Jump to content

Un avión de Air Comet regresa porque Brasil no les deja atravesar su espacio aéreo


igor_munique

Recommended Posts

El Pais

 

Un avión de Air Comet regresa porque Brasil no les deja atravesar su espacio aéreo

La compañía, en conflicto laboral, asegura que se debe a un problema burocrático con el país americano.- El comité de enpresa dice que la firma no ha pagado las tasas aéreas

BEATRIZ JIMÉNEZ - Madrid - 06/11/2009

 

 

Despegaron anoche, a eso de las once de la T1. Iban a Buenos Aires, pero sólo han llegado a Brasil. Sobre las seis de la mañana, el comandante comunicaba a los 280 pasajeros del vuelo de Air Comet que regresaban a Madrid. "No hubo demasiadas quejas", ha contado un viajero a EL PAÏS, "seguramente porque estábamos medio dormidos". Pero, doce horas después de salir de Barajas, de vuelta en la Terminal 1, las protestas han ido en aumento y ha habido "una especie de motín" que ha obligado a actuar a la policía. La compañía, propiedad del presidente de la CEOE, Gerardo Díaz Ferrán, asegura que todo el problema se ha debido a "un malentendido de las autoridades de Brasil", que no habían sido informadas de que todos los papeles del vuelo "están en regla". Los trabajadores de Air Comet, que aseguran que llevan sin cobrar desde junio, apuntan a que la empresa no ha pagado los derechos de uso del espacio aéreo brasileño.

 

Y, en medio, los pasajeros intentando reclamar y recuperar sus maletas. Algunos volarán esta noche, a las ocho, en otro vuelo organizado por Air Comet. Otros han decidido volver a su casa. "Me pensé mucho volar con esta compañía y al final...", se quejaba un afectado que ha decidido aplazar su viaje.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Não entendi essa , o Brasil não deixou a aeronave voar o espaço aereo Brasileiro???

 

tem coisa errada nessa historia ai , pq se fosse algo contra a Espanha o Iberia não estaria pousando normal hoje pela manha

 

Pessoal alguem pode me explicar essa parte aqui da noticia

 

Los trabajadores de Air Comet, que aseguran que llevan sin cobrar desde junio, apuntan a que la empresa no ha pagado los derechos de uso del espacio aéreo brasileño.

 

Para uma empresa voar no espaço aereo de outro pais ela tem que pagar???? nunca ouvi falar disso

Link to comment
Share on other sites

Não entendi essa , o Brasil não deixou a aeronave voar o espaço aereo Brasileiro???

 

tem coisa errada nessa historia ai , pq se fosse algo contra a Espanha o Iberia não estaria pousando normal hoje pela manha

 

Pessoal alguem pode me explicar essa parte aqui da noticia

 

Los trabajadores de Air Comet, que aseguran que llevan sin cobrar desde junio, apuntan a que la empresa no ha pagado los derechos de uso del espacio aéreo brasileño.

 

Para uma empresa voar no espaço aereo de outro pais ela tem que pagar???? nunca ouvi falar disso

 

Sei que existem taxas para tudo.

Só não sei se as aeronaves em transito têm de pagar tb...

 

 

Alguem mais entendido do assunto pode explicar pra gente! :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Sim, além de precisar de uma autorização para sobrevoar o espaço aéreo brasileiro, é preciso pagar taxas pelo uso da infra-estrutura aeronáutica brasileira, como ATC, auxílios-rádio e afins.

Link to comment
Share on other sites

taxas de navegação aérea, uso de auxílios a navegação.... n sei o que se passou, mas essa taxa, existe.

uma pequenina duvida: a cada auxilio se tem um valor diferente, caso utilize mais aerovias e mais VORs, etc?

Link to comment
Share on other sites

"Los trabajadores de Air Comet, que aseguran que llevan sin cobrar desde junio, apuntan a que la empresa no ha pagado los derechos de uso del espacio aéreo brasileño."

 

Ou seja, além de não pagar as taxas, os funcionários não são pagos desde junho. Que empresa...

Link to comment
Share on other sites

Avião é impedido de sobrevoar o Brasil e retorna a Madri

 

 

06 de novembro de 2009 • 16h53 • atualizado às 17h18

 

 

 

 

 

 

Um avião da companhia espanhola Air Comet, que fazia o trajeto Madri-Buenos Aires, foi impedido na madrugada desta sexta-feira de sobrevoar o espaço aéreo brasileiro e teve de retornar à Espanha. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), a medida foi tomada porque a companhia não havia pagado as taxas aeroportuárias ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

 

O avião, com cerca de 270 pessoas a bordo, deixou Madri às 23h de ontem (20h no horário de verão brasileiro). Por volta das 3h, o comandante foi comunicado que não poderia cruzar o espaço aéreo do Brasil e retornou a Madri por motivos de segurança.

 

Segundo o jornal espanhol El País, a empresa afirmou, em comunicado, que houve uma "falta de coordenação" das autoridades que controlam o espaço aéreo brasileiro. De acordo com a FAB, a empresa foi comunicada do problema com o pagamento na última quarta-feira. O Ministério da Defesa informou que a situação ainda não foi regularizada.

 

Segundo o El País, alguns passageiros voariam para Buenos Aires às 20h de hoje (17h no horário de verão do Brasil). Outros decidiram retornar para suas casas.

 

Fonte: Redação Terra

 

Link to comment
Share on other sites

Existem taxas de NAVEGAÇÃO sim, por exemplo a SINART, administradora do Aeroporto de Lençóis, BA, fatura uma boa graninha só por causa de um NDB mantido por ela lá... claro que ela tem uma parte e o DECEA com o restante naturalmente.

Link to comment
Share on other sites

Existem taxas de NAVEGAÇÃO sim, por exemplo a SINART, administradora do Aeroporto de Lençóis, BA, fatura uma boa graninha só por causa de um NDB mantido por ela lá... claro que ela tem uma parte e o DECEA com o restante naturalmente.

 

Alguém sabe dizer se o trecho do território Brasileiro a ser percorrido por esse vôo seria tão extenso a ponto de não poder ter sido feito uma modificação na rota?

Link to comment
Share on other sites

Creio que a aeronave cruzaria praticamente todo o território brasileiro, nesta rota.

 

Lembrar que a Air Comet está passando por sérios problemas financeiros.

Link to comment
Share on other sites

Quer dizer então que a cena se repete ....

 

Sexta feira 30/ 10, várias famílias ( incluindo diversas crianças de colo ) aglomeravam-se e pediam providências em frente ao portão de embarque do Vôo Madri / Guayaquil . Policiais permaneceram no local para evitar qualquer tumulto.

 

Desde manhã daquele mesmo dia para embarcar apenas à noite ... a funcionária apareceu e pouco informou sobre os problemas relacionados ao voo.

 

Não procurei saber os detalhes, mas aparentemente, não havia tripulação nem avião ...

 

Aviaçào com sua importância e projeção para um país, não pode estar na mão de empresários aventureiros ...

Link to comment
Share on other sites

uma pequenina duvida: a cada auxilio se tem um valor diferente, caso utilize mais aerovias e mais VORs, etc?

No site da Infraero tinha uma pagina que continha todos os valores de taxas, etc. Os valores normalmento são calculado com base no peso maximo de decolagem de cada aeronave.

 

Eu particularmente adorei essa proibição. Abrirá vários precedentes!

Lembrando que a VASP foi proibida de voar para Argentina por não pagar taxas aeroportuarias do Uruguai e Argentina.

 

Alguém sabe dizer se o trecho do território Brasileiro a ser percorrido por esse vôo seria tão extenso a ponto de não poder ter sido feito uma modificação na rota?

O trecho é bem grande. Entra no Nordeste, e sai lá em Bage, no RS. Desde o meio do Atlântico até sair no extremo sul Brasileiro sobrevoa o espaço aéreo brasileiro.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade