Jump to content

Com 0,3% do mercado, Azul já se vê como 3ª maior do País


PR-GGG

Recommended Posts

Peter Fussy

Direto de São Paulo

 

Com menos de dois meses de operação e apenas cinco aviões, a Azul Linhas Aéreas já se considera a terceira maior companhia aérea do Brasil. Segundo informações da própria empresa, a Azul tem apenas 0,3% do mercado nacional, bem longe de TAM e Gol, que possuíam 49% e 42% respectivamente em dezembro. No entanto, a preocupação das grandes em oferecer preços ao mesmo patamar da nova concorrente faz com que ela seja "percebida" como se estivesse logo atrás.

 

"Estamos longe de sermos a terceira maior. Cerca de 0,3% de participação nos deixa na oitava colocação, mas somos percebidos assim quando suscitamos na número um e dois respostas agressivas a qualquer movimento. Estamos lutando com todo respeito às demais para sermos efetivamente a terceira maior", afirmou nesta terça-feira o diretor de marketing, Gianfranco Beting.

 

Em busca da ampliação de operações, a Azul anunciou quatro novos destinos até abril e começará a investir pesado em propaganda. Segundo Beting, serão gastos R$ 2 milhões em campanha que será veiculada em mídias da capital paulista - até então as ações da Azul se restringiam aos pontos de partida - e também na televisão (apenas para Campinas e região, centro das operações da empresa).

 

Além da publicidade, a empresa aérea anunciou o seu programa de milhagens "Tudo Azul", que converterá 5% do preço das passagens em crédito para novas viagens, após atingir a quantia mínima de R$ 50. Os clientes já podem se cadastrar no programa por meio do site da empresa.

Frota

A Azul tem cinco aviões em operação e deve contar com mais dois, que são finalizados na Embraer, na próxima semana. Até julho deste ano, a empresa planeja ter 12 aeronaves voando e pode expandir este número para 16 até o final do ano. A Azul encomendou um total de 40 aeronaves Embraer e fez opção de compras para outras 36.

 

Segundo o CEO, Pedro Janot, o financiamento para as aquisições já está fechado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco do Brasil. "O primeiro ano está totalmente garantido", afirmou o executivo, acrescentando que mais detalhes sobre a operação devem ser informados na próxima semana.

 

Para o fundador da companhia, David Neeleman, os lucros podem chegar já em 2009. "Acreditamos que teremos lucro na segunda metade do ano. Em breve teremos mais vôos para espalhar as despesas da sede. Pouca gente conhece a Azul e sempre vamos ter as tarifas baixas, para quem compra com pelo menos 30 dias de antecedência", disse.

 

Entretenimento

Uma das inovações de Neeleman na americana JetBlue, também fundada por ele, foi um sistema de televisão ao vivo em monitores individuais. No entanto, para os brasileiros a tecnologia deve chegar apenas no final de 2009 ou início de 2010, de acordo com Beting.

 

"Essa tecnologia é empregada hoje em cerca de 20 empresas. O sistema passa por um processo de adaptação e no final de 2009, ou início de 2010, teremos 36 canais ao vivo de televisão", afirmou o diretor de marketing. Atualmente, cinco aeronaves da empresa disponibilizam cinco canais de conteúdo gravado nos monitores.

 

http://br.invertia.com/noticias/noticia.as...5299&idtel=

 

 

Alguém tá enxergando o nariz da Azul? Tá tão alto que nem consigo enxergar...

Link to comment
Share on other sites

Concordo com o que o Beting falou...embora ainda esteja longe de ser a 3ª maior, a "atenção" que as duas líderes estão dando à AZUL realmente dá essa imprensão.

 

No mais, só por curiosidade, em Janeiro a empresa ficou próxima do 1% de Share e com 59% de Load-Factor, os números da ANAC já estão disponíveis no site para quem interessar.

Link to comment
Share on other sites

As grandes tem preocupação com a Azul, na minha opinião, por ela ter:

 

- Produto excelente - E-jets. Um avião muito confortável para as etapas que eles operam e serem novos (alguns zero KM )

- Serviço eficiente

- Estar bem capitalizada

- Ter DNA de empresa aérea, diferente da Oceanair, que tantos dizem por ai ser uma "laundry" do Sr. German...

- Ser inovadora em alguns conceitos. Ônibus para VCP, serviço de bordo "a la vonteau" :-), mesmo que seja só snacks; TV ao vivo (em breve), atendimento desburocratizado, etc...

- Ter a benção política da ANAC e talvez do governo federal. Isso por aqui conta muito...não se sabe a que preço, mas conta.

- Marketing jovial e direto.

- Preço competitivo!!!

 

Questão de tempo para a Azul realmente incomodar. Quando entrarem no SDU, se for mesmo liberado, estarão na vitrine e mais pessoas formadoras de opinião vão poder conhecer e usar os serviços da Azul.

 

Eu usei e gostei. Bom, barato e eficiente. Me levaram de A para B com muita praticidade e qualidade, sem frescuras ou contratempos. O pessoal de solo em POA foram muito flexíveis no meu embarque, pois estava com 3 equipamentos pesados, mas que não poderiam ser despachados por serem extremamente frágeis. Contactaram rapidinho o supervisor, que liberou o embarque como bagagem de mão. Em menos de 5 minutos eu estava com o boarding pass passando pelo raio-x.

 

Abraços,

 

Rafael

 

 

Link to comment
Share on other sites

Alguém tá enxergando o nariz da Azul? Tá tão alto que nem consigo enxergar...

 

Sinceramente? Acho que isso não tem nada a ver com ser "metido".

 

A Azul nasceu com um conjunto de metas muito agressivo porém factível segundo a percepção de sua alta direção. Com dinheiro (que tem) e boa administração (que na minha opinião também tem) ela tem tudo para conseguir atingir boa parte destas metas. É claro que a crise econômica pode dar uma segurada, mas alguém aqui duvida que logo logo ela será a 3a maior do país?

 

As outras cias tem objetivos bem mais modestos e bem menos cacife por trás, é por isso que moralmente eles se dizem em 3o lugar, é simplesmente uma visão realista.

 

Nós brasileiros temos por cultura o costume de rechaçar posturas pouco-modestas e taxá-las como arrogantes, isso é algo nosso, talvez um pouco de complexo de inferioridade, ou simplesmente uma característica da cultura latina.

 

Na cultura norte-americana e outras tantas européias existe sentimento contrário. É visto como "perdedor" ou "looser" aquele que não sabe valorizar a si próprio e aos próprios objetivos. Pensar pequeno, ser falso modesto, etc, é algo pejorativo. Não sei se isso é correto do ponto de vista pessoal, de educação, etc. Mas do ponto de vista do empreendedor, com certeza a visão deles é muito mais assertiva e eficaz.

 

Segundo eles, quem pensa pequeno, fica pequeno, e eu concordo. Há de se pensar grande e em seguida agir de maneira a atingir este objetivo de maneira pensada e planejada. Onde estava o nariz de Kennedy em 1961 quando ele anunciou que ao final da década o homem estaria pousando na Lua? Arrogante ele? Creio que não. :thumbsup:

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente? Acho que isso não tem nada a ver com ser "metido".

 

A Azul nasceu com um conjunto de metas muito agressivo porém factível segundo a percepção de sua alta direção. Com dinheiro (que tem) e boa administração (que na minha opinião também tem) ela tem tudo para conseguir atingir boa parte destas metas. É claro que a crise econômica pode dar uma segurada, mas alguém aqui duvida que logo logo ela será a 3a maior do país?

 

As outras cias tem objetivos bem mais modestos e bem menos cacife por trás, é por isso que moralmente eles se dizem em 3o lugar, é simplesmente uma visão realista.

 

Nós brasileiros temos por cultura o costume de rechaçar posturas pouco-modestas e taxá-las como arrogantes, isso é algo nosso, talvez um pouco de complexo de inferioridade, ou simplesmente uma característica da cultura latina.

 

Na cultura norte-americana e outras tantas européias existe sentimento contrário. É visto como "perdedor" ou "looser" aquele que não sabe valorizar a si próprio e aos próprios objetivos. Pensar pequeno, ser falso modesto, etc, é algo pejorativo. Não sei se isso é correto do ponto de vista pessoal, de educação, etc. Mas do ponto de vista do empreendedor, com certeza a visão deles é muito mais assertiva e eficaz.

 

Segundo eles, quem pensa pequeno, fica pequeno, e eu concordo. Há de se pensar grande e em seguida agir de maneira a atingir este objetivo de maneira pensada e planejada. Onde estava o nariz de Kennedy em 1961 quando ele anunciou que ao final da década o homem estaria pousando na Lua? Arrogante ele? Creio que não. :thumbsup:

 

 

 

Bravíssimo comentário!

 

Concordo em gênero ,número e grau! :thumbsup:

 

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente? Acho que isso não tem nada a ver com ser "metido".

 

A Azul nasceu com um conjunto de metas muito agressivo porém factível segundo a percepção de sua alta direção. Com dinheiro (que tem) e boa administração (que na minha opinião também tem) ela tem tudo para conseguir atingir boa parte destas metas. É claro que a crise econômica pode dar uma segurada, mas alguém aqui duvida que logo logo ela será a 3a maior do país?

Eu duvido. Pensar que chegará logo ao 3º lugar é subestimar a Webjet, que apresenta um crescimento muito grande. Porém não sei como será daqui pra frente, e se o perfil da empresa conseguirá segurar ela no terceiro lugar. Mas você acha mesmo que é preciso o Beting sair toda semana dizendo que a Azul já é terceira, que fez a Tam ficar com medo, que fez isso e aquilo? Isto é chegar se achando demais... :cutuca:

Link to comment
Share on other sites

Eu duvido. Pensar que chegará logo ao 3º lugar é subestimar a Webjet, que apresenta um crescimento muito grande. Porém não sei como será daqui pra frente, e se o perfil da empresa conseguirá segurar ela no terceiro lugar. Mas você acha mesmo que é preciso o Beting sair toda semana dizendo que a Azul já é terceira, que fez a Tam ficar com medo, que fez isso e aquilo? Isto é chegar se achando demais... :cutuca:

 

Eu acho que com a velocidade em que a Azul está crescendo, já já ela passa a Webjet! Imaginem com quantos destinos e quantas aeronaves a Azul estará daqui a dois anos... acho que não vai ser nem um pouquinho difícil ela chegar a esse 3º lugar!

 

 

Abraço!

Link to comment
Share on other sites

Eu duvido. Pensar que chegará logo ao 3º lugar é subestimar a Webjet, que apresenta um crescimento muito grande. Porém não sei como será daqui pra frente, e se o perfil da empresa conseguirá segurar ela no terceiro lugar. Mas você acha mesmo que é preciso o Beting sair toda semana dizendo que a Azul já é terceira, que fez a Tam ficar com medo, que fez isso e aquilo? Isto é chegar se achando demais... :cutuca:

 

Eu apostaria alto que a Azul passa a Webjet logo logo. A Azul está capitalizada e focada nos planos de crescer como cia. aérea, o transporte aéreo é a atividade fim da Azul.

 

A WebJet em contrapartida é simplesmente uma verticalização das atividades da CVC no ramo de turismo. A atividade fim da CVC é vender pacotes e com a Webjet o dinheiro das passagens "fica em casa", simplesmente isso. Nunca foi e não será tão logo o objetivo da Webjet concorrer com Gol ou TAM.

 

Quanto ao Beting sair toda semana falando da Azul, isso é uma questão de marketing, fazendo isso a Azul está na boca do povo, sem contar que nesse mercado não basta ser, precisa aparecer. A partir do momento em que a mídia e os clientes acreditarem que a Azul está aí para ser a 3a maior, metade do caminho já foi percorrido. Vira questão de tempo... É simplesmente uma jogada de marketing, efetiva e inteligente. Parece arrogante para alguns? Sim, parece. Mas na minha opinião, é melhor do que ficar sem rumo como outras cias estão.

Link to comment
Share on other sites

Eu duvido. Pensar que chegará logo ao 3º lugar é subestimar a Webjet, que apresenta um crescimento muito grande. Porém não sei como será daqui pra frente, e se o perfil da empresa conseguirá segurar ela no terceiro lugar. Mas você acha mesmo que é preciso o Beting sair toda semana dizendo que a Azul já é terceira, que fez a Tam ficar com medo, que fez isso e aquilo? Isto é chegar se achando demais... :cutuca:

 

 

Isso não é "se achar". Isso é uma tática de marketing da empresa, quando ela fala dessa maneira ela passa realmente a impressão de que a cia é forte e veio para ficar, além de como o colega já afirmou, a cia fica na boca do povo, é uma forma de sempre lembrar que a Azul existe e está ganhando mercado e se consolidando. Não é "se achar" nem "nariz alto demais", numa empresa desse porte não há tanta ingenuidade para tal. É sim uma estratégia de marketing deles.

Link to comment
Share on other sites

"Estamos longe de sermos a terceira maior. Cerca de 0,3% de participação nos deixa na oitava colocação, mas somos percebidos assim quando suscitamos na número um e dois respostas agressivas a qualquer movimento. Estamos lutando com todo respeito às demais para sermos efetivamente a terceira maior", afirmou nesta terça-feira o diretor de marketing, Gianfranco Beting.

 

Alguém tá enxergando o nariz da Azul? Tá tão alto que nem consigo enxergar...

 

Acredito que neste parágrafo, ele não foi tão "nariz alto" assim não hein. A confiança deve sempre prevalecer, porém, respeitando as demais.

 

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

assim como o colega Fãdaembraer tbm concordo em todos os aspectos que o outro colega

Rafaelguimaraes fez no seu post :thumbsup:

achar que a azul ta com o "nariz muito alto" é um equivoco por se tratar de uma empresa

com todos os aspectos que a Azul tem diga-se de passsagem VÁRIOS :rolleyes:

a Azul veio pra ficar gostem ou não e tá fazendo de tudo pra se tornar a 3ª maior do país e não duvido :thumbsup:

 

Link to comment
Share on other sites

A WebJet em contrapartida é simplesmente uma verticalização das atividades da CVC no ramo de turismo. A atividade fim da CVC é vender pacotes e com a Webjet o dinheiro das passagens "fica em casa", simplesmente isso. Nunca foi e não será tão logo o objetivo da Webjet concorrer com Gol ou TAM.

 

Isso não é verdade. Wagner Ferreira entrou na Webjet para que a empresa aérea seja totalmente independente da CVC. Por isso destinos como BPS, IOS e MCZ serão abandonados. A Webjet ainda vai surpreender quem acha que a empresa é acomodada e dependente...

Link to comment
Share on other sites

 

Não olhem para a Webjet como uma divisão da CVC pois ela só responde por 20% da receita da WebJet.

 

Imaginar que a Webjet vai ficar parada esperando a Azul crescer é temerário e eu não espero isso. A empresa achou seu nicho, vai continuar crescendo e tomando espaço, em especial pelo fato de só voar uma rota que pode ser chamada de Premium: Rio-Brasilia. Ela quer espaço, quer operar Ponte Aérea, vai operar São Paulo-Curitiba e tem mais planos pela frente.

 

Passar a WebJet ? Lembrem-se que a Azul precisa de mais de 7 aviões para atingir a capacidade que a WebJet gera com 5, e a WebJet ainda tem a possibilidade de iniciar vôos de madrugada, algo que a empresa pouco faz hoje em dia.

Link to comment
Share on other sites

Não olhem para a Webjet como uma divisão da CVC pois ela só responde por 20% da receita da WebJet.

 

Passar a WebJet ? Lembrem-se que a Azul precisa de mais de 7 aviões para atingir a capacidade que a WebJet gera com 5, e a WebJet ainda tem a possibilidade de iniciar vôos de madrugada, algo que a empresa pouco faz hoje em dia.

 

 

Me desculpe, mas parece tão claro e cristalino: A Azul tem uma encomenda fechada de 40 aviões, saindo um atrás do outro zerinho da fábrica. A webjet...???

 

 

Link to comment
Share on other sites

"Estamos longe de sermos a terceira maior. Cerca de 0,3% de participação nos deixa na oitava colocação, mas somos percebidos assim quando suscitamos na número um e dois respostas agressivas a qualquer movimento. Estamos lutando com todo respeito às demais para sermos efetivamente a terceira maior", afirmou nesta terça-feira o diretor de marketing, Gianfranco Beting.

Creio que este parágrafo dá a conotação exata do pensamento da Azul, ao contrário do título que generalizou e que, como sabemos, pode ficar ao bel prazer e entendimento de quem fez a matéria, das redações e da conotação que queriam dar para destacar a manchete.

Por isso mesmo, como já foi ressaltado acima, é um grande equívoco confundir planejamento com prepotência. Não é uma questão de ter o "nariz em pé" como alguns estão pensando, menos ainda subestimar a concorrência, muito pelo contrário, pois a definição de metas obrigatoriamente passa por uma avaliação extensa e conhecimento aprofundado da concorrência, entre diversas outras coisas. Aliás, até mesmo sobre possíveis impressões negativas que determinadas atitudes possam gerar ou mesmo aquelas que sejam geradas de forma inesperada ou não prevista seja por que motivo for, tenham certeza que estão sempre sendo monitoradas, faz parte daquele planejamento estratégico tanto quanto qualquer outra análise que influa na obtenção das metas e na entrega de valor.

Ou seja, com os dados corretos você pode ser realista e definir com uma boa segurança metas alcançáveis, e o tamanho delas não terá nada a ver com prepotência. Aliás, quem estima resultados sem profundo conhecimento e análise detalhada não é prepotente, é louco, o que decididamente não é o caso.

 

Um abraço.

Link to comment
Share on other sites

E quando a WEBJET vai começa a operar em VCP ?

Quem está na chuva, é pra se molhar !

Era só ter colocado uns extras para Salvador, porque em VCP, os 6 voos da AZUL + 2 da TAM e 1 da GOL, já estão lotados para o Carnaval de Salvador !

Link to comment
Share on other sites

E quando a WEBJET vai começa a operar em VCP ?

Acho que VCP no momento não é tão essencial para a empresa. Durante um bom tempo ela voou firme e forte sem GRU sequer CGH! Hoje em dia está ampliando cada vez mais os destinos, e acredito que a necessidade não é ir no mercado de outra. O Lipe já disse e eu concordo, a WJ achou seu nicho e vai explorá-lo até crescer mais do que os 200% que cresceu em um ano!

Link to comment
Share on other sites

A Webjet acabou de frear o crescimento que seria de 11 para 16 aviões por medo da crise econômica.

A Azul tem 40 E-jets ZERADOS já no papo com crise e tudo. Sem falar nas outras 36 opções.

 

e ainda tem nego que acredita que a Webjet vai fazer frente para a Azul? Tenha dó...

 

Quanto à arrogância, sinceramente, desde que me conheço por gente toda estratégia de marketing passa por ressaltar ou fazer parecer a prevalência sobre as concorrentes. Em qualquer ramo. A Azul não tá inventando nada. Queriam que dissessem o quê? "Ah nós nem estamos tão bem assim... nem sei se vai dar certo.."

 

Link to comment
Share on other sites

Me desculpe, mas parece tão claro e cristalino: A Azul tem uma encomenda fechada de 40 aviões, saindo um atrás do outro zerinho da fábrica. A webjet...???

 

A Webjet tinha planos de ter 18 aviões em breve, mas decidiu adiar um pouco os planos.

A Azul tem encomenda fechada mas isso não significa que ela vai sair adicionando aviões sem avaliar o impacto que cada etapa do plano representa para suas finanças. VCP tem potencial para 40 aviões hoje ? Não tem. Tem potencial em 3 anos ? Provavelmente.

 

Lembro a você Xavante, que adicionar 40 aviões com mais de 4.000 assentos significa criar um pouco de mercado, mas também tomar mercado dos outros. O passageiro que voa Azul deixa de voar com outra cia, e isso significa possível reação. Se o plano da Azul mostrava lucro de X, considere X menos um % por conta da competição acirrada, e o fato de que enquanto VCP é crucial para a Azul, para Tam e Gol é uma forma de bloquear o crescimento com muito lucro da Azul. Pois uma fortaleza em VCP pode significar a capacidade da Azul em entrar em mercados como CGH, SDU, GIG, CNF e "detonar" a concorrência !

 

Então o que eu acho hoje ? A Azul pode até conquistar o terceiro lugar em 2010 (não creio que ocorra em 2009, pelo menos hoje) mas isso não significa que a WebJet deve ser olhada com desdém pelo fato de não ser a Azul.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Prezados,

 

Na minha opinião, a Webjet vai continuar a fazer a aviação do jeitinho dela, que alías, faz muito bem. Bom serviço, regularidade, rotas interessantes, etc.

 

Mas daí a ser a terceira força, me parece não ser a dela. E faz muito bem. Vai continuar sendo uma empresa de "nicho", não uma major, mas uma excelênte empresa de nicho.

 

Ao contrário, a Azul chegou para brigar com as duas maiores, com DNA Variguiano em suas "entranhas", muito capital e um certo cara chamado David Neeleman, que conhece "alguma coisa" sobre montar start-ups de sucesso na aviação. E eles tem um equipamento ultra-competitivo: o E-jet!

 

Assim como a TRIP também vai fazer bonito, na minha opinião, ligando diversas cidades do Brasil de maneira eficiente, sendo A força regional.

 

Quem está no meio disso tudo ai é a OceanAir. É mais um negócio de um grupo com outras atividades, passou por maus bocados tempos atrás, se reergueu e vem fazendo um bom serviço Brasil afora. Mas precisa se tornar mais conhecida no mercado e tenho minhas dúvidas sobre qual seria a disposição do Sr. German Eframovich em queimar $$ para brigar com a Azul e demais, ou até onde ele iria nessa contenda.

 

Quem viver, verá! Por enquanto, só podemos supor mesmo ou pensarmos em prováveis cenários...

 

Rafael

Link to comment
Share on other sites

Prezados,

 

Na minha opinião, a Webjet vai continuar a fazer a aviação do jeitinho dela, que alías, faz muito bem. Bom serviço, regularidade, rotas interessantes, etc.

 

Mas daí a ser a terceira força, me parece não ser a dela. E faz muito bem. Vai continuar sendo uma empresa de "nicho", não uma major, mas uma excelênte empresa de nicho.

 

Ao contrário, a Azul chegou para brigar com as duas maiores, com DNA Variguiano em suas "entranhas", muito capital e um certo cara chamado David Neeleman, que conhece "alguma coisa" sobre montar start-ups de sucesso na aviação. E eles tem um equipamento ultra-competitivo: o E-jet!

 

Assim como a TRIP também vai fazer bonito, na minha opinião, ligando diversas cidades do Brasil de maneira eficiente, sendo A força regional.

 

Quem está no meio disso tudo ai é a OceanAir. É mais um negócio de um grupo com outras atividades, passou por maus bocados tempos atrás, se reergueu e vem fazendo um bom serviço Brasil afora. Mas precisa se tornar mais conhecida no mercado e tenho minhas dúvidas sobre qual seria a disposição do Sr. German Eframovich em queimar $$ para brigar com a Azul e demais, ou até onde ele iria nessa contenda.

 

Quem viver, verá! Por enquanto, só podemos supor mesmo ou pensarmos em prováveis cenários...

 

Rafael

 

Exatamente!

 

Em momento algum quis desmerecer a WebJet, acho simplesmente que seu foco e' outro (ser uma excelente empresa de nicho).

 

Ja a OceanAir, padeceu a algum tempo com a falta de foco e planejamento. Vamos ver o que vai fazer. Mas o foco eh crucial, WebJet e Azul tem (diferentes).

Link to comment
Share on other sites

Ninguém desdenha da Webjet. É uma excelente empresa e aparentemente muito bem administrada, com foco e planos claros e bem elaborados de crescimento sustentável.

 

O que se está dizendo é que ela não almeja ser a terceira força. Almeja apenas solidez (o que é excelente, diga-se).

Já a Azul tem um plano absolutamente agressivo que visa em pouco tempo tornar-se a terceira colocada. É apenas natural que isso aconteça.

 

Aliás, não é demérito algum para a WJ cair para o quarto lugar.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade