Jump to content

UAL tem lucro líquido de US$ 119 milhões no 2º tri


serious flyer

Recommended Posts

UAL tem lucro líquido de US$ 119 milhões no 2º tri

Terça, 1 de Agosto de 2006, 18h55

Fonte: Investnews

 

 

 

 

SÃO PAULO, 1 de agosto de 2006 - A UAL Corporation, empresa holding que tem a United Airlines como principal subsidiária, encerrou o segundo trimestre de 2006 com um lucro líquido de US$ 119 milhões. O resultado representa uma melhora de US$ 145 milhões com relação ao obtido, excluindo despesas especiais e de reorganização, no mesmo período do ano passado. O trimestre encerrado em 30 de junho de 2006 foi o primeiro cumprido integralmente pela empresa depois que saiu do processo de recuperação judicial, em fevereiro.O resultado representa o primeiro lucro líquido obtido pela UAL no segundo trimestre do ano desde 2000. O lucro operacional da empresa foi de US$ 260 milhões no período, melhorando o resultado do ano passado em US$ 212 milhões. A forte demanda e melhorias na produtividade mais do que compensaram um aumento de US$ 344 milhões nas despesas da United e de suas operações regionais com combustíveis no período. As boas condições operacionais também melhoraram o fluxo de caixa, que chegou a cerca de US$ 700 milhões.A receita total da United no segundo trimestre foi de US$ 5,1 bilhões, um aumento de 16% com relação aos US$ 4,4 bilhões registrados no segundo trimestre de 2005. A receita da parte principal da empresa cresceu 15%, refletindo a forte demanda, a redução na oferta geral do setor e a melhora das margens de lucratividade. A receita das afiliadas regionais teve um aumento de 20% com relação ao trimestre anterior, resultado da otimização da rede e de um ambiente geralmente favorável.As despesas operacionais aumentaram 11% com relação ao segundo trimestre de 2005, incluindo um crescimento de 31% nas despesas com combustíveis. A margem operacional cresceu para chegar a 5,1%, saindo de 1,1% no segundo trimestre do ano anterior. Se forem excluídos itens especiais e encargos de desligamento, a margem operacional chegou a 5,5%, saindo de 1,5%. A receita por unidade da parte principal da empresa, ou seja, a receita por assento-quilômetro oferecido (RASK) menos o custo desse assento, subiu de US$ 0,29 no ano passado para US$ 0,60. Se forem excluídas as despesas com combustíveis, houve um aumento de 35%, de US$ 3,00 para US$ 4,04. As afiliadas regionais contribuíram com US$ 46 milhões para a receita operacional, uma melhora de US$ 99 milhões com relação a 2005. As despesas das afiliadas regionais cresceram apenas 4%, apesar de um aumento de 5% na capacidade e de uma alta de 29% nas despesas com combustíveis, como resultado da reestruturação dos acordos entre empresas.

 

http://br.invertia.com/noticias/noticia.as...2155_IVN_130516

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade