Jump to content

Notam Jetsite


lylyanna

Recommended Posts

NOTAM - 035 - 14/12/08

 

NOTAM-035.jpg

 

500 E-JETS

 

A Embraer alcançou em 13 de dezembro um marco histórico: a entrega do seu 500º E-Jet, um Embraer 170, para a Regional da França. A cerimônia ocorreu apenas seis meses após a entrega do 400º E-Jet, em junho de 2008. A Regional, uma empresa subsidiária de propriedade da Air France, recebeu o seu primeiro Embraer 170 há três meses, em setembro de 2008. Esse marco ocorre apenas quatro anos após o primeiro Embraer 170 entrar em serviço, e deixa patente a excelente recepção mundial que a família de jatos recebeu: agora são 52 clientes de 35 países em cinco continentes.

 

DREAMLINER AINDA É SONHO

 

A Boeing anunciou a atualização no cronograma de seu Programa 787 Dreamliner, colocando seu primeiro vôo para o segundo trimestre de 2009 e a primeira entrega para o primeiro trimestre de 2010. O novo cronograma já leva em conta o tremendo impacto da interrupção causada pela recente greve de maquinistas, operários responsáveis pela fabricação e montagem dos aviões, além das substituições necessárias para tornar ainda mais segura a produção dos primeiros aviões. Antes da greve que, desde o início de setembro até novembro suspendeu grande parte do trabalho da fabricante de aviões, o 787 estava programado para realizar seu primeiro vôo no final do quarto trimestre de 2008. A primeira entrega estava prevista para o terceiro trimestre de 2009.

 

PHENOM CERTIFICADO

 

O Phenom 100, jato da categoria VLJ ou entry level, recebeu há alguns dias a certificação da autoridade aeronáutica dos Estados Unidos, a Federal Aviation Administration (FAA). Isto significa luz verde para as primeiras entregas, que já começam na próxima semana. "A certificação nos Estados Unidos valida o projeto do jato e a sua aplicabilidade em um dos mais importantes mercados de aviação executiva." disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Executiva. O Certificado de Tipo concedido pelo FAA se baseou no Certificado de Tipo emitido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), conquistado no dia 9 de dezembro. A certificação EASA, autoridade aeronáutica européia, está prevista para o segundo trimestre de 2009.

 

RUSSOS NA INDONÉSIA

 

A Kartika Airlines é a mais nova cliente do Sukhoi Superjet. A empresa encomendou 15 jatos SuperJet 100-95B (86-95 assentos) com entregas previstas para 2011. E tem ainda opções para mais 15 jatos. A encomenda foi avalida em US$ 448 milhões, a preços de tabela. A fabricante afirma que o SuperJet 100 agora tem 98 encomendas firmes. ?

 

NOVO LOUNGE DA STAR EM CDG

 

Boa notícia para os membros da Star Alliance. Os passageiros da classe Executiva podem usufruir, desde o início de dezembro, o novo lounge da Star Alliance, no terminal 1 do aeroporto Charles de Gaulle. Este espaço, com 850 m2 e capacidade para mais de 200 passageiros destina-se aos clientes que viajarem em qualquer companhia participante da aliança (inclusive a TAM a partir de 2009) a partir do Terminal 1. Localizado no ponto mais alto do edifício do terminal, nos pisos 10 e 11, o novo lounge é o maior existente no terminal 1, no aeroporto Charles de Gaulle, um dos principais na Europa, oferecendo uma magnífica vista panorâmica do aeroporto e da cidade de Paris. O lounge da Star Alliance no aeroporto Charles de Gaulle junta-se a outros três lounges da aliança, localizados no Terminal 1 de Heathrow em Londres, no Terminal internacional do aeroporto Tom Bradley, em Los Angeles e no aeroporto de Nagoya - Centrair.

 

DEBAIXO DO MESMO TETO

 

Este novo espaço da Star Alliance faz parte da estratégia designada "Move under one roof", que permitirá à maioria das companhias da aliança que servem o CDG, em Paris transferirem-se para o terminal 1 até ao final de 2009. Além da TAM, são mais 18 companhias-membro da Star Alliance que servem atualmente Paris - CDG, oferecendo aos seus passageiros 166 vôos diários para 36 destinos em 21 países. São elas a Air Canada, Air China, ANA, Asiana Airlines, Austrian, Egyptair, LOT, Lufthansa, Scandinavian Airlines, Singapore Airlines, Swiss, TAP, Thai, Turkish Airlines, United, US Airways, e as companhias regionais Adria Airways, Blue1 e Croatia Airlines. Nos próximos dois anos, com a entrada dos futuros membros Air India, Continental e TAM na rede da Star Alliance, aumentará o número de passageiros que passarão a usufruir desta nova facilidade no aeroporto de Charles de Gaulle.

 

ALTA REUNIDA

 

Mais de 300 líderes setoriais de mais de 35 países participaram, na semana passada, do 5º Fórum Anual de Líderes de Companhias Aéreas e Assembléia Geral Anual da ALTA - (Associação Latnoamericana de Transporte Aéreo) em Cancun, no México. Entre eles estiveram representantes de mais de 40 companhias aéreas e 20 autoridades da aviação civil, entre outros executivos do setor. No seu discurso inicial, o presidente da ALTA e CEO da Copa Airlines, Pedro Heilbron, afirmou que "embora a perspectiva de curto prazo permaneça incerta, há uma expectativa de crescimento em longo prazo na América Latina e no Caribe, com o tráfego de passageiros na região continuando a crescer acima da média mundial". Para obter este crescimento, a região está enfrentando desafios e desenvolvendo ações direcionadas à área de fragmentação, ao ambiente de altos impostos e encargos, ao modelo mal-sucedido de privatização de aeroportos, à infra-estrutura e a um setor de transporte aéreo subvalorizado.

 

ALTA REUNIDA - 2

 

Apesar destes desafios, a ALTA e os seus membros permanecem comprometidos com três grandes prioridades - segurança, custos e meio ambiente - as quais foram o foco de tratativas durante toda a conferência. "Embora o futuro não esteja nada certo", afirmou Heilbron, "governos, autoridades, fornecedores, aeroportos e companhias aéreas precisam trabalhar em conjunto. A ALTA e as suas companhias aéreas estarão aqui, trabalhando em conjunto com todos os participantes do setor, pois um futuro ainda mais brilhante nos espera".

 

ALTA REUNIDA - 3

 

Os membros da ALTA (Associação Latnoamericana de Transporte Aéreo) reuniram-se e adotaram várias resoluções. Duas merecem destaque:

Resolução 6/2008: Os membros da ALTA exortam autoridades governamentais e entidades reguladoras responsáveis por prestadores de serviços aeroportuários e de navegação aérea a assegurarem que os preços dos serviços sejam baseados em custos, transparentes e alinhados a normas da OACI. A resolução também exorta as autoridades normativas nacionais a incorporarem diretrizes em observância ao documento 9082 da OACI e criarem entidades independentes para a supervisão de concessões e privatizações de prestadores de serviços aeroportuários e de navegação aérea.

 

Resolução 7/2008: Os membros da ALTA exortam autoridades, aeroportos, companhias aéreas, fabricantes de aeronaves, seguradoras e outras partes interessadas a trabalharem em conjunto em um esforço coordenado para aperfeiçoar a segurança operacional na região de acordo com recomendações e padrões da OACI (RASG), IATA (IOSA e ISAGO) e ALTA (SEI).

 

O recado é claro: é preciso fazer mais para melhorar a gestão do setor por parte dos governos e, no que compete sobretudo às empresas, adotar padrões de segurança mais elevados.

 

MENOS PAX

 

A Gol informou suas estatísticas de tráfego relativas a novembro de 2008. Em comparação a novembro de 2007, o tráfego doméstico de passageiros (RPK) diminuiu 10,1%, e a capacidade (ASK) aumentou 6,7%. No mercado doméstico, a taxa de ocupação (load factor) foi de 58%. No mercado internacional, a taxa de ocupação foi de 49%. A taxa de ocupação total do sistema Gol foi de 57% em novembro. Pelo jeito, 2009 será um ano complicado.

 

SINAL FECHADO NA CHINA

 

A administração central das empresas aéreas chinesas (CAAC) divulgou nota sugerindo às empresas "que cancelem ou adiem todas as entregas de aeronaves previstas para o ano que vem." A estimativa é que Embraer, Airbus e Boeing, juntas, devam entregar mais de 180 aeronaves à companhias chinesas em 2009. Adicionalmente, a CAAC congelou a concessão de certificados de funcionamento para novas empresas aéreas até 2012. E recomendou às companhias que "estacionem suas aeronaves mais antigas" para diminuir o excesso de capacidade que vigora hoje no mercado. Há atualmente 1.256 aeronaves de grande porte em operação na China.

 

GIGANTE ADIADO

 

Ficou para 2009 a decisão da All Nippon Airways - ANA - sobre a decisão entre adquirir uma frota de jatos Airbus A380 ou Boeing 747-8. A empresa já tem propostas dos dois fabricantes, mas a crise mundial mais uma vez é invocada como razão para o adiamento de uma decisão.

 

DEUS NOS ACUDA

 

A aviação mundial em crise mostra seus números: queda de 30% nas vendas anuais de Boeing e Airbus, em resultados consolidados até o começo de Dezembro. Para piorar, os cancelamentos e adiamentos de entregas estão em franca ascenção. Steve Udvar-Hazy, o todo poderoso CEO e proprietário da ILFC, avisa: "Boeing e Airbus precisam cortar, imediatamente, a cadência de produção de seus 737 e A320 em pelo menos 10 unidades por mês" (aproximadamente 25%). Cruz credo.

 

SHUT DOWN

 

"Eu aprendi que o perigo tem tamanho relativo. Mas a inexperiência, esta sim, pode funcionar como uma lente de aumento.

 

Charles Lindbergh

 

Gianfranco Beting

 

 

JetSite
Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade