Jump to content

Anac discute modelo de privatização dos aeroportos do Brasil


lylyanna

Recommended Posts

tomcat.jpg florence-airports-1.jpg airport-1.jpg

Aviation News Release

 

Anac discute modelo de privatização dos aeroportos do Brasil

 

Ágata Cunha

 

Img4881.jpg

Luciano Coutinho, presidente do BNDES e Solange Vieira

 

Durante o Seminário Internacional Sobre Concessão de Aeroportos que acontece nesta quinta e sexta-feira (11 e 12/12), no hotel Novo Mundo, no Flamengo, Rio de Janeiro, está sendo discutido o modelo de concessão da infra-estrutura aeroportuária.

 

Solange Vieira, presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), participou da abertura do evento, onde afirmou que representantes da Agência estão viajando para estudar e comparar os modelos de aeroportos. "Esperamos apresentar até o final do próximo semestre uma defesa com o modelo definitivo. Havendo concessão dos grandes aeroportos, os outros, com menos movimento, serão prejudicados, dependendo do modelo de concessão. Por isso estamos fazendo esse estudo e esses seminários, para mostrar ao público a posição da Anac em relação ao assunto".

 

A presidente afirmou que esteve na última semana nos Estados Unidos, onde, em reunião com aeroportuários de Nova York e Washington, pôde relacionar algumas diferenças entre os aeroportos brasileiros e internacionais. "O caso brasileiro é particular. Temos que seguir a Lei Nº 8.666 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8666cons.htm), que estabelece normas gerais sobre licitação e gestão".

 

Solange apresentou três pontos importantes para que os grandes aeroportos brasileiros se comparem a grandes aeroportos do mundo e possam ter bons resultados ao serem privatizados: flexibilidade de contratação de serviço da Infraero; captação de investimentos e capacidade de executá-los rapidamente; e por último, a questão de competitividade dos aeroportos.

 

Sobre a questão de companhias aéreas, como Tam e Azul, terem o interesse de participar da concessão dos aeroportos, Solange afirma que em reunião com representantes de outros aeroportos, eles afirmaram que para o Brasil isso não é um modelo interessante. "Assim que eu cheguei na Anac, a gente teve uma reunião com o Banco Mundial onde firmamos uma parceria e eles também opinaram sobre essa questão, dizendo que não seria interessante incluir as companhias aéreas na concessão. Foi uma coisa importante que foi colocada e que sempre estamos estudando", finalizou.

 

 

Mercado e Eventos
Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade