Jump to content

Azul Linhas Aéreas quer operar no Aeroporto da Pampulha


Carlos Augusto

Recommended Posts

Fonte: ESTADO DE MINAS, 04/12/2008

 

Reportagem: Geórgea Choucair

 

A vinda da Azul Linhas Aéreas Brasileiras para Belo Horizonte depende apenas do fim da polêmica em torno da volta dos vôos interestaduais para o aeroporto da Pampulha. A nova companhia aérea fez quarta-feira seu vôo inaugural na capital, sobrevoando o interior do estado por cerca de 45 minutos. A Azul começa as suas operações no Brasil por volta do dia 15, em Campinas (SP). Em BH, o plano da empresa é operar na Pampulha, mas, para isso, aguarda decisão de consulta pública da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Os negócios iniciais da empresa no Brasil vão contar com investimentos de US$ 200 milhões.

 

“Se a Anac decidir abrir a Pampulha para os vôos interestaduais, no dia seguinte estamos aqui”, afirmou o presidente da Azul, Pedro Janot. A empresa promete tarifas, em média, 35% mais baratas do que as cobradas hoje pela concorrência. “Quem comprar com 14 dias de antecedência vai conseguir preço de bilhete aéreo igual ao do ônibus rodoviário”, observou Janot.

 

O início das operações da Azul promete acirrar a guerra de tarifas entre as companhias aéreas, que já começaram a lançar descontos para os destinos iniciais da nova empresa: de Viracopos (Campinas) para Salvador e Porto Alegre. “O mercado está começando a mexer com as tarifas”, observou Janot. Ele afirmou que já é esperada uma reação da concorrência em relação à possibilidade de a empresa iniciar vôos na Pampulha. “A TAM e a Gol vão chiar de qualquer maneira, pois são hoje as duas únicas donas do mercado”, disse.

 

A volta de vôos interestaduais para a Pampulha está sendo analisada pela Anac. Segundo a agência, o resultado da consulta pública só vai sair no próximo ano. A avaliação passa por itens técnicos, de segurança, entre outros. Se esses vôos não forem abertos na Pampulha, Janot afirma que a Azul só vai desembarcar na capital por volta de 2012 ou 2013. “Meu produto perde competitividade se começo a disputar as diversas conexões das grandes companhias aéreas. Não há motivos para a cidade desperdiçar um bom produto, que é o aeroporto da Pampulha”, afirmou o presidente da companhia. O executivo disse que vai se reunir na próxima semana com integrantes da equipe do governo para apresentar os planos da Azul em Belo Horizonte. “Um aeroporto não exclui o outro. Confins e Pampulha são complementares. Este último não deveria ficar fechado a vôos regionais”, disse.

 

Ele sabe que vai encontrar forte pressão contra a volta dos vôos interestaduais para a Pampulha. A polêmica já foi parar até na Justiça. O Tribunal Regional Federal da Primeira Região já teve decisão contra a volta dos vôos para o aeroporto. Na Assembléia Legislativa de Minas Gerais foi criada uma comissão especial dos aeroportos. Segundo o deputado Fábio Avelar, presidente da comissão, a própria legislação da Anac impede a Pampulha de operar vôos com aeronaves para mais de 50 passageiros.

 

A Azul vai operar com Embraer 190 e 195, com capacidade para 106 e 116 lugares, respectivamente. Nos vôos, com poltronas em couro ecológico, as cinco primeiras fileiras (chamadas de “Espaço Azul” ) têm espaço mais amplo entre os assentos (86 centímetros). A companhia aérea já conta com 700 funcionários e espera fechar 2008 com 900. Grande parte veio da concorrência. A empresa espera transportar 2,5 milhões de passageiros em 2009. “Há um grande mercado de aviação dormindo no Brasil. São passageiros que têm renda, mas precisam de serviços”, observou Janet.

 

Em 2005, quando 130 vôos foram transferidos para Confins, a situação do aeroporto na Pampulha era de saturação. Hoje, o aeroporto conta com 75 vôos diários. O superintendente da Pampulha, Cláudio Salviano Figueiredo, afirma que os novos vôos teriam que entrar em horário de menor demanda. “As novas rotas dependem do número de assentos por aeronave e da horário de operação”, disse.

Link to comment
Share on other sites

PLU NÃO!!!!!

 

esse lobby da azul ja começa a me enjoar

 

Ia dizer a mesma coisa...a AZUL ja ta me dando gastura com esse lobbyzinho chato que pensa ter direito de tudo só porque é novinha e moderninha, num bom português A AZUL TA SE ACHANDO!

 

daqui a pouco vão brigar ra operar em Jundiai ou alguma pista de fazenda!

Link to comment
Share on other sites

Só mudaram o endereço do aeroporto, mas o pedido descarado é o mesmo.

Nada contra, afinal negócios são negócios. Mas acho que a ANAC deve manter as coisas como estão.

Link to comment
Share on other sites

(...) Confins e Pampulha são complementares. Este último não deveria ficar fechado a vôos regionais”, disse.

 

este último é PLU e ele não está fechado para vôos regionais e sim interestaduais.. :secret:

 

se a Anarc não amarela, td bem....

mas essa Azul ta me deixando vermelho!!

se ela tiver carta branca e conseguir operar em PLUpor meio de lei marrom, muita gente vai pô-la numa lista negra.. vide as associações que estão se criando torno deste tema, em BH!!

 

:rulez:

Link to comment
Share on other sites

...eu já estou pegando uma antipatia por essa empresa.
Eu já peguei antipatia pela Azul há mt tmp. E de novo, eles vem com essa desculpa esfarrapada de que o produto deles não tem competitividade em GIG/CNF. Interessante que os produtos da WEB, da ONE, da TIB, que são empresas com mt menos capital pra investir, não sofrem o msm "problema" de falta de competitividade. Esses caras já perderam o senso de ridículo há mt tmp.
Link to comment
Share on other sites

...e vai continuar querendo!

De novo esse papinho chato da Azul!!!

Tem é que ir pra CNF e operar com todo conforto.

 

Link to comment
Share on other sites

Já estou até vendo a Azul dizendo que BH vai perder R$ 35 bilhões por não abrir PLU, que não vai servir BH até 2015, que não consegue competir com os enormes competidores em Confins (que, vale dizer, é mega-hub de TAM e Gol, claro), que por isso vai ficar sem a Copa do Mundo na capital mineira, e os defensores pró-PLU dizendo que é mais confortável ficar com água até as canelas, mas pegar um vôo no centro, do que ir para Confins, que Belo Horizonte tem o direito de ter seu aeroporto entupido no centro da cidade, e blá blá blá... :rolleyes:

Link to comment
Share on other sites

Já estou até vendo a Azul dizendo que BH vai perder R$ 35 bilhões por não abrir PLU, que não vai servir BH até 2015, que não consegue competir com os enormes competidores em Confins (que, vale dizer, é mega-hub de TAM e Gol, claro), que por isso vai ficar sem a Copa do Mundo na capital mineira...
:rofl: :rofl: :rofl: Mt boa, IluvGIG! :thumbsup:
Link to comment
Share on other sites

Já estou até vendo a Azul dizendo que BH vai perder R$ 35 bilhões por não abrir PLU, que não vai servir BH até 2015, que não consegue competir com os enormes competidores em Confins (que, vale dizer, é mega-hub de TAM e Gol, claro), que por isso vai ficar sem a Copa do Mundo na capital mineira, e os defensores pró-PLU dizendo que é mais confortável ficar com água até as canelas, mas pegar um vôo no centro, do que ir para Confins, que Belo Horizonte tem o direito de ter seu aeroporto entupido no centro da cidade, e blá blá blá... :rolleyes:

 

Interessante que no próprio vôo, enquanto o Gianfranco e o Janot discursavam em favor da Pampulha, alguns convidados já manifestavam posição contrária a abertura da Pampulha. E não sei como foi nas outras cidades mas por aqui não vi nenhum membro do governo do estado presente, diferente das demais inaugurações em Belo Horizonte. Tá certo que não era exatamente uma inauguração mas achei um pouco estranho.

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Interessante que no próprio vôo, enquanto o Gianfranco e o Janot discursavam em favor da Pampulha, alguns convidados já manifestavam posição contrária a abertura da Pampulha. E não sei como foi nas outras cidades mas por aqui não vi nenhum membro do governo do estado presente, diferente das demais inaugurações em Belo Horizonte. Tá certo que não era exatamente uma inauguração mas achei um pouco estranho.

 

Abraço

 

estava até previsto sim...mas o pouso na pampulha foi uma afronta!!

para ser autorizado eles tiveram de sobrevoar o interior do estado uma hora!!! e eles insistiram em pousar na PLU.

Bom..já que é assim!! hauhauahu

cheguem com uma mão à frente e a outra atráz! hauahuahu

Quem entra pela portas dos fundos não merece sala!!

se tivesse pousado em confins...axo que até bombeiro pra jogar água ía ter.

A postura do governo e dos mineiros foi: Em confins vcs são bem vindos...na pampulha NÃO!

Link to comment
Share on other sites

Eu acho meio generalista comparara SDU com PLU...

 

SDU tem um bom terminal, novo, com capacidade de operar mais que o dobro da capacidade atual, já PLU não é bem por ai, o terminal é bem ruinzinho pequeno, e ja opera hoje quase no seu limite com o que tem lá.

 

ou seja, cada caso é um, caso, a não ser que reformassem PLU, por sinal já existe um projeto de reforma, eu lembro ter visto outra vez, bem interessante, tinha até fingers se n me engano...

Link to comment
Share on other sites

Eu acho meio generalista comparara SDU com PLU...

 

SDU tem um bom terminal, novo, com capacidade de operar mais que o dobro da capacidade atual, já PLU não é bem por ai, o terminal é bem ruinzinho pequeno, e ja opera hoje quase no seu limite com o que tem lá.

 

ou seja, cada caso é um, caso, a não ser que reformassem PLU, por sinal já existe um projeto de reforma, eu lembro ter visto outra vez, bem interessante, tinha até fingers se n me engano...

 

eu não acho o terminal "ruinzinho".. não se parece com um terminal aéreo de porte e nem tao pouco com uma rodoviária, no qual vemos Brasil afora..

o terminal de PLU não está operando no seu limite e sim abaixo dele (dentre tantos fatores mencionado pela Azul para se operar em PLU, este foi outro esdrúxulo motivo...). :suicide_anim:

snme, o terminal tem capacidade para 1.3 milhões pax/ano e opera com aprox. +-760 mil pax/ano.

 

realmente existe um projeto de reforma, que beneficia o terminal com uma ampliação de pistas, salas de embarque e desembarque, entretanto, torço bastante que este projeto fique só na gaveta, pelo momento atual!!! :macumba:

abçs

Link to comment
Share on other sites

Se comparado ao SDU, PLU parece uma sala esquecida no tempo...

 

eu não entendo, sou de JPA e aqui temos um terminal com 8900 m ² tres esteiras de restituição de bagagem, 17 posições de check in, 4 portões de embarque e a capacidade do aeroporto é de 890 mil pax ano, como PLU com metade da área, apenas uma esteira de restituição, uma sala de embarque apertadúissima tem condições de operar com 1.3 milhões de pax?

 

ele está quase do limite sim, só se a Azul ta pensando em construir um Terminal próprio como a JET BLUE fez no aeroporto central de NY.

 

agora PLU tem um diferencial em relação ao SDU...

 

tem uma pista muito maior, e tem muita área pra expandir o terminal, podendo adequar o terminal a virar HUB ( não que eu defenda que PLU seja HUB eu falo apenas que PODE SER ADEQUADO PARA TAL) coisa que o SDU n tem como, SDU n tem pista pra aumentar nem tem espaço para pátio e aumento do terminal, mais uma coisa e vc operar com 500 mil pax a menos '' supostamente né, n sei de onde PLU tem condições de receber 1,3 Milhões de pax" outra é vc operar com quase 4 milhões de paxa menos que sua capacidade como é o caso do SDU...

Link to comment
Share on other sites

Eu acho o seguinte, olhem a operação maciça e N vôos diários da TRIP e AIR MINAS em PLU, eu sou a favor de PLU ser para aviões no máximo EMBRAER 175... 80 assentos e cabou... para maior flexibilidade. Agora escancarar para 100 assentos, mil vôos diários ai é de lascar... até pq o terminal é imenso né.

Link to comment
Share on other sites

Pois é o problema de PLU é o terminal mesmo

 

p q Pista ate eles tem.... mais que o dobro do SDU

 

da maneira que está, é inviavel a colocação de voos regulares lá, o terminal não suporta muita coisa mais do que tá

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade