim já foi iniciado e, na visão do governo do Estado, irá melhorar e qualificar o transporte aéreo brasileiro – disse Julio Lopes.

 

Atualmente, estão sendo realizadas no Terminal 1obras de melhorias emergenciais, como a troca de todos os elevadores e escadas rolantes, reforma dos banheiros e revitalização de todas as pontes de embarque, reforma e adequação dos sistemas de pátios e pistas, abertura de três canais de inspeção de passageiros, aumento de 100% de operadores das passarelas telescopias, substituição do piso e revestimentos de diversas áreas, entre outras.

 

Para o início de 2009, está prevista, no Terminal 2, a implantação de um novo sistema de esteiras de bagagens, de instalações elétricas e de ar condicionado, além de equipamentos eletrônicos e da adequação da atual área em operação. Já no Terminal 1, o contrato para a substituição dos forros nas áreas rebaixados já foi assinado e a substituição do forro buffler está em fase de licitação. O fornecimento e a instalação de elevadores e escadas rolantes nos dois terminais está com a licitação em fase final.

 

Fonte: Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade