Jump to content

Infraero inicia construção de nova torre de controle para Congonhas


lylyanna

Recommended Posts

topo_bra.jpg

 

Infraero inicia construção de nova torre de controle para Congonhas

 

23/12/2008

 

O Aeroporto Internacional de São Paulo/ Congonhas, o segundo mais movimentado do País, oferecerá ainda mais segurança aos passageiros. A Infraero iniciou, em outubro, a construção de uma nova torre de controle para o aeroporto. Também está providenciando a instalação de equipamentos especiais. A previsão é que até o final de 2009 as obras e serviços sejam concluídas e entregues aos órgãos de controle do espaço aéreo.

 

A empresa vencedora da licitação já está efetuando os serviços preliminares: instalação do canteiro, colocação de tapumes, mobilização, sondagem do solo e elaboração de projetos. O valor do investimento é de R$ 2, 46 milhões.

 

A licitação para fornecimento e instalação de equipamentos e sistemas especiais já está concluída e a ordem de serviço deverá ser emitida até março de 2009. Trata-se da instalação de sistema de distribuição de sinais de TV e FM, rede de telemática, sistema de TV e vigilância, sistema de sonorização, de controle de acesso, sistema de gerenciamento de utilidades e sistema de detecção e alarme de incêndio. Quanto aos equipamentos específicos e operacionais da torre, são providenciados pela aeronáutica.

 

 

Assessoria de Imprensa - Infraero

imprensa@infraero.gov.br

Link to comment
Share on other sites

A minha pergunta é:

 

Em 2004 a Infraero anunciou que iria investir 19 milhões em uma torre de controle no Aeroporto Pinto Martins:

http://www.clippingdelogistica.com.br/noti...t&task=view

 

De acordo com a notícia acima a torre em Congonhas vai custar 2.5 milhões.

 

Como uma torre pode ter custado, em 2004, sete vezes mais que uma torre construída em 2008? Não consigo imaginar um motivo plausível para a torre em Fortaleza custar tanto (ou a de Congonhas custar tão pouco) sabendo-se que CGH movimenta 4 vezes mais passageiros que o Pinto Martins. Não importa qual a altura, qual o material usado, quais as especificações de cada torre e díficil engolir tamanha diferença. A não ser que eu não tenha entendido o que seja esse investimento de 2.5 milhões em CGH, há algo de muito podre nesta estatal.

Link to comment
Share on other sites

em que lugar vai ficar essa nova torre ?

 

Setor W ou E do aeroporto ??

 

W.

Setor E nao tem como fazer qualquer obra elevada ali.

Se bem que fizeram um certo Radar mas isso é outra historia.

Link to comment
Share on other sites

é obra pública, não é?

tem imagem do projeto por aí?

 

Pois é! Deveria ser publica!

Mas tente conseguir qualquer planta no setor de engenharia da infrazero para vc ver a resposta!

A Infrazero ainda tem aquela culura militar (daonde ela nasceu) onde tudo é secreto!

Link to comment
Share on other sites

Como uma torre pode ter custado, em 2004, sete vezes mais que uma torre construída em 2008? Não consigo imaginar um motivo plausível para a torre em Fortaleza custar tanto (ou a de Congonhas custar tão pouco) sabendo-se que CGH movimenta 4 vezes mais passageiros que o Pinto Martins. Não importa qual a altura, qual o material usado, quais as especificações de cada torre e díficil engolir tamanha diferença. A não ser que eu não tenha entendido o que seja esse investimento de 2.5 milhões em CGH, há algo de muito podre nesta estatal.

 

Bem alguns motivos:

- Tamanho e altura da torre.

- A verba da obra de CGH pode ser nao de toda a obra, mas do periodo inicial da obra. Portanto ouve um erro do departamento de relaçoes publicas da infrazero.

- A verba da obra da torre de FOR incluia mais alguma outra obra, e de novo o departamento de relaçoes publicas da infrazerro errou.

- O TCU está em cima e ninguem resolveu incluir sua caixinha no orçamento!

 

 

Link to comment
Share on other sites

A minha pergunta é:

 

Em 2004 a Infraero anunciou que iria investir 19 milhões em uma torre de controle no Aeroporto Pinto Martins:

http://www.clippingdelogistica.com.br/noti...t&task=view

 

De acordo com a notícia acima a torre em Congonhas vai custar 2.5 milhões.

 

Como uma torre pode ter custado, em 2004, sete vezes mais que uma torre construída em 2008? Não consigo imaginar um motivo plausível para a torre em Fortaleza custar tanto (ou a de Congonhas custar tão pouco) sabendo-se que CGH movimenta 4 vezes mais passageiros que o Pinto Martins. Não importa qual a altura, qual o material usado, quais as especificações de cada torre e díficil engolir tamanha diferença. A não ser que eu não tenha entendido o que seja esse investimento de 2.5 milhões em CGH, há algo de muito podre nesta estatal.

 

Depois que a reforma do aeroporto daqui de JPA para 800 mil pax ano, sem nenhum finger custou 53 milhões, eu não dvido mais de nada

 

Link to comment
Share on other sites

Pois é! Deveria ser publica!

Mas tente conseguir qualquer planta no setor de engenharia da infrazero para vc ver a resposta!

A Infrazero ainda tem aquela culura militar (daonde ela nasceu) onde tudo é secreto!

 

Exatamente, é impossível determinar a extensão das trambicagens nesta estatal porque tudo é cuidadosamente escondido do público.

 

Já está na hora de deixar a administração dos aeroportos Brasileiros nas mãos de quem entende e quer cuidar de aeroporto.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade