Jump to content

Doações às vítimas de Santa Catarina mobilizam aeroportos de todo País


lylyanna

Recommended Posts

topo_bra.jpg

 

Doações às vítimas de Santa Catarina mobilizam aeroportos de todo País

 

05/12/2008

 

Os 67 aeroportos da Infraero receberam, ao longo da semana, toneladas de solidariedade vindas de todo País às vítimas de Santa Catarina. O posto no Aeroporto de Congonhas/São Paulo, nos dois primeiros dias de funcionamento, arrecadou uma tonelada e meia de donativos. Entre os itens estão roupas, alimentos não perecíveis, medicamentos e água potável. As doações foram feitas por passageiros, usuários, membros da comunidade aeroportuária e moradores das regiões em torno do aeroporto.

 

Do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), partiram 12 mil litros de água potável doados por pessoas e empresas de Campinas e Indaiatuba, além de um purificador de água alemão que processa até 1,6 mil litros de água por hora. Uma distribuidora de calçados doou 4 mil pares de calçados novos e a comunidade aeroportuária doou mantimentos.

 

Somente nesta sexta-feira (5/12), o Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) arrecadou 450 quilos de produtos para doação, entre roupas, calçados, brinquedos, alimentos, um carrinho de bebê, além de 100 litros de água.

 

Os aeroportos cariocas já receberam mais de cinco toneladas de alimentos. Na quinta-feira (4/12), 200 quilos de alimentos não-perecíveis saíram do Aeroporto Santos Dumont. Já no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão, um restaurante doou cinco toneladas de carne. Além disso, o aeroporto recebeu 400 quilos de roupas para doação.

 

No Aeroporto Internacional de Brasília (DF) alguns passageiros, que não sabiam da campanha, viram os locais de doação e compraram produtos para as vítimas catarinenses. Ao total, foram carregadas 64 caixas com produtos que vão desde ferro elétrico a comida para bebês. A maior parte das doações foi de roupa de cama e banho.

 

Os produtos que as vítimas das chuvas mais necessitam são: gêneros alimentícios prontos para consumo, roupa de cama e banho, eletrodomésticos, material de limpeza e higiene pessoal.

 

Campanha prossegue enquanto houver necessidade

 

Em cada um dos terminais de passageiros estão montados postos para receber doações durante todo o horário de funcionamento de cada aeroporto. Alguns têm funcionamento 24 horas. A campanha não tem data para terminar. Além dos aeroportos, a sede da Infraero, em Brasília, também está recebendo donativos de seus empregados.

 

A ação, inciada segunda-feira (1/21), conta com apoio das companhias aéreas GOL, TAM e Trip, que fazem o transporte da caixas com os donativos. O recebimento e a embalagem dos produtos é de responsabilidade dos aeroportos. As mercadorias são acomodadas nos espaços vagos dos porões dos aviões dessas companhias aéreas e levadas aos aeroportos catarinenses. Transportadoras também apóiam a campanha com envio de doações como móveis pesados e eletrodomésticos.

 

Toda a mercadoria doada é guardada no Aeroporto Internacional de Florianópolis e depois disponibilizada para os órgãos de defesa civil de Santa Catarina.

 

 

Aeroporto de Florianópolis concentra doações de toda rede Infraero

 

05/12/2008

 

A campanha da Infraero de arrecadação de donativos para os desabrigados da enchente em Santa Catarina cresce a cada dia no Aeroporto Internacional de Florianópolis. Aeronaves e caminhões não param de chegar com doações de várias partes do País. Para armazenar os donativos, a superintendência do aeroporto disponibilizou o antigo hangar da Transbrasil.

 

Nesta sexta-feira (5/12), um caminhão da Gol Cargas transporta para o Aeroporto Internacional de Navegantes (SC) todos os donativos arrecadados. São cerca de quatro toneladas de doações. Todos os setores do aeroporto estão mobilizados para o transporte da carga.

 

Apesar de o Aeroporto de Navegantes ser o mais próximo das cidades atingidas pela enchente, o Aeroporto de Florianópolis tem desempenhado papel de apoio na operação de recebimento e distribuição dos donativos.

 

A primeira fase da campanha foi lançada no dia 25/11, voltada à comunidade aeroportuária. Para mobilizar os trabalhadores do aeroporto, foram utilizados vários meios de comunicação. Rapidamente a campanha atingiu toda a comunidade aeroportuária. Dois dias depois, o Aeroporto de Florianópolis já recebia doações do público externo, devido a uma intensa campanha de divulgação da existência de um posto de arrecadação de donativos no aeroporto.

 

Gol de solidariedade

 

A Associação dos Servidores da Infraero (Assinfra) também se engajou na campanha. Como não foi possível a realização do IX Festival Esportivo, a associação doou, com o consentimento dos times, o valor arrecadado com as inscrições para uma conta aberta pela Defesa Civil. A adesão foi total e o dinheiro já foi revertido para o apoio aos desabrigados.

 

Segundo o coordenador nacional da campanha na Infarero, Nelson Ribeiro, o balanço dos primeiros cincos dias da campanha foi muito positivo, inclusive com diversificação dos bens doados nos 67 aeroportos da rede Infraero. "Tudo isso vem sendo possível graças ao engajamento das empresas aéreas GOL, TAM e TRIP, que propiciam a imediata remessa dos bens arrecadados", diz.

 

 

Assessoria de Imprensa/Infraero

imprensa@infraero.gov.br

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade