Jump to content

TRANSPORTES: Sem recursos, velha Varig pode parar de operar


Renan926

Recommended Posts

SÃO PAULO, 30 de janeiro de 2009 - Com fluxo de caixa negativo em 2008, a velha Varig, rebatizada de Flex, tem recursos suficientes apenas para operar até o fim da primeira semana de fevereiro. A avaliação consta de relatório juntado aos autos do processo de recuperação judicial da companhia, que corre na 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. A juíza da 1ª Vara, porém, diz acreditar que a empresa tenha recursos para se manter pelo menos até a aprovação das minutas das debêntures. Inicialmente prevista para ontem, a votação do tema foi adiada para 13 de fevereiro. (Folha de S. Paulo)

Link to comment
Share on other sites

Assembleia sobre recuperação da Varig antiga é adiada

 

A assembleia de credores da Varig antiga (Flex) marcada para a manhã de hoje, e que poderia definir o fim de seu processo de recuperação judicial, foi adiada para o dia 13 de fevereiro. O problema é que a companhia, com dificuldades de fluxo de caixa, pode não ter recursos para sustentar sua operação "até o final da primeira semana de fevereiro", conforme consta no relatório mais recente sobre a situação operacional e financeira da Flex, de dezembro, elaborado pela administradora judicial, a consultoria Deloitte Touche Tohmatsu. A Flex informa, porém, que vai fazer todos os esforços para sustentar suas finanças até a realização da assembleia. Na assembleia, os detentores de crédito da Flex iriam votar o texto dos papéis de dívida (debêntures) que serão o meio para pagá-los - a dívida total da Flex é estimada em cerca de R$ 7 bilhões. Mas o Banco do Brasil, um dos maiores credores, sugeriu algumas modificações na minuta das debêntures. Em virtude disso, o fundo de pensão Aerus pediu o adiamento, por 15 dias, da assembleia para que todos possam ter conhecimento das alterações propostas. "A argumentação do Banco do Brasil tem quatro laudas com propostas de alterações. O pedido de adiamento do Aerus tem lógica, pois os credores, que são soberanos, têm de ter tempo para analisar", afirmou o administrador judicial Luiz Alberto Fiore, da Deloitte. Com quase 100% dos votos dos credores presentes, a assembleia foi suspensa. Havia uma expectativa de que a assembleia de hoje poderia definir o final da fiscalização judicial da Justiça do Rio sobre o processo de reestruturação da Flex. Isso porque, caso a minuta das debêntures fosse aprovada, seriam cumpridos todos os trâmites legais para a reestruturação da companhia. Mesmo sem o monitoramento da Justiça, a Flex continua sendo obrigada a cumprir com as normas de sua recuperação judicial. O fim da recuperação judicial da Flex também pode significar o retorno da Fundação Ruben Berta (FRB), dona de 87% das ações da empresa, ao poder. A FRB havia sido afastada do comando e da administração da Flex pela Justiça do Rio.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Lamentável o que fizeram com a VARIG...

 

Sou a favor de tomarem a marca Varig SA sa Gol e devolver o direito de uso para Flex/Nordeste para enfim enterrarem a pioneira ou tentarem de salva-la mais uma vez...

Link to comment
Share on other sites

Lamentável o que fizeram com a VARIG...

 

Sou a favor de tomarem a marca Varig SA sa Gol e devolver o direito de uso para Flex/Nordeste para enfim enterrarem a pioneira ou tentarem de salva-la mais uma vez...

 

Não entendo essa novela chamada Varig !!!!!!!

 

Me respondam por favor, que falta ela faz hoje no mercado ?? Sempre foi beneficiada com rotas e proteção do governo federal , nunca enfrentou concorrencia nos voos internacionais quando militares no poder!!

Porque a Varig mereceria tratamento diferente do que foi dado à Vasp e Transbrasil ?

Temos Gol , Tam, Azul e umas 4 empresas menores (Webjet, Bra e Ocean air, Trip crescendo) com aeronaves de grande porte,

há voos para todas , e hoje temos tripulantes das 3 ex , pulverizados no mercado.

A Flex coitada, com uma aeronave não consegue se manter.

 

O mundo gira, e a fila anda!!! Novos tempos !!

 

:thumbsup:

 

Link to comment
Share on other sites

O que esta por traz deste adiamento , é o julgamento da ação bilionária sobre defasagem tarifaria, que terá um desfecho em fevereiro!

 

Master,

 

em quanto que tá a ação bilionária contando os juros e tudo mais? O desfecho será pelo STF? Qual a data? Vamos torcer para que ganhe, só quero saber como vai ser depois disso.

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Master,

 

em quanto que tá a ação bilionária contando os juros e tudo mais? O desfecho será pelo STF? Qual a data? Vamos torcer para que ganhe, só quero saber como vai ser depois disso.

 

Abraço

 

 

Em 1994 a cifra era de 4,2 bilhões de reais. Passados 15 anos, não ia ser uma serpresa se já estivesse em 8 ou 9 bi...

Link to comment
Share on other sites

Segundo o Lipe em outro tópico, se houvesse o ressarcimento dessas dívidas na época que a Varig foi leiloada, depois de zerar as obrigações financeiras, ela teria cerca de R$ 1,5 bi de caixa, uma soma bem considerável.

Link to comment
Share on other sites

Master,

 

em quanto que tá a ação bilionária contando os juros e tudo mais? O desfecho será pelo STF? Qual a data? Vamos torcer para que ganhe, só quero saber como vai ser depois disso.

 

Abraço

Os cálculos de juros e correção é o juiz quem vai fazer. Eu estou otimista com este desfecho,e torço principalmente para o pessoal que depende muito do aerus. Parte do credito desta ação vai ser canalizado para o aerus.Comenta-se que fevereiro é o mês que o STF bate o martelo.

Link to comment
Share on other sites

Não entendo essa novela chamada Varig !!!!!!!

 

Me respondam por favor, que falta ela faz hoje no mercado ?? Sempre foi beneficiada com rotas e proteção do governo federal , nunca enfrentou concorrencia nos voos internacionais quando militares no poder!!

Porque a Varig mereceria tratamento diferente do que foi dado à Vasp e Transbrasil ?

Temos Gol , Tam, Azul e umas 4 empresas menores (Webjet, Bra e Ocean air, Trip crescendo) com aeronaves de grande porte,

há voos para todas , e hoje temos tripulantes das 3 ex , pulverizados no mercado.

A Flex coitada, com uma aeronave não consegue se manter.

 

O mundo gira, e a fila anda!!! Novos tempos !!

 

:thumbsup:

 

:rev: :rev: :rev:

 

E pra complementar...

 

Saudosismo não enche avião.

Link to comment
Share on other sites

Não entendo essa novela chamada Varig !!!!!!!

 

Me respondam por favor, que falta ela faz hoje no mercado ?? Sempre foi beneficiada com rotas e proteção do governo federal , nunca enfrentou concorrencia nos voos internacionais quando militares no poder!!

Porque a Varig mereceria tratamento diferente do que foi dado à Vasp e Transbrasil ?

Temos Gol , Tam, Azul e umas 4 empresas menores (Webjet, Bra e Ocean air, Trip crescendo) com aeronaves de grande porte,

há voos para todas , e hoje temos tripulantes das 3 ex , pulverizados no mercado.

A Flex coitada, com uma aeronave não consegue se manter.

 

O mundo gira, e a fila anda!!! Novos tempos !!

 

:thumbsup:

 

 

engracado que todo mundo lembra da trip.. essa trip ta demais. ela sim podera ser uma cia forte. espero que quando ela tiver gigante como as outras que nao esqueca o interior. ja tou vendo que parece quem nem plano de avioes menores ela tem de comprar ( ex atr 42) so tem comprado do atr72 pra cima... espero que ela cresca muito e sem esquecer de suas origens.... essa sim a verdadeira regional brasileira

 

 

alguem sabe quais novas rotas da trip? alguma especulacao?

Link to comment
Share on other sites

Se essa indenização sair eu quero ver o que será feito com o saldo, que em tese vai dar fôlego a empresa. É capaz que sai uma festa com caviar e uísque 18 anos.

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

A Flex herdou as dividas certo? elas simplesmente iriam desaparecer??! :uhm:

 

Aí entra o processo de falência normal a qualquer empresa.

Eu prefiro não entrar em mais detalhes pra não falar bobagem aqui por não ter conhecimento disso.

Link to comment
Share on other sites

:rev: :rev: :rev:

 

E pra complementar...

 

Saudosismo não enche avião.

 

[2] :thumbsup:

 

 

Segundo o Lipe em outro tópico, se houvesse o ressarcimento dessas dívidas na época que a Varig foi leiloada, depois de zerar as obrigações financeiras, ela teria cerca de R$ 1,5 bi de caixa, uma soma bem considerável.

 

Mas aí você tá contando que o Governo vai 'forrar' em cash o caixa da FRB?? Não sei não, mas andam sonhando demais por aqui...Quando a TR ganhou a sua ela não ganhou nada em dinheiro snme (isso levando em consideração que a parte principal de seus débitos era a trabalhista..). Se eu estiver errado me corrijam...

 

Aí entra o processo de falência normal a qualquer empresa.

Eu prefiro não entrar em mais detalhes pra não falar bobagem aqui por não ter conhecimento disso.

 

Aí acontece aquela execução normal que acontece a qualquer empresa em processo semelhante...demora...demora...desmancha...

E os funcionários que fiquem esperando... :cutuca:

 

Link to comment
Share on other sites

Nos-767

 

A União fez um encontro de contas com a TR em 1998 pois a empresa devia R$ 700 milhões e tinha para receber R$ 725 milhões. A icógnita é o que fizeram com os R$ 25 milhões? Só lembrando que na época o Cmte. Omar Fontana estava se afastando da diretoria da empresa, passando para o Antônio Celso Cipriani, que já conhecemos sua fama.

 

Quanto a sua pergunta, sim, a diferença de R$ 1,5 bi é em favor da Flex. O problema é que vai cair nas mãos de um administrador (FRB) incompetente. Salvo engano, acho que a FRB está fora do comando da Flex.

 

Falar a verdade, estou cético com a indenização. O grande temor do governo é que se for pagar a Varig, vai aparecer o pessoal da TransBrasil, da falida Vasp e até da Tam, enfim todas as empresas aéreas (ativas ou não) que tiveram tarifas congeladas na época vão querem. A Vasp ia ter um saldo positivo de R$ 1 bilhão e a Tam teria para receber algo em torno de R$ 400 milhões.

 

Saudações.

Link to comment
Share on other sites

Nos-767

 

A União fez um encontro de contas com a TR em 1998 pois a empresa devia R$ 700 milhões e tinha para receber R$ 725 milhões. A icógnita é o que fizeram com os R$ 25 milhões? Só lembrando que na época o Cmte. Omar Fontana estava se afastando da diretoria da empresa, passando para o Antônio Celso Cipriani, que já conhecemos sua fama.

 

Quanto a sua pergunta, sim, a diferença de R$ 1,5 bi é em favor da Flex. O problema é que vai cair nas mãos de um administrador (FRB) incompetente. Salvo engano, acho que a FRB está fora do comando da Flex.

 

Falar a verdade, estou cético com a indenização. O grande temor do governo é que se for pagar a Varig, vai aparecer o pessoal da TransBrasil, da falida Vasp e até da Tam, enfim todas as empresas aéreas (ativas ou não) que tiveram tarifas congeladas na época vão querem. A Vasp ia ter um saldo positivo de R$ 1 bilhão e a Tam teria para receber algo em torno de R$ 400 milhões.

 

Saudações.

 

Valeu pela resposta, Spotter...

 

Mas esses R$25 milhões com certeza escorreram pro 'ralo' (ACC)...pq no caixa da companhia não foi não... :thumbsdown_still:

 

Quanto ao R$1,5 bi em favor da Flex...o governo vai mesmo fazer essa besteira??? Vai aparecer empresário até do inferno querendo sociedade com a FRB (e R$1,5 bi perdido não é pouco dinheiro não...dá algumas 'Azul') :macumba:

 

Na terceira parte, estou com você...Sabe porque TR e Vasp não foram executadas, anos depois?? À espera de um milagre!!!

(Esperança da família Fontana e da família Canhedo de pegar algum e salvar o patrimônio - como se já não tivesse salvo...)

:ranting_1:

 

Voa pizza Brasil!!!! :suicide_anim:

 

Abraços.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

OFF-TOPIC (é sobre a TRIP)

 

Rafael, se não me engano o ATR-42 é "apenas" US$3 mi mais barato que o 72 e leva praticamente 20 pax a menos. As características operacionais são muito parecidas, ou seja, onde vai um 42, vai um 72.

 

 

engracado que todo mundo lembra da trip.. essa trip ta demais. ela sim podera ser uma cia forte. espero que quando ela tiver gigante como as outras que nao esqueca o interior. ja tou vendo que parece quem nem plano de avioes menores ela tem de comprar ( ex atr 42) so tem comprado do atr72 pra cima... espero que ela cresca muito e sem esquecer de suas origens.... essa sim a verdadeira regional brasileira

 

 

alguem sabe quais novas rotas da trip? alguma especulacao?

 

Link to comment
Share on other sites

Nada.

O juiz separou as empresas...

Negativo meus caros...tem muito ponto questionável que em caso de falência da Flex pode cair nas mãos da GOL a dívida, pelo menos a trabalhista.

 

Basicamente, porque a lei de recuperação realmente diz que as dívidas não serão repassadas, porém...tem um detalhe: não havendo continuidade das operações

 

Resumidamente, o que deveria ter acontecido para termos certeza de que não haveria sucessão seria o seguinte:

 

1)Velha VARIG parava operações, demitia TODOS os funcionários;

2)Nova VARIG recomeça operações, contratando os funcionários necessários.

 

Isso não ocorreu. Como as demissões só começaram a ser feitas mais de uma semana depois da venda da empresa, é como se os funcionários tivessem trabalhado uma semana (ou o tempo que levou para ser demitido) para a nova empresa.

 

A VARIG tentou parar as operações e fazer isso direitinho, mas como a ANAC não permitiu, ela manteve as operações...e aí pode ficar caracterizada a continuidade. E se isso acontecer.....

Link to comment
Share on other sites

OFF-TOPIC (é sobre a TRIP)

 

Rafael, se não me engano o ATR-42 é "apenas" US$3 mi mais barato que o 72 e leva praticamente 20 pax a menos. As características operacionais são muito parecidas, ou seja, onde vai um 42, vai um 72.

 

interessante.. esses atr 72 vao ocupar um espaco importante. ai que os brasilia perderao espaco neh.... ja que competirao em lugares parecidos.. vamos esperar

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade