Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

José C. Biason

Como realizar uma excelente entrevista de emprego.

Recommended Posts

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE ENTREVISTA DE EMPREGO

 

--------------------------------------------------------------------------------

INTRODUÇÃO

Você passou na primeira etapa do processo seletivo (análise de currículo). Foi aprovado na triagem inicial, cumpriu o papel de vender sua imagem de forma positiva e foi chamado para participar de uma entrevista. Ufa! Parabéns! Agora é só manter a calma, se preparar bem para a próxima etapa e seguir em frente para ser contratado.

Pensando em orientar nossos alunos, o Instituto Denver preparou esse e-book para que os mesmos se preparem e passem por essa etapa tão temida.

 

 

1. Afinal o que é uma Entrevista?

 

É uma técnica de seleção que o empregador utiliza para avaliar o perfil profissional e pessoal do candidato e verificar se o mesmo atende ou não às qualificações para o cargo.

 

2. Para que serve?

 

A entrevista é uma oportunidade para checar a postura profissional e pessoal do candidato. Neste momento, o candidato informa o que deseja de sua vida profissional, informa onde trabalhou, as experiências profissionais, além de falar também um pouco sobre sua vida pessoal (família, amigos, hobbies, etc).

 

O recrutador normalmente confirma e avalia todas as informações contidas no currículo, conhecendo mais detalhadamente o candidato e todas suas experiências na área. Esta avaliação tem como objetivo verificar se o candidato está apto a assumir as exigências da vaga.

 

3. Qual é o objetivo da entrevista?

 

O objetivo do recrutador é medir a postura, as atitudes e os conhecimentos técnicos dos candidatos para que possa escolher o candidato que melhor atende as necessidades da organização.

 

O objetivo do candidato na entrevista é conseguir demonstrar ser o ideal para aquele posto de trabalho, tentando "vender" os seus serviços e fazendo valer as suas competências.

 

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

PLANEJAMENTO

 

Para que tudo ocorra bem na fase da entrevista, você precisará fazer um planejamento adequado.

 

Primeiro entenda o objetivo da entrevista, ou seja, o que o potencial empregador deseja saber. Então, para cada entrevista, o candidato deverá se munir de uma estratégia e para isso avalie as seguintes questões:

 

 

Quem você é?

O que você já fez?

O que o seu último empregador acha de você?

Quais os resultados alcançados nos últimos empregos?

O que pode fazer para a empresa que está selecionando?

O que pode conseguir fazendo o que faz para a empresa dele?

É muito importante que leve seu currículo atualizado no dia da entrevista, pois normalmente as entrevistas são guiadas pelo mesmo. Além do currículo, poderá levar também um portfólio para apresentar, e assim detalhar suas experiências (o currículo é o resumo de suas qualificações e experiências; o portfolio é o conjunto de exemplos de material que você produziu ao longo de sua carreira).

 

Além disso, conhecer um pouco da empresa antes da entrevista é uma atitude que conta pontos diante do entrevistador. Além de ficar mais preparado para falar sobre como pode contribuir com o crescimento da organização e sobre outros aspectos que envolvam o dia-a-dia da empresa, o candidato demonstra mais interesse pela vaga.

 

1 - O que é preciso saber sobre a empresa?

 

Nome

Localização

Setor em que atua

Como se situa no mercado

Produtos e/ou serviços que oferece

Concorrentes

Reputação no mercado

Mudanças ocorridas recentemente

Função desempenhada pela vaga

Para encontrar essas informações, o candidato poderá:

 

Visitar o site institucional da empresa;

Conversar com funcionários ou conhecidos que já tenham trabalhado lá;

Conseguir folders e material promocional da empresa;

Ler matérias na internet, em jornais ou revistas;

Procurar saber sobre algum trabalho (voluntário) prestado pela empresa.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

A APRESENTAÇÃO DO CANDIDATO

 

Como se Apresentar

 

 

O visual de um profissional pode não lhe garantir o sucesso, mas aqueles que se vestem e se portam inadequadamente, com certeza, estão fadados ao insucesso.

 

 

Quando falamos em boa apresentação é muito mais do uma roupa impecável, pois muitas vezes nossos gestos falam muitos mais do que nossas palavras.

 

 

Seguem algumas atribuições que se pode considerar boa apresentação pessoal:

 

 

Ter ombros alinhados;

Costas eretas;

Olhar brilhante;

Andar correto;

Voz pausada e agradável;

Postura polida e ao mesmo tempo firme.

O traje utilizado durante uma entrevista também conta pontos na Avaliação. Em caso de dúvida quanto ao padrão utilizado pela empresa, o estilo clássico é sempre uma boa opção.

 

 

Candidatos:

 

 

Ternos (Azul marinho/preto) ou Calça Social com Camisa Social;

Sapato social (bem engraxado);

Barba e bigode bem feitos;

Unhas Limpas;

Pasta bem conservada;

Perfume bem leve.

Candidatas:

 

 

Tailleur (terninho acinturado) com saia até o Joelho (não chamando atenção para as pernas);

Blusa de manga ¾ (branca, preta ou tons neutros);

Sapatos básicos (preto ou marrom);

Cabelo impecável (caso use coloração devem estar retocados);

Unhas bem feitas com esmalte claro;

Bolsa bem conservada;

Perfume leve;

Meia calça neutra (natural, preta, transparente);

Maquiagem discreta dando um tom bem natural.

 

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

TIPOS DE ENTREVISTA

 

Normalmente a entrevista avalia se a personalidade, ou seja, os aspectos pessoais do candidato e seus conhecimentos profissionais, são compatíveis com o que a descrição do cargo e a expectativa da empresa.

 

1. Telefone

 

 

Tem como objetivo realizar uma triagem inicial. A entrevista por telefone tem a função de confirmar três questões principais:

 

 

Verificar se a pessoa tem interesse em ocupar a vaga;

Confirmar o perfil do profissional, para ver se apresenta realmente tudo o que consta no currículo e se possui habilidade para ocupar o cargo;

Analisar se o candidato tem uma comunicação adequada, sabe falar corretamente e ainda se apresenta erros de português.

2. Entrevista Preliminar realizada por Psicólogos

 

Muitas empresas optam por realizar uma entrevista preliminar com os candidatos. Em empresas de menor porte, a entrevista poderá ser feita pelo imediato superior.

 

 

O escopo desta entrevista se relaciona especificamente alguns aspectos do contexto profissional como:

 

Linha de trabalho;

Perfil profissional;

Expectativas em relação ao cargo e à empresa;

Revisão do histórico profissional;

Perfil sócio-econômico, sócio-cultural e político.

3. Entrevista em Grupo

 

As entrevistas em grupo podem ser realizadas com o objetivo de agilizar o processo ou ainda checar adaptabilidade do candidato ao contato grupal. Nesta modalidade o selecionador poderá verificar características como:

 

Liderança;

Desprendimento;

Facilidade de relacionamento.

4. Entrevista Pessoal

 

Essa é quase sempre a última etapa, por isso a mais importante. O número de concorrentes é pequeno e você já está muito próximo de conseguir a vaga. Sugere-se que o candidato faça uma listagem prévia dos seus pontos fortes e pontos fracos.

 

Nessa fase, você deixa de ser um número e passa a ter um rosto e um nome.

 

Neste tipo de entrevista o candidato deverá:

 

Demonstrar qualidade técnica comportamental compatível com o cargo expressa em forma de relacionamento durante a entrevista. É necessário que seja solidamente embasada em conhecimentos e experiências;

Evidenciar sua capacidade de trabalhar em grupo, relacionar-se com a chefia e equacionar as necessidades de ambas as partes;

Preocupar-se em projetar uma imagem em sintonia com a realidade e com aquilo que o entrevistador pretende.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

Nessa fase, o entrevistador está interessado apenas no que diz respeito a sua vida profissional. Perguntas que fugirem dessa abordagem deverão ser curtas e objetivas.

 

Fale-me um pouco de si.

Procure especificar a questão. O que o entrevistador deseja saber: sua personalidade, seus interesses, seu histórico profissional, etc.

Quais são seus objetivos em curto prazo?

Seja específico dentro dos objetivos da organização.

O que você procura em um determinado emprego?

Desafio, envolvimento e chance para contribuir para a empresa.

Por que devemos contratá-lo? Como você poderá contribuir para o desenvolvimento e crescimento da empresa?

Conte os benefícios que você vai trazer e como pode, com seu desempenho, gerar lucros à empresa.

Quais são seus pontos fortes?

Fale das características desejadas, tais como: entusiasmo, persistência, dedicação, criatividade, responsabilidade, iniciativa (pró-atividade) e competência na área técnica. Quando o selecionador perguntar sobre os pontos positivos ele quer saber, sob o seu ponto de vista, qual é o seu diferencial, ou seja, o que você tem de interessante que possa ser de substancial importância para a vaga. Faça seu marketing pessoal.

 

O que você faz no seu tempo livre? Tem algum hobby?

Fale a verdade. Mas saiba que é importante ter hobbies e ocupações no seu tempo livre. Isso demonstra sua preocupação com o seu desenvolvimento pessoal, sua habilidade em administrar seu tempo e o seu bom relacionamento com as pessoas.

Onde você se vê em cinco anos?

Mostre que já traçou um plano consistente de carreira e que sabe o que fazer para realizá-lo.

Qual foi o último livro que você leu?

A pergunta subliminar é "Você tem o hábito de Leitura?". Pode ser que suas leituras de livros estejam atrasadas, mas você lê constantemente jornais comuns e artigos especializados, revistas (Exame, Você S.A., Veja, etc). Nunca vá a uma entrevista sem ter lido o jornal do dia.

Quais são seus objetivos de longo prazo?

Restrinja-se ao futuro profissional. Neste momento não fale de sua vida pessoal.

Por que você está deixando (ou deixou) seu emprego?

Se estiver empregado, enfatize a idéia de buscar desafios.

Se foi ou está sendo demitido, não adianta esconder. Diga a verdade. Se for o seu caso, mencione que a demissão foi causada por corte de custos. Nunca fale mal do empregador anterior.

O que você considera importante num colaborador?

Cite as competências para o cargo, além de dedicação ao trabalho, boa índole, iniciativa, criatividade e entusiasmo.

Quais são seus pontos fracos?

Nunca mencione algo muito negativo. Responda aquilo que, na realidade, é positivo, defina-os como pontos a desenvolver, tal como exigente demais, impaciente, perfeccionista, etc. Colocando desta forma, seja qual for o ponto que você citar, deixará claro, em primeiro lugar, que você está consciente de suas deficiências, que você não é perfeito e tem alguns pontos que precisa melhorar.

Você também será avaliado pelo que pergunta

 

 

Em entrevistas iniciais: coloque questões genéricas sobre:

 

A empresa e o processo de seleção;

Principais mudanças ocorridas nos últimos anos;

Principais desafios que a empresa irá enfrentar a curto/médio prazo;

Quando será comunicado o resultado da entrevista, tipo de testes a que os candidatos estarão sujeitos nas fases seguintes.

 

Numa entrevista final:

 

 

Demonstre curiosidade fazendo perguntas sobre a descrição da função, tarefas, responsabilidades e objetivos;

Possibilidades de progressão na carreira;

Benefícios sociais disponíveis e qual a remuneração a auferir.

Estas questões têm interesse desde que não assentem em pontos já abordados em etapas anteriores do processo de seleção.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

DICAS FINAIS

 

 

Ao cumprimentar alguém, lhe dê um forte aperto de mão, transmitindo segurança.

Pés em direção ao entrevistador indicam que você se interessa pela pessoa. Se eles estiverem voltados para a porta, é a direção em que o corpo quer ir.

Com braços cruzados no peito, você não quer mudar a opinião e nem aceitar o que estão lhe falando.

Procure não falar que é conhecido de alguém influente.

Saiba com quem você irá conversar, pergunte por quem será entrevistado (nome e cargo),

Não deixe de ler os jornais. Manter-se informado deve ser um hábito.

Mostre entusiasmo. Deixe claro que você procura desafio e desenvolvimento no trabalho.

Saiba tudo sobre seu currículo, que é a história da vida do candidato.

Seja Pontual. Procure chegar uns 15 minutos mais cedo.

Não deixe que a entrevista seja um monólogo, ao contrário, procure transformar a entrevista em uma conversa proveitosa.

Evite fazer muito "hum-hum", é um sinal de que você não sabe se expressar muito bem ou não tem argumentos.

Evite entrar em temas polêmicos, como sexo, religião, política.

 

Tudo o que não se deve fazer

 

 

Falar em demasia;

Falar gírias;

Franzir a testa em demasia;

Discordar em demasia;

Ser dogmático;

Mostrar impaciência;

Ser emotivo;

Ignorar perguntas;

Mudar de assunto de repente;

Desviar o olhar do entrevistador por muito tempo;

Contar piadas;

Mascar chiclete ou bala;

Fumar. Não fume mesmo que o entrevistador ofereça um cigarro;

Não minta. Não tente parecer o que não é;

Evite apoiar seus pertences sobre a mesa do selecionador;

Erros de português;

Não fale mal de empregos/empregadores anteriores;

Evite ficar olhando no relógio.

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

 

A AVALIAÇÃO

 

Como o entrevistador irá decidir

 

Ao terminar a entrevista, o entrevistador terá como tarefa escolher entre os pontos que considerou positivos e os pontos que considerou negativos em você, para um julgamento. Esta não será jamais uma equação matemática.

 

Fatos não bastam - a sua história profissional está no seu currículo, e não há como mudá-la; mas os traços de personalidade e de caráter que você demonstrou contarão muito contra você ou ao seu favor.

Habilidades - a sua habilidade de pensar logicamente, a capacidade de expressar claramente as idéias, a rapidez de entender o ponto central de uma questão, a clareza de diferenciar o que é importante e o que não é importante numa conversa, tudo isso contará para o julgamento do entrevistador.

Relacionamento - nenhum empregador quer um funcionário que lhe traga problemas, portanto a sua habilidade em relacionamentos vai fazer diferença (você tem muitos amigos? Tem senso de humor? É um bom ouvinte? Entende as pessoas?).

Como você se vê - Muitos entrevistadores focam atenção na maneira como o candidato vê a si mesmo. Confiante ou retraído, vencedor ou perdedor, expansivo ou tímido, tudo isso conta para a avaliação.

Atitudes que os entrevistadores avaliam:

 

Postura;

Tato;

Cortesia;

Confiança;

Calor;

Entusiasmo;

Alegria;

Otimismo;

Humor;

Um firme aperto de mão;

Boa pronúncia;

Bom vocabulário;

Boa gramática;

Maneira organizada e clara de se expressar.

 

Fonte: www.institutodenver.com.br

 

Abraços e boa sorte :thumbsup:

 

JC. Biason

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente, muito legal alguem ter pesquisado e colocado sobre isso nesse fórum.

 

Sou nova aqui, mas já senti que tem pessoas que se interessam mesmo e estao dispostas a colaborar com outras!

 

Parabéns pela iniciativa :thumbsup:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito bom o tópico, Biason :thumbsup:

 

Encontrei um texto para complementar:

 

Como vencer o terror da entrevista

É impossível deixar de ficar tenso na conversa cara a cara. Conheça estratégias para ficar mais seguro na hora de se vender para uma vaga

 

A entrevista é, sim, o momento mais importante e decisivo no processo de contratação. Para conseguir uma posição em qualquer empresa deste planeta, você terá de enfrentar pelo menos uma entrevista. Hoje em dia, um candidato passa, em média, por três ao pleitear um cargo. E será que você está pronto para enfrentar os desafios típicos dessa situação? Infelizmente, as empresas também acham que a maioria dos candidatos não está. O principal problema: chegar para a entrevista com o script pronto, decoradinho.

 

Lição fundamental: não queira ser na entrevista o que você não é de fato.

Depois de alguns meses você pode perceber que não tem nada a ver com a empresa. E aí suas chances de crescimento profissional são mínimas. Você simplesmente trava sua carreira. Mais: não invente respostas quando você não sabe o que dizer. Numa dessas escorregadas, o candidato perde a vaga na hora. É melhor assumir que não sabe a resposta. Para conseguir a combinação de espontaneidade e argumentação bem fundamentada indispensável para uma entrevista bem sucedida, é preciso se preparar muito. A seguir, apresentamos um roteiro que irá ajudá-lo nessa empreitada.

ANTES

Lição de casa: faça uma pesquisa completa sobre a empresa

 

 

Há quanto tempo ela está no mercado? Quais os produtos? <LI>Como é sua reputação entre os concorrentes? <LI>Ela é lucrativa? <LI>Levante todos os números possíveis: <LI>Faturamento <LI>Lucro <LI>Previsão de crescimento <LI>Quais os valores e a missão da organização? <LI>Lembre-se: Os melhores dados geralmente vêm de pessoas que conhecem os detalhes da companhia (funcionários, ex-funcionários e clientes)

 

Revise e estude cuidadosamente seu currículo

 

<LI>Esteja pronto para explicar cada movimento e conquista que realizou ao longo da carreira <LI>Use números e exemplos

 

Fique atento às exigências típicas que variam de acordo com o tipo de empresa em que você está pleiteando uma vaga:

 

<LI>Setor financeiro: esteja preparado para fazer cálculos e resolver problemas que envolvem raciocínio. <LI>Área de consultoria: certamente o entrevistador lhe apresentará casos de empresas. <LI>Empresas de varejo: esteja preparado para falar sobre produtos, estratégia de vendas e importância do consumidor.

 

Não se deixe intimidar pelo entrevistador

 

Independentemente do setor, há ainda as entrevistas que testam seu grau de estresse. Nesse caso, mais do que ouvir, o recrutador vai testar sua reação diante de situações-limite. Normalmente, ele já começa disparando observações sarcásticas e até agressivas. Nessa hora, o jogo de cintura é seu melhor aliado.

 

Entrevista na hora do almoço? Fique de olho em seus hábitos sociais!

 

<LI>Não peça pratos difíceis de comer <LI>Não escolha o prato mais caro do menu <LI>Evite bebidas alcoólicas

 

Entrevistador na linha: o que fazer quando a conversa é por telefone

 

<LI>Reserve uma sala tranqüila para receber a ligação <LI>Escreva antecipadamente alguns pontos importantes que gostaria de discutir e mantenha as anotações em mãos durante a conversa <LI>Seu objetivo é conseguir agendar a entrevista pessoalmente

 

Durante a preparação, aposte em algumas perguntas típicas e outras imprevisíveis

<LI>O que você pode fazer por esta empresa? <LI>Onde você se vê em cinco anos? <LI>Conte-me uma situação em que você falhou em sua carreira. <LI>Está faltando luz de manhã. Você sabe que tem 12 meias pretas e 8 azuis. Quantas meias precisa tirar da gaveta para ter um par perfeito? <LI>Qual a sua expectativa de salário?

Não se esqueça de que você também está lá para avaliar se a empresa é o lugar certo para você. Por isso...

<LI>

Prepare uma lista de perguntas que possam ajudá-lo a conhecer melhor a companhia:

<LI>Como é um dia típico de trabalho nessa empresa? <LI>Quais responsabilidades terei nesse cargo? <LI>A quem vou me reportar? <LI>Qual o tamanho da equipe da qual farei parte? <LI>Qual o estilo de gerenciamento da empresa? <LI>Como o(a) senhor(a) vê a empresa em cinco anos?

O DIA D

<LI>Não dê vexame. Saiba o nome e cargo do entrevistador, o local, a data e o horário da entrevista. <LI>Vista-se adequadamente para a ocasião. Procure conhecer o perfil da empresa antes, e use essa informação na hora de escolher roupa, sapato e acessórios. <LI>Evite perfumes fortes. <LI>Confirme se a roupa está limpa. <LI>Para as mulheres: evitem saias curtas demais, decotes cavados e tecidos transparentes. Nada de maquiagem pesada. <LI>Para os homens: nada de paletó amarrotado, pastas ou sapatos surrados. Verifique se as unhas estão aparadas e limpas. A barba deve estar feita. <LI>Administre bem seu tempo. Tente chegar 10 minutos antes da hora marcada. <LI>Leve cópias do currículo, anotações feitas durante a preparação sobre suas competências e objetivos, papel e caneta.

Chegou a hora!

Não esqueça que você pode ser avaliado desde o momento em que pisa na empresa. Portanto, trate bem a secretária e os assessores e fique atento. Qualquer nova informação pode ser preciosa nessa hora.

<LI>Pense que a entrevista é o seu primeiro dia de trabalho <LI>Sua atitude deve ser a de quem está ali para discutir um projeto, e não a de quem está mendigando um trabalho <LI>Tente manter sua autoconfiança <LI>Reflita bem antes de responder. Não se precipite, mas também não enrole <LI>Jamais fale mal do seu ex-chefe ou da empresa em que trabalhou <LI>Não tenha receio de mostrar sentimentos de insatisfação ou raiva

Escape das armadilhas

 

Se o entrevistador faz uma pergunta que você não tem idéia da resposta?

"Fale-me sobre o modelo Value at Risk de avaliação de risco", dispara o entrevistador. Que fria! Você não sabe a resposta. Mas conhece um outro modelo. Então, siga em frente. Diga: "Conheço pouco o Value at Risk para fazer uma análise mais profunda, mas conheço esse outro método, que acredito ser extremamente eficiente". Ninguém espera que você seja uma enciclopédia ambulante, mas que saiba defender suas idéias.

 

Se o recrutador chama você pelo nome errado?

<LI>Faça uma correção na hora. Educadamente diga que você é fulano e não sicrano e continue a conversa. Se o entrevistador continuar a errar, então diga: "Sei que o senhor conversa com muitos candidatos. Gostaria de checar se está com o meu currículo em mãos. Sou fulano de tal, formado pela universidade XYZ""

Se o telefone celular toca durante a entrevista?

Desligue imediatamente. Peça desculpas. Aliás, o correto é entrar na sala com o celular desligado.

Se você chegar atrasado?

Para essa, não tem desculpa. O melhor a fazer é ligar para o entrevistador com antecedência, explicar o problema e pedir desculpas. Se o atraso for ultrapassar 15 minutos, esteja disponível para remarcar a entrevista.

Se o entrevistador fala algo que você sabe que é incorreto?

Se for um erro que você pode contradizer com números e dados, faça-o delicadamente. Ele pode estar testando você. Repita a frase com a correção, sem destacar que o entrevistador está errado.

 

Se você comete uma gafe estúpida (como a de dizer no final de uma entrevista com o diretor da Pepsi que você sempre quis trabalhar na Coca-Cola)?

Corrija a gafe rapidamente. Deixe claro seu compromisso com a empresa. E não tente justificar o equívoco dizendo que se confundiu porque teve ontem uma entrevista com o pessoal da Coca-Cola. O remendo pode ser ainda pior.

 

Se você derrubar café na roupa?

Tente conduzir a situação com bom humor. Pergunte onde ficam as toalhas de papel e peça licença para ir buscá-las. Não fique esperando alguém consertar a confusão que arrumou. Deixe claro que a entrevista é mais importante que o imprevisto.

DEPOIS

<LI>Volte para casa e analise a entrevista. Verifique o que funcionou e o que não deu certo e como poderia melhorar na próxima ocasião <LI>Envie uma carta de agradecimento à empresa no máximo 48 horas após a entrevista <LI>Se você não tiver notícia nenhuma após duas semanas, ligue para o recrutador e verifique se ele precisa de mais algum dado sobre você

 

 

 

Você sabia? De acordo com dados da Society for Industrial and Organizational Psychologists, entidade americana de psicólogos ligados ao trabalho, as entrevistas têm apenas 65% de eficiência no julgamento das competências e da capacidade de liderança dos candidatos

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tentei editar a formatação, mas não deu tempo :(

 

A fonte do texto é a revista Você S/A

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information