Jump to content

Celular, câmera e relógio não precisarão mais ser declarados na alfândega


LipeGIG

Recommended Posts

Celular, câmera e relógio não precisarão mais ser declarados na alfândega

Plantão | Publicada em 31/07/2010 às 19h39m

O Globo

 

BRASÍLIA - A partir de segunda-feira o viajante que trouxer do exterior um relógio de pulso, uma câmera fotográfica ou um celular não precisará mais declará-los à Receita Federal quando entrar no país, como acontece atualmente. Esses objetos passam a fazer parte da chamada cota de bens de uso pessoal e não pagarão impostos. Além disso, roupas, acessórios e produtos de higiene pessoal também entram nesse mesmo quesito e ficam isentos de impostos.

 

A medida, que será implementada por meio de uma portaria do ministro da Fazenda, Guido Mantega, não vale, no entanto, para laptops e filmadoras. Esses itens ainda necessitam de ser declarados e podem ter de pagar impostos caso o valor ultrapasse US$ 500, limite de compras no exterior para quem utilizou transporte aéreo, ou US$ 300, no caso de viagem marítima.

 

Na terça-feira, a Receita Federal deverá baixar instrução normativa com detalhamento das novas regras para compras no exterior. Também serão fixados limites no que antes era avaliado apenas pelo juízo do auditor. Por exemplo: a partir de segunda-feira, o viajante poderá trazer, no máximo, doze garrafas de bebidas alcoólicas, dez maços de cigarros com vinte unidades cada, 25 unidades de charutos ou cigarrilhas e 250 gramas de fumo. Até então, como não havia essa medida, a liberação do bem dependia do fiscal. Se ele achasse que duas garrafas já excediam a cota, o viajante era tributado.

 

Outra facilidade, que vai evitar a burocracia: a partir de segunda-feira, não será mais obrigatório declarar à Receita, antes de embarcar, produtos estrangeiros que está levando, como, por exemplo, laptops e câmeras fotográficas ou filmadoras fabricados em outros países. A Receita passou a entender que esse formulário, chamado de Declaração de Saída Temporária, apenas aumentava a burocracia.

 

http://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/...a-917291645.asp

 

Link to comment
Share on other sites

O que vai ter de gente do CR visitando o LipeGIG e fazendo compras na B&H não tá escrito. :hypocrite:

 

Meio off, mas..

Qual a ligação do LipeGIG com a B&H? Comprei umas "encomendas" lá a uns dias atrás.. :-)

Link to comment
Share on other sites

mas como a galera da receita vai saber se o meu lap top é levado daqui ou comprado lá já que não precisa mais declarar a saída de nada?

Link to comment
Share on other sites

mas como a galera da receita vai saber se o meu lap top é levado daqui ou comprado lá já que não precisa mais declarar a saída de nada?

Boa pergunta, será que cobrariam a nota fiscal?

Link to comment
Share on other sites

É ! Boa pergunta !

 

O meu eu comprei no exterior. Vão aceitar a nota fiscal de lá ?

Os laptops fabricados no Brasil tem um made in brazil gravado em sua etiqueta. Os importados comefcializados aqui possuem um selo em geral da Anatel (certificando o Wi-Fi) mas da pra saber q foi comprado aqui por isso.

Link to comment
Share on other sites

mas como a galera da receita vai saber se o meu lap top é levado daqui ou comprado lá já que não precisa mais declarar a saída de nada?

 

Se é importado e não está na lista de isenções, tem que declarar a saída sim sinhô. Seja laptop, netbook, iPad, iPod, datashow, filmadora digital e quaisquer outros equipamentos eletrônicos que não se enquadrem nas categorias. Ao menos meu irmão quando saiu com uma filmadora digital importada, pediram para declarar. Mó galera lá tava declarando netbooks e notebooks. E até mesmo iPhones (só não precisavam os que tinham selo da Anatel). E tem que ter número de série.

 

Ficam isentos nestes casos, do que eu lembro, equipamentos que:

- por default não tenham serial number (por exemplo, cartão de memória, pen drive)

- fabricados no Brasil

- que aparentam marcas de uso e desgaste

- equipamentos visivelmente antigos (por exemplo, sua Cybershot P72 de 3.2 Mpixels)

Link to comment
Share on other sites

Já to emitindo uma RIP rumo a MIA huauhauhahua aproveitar que tá 315 reais ida e volta,vou buscar 3 Iphone 4 pra vender kkkkkk

Ninguém conseguiu me provar que é vantajoso trazer iPhone de fora. Pelo menos até onde sei, você só compra barato nos EUA se fizer plano com operadora de lá (e para isso mostrar um comprovante de residência de lá). Senão pega um aparelho caro e bloqueado. Pela grana que vai gastar + o desloqueio, é mais negócio comprar um em alguma operadora daqui, que pode parcelar, dar desconto em plano e ainda com garantia local.

Link to comment
Share on other sites

Meio off, mas..

Qual a ligação do LipeGIG com a B&H? Comprei umas "encomendas" lá a uns dias atrás.. :-)

Dele com a megastore, nenhuma. Só uma coincidência geográfica:

 

LipeGIG = Grupo: Ombudsman/Atendimento ao Usuário

De: Nova York (...)

 

B&H = Nova York

 

Mas, de qualquer forma, a notícia é ótima... meu sogro tá em NY, vai trazer umas coisinhas interessantes e tinha parado de comprar justamente por causa da cota de $500. Já vou encaminhar essa notícia pro coroa... :lala:

Link to comment
Share on other sites

Ninguém conseguiu me provar que é vantajoso trazer iPhone de fora. Pelo menos até onde sei, você só compra barato nos EUA se fizer plano com operadora de lá (e para isso mostrar um comprovante de residência de lá). Senão pega um aparelho caro e bloqueado. Pela grana que vai gastar + o desloqueio, é mais negócio comprar um em alguma operadora daqui, que pode parcelar, dar desconto em plano e ainda com garantia local.

 

Amigo ta 650 Doláres o Iphone 4 desbloqueado,e 399 o de operadoras,sem contar que o Iphone é totalmente desbloqueavel via software,se não sabes desbloquear há centenas de lojas que já fazem o serviço,aqui por exemplo é um site do UK

 

http://www.iphoneunlockuk.com/

 

Abraço!

Link to comment
Share on other sites

Ninguém deve ter visto ou prestado atenção que esses eletrônicos que poderão ser trazidos juntos deverão apresentar - se o cara da receita quiser - sinal de uso pessoal/profissional, e, caso esteja na caixa, será enquadrado dentro da cota de 500 obamas...

 

Então quem for trazer iPhones, comprar na B&H naquele "jeitinho" brasileiro, tomem cuidado para nao se decepcionarem... fikdik

Link to comment
Share on other sites

então continua ou não ?

 

Vou comprar 1 PS3, 1 tv de 32" e uma câmera digital de $220.

Vou pagar DARF ou não ?

Link to comment
Share on other sites

então continua ou não ?

 

Vou comprar 1 PS3, 1 tv de 32" e uma câmera digital de $220.

Vou pagar DARF ou não ?

 

PS3 e TV > SIM

Camera > NÃO (se provar que é uso pessoal/profissional. Se tiver na caixa, fechada, vai pagar :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

PS3 e TV > SIM

Camera > NÃO (se provar que é uso pessoal/profissional. Se tiver na caixa, fechada, vai pagar :thumbsup:

Mas eu a comprarei (a câmera) lá e assim que sair da loja, estarei fazendo uso. :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Mas eu a comprarei (a câmera) lá e assim que sair da loja, estarei fazendo uso. :thumbsup:

Simples, se for UMA câmera, para você usar, e trazer sem caixa, pronto, não vai pagar.

 

O que não pode é comprar 3 câmeras, trazer as 3 na caixa falando que são para uso pessoal, fica evidente a compra com fins comerciais no Brasil.

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Eu vou levar a que eu tenho (comprada no Brasil) e trazer a que for comprada no exterior juntamente com a que eu levei.

Link to comment
Share on other sites

Eu vou levar a que eu tenho (comprada no Brasil) e trazer a que for comprada no exterior juntamente com a que eu levei.

Se ela tiver marcas de uso acho que não há problema, mas de qualquer modo, leve a nota-fiscal da comprada no Brasil por garantia e para evitar problemas.

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Meio off, mas..

Qual a ligação do LipeGIG com a B&H? Comprei umas "encomendas" lá a uns dias atrás.. :-)

 

Piada interna, meu caro. Não há qualquer ligação de um com o outro. :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Se ela tiver marcas de uso acho que não há problema, mas de qualquer modo, leve a nota-fiscal da comprada no Brasil por garantia e para evitar problemas.

 

Abraços

Isso eh daquelas coisas que nao entendo. Vou ter que ficar guardando notas fiscais de coisas que comprei anos atras?

E no quesito roupa? Sempre que comprar umas cuecas novas tenho que fazer um folder com as notas fiscais para o caso de ir viajar?

 

Atencao, nao estou atacando os outros membros do forum, mas sim o sistema da alfandega...

Link to comment
Share on other sites

Não entendo porque é preciso jogar a caixa de uma máquina fotográfica fora.

Se não é mais preciso declarar (como diz a reportagem), não importa se está na caixa ou não, não importa se é nova ou não, se você já bateu 10.000 fotos ou se não bateu nenhuma.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade