Jump to content

Em Blog, tripulantes da GOL convocam paralisação


PP-CJC

Recommended Posts

Boa noite amigos Forenses.

 

Fonte.

 

Guilherme Balza

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

============

 

Em blog, tripulantes da Gol convocam paralisação para 13 de agosto.

 

Pilotos, co-pilotos e funcionários da tripulação técnica da empresa aérea Gol convocaram paralisação por 24 horas para o dia 13 de agosto em um blog criado para mobilizar a categoria (http://copilotosgol.blogspot.com/). Os funcionários reclamam da nova escala de trabalho implantada pela empresa no início de julho e das condições de trabalho oferecidas pela companhia.

Os responsáveis pela página publicaram uma enquete na qual perguntam “vou parar no dia 13?”. Por volta de 17h30 desta segunda-feira (2), 402 usuários do blog haviam votado; 70% eram favoráveis à paralisação, 17% contrários e 12% estavam indecisos. Não é necessário cadastro para votar. Nenhum dos blogueiros quis se identificar, e as mensagens são postadas por anônimos.

Na convocatória para a paralisação, além de reivindicar uma escala “mais humana”, os trabalhadores exigem aumento salarial de 25% para toda a categoria, plano de saúde, plano de previdência privada e plano de carreira para todos os funcionários.

A página foi criada em meados de julho, alguns dias depois de a Gol alterar o formato e o sistema que gera e administra a escala dos funcionários. Segundo os trabalhadores, a nova escala --chamada crew link-- altera os horários de uma hora para outra e fere a lei trabalhista, que determina que as escalas sejam divulgadas com uma semana de antecedência.

 

A assessoria de imprensa da Gol foi procurada para comentar a paralisação e as críticas dos funcionários, mas solicitou à reportagem que mandasse as perguntas por e-mail. Os questionamentos foram enviados às 19h13, mas até às 20h50, ninguém havia retornado. Procurada novamente pela reportagem, a assessoria não atendeu as ligações.

 

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) afirma ter conhecimento da mobilização, mas diz que a paralisação não foi convocada pela organização. Segundo Carlos Camacho, diretor do SNA, o sindicato não está convocando a greve nem incentivando a categoria a parar, mas acredita que o movimento será inevitável se a empresa não atender as reivindicações, sobretudo as referentes à mudança na escala.

 

Atrasos

 

A Infraero, estatal que administra os aeroportos do país, informou que a Gol teve 335 voos domésticos atrasados e 77 cancelados entre 0h e 18h desta segunda-feira. Os atrasos representam quase 54% dos voos domésticos da companhia que estavam previstos para o horário.

 

Abraços

 

PP-CJC

 

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados:

Após problemas em voos, passageiros entram com processo contra Gol no Rio

A falta de informações sobre os cancelamentos e atrasos de voos da Gol no aeroporto internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, zona norte do Rio, deixa os passageiros revoltados na tarde desta segunda-feira.

 

Gol diz que atraso é reflexo do intenso tráfego aéreo

Passageiros reclamam de atrasos em aeroportos

Cancelamento e atrasos de voos causam tumulto no Galeão

 

Passageiros da Gol enfrentam filas para embarcar do aeroporto de Congonhas, em São Paulo; veja mais fotos

Apenas na manhã de hoje, 20 pessoas entraram com processos contra a companhia no posto de atendimento do Juizado Especial Cível localizado no aeroporto. Este é o primeiro grande teste para o serviço, que começou a funcionar no dia 23 de julho também em Brasília e São Paulo.

 

Segundo balanço da Infraero, divulgado até as 16h desta segunda-feira, dos 540 voos previstos da Gol em todo o país, 294 atrasaram --o que corresponde a 54,4 %-- e 59 voos ou 10,9% foram cancelados.

PROCESSOS

O ginecologista Alberto Saute, 55, diz que teve prejuízo e vai processar a empresa. "Perdi vários procedimentos cirúrgicos por conta desse atraso. Vou entrar com processo contra a empresa por danos morais."

Acostumada a viajar todos os fins de semana, a cantora gospel Amanda Roberta Nunes, 32, veio de Macapá (AP) e iria embarcar para Campinas (SP), mas o voo que tinha decolagem prevista para as 12h foi cancelado e ela deve viajar somente depois das 15h. "Você paga caro por duas passagens e tem que passar por essa situação. Isso é um absurdo."

 

O turista argentino Diego Diaz também afirmou que vai processar a Gol. Ele estava de férias no Rio e desde ontem espera um voo para seu país, após passar a noite no hotel instalado dentro do Galeão.

 

"Isso é insuportável. Agora estou aqui tentando conseguir ticket refeição e tentando mudar o horário para um voo ainda durante o dia, mas me disseram para eu pedir o reembolso ou procurar outra companhia", diz o jornalista Jean Ribeiro, 43, que reclama do despreparo da empresa.

Ele pretende enviar para Maringá (PR) o casal de filhos, que deveriam retornar hoje à escola. O voo estava previsto para as 11h50 e foi cancelado devido a "problemas operacionais". Uma nova partida está prevista somente para as 22h de hoje ou para as 10h de amanhã.

 

Já a empresária Sandra Araujo, 42, deveria embarcar às 22h26 de ontem para os Estados Unidos pela companhia Delta, mas chegou atrasada ao Rio. "Cheguei de Recife ontem à noite com duas horas de atraso num avião da Gol. Assim que cheguei as portas [para o embarque] fecharam e eu e outras pessoas perdemos o voo para Atlanta."

Sandra conta que teve de esperar por mais de cinco horas uma resposta da Gol até conseguir que a companhia pagasse a diária para ela passar a noite no hotel do aeroporto.

RESPOSTA

 

De acordo com nota divulgada pela empresa, devido à grande quantidade de voos no último dia 30, "algumas tripulações atingiram o limite de horas de jornada de trabalho previsto na regulamentação da profissão e foram impossibilitadas de seguir viagem, gerando um efeito em cadeia". A Gol destacou ainda que o problema ocorreu num fim de semana de pico de movimento, devido ao retorno das férias.

 

A companhia afirmou ainda que já acionou tripulantes extras e destacou equipes de monitoramento nos aeroportos na tentativa de solucionar o problema de atrasos. A Gol afirma está prestando atendimento e toda a assistência necessária aos passageiros, conforme determina a legislação estipulada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Fonte: Folha On Line Rodrigo Capote/Folhapress 02.08.10 - 18:06

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Caros Usuários,

 

em virtude dos últimos acontecimentos relacionados ao Grupo Gol - VRG Linhas Aéreas SA - e na forma como alguns Usuários têm se expressado na busca por impor algumas atitudes, o Contato Radar SA vê-se na obrigação premente de se expressar a respeito de alguns pontos, que devem ficar claros a todos.

 

Antes de qualquer coisa, torna-se imprescindível lembrar que as opiniões dos Usuários não expressam a do Contato Radar SA que, sempre que julgar necessário, estabelecerá sua posição sempre de forma clara e direta como no caso desta postagem.

 

Sobre a busca por melhores condições de trabalho, julgamos louvável como ideal, mas cabem ressalvas quanto à forma adotada de se buscar o melhor.

 

Não há como fugir ao óbvio de que a vida em sociedade se pauta nas leis e no respeito a elas, motivo pelo qual o interesse de uma parcela ou mesmo do todo não pode ser objetivado em detrimento do que se define como correto e, neste contexto, correto é ter embasamento legal estando em consonância com a moral e os bons costumes.

 

Até o presente momento não vimos as manifestações em prol de melhorias e o apreço a elas demonstrado como algo que tenha tal embasamento, e devemos assim relembrar a todos que o fato do Contato Radar SA permitir que seus Usuários apresentem-se por trás de pseudônimos não se traduz, em hipótese alguma, em anonimato pois, como mencionado anteriormente, o respeito se deve às leis segundo as quais as pessoas devem se responsabilizar pelo que fazem.

 

Desta forma, é de clareza solar que se qualquer Usuário desta comunidade utilizá-la para perpetrar atos ilícitos, ilegais ou mesmo à margem da legalidade contra quaisquer empresas ou pessoas, o Contato Radar SA, se instado for, não se furtará de divulgar prontamente todas as informações de que dispõe para a plena identificação do autor dos atos em questão.

 

Por fim, entendermos ser pertinente expormos que o Contato Radar SA é a favor de que os direitos sejam buscados pelas vias que lhes concernem legalmente, respaldando quem os pleitea, e não de formas irresponsáveis onde corre-se o risco de se trazer mais prejuízos do que benefícios aos próprios envolvidos.

 

Sendo assim, não podemos coadunar com um movimento aleatório e não-identificado. Com tal premissa em vista ressaltamos novamente que a opinião dos participantes (aqui referidos individualmente como Usuário e coletivamente como Usuários) desta comunidade ou daqueles que prestam serviço voluntariado à organização (aqui referidos como Staff) não refletem, necessariamente, a opinião dos Proprietários do Contato Radar SA ou de sua administração.

 

Por fim, caso o momento seja de união aproveitem-no formando as bases legais para a caminhada antes de realizá-la, ao invés de tentar firmar posição em solo instável.

 

Atenciosamente,

 

Contato Radar SA

Link to comment
Share on other sites

Só reforcando, essa paralisacao nao esta resumida somente aos tripulantes nao. Pesssoal de aeroporto tambem estao no meio. Alguns indecisos, porem ha um pedido para apresentacao de atestados medicos...

 

Link to comment
Share on other sites

O que me deixa revoltado é que a gol insiste em usar essa desculpa esfarrapada de que tiveram voos demais e gente de menos para trabalhar... O que aconteceu na verdade foi uma tremenda falta de profissionalismo! os caras programaram os voos sem olhar como estava a situação do banco de horas dos trip. a culpa não é dos trip nem dos pax e sim de quem planejou os voos :suicide_anim:

Link to comment
Share on other sites

Acredito que com todos esses acontecimentos de atrasos, a forte divulgação da mídia, o acompanhamento da ANAC e do SNA, os tripulantes da GOL estão com a a faca e o queijo na mão para melhorarem suas condições de trabalho e o salário. Principalmente com a possibilidade de uma paralisação. Torço para que a empresa reveja alguns de seus conceitos e colabore na melhora das condições para seus funcionários, caso contrário, continuará perdendo pessoal para outras companhias.

 

Abraços e boons vôos sempre.

 

Link to comment
Share on other sites

Prezados,

 

O que me deixou estarrecido foi saber que uma empresa aérea do porte da GOL, não oferece plano de saúde aos seus funcionários. Como pode isso?

 

A atividade aérea é muito peculiar e desgasta sobremaneira o corpo e a mente, sem falar do pessoal de terra também pois como dizem por aí, aeroporto é uma "fábrica" de doidos.

 

De fato os funcionários tem agora um momento ideal para reinvidicar melhorias para todo o grupo, não só os tripulantes. Se conduzida corretamente esta questão pode ser benéfica.

 

Rafael

Link to comment
Share on other sites

... diretor do SNA, o sindicato não está convocando a greve nem incentivando a categoria a parar, mas acredita que o movimento será inevitável se a empresa não atender as reivindicações, sobretudo as referentes à mudança na escala.

 

Minha opinião: o SNA deveria entrar de cabeça nessa história para fortalecer a greve e apoiar os funcionários. Não é essa também a função do sindicato? :suicide_anim:

 

Ficou estranho pra mim essa posição do sindicato, sei lá... :cutuca:

Link to comment
Share on other sites

Minha opinião: o SNA deveria entrar de cabeça nessa história para fortalecer a greve e apoiar os funcionários. Não é essa também a função do sindicato? :suicide_anim:

 

Ficou estranho pra mim essa posição do sindicato, sei lá... :cutuca:

 

Opinião de quem leu o extenso texto do Carlos Camacho no blog: Por terem tomado um "bypass", o pessoal do sindicato está tirando o corpo fora. Essa idéia dele de pedir para o pessoal ir ao sindicato, dar "as caras" e nomes, sei lá...quem teria cujones para tal?

 

Rafael

Link to comment
Share on other sites

Este caso revela algo muito interessante, o poder das novas midias sociais de realizar de forma rapida e anonima, movimentos que "da forma convencional" ou nao aconteceriam ou seriam demorados e ineficientes.

A GOL de certa forma, esta provando um pouco de seu proprio remedio, as Linhas Aereas Inteligentes estao sofrendo o que podemos chamar de um movimento trabalhista Inteligente!

Apesar de concordar que o correto seria um movimento "tradicional" organizado atraves da entidade sindical, o fato e que organizar um movimento trabalhista atraves das novas redes sociais, ainda que de forma anonima, nao tem nada de ilegal, pelo contrario e uma tendencia social e economica, empresas e sindicatos precisam comecar a ficar atentas para esta nova forma de mobilizacao, aquele ultrapassado modelo de organizacao sindical, em que empresas negociavam migalhas aos trabalhadores atraves dos sindicatos vai ficar definitivamente no passado!

O anonimato que regra geral e vedado pela constituicao, e amplamente admito nos casos em que se a pessoa revelar sua identidade, pode sofrer represarias. E o tipico caso em questao, em que o fundado receio de ser demitido por pedir melhorias nas condicoes de trabalho, justifica o anonimato. Por isso que os trabalhadores que participam do Sindicato, possuem estabilidade no emprego, para nao poderem sofrer pressoes das empresas! Quebrar o dever de sigilo profissional ou contratual de presevar o anonimato pode gerar indenizacoes na esfera civil e dependendo do caso ate um processo criminal. Por isso os trabalhadores se sentem seguros em utilizar estas novas redes sociais para cirarem movimentos, fazerem revinicacoes, denunciarem irregularidades etc..

Os trabalhadores ganharam um instrumento precioso, que tendem a inverter a sistematica atual, hoje em dia funciona da seguinte maneira, primeiro a empresa acharca, reduz direitos, ameaca, demite e espera uma mobilizacao da categoria, que tem que se mobilizar atraves dos sindicatos, que sao lentos e feudais, e em geral (nao estou dizendo que e o caso do SNA) e mais facil para a empresa agradar meia duzia de diigentes dos sindicatos que uma categoria inteira. Estes sao os Costumes atuais.

Com a possibilidade de se disparar movimentos praticamente instantaneos, atraves das novas redes sociais, com possibilidade de ocorrer danos milionarios as empresas, que ficam meio impotentes para pressionar os "organizadores" deste movimento, ate pq eles nao sao individualizados ou indentificados, as empresas vao ter que se preocupar mais em manter a satisfacao do grupo de trabalho, manter trabalhadores insastisfeitos na empresa, na base do "Tenho uma pilha de curriculos na minha mesa", vai se transformar em uma verdadeira bomba relogio para as empresas!

Mais cedo ou mais tarde, os trabalhadores insatisfeitos da empresa, iriam se cansar da inercia do sindicato e da empresa, bastou encontrar um meio para dar vazao a sua insatisfacao e o movimento nasceu quase que naturalmente!

 

Enfim, novos tempos de movimensots sociais Inteligentes!

 

Abracos!!!!

Link to comment
Share on other sites

Este caso revela algo muito interessante, o poder das novas midias sociais de realizar de forma rapida e anonima, movimentos que "da forma convencional" ou nao aconteceriam ou seriam demorados e ineficientes.

A GOL de certa forma, esta provando um pouco de seu proprio remedio, as Linhas Aereas Inteligentes estao sofrendo o que podemos chamar de um movimento trabalhista Inteligente!

Apesar de concordar que o correto seria um movimento "tradicional" organizado atraves da entidade sindical, o fato e que organizar um movimento trabalhista atraves das novas redes sociais, ainda que de forma anonima, nao tem nada de ilegal, pelo contrario e uma tendencia social e economica, empresas e sindicatos precisam comecar a ficar atentas para esta nova forma de mobilizacao, aquele ultrapassado modelo de organizacao sindical, em que empresas negociavam migalhas aos trabalhadores atraves dos sindicatos vai ficar definitivamente no passado!

O anonimato que regra geral e vedado pela constituicao, e amplamente admito nos casos em que se a pessoa revelar sua identidade, pode sofrer represarias. E o tipico caso em questao, em que o fundado receio de ser demitido por pedir melhorias nas condicoes de trabalho, justifica o anonimato. Por isso que os trabalhadores que participam do Sindicato, possuem estabilidade no emprego, para nao poderem sofrer pressoes das empresas! Quebrar o dever de sigilo profissional ou contratual de presevar o anonimato pode gerar indenizacoes na esfera civil e dependendo do caso ate um processo criminal. Por isso os trabalhadores se sentem seguros em utilizar estas novas redes sociais para cirarem movimentos, fazerem revinicacoes, denunciarem irregularidades etc..

Os trabalhadores ganharam um instrumento precioso, que tendem a inverter a sistematica atual, hoje em dia funciona da seguinte maneira, primeiro a empresa acharca, reduz direitos, ameaca, demite e espera uma mobilizacao da categoria, que tem que se mobilizar atraves dos sindicatos, que sao lentos e feudais, e em geral (nao estou dizendo que e o caso do SNA) e mais facil para a empresa agradar meia duzia de diigentes dos sindicatos que uma categoria inteira. Estes sao os Costumes atuais.

Com a possibilidade de se disparar movimentos praticamente instantaneos, atraves das novas redes sociais, com possibilidade de ocorrer danos milionarios as empresas, que ficam meio impotentes para pressionar os "organizadores" deste movimento, ate pq eles nao sao individualizados ou indentificados, as empresas vao ter que se preocupar mais em manter a satisfacao do grupo de trabalho, manter trabalhadores insastisfeitos na empresa, na base do "Tenho uma pilha de curriculos na minha mesa", vai se transformar em uma verdadeira bomba relogio para as empresas!

Mais cedo ou mais tarde, os trabalhadores insatisfeitos da empresa, iriam se cansar da inercia do sindicato e da empresa, bastou encontrar um meio para dar vazao a sua insatisfacao e o movimento nasceu quase que naturalmente!

 

Enfim, novos tempos de movimensots sociais Inteligentes!

 

Abracos!!!!

 

Como sempre, muito bem colocado Benitorbp.

 

Novos tempos para as relações entre empregadores e empregados graças a força das redes sociais.

 

Rafael

 

 

Link to comment
Share on other sites

 

 

Valor Econômico

Gol tem maior índice de demissões no primeiro semestre

Alberto Komatsu, de São Paulo

03/08/2010

 

Passageiros da Gol linhas Aéreas tiveram problemas no fim de semana e ontem com altos índices de atrasos e cancelamentos de voos, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. A empresa culpou o intenso tráfego aéreo no último fim de semana das férias de julho, aliado ao fato de algumas tripulações terem alcançado o limite de jornada de trabalho, obrigando a companhia a convocar pessoal extra. Somente em Cumbica, 34 reclamações contra a Gol foram registradas no juizado especial de sábado até ontem.

 

O Sindicato Nacional dos Aeronautas acrescenta outros fatores que ajudariam a explicar os atrasos e cancelamentos da Gol. Graziella Bagio, da diretoria do sindicato, diz que a empresa tem atualmente o maior índice de rotatividade de funcionários. Segundo ela, pilotos e comissários da Gol estão em busca de salários mais altos e melhores condições de trabalho. Ao todo, a empresa tem em torno de 18 mil empregados, sendo 6,5 mil tripulantes, segundo o sindicato.

 

"Das cerca de mil homologações de demissões e pedidos de desligamento que o sindicato fez de janeiro a julho, cerca de 80% são da Gol", afirma Graziella.

 

Nos sete primeiros meses do ano, conforme o site do sindicato, a Gol acumula 162 homologações, ante 139 da TAM e oito da Avianca. Não há registros de homologação de dispensas de outras companhias. "Há um clima de insatisfação muito grande de aeronautas que querem melhor salário", acrescentou a sindicalista.

 

Graziella disse que a Gol estaria desrespeitando a regulamentação trabalhista e a convenção coletiva de trabalho. Excesso de horas voadas, falta de benefícios estariam contribuindo para a saída de tripulantes para rivais.

 

"A Gol mudou seu sistema de escalas e implementou um que em nenhuma empresa aérea do mundo seria aceito, pois faz com que tripulantes voem até cinco madrugadas seguidas", disse Graziella. Segundo ela, há dois anos o sindicato tem discutindo com a empresa uma série de melhorias.

 

A Gol informou que o "seu quadro de colaboradores é condizente com as necessidades operacionais da empresa e está em linha com os padrões do mercado". A companhia acrescentou que está prestando toda a assistência necessária aos seus passageiros, conforme legislação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A agência informou que está avaliando os atrasos e ainda não tem uma definição sobre eventuais punições.

 

A Gol informou que o intenso tráfego aéreo teve início na sexta-feira, quando transferiu partidas de Congonhas, que fecha às 23 horas, para Guarulhos. Ao mesmo tempo, tripulações atingiram o limite de jornada de trabalho, de 85 horas de voos por mês, ou 240 horas em três meses.

 

Apenas ontem, a Gol acumulava 53,9% de atrasos superiores a meia hora nos voos domésticos até às 18 horas, de acordo com dados da Infraero. Nas rotas internacionais, o índice de atrasos era igualmente alto, de 42,9%. Nesse mesmo intervalo de tempo, a empresa cancelou 77 voos de 622 programados, ou 12,4% do total. No sábado, a Gol registrou 25,8% de voos com mais de meia hora de atraso e 11,7% de cancelamentos. No domingo, os voos atrasados saltaram para 54,6% e os cancelamentos 9,42%.

Link to comment
Share on other sites

"O que me deixou estarrecido foi saber que uma empresa aérea do porte da GOL, não oferece plano de saúde aos seus funcionários. Como pode isso?"

 

Em 1990, eu tinha um colega de trabalho cuja esposa trabalhava na Varig, e também não tinha plano de saúde. Parece que tinha um ambulatório ou clínica muito básico da prórpia Varig na Ilha do Governador, mas qualquer coisa mais grave, os funcionários eram orientados a procurar a rede pública......

 

Link to comment
Share on other sites

"O que me deixou estarrecido foi saber que uma empresa aérea do porte da GOL, não oferece plano de saúde aos seus funcionários. Como pode isso?"

 

Em 1990, eu tinha um colega de trabalho cuja esposa trabalhava na Varig, e também não tinha plano de saúde. Parece que tinha um ambulatório ou clínica muito básico da prórpia Varig na Ilha do Governador, mas qualquer coisa mais grave, os funcionários eram orientados a procurar a rede pública......

A VARIG sempre tratou seus funcionários com dignidade e respeito no quesito saúde.Disponibilizava sim plano de saúde e o subsidiava, onde o funcionário tinha uma pequena participação.Porem existiu casos em que o funcionário não optava por este plano mesmo que altamente subsidiado. Alem disto, ela mantinha centros de saúde próprios com uma ampla rede de médicos especialistas em suas principais bases. Acredito que o colega não tenha a mínima idéia sobre este assunto.

Link to comment
Share on other sites

A VARIG sempre tratou seus funcionários com dignidade e respeito no quesito saúde.Disponibilizava sim plano de saúde e o subsidiava, onde o funcionário tinha uma pequena participação.Porem existiu casos em que o funcionário não optava por este plano mesmo que altamente subsidiado. Alem disto, ela mantinha centros de saúde próprios com uma ampla rede de médicos especialistas em suas principais bases. Acredito que o colega não tenha a mínima idéia sobre este assunto.

 

 

Exatamente. A Varig tinha médicos próprios e de diversas aéreas. Conheço um dentista que era da Varig.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade