Jump to content

Iberia “atribui” à TAP quase 10% do mercado Europa – América Latina


lylyanna

Recommended Posts

fighter.jpg airport.jpg commercial.jpg

Aviation News Release | Aviação Notícias | Contato Radar Aviation E-Magazine

 

 

Iberia “atribui” à TAP quase 10% do mercado Europa – América Latina

 

Presstur 29-01-2009 (07h40)

 

A TAP atingiu no ano passado quase 10% de quota de mercado das ligações entre a Europa e a América Latina, embora apenas tenha voos para o Brasil e Venezuela, e é a única que ganha sucessivamente preponderância desde 2004, de acordo com informação divulgada ontem pela Iberia.

 

De acordo com essa informação, a Iberia é a líder desde 2006 e ganhou quota de mercado até 2007, mas no ano passado recuou para 20,3%.

 

Depois vem o grupo Air France – KLM, que em 2004 ainda suplantava ligeiramente a Iberia, mas que basicamente tem mantido desde então uma quota de mercado na ordem dos 18% (estimativa do PressTUR tendo em conta a imagem apresentada pela Iberia, que não concretiza valores)

 

A TAP, que era a 5ª maior companhia neste mercado em 2004, depois da Varig e da Lufthansa, com cerca de 6%, tem ganho sucessivamente mercado, aproximando-se em 2008 dos 10%.

 

Depois vêm a Lufthansa com um pouco mais de 5% em 2008, a TAM, com também cerca de 5%, e a British Airways, já abaixo dos 5%.

 

Muito próximo estão ainda a Air Europa e a Alitalia.

 

 

PressTur
Link to comment
Share on other sites

Querem por culpa em alguém pela incompetência deles. TAP e Iberia só concorrem em três cidades (GRU, GIG e CCS) e, convenhamos, a Iberia tem cidades com potencial para Europa maior que as do Nordeste, ou BSB e CNF. Em algumas rotas ela tem monopólio ou cartel (MVD, VVI, LIM, SCL e GYE/UIO), fora onde compete com empresas fracas, como Aerolineas e Santa Barbara. Além disso ela tem uma rede européia infinitivamente maior que a TAP e como consegue perder paxs?! É incompetência e os péssimos serviços prestados por ela.

 

Algo que deve ter sido notável para IBE foi a restrição em MAD de entrada de brasileiros, isso sim fez o tráfego cair e ai sim, quem sabe, o pessoal preferiu a TAP.

Link to comment
Share on other sites

 

Pois é, a Iberia poderia ter tranquilamente uns 35% do mercado se fosse uma cia aérea melhor e se MAD fosse mais amigável.

A TAP eu diria que tem uma participação muito elogiável !

E eu acho que os números da TAM não devem estar corretos, pois com 7 vôos diários (quase o mesmo que a TAP) ter só metade do mercado da TAP ?

 

 

Link to comment
Share on other sites

De facto, como é incrível a importância que a IBE deu à TAP com esta afirmação! O gigante IBE tremeu por causa da formiguinha TAP????

 

Por isto vemos que em Portugal todos sempre defenderam a aproximação da TAP à Lufthansa em vez da IBE. A TAP tinha desaparecido com uma aliança com a IBE e, sinceramente, quem perderia era o Brasil, já que a IBE nunca demonstrou grande interesse pelo Brasil (especialmente pelo Nordeste), veja-se a parceria com a "charteira" Iberworld para Salvador com uma frequência semanal!

 

De qualquer forma, ainda questiono porque razão a Lufthansa ainda não colocou um code-share nos voos TAP para o Nordeste. Já tem code-share Frankfurt/Munich - Lisboa - Dakar/Sal mas não tem para o Brasil.....

 

Abraço

 

Luis

Link to comment
Share on other sites

KKKKKKK

 

Essa é a maior piada dos últimos anos, atribuir o fracasso da empresa ao sucesso de outra. A Ibéria paga pela sua mediocridade e também pela forma provinciana de como aplica a política de imigração. Chega até ser irônico se não fosse trágico, no passado os espanhóis invadiram, pilharam e arrasaram com a América Latina e agora barram de forma truculenta os filhos de suas ex-colônias.

 

Da notícia o que vale é o reconhecimento do sucesso da TAP, que ousou e brilhou.

 

abs

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Fonte: Gazeta Mercantil, 29/01/2009 (Caderno C; pág.4)

 

 

TAP voa mais para o Brasil

 

 

 

TAP fechou 2008 com 8,738 milhões de passageiros transportados no mundo em 2008, volume 12,3% superior ao do ano anterior. Por região, segundo balanço da companhia aérea portuguesa o Brasil registrou o maior percentual de crescimento. A TAP levou 1,196 milhão de passageiros entre Brasil e Europa no ano passado, 20,4% do total transportado pela companhia e 20% a mais do que em 2007. Nas linhas da Europa, a companhia registrou um crescimento de 13%. Para a África o crescimento foi de 18%, Venezuela 15% e Estados Unidos 2%.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Isso posto, alguma possibilidade da TAP servir outras cidades brasileiras? E a rota para Buenos Aires?

Eu diria que, se a Tap for abrir uma nova base no Brasil, BEL tem grandes chances de ser escolhida. Em termos de dimensão de mercado CWB e POA estariam naturalmente à frente, mas talvez as pistas desses aeroportos não comportem operações de longa distância para a Europa sem restrição de payload.

 

Quanto a EZE, acho que teria tudo para dar certo, pois o hub de LIS seria bastante eficiente para abocanhar o grosso do tráfego Argentina-Europa, o mercado espanhol.

 

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade