Jump to content

Aeroflot planeja adquirir mais aeronaves russas


Recommended Posts

Aeroflot planeja adquirir mais aeronaves russas

Qua, 01 de Setembro de 2010 11:45

 

Fonte: Portal CR

http://www.portalcr.com.br/noticias/aviaca...eronaves-russas

 

 

Aparentemente respondendo a reclamações feitas pelo Primeiro Ministro da Rússia, Vladimir Putin, que em Julho deste ano reprovou o fato do processo de renovação de frota da principal companhia aérea do país estar se baseando em aeronaves da Boeing e Airbus, a Aeroflot enviou ao governo russo uma carta na qual expõe seu planejamento de frota até o ano de 2020 e a quantidade de aviões fabricados na Rússia que pretende adquirir.

 

Segundo informações da Flight International na carta o executivo chefe Valery Savelyev explica que o objetivo da companhia é incorporar à sua frota 126 aviões russos, total composto por 40 Sukhoi Superjet 100, 11 Antonov An-148 e 25 Antonov An-140, todos a serem recebidos até 2016, e 50 Irkut MS-21, que integrariam a frota entre 2016 e 2020.

 

Com esse planejamento quase metade da frota da empresa passaria em 2020 a ser composta por aviões russos (atualmente eles são apenas 10%), que operariam pela Aeroflot e por companhias associadas a ela.

 

 

Notícias relacionadas:

 

FB

Link to comment
Share on other sites

"forcinha" russa: - V.Putin: Oi é da aeroflot? vcs querem perder privilégios financeiros, monopólio ou seus empregos??

- Executivo da aeroflot: A senhor Vladimir...claro que não, apresente-nos suas sugestões, senhor primeiro ministro.

- V.Putin: é assim que se fala meu garoto!

 

(brincadeirinha).... :P

Link to comment
Share on other sites

Forcinha do Putin, enquanto aqui no Brasil, dezenas de cidades carecem de transporte aéreo e dezenas de pessoas lamentam o fim da Varig.

 

 

é eu sei amigo, foi só pra provocar...hahahaha...

 

agora quando vamos marcar aquele GIG hein? esse findi não posso pq vou a SP novamente.

 

abraços..

Link to comment
Share on other sites

Mesmo que o governo russo tenha interesse de manter sua flag carrier voando aviões produzidos localmente, a proposta beira a insanidade.

Considerando que são raros os países com interesse nos aviões civis russos, o custo operacional tende a crescer de forma vertiginosa. Além disso, sem uma cadência mínima na linha de produção é provável que tais modelos sejam descontinuados num curto espaço de tempo. O que tornará a operação ainda mais complexa.

Excluído a salvaguarda dos interesses e valores nacionais, este tipo de proposta só tem fundamento em países sem comprometimento político. Algo que a Mãe Rússia, infelizmente, teima em manter.

Apenas o SuperJet 100 pode encontar um lugar ao sol, ainda assim, não venderá sequer 500 unidades. O que é uma pena, o projeto tem suas virtudes e peca justamente na megalomania russa. É um avião pesado demais ao menos tempo que não possuí uma cabine que justifique seu porte avantajado. É uma bela máquina, que nasceu de forma equivocada e sem um lastro financeiro que ajude atrair o interesse de empresas fora do leste europeu.

Link to comment
Share on other sites

Não fosse a salvaguarda dos interesses e valores nacionais de lá, a Rússia já teria virado um Brasil qualquer a algum tempo.

Mas russo é russo e brasileiro é brasileiro, logo o brasileiro nunca entenderá o que se passa naquele país, para nós tudo o que ocorre lá beira a força política, não existe planejamento, é tudo regado à Vodka e etc.

 

Parabéns à Aeroflot por retomar seus serviços regionais que tanto carecem naquela imensa e verdadeira nação.

Link to comment
Share on other sites

Até acho válida a notícia, as aeronaves russas ainda não estão nos níveis das ocidentais - mas está próximo, e a evolução é significativa nos últimos 15 anos. Vale lembrar que certo país determinou que as empresas comprassem um modelo de avião que foi o embrião da 3º. maior fabricantes de aviões cívis do mundo.

 

 

Considerando que são raros os países com interesse nos aviões civis russos, o custo operacional tende a crescer de forma vertiginosa.

 

Blackwater, tio Putin vai pagar a conta da Aeroflot, afinal ela é estatal.

Link to comment
Share on other sites

Blackwater, tio Putin vai pagar a conta da Aeroflot, afinal ela é estatal.

 

51,xx % estatal.

 

E sim, os aviões russos não estão a nível dos ocidentais, falta mais botões no painel e menos simplicidade pra chegarem lá, tomara que nunca cheguem. :macumba:

Link to comment
Share on other sites

Não fosse a salvaguarda dos interesses e valores nacionais de lá, a Rússia já teria virado um Brasil qualquer a algum tempo.

Mas russo é russo e brasileiro é brasileiro, logo o brasileiro nunca entenderá o que se passa naquele país, para nós tudo o que ocorre lá beira a força política, não existe planejamento, é tudo regado à Vodka e etc.

 

Parabéns à Aeroflot por retomar seus serviços regionais que tanto carecem naquela imensa e verdadeira nação.

 

Vamos por partes...

Os interesses do Governo Russo está muito além do nacionalismo ou interesses da população. Garanto que o Putin (que não é nenhum exemplo de honestidade) não está preocupada com os interesses do país. Primeiro estão os interesses dele e dos camaradas que continuam infestando a política nacional. Num grau muito similar a brasileira.

O Putin está aproveitando o orgulho russo por sua industria aeronáutica, outrora realmente impressionante, para ganhar um pouco mais de dinheiro e poder. Em termos de planejamento político a Rússia e o Brasil estão em pé de igualdade.

 

Os voos regionais, concordo, é um feito importante. A questão é saber se realmente vão atender as necessidades daquele povo. Não adianta voar para "N" cidades com tarifas elevadas e sem a menor segurança.

 

Até acho válida a notícia, as aeronaves russas ainda não estão nos níveis das ocidentais - mas está próximo, e a evolução é significativa nos últimos 15 anos. Vale lembrar que certo país determinou que as empresas comprassem um modelo de avião que foi o embrião da 3º. maior fabricantes de aviões cívis do mundo.

 

Blackwater, tio Putin vai pagar a conta da Aeroflot, afinal ela é estatal.

 

A determinação de determinado país não ajudou a 3º maior fabricante de aviões comerciais chegar neste patamar. O que ajudou foi a administração que assumiu após a privaização em 1994. Aliado a uma excelente capacidade técnica e um bocado de visão de mercado. Se citar uma única indústria que prosperou baseada no modelo que acaba de apresentar, tiro meu chapéu.

 

E quem vai pagar a conta A345, não é o Putin, e sim o já sofrido povo russo. Não sei se conhece o interior da Rússia, mas a situação não é das melhores.

Link to comment
Share on other sites

Melhor o Putin "fazer tudo o que faz" (seja lá o que tão diabólico ele faz) do que deixar a industria aeronautica local ir para o buraco abrindo mais mercados pros ocidentais.

 

E sim, o mercado local não é monopolizado e não é internacionalizado (graças à Boze), afinal já existem outras empresas lá, a maioria estatais também, afinal, não estamos falando do Brasil e sim da Rússia.

 

Mas isso é difícil do brasileiro que só pensa em mercado, mercado, mercado entender.

Bom, melhor manter a idéia de que tudo é um absurdo lá, tudo é repressor, tudo é retrógrado, tudo é pobreza, tudo está nas mãos da máfia neo-comunista-nazista-semi-capitalizada, os aviões são velhos, mal cuidados, feios, chatos, bobos, os aeroportos não são iguais à Changi nem JFK...

 

Link to comment
Share on other sites

Melhor o Putin "fazer tudo o que faz" (seja lá o que tão diabólico ele faz) do que deixar a industria aeronautica local ir para o buraco abrindo mais mercados pros ocidentais.

 

E sim, o mercado local não é monopolizado e não é internacionalizado (graças à Boze), afinal já existem outras empresas lá, a maioria estatais também, afinal, não estamos falando do Brasil e sim da Rússia.

 

Mas isso é difícil do brasileiro que só pensa em mercado, mercado, mercado entender.

Bom, melhor manter a idéia de que tudo é um absurdo lá, tudo é repressor, tudo é retrógrado, tudo é pobreza, tudo está nas mãos da máfia neo-comunista-nazista-semi-capitalizada, os aviões são velhos, mal cuidados, feios, chatos, bobos, os aeroportos não são iguais à Changi nem JFK...

Prezado PT-MRA, se me apresentar bons contra argumentos poderemos manter um detabe de alto nível. Inclusive posso contar das experiências que já tive na Rússia e até mesmo com alguns fabricantes do leste europeu.

Quanto ao Putin, sugiro ler os jornais independentes da Rússia.

Link to comment
Share on other sites

Prezado PT-MRA, se me apresentar bons contra argumentos poderemos manter um detabe de alto nível. Inclusive posso contar das experiências que já tive na Rússia e até mesmo com alguns fabricantes do leste europeu.

Quanto ao Putin, sugiro ler os jornais independentes da Rússia.

 

Favor citar as experiencias, datando-as preferencialmente.

Quanto aos jornais, o quão independente você diz ? O Moscow Times por exemplo ?

Link to comment
Share on other sites

Favor citar as experiencias, datando-as preferencialmente.

Quanto aos jornais, o quão independente você diz ? O Moscow Times por exemplo ?

Com prazer, assim que me apresentar bons argumentos para defender seu ponto de vista. Até o momento apenas usou ironias. A última ocorreu em 2008. Já visitei algumas plantas da KnAAPO, UAC e por fim, fui convidadoa visitar a Kamov.

Quanto a jornais, não gosto muito do Moscow Times e nem do seu irmão, o St. Petersburg Times

Link to comment
Share on other sites

caro PT-MRA....o Tio Putin manda matar geral..é ex-KGB né..ele e seus amigos...mas blackwater..o bush, angela merkel, berlusconi (putz..esse é o pior de todos), sarkozy (o L`ellisée e a airbus hein...)...sinceramente..não há santos..só bandidos. portanto vamos parar de defender A ou B ou C......

 

hay gobierno? soy contra!!!

 

blackwater (que nick hein cara..aliaís falando de putin..a blackwater e o bush hein..brincadeirinha :P ..)..o brasil não é igual a russia não..lá eles tiveram uma revolução socialista que, seja onde tenha dado, foi algo que o barsil nunca teve até agora...pelo contrário..tivemso foi um golpe militar que fundou nossa república, só ler história..não fizemos nem uma luta de independência que qualquerr outro páis da américa latrina fez..coisa que até hj reflete nos nossos índices educacionais, sociais e na forma extremamente militarizada que a nossa sociedade é...e mais, hj aidna somos oligarcas e escravocratas, coisas que nossos industriais nunca combateram pq eles tb se beneficiam disso né CNI??

 

penso que a atitude do putin está em consonãncia com uma perspectiva minoritária de política externa atualmente. a europa, japão e eua querem a liberalização política para todo o mundo pq as maiores empresas do mundo são deles, logo elas fariam as regras e se beneficiariam do mundo liberalizado, mas o que está funcionando, ironicamente, é uma economia de mercado fechada e..e....vermelha!!!! a guerra fria não acabou meu caro..pelo contra´rio, ela estpa masi quente do que nunca e está deixando, dessa vez, o planeta mais quante ainda. a china vem comrpando grandes empresas européias, é a maior detentora de títulos do tesouro americano (volvo por exemplo e a divisão de carros de passeio), quase todo o parque industrial europeu está lá na china..até a airbus tem fábrica de A320 lá.

 

querendo ou não, a russia tb segue essa perspectiva, mesmo que muuuito mais liberalizada que a china. independente dos assassinatos que putin e cia levem nas costas. eu interpreto dessa maneira e entendo tb que pode-se interpretar a russia como sendo uma ilha de resistência à política neo-liberal.

 

o que vejo é que continuam existindo no mundo duas perspectivas antagônicas, mas não mais determinada por interesses ideológicos contrários; o que há é que se assumiu que quem tem poder tem o governo. não há separação entre o poder econômico e o poder político..marx estava errado: o estado não é uma instãncia neutra que uma classe toma e usa contra a outra. o que há é que na perspectiva liberal o estado é das empresas e na perscpetiva chinesa e russa a empresa é o Estado! veja bem..leia bem..isso não tem nada de comunismo...nem lula, nem dilma são comunistas tb...são tão serra quanto a marina..tudo igual..putin e china são mais parecidos com bush e união européia do que com fidel castro, vietnã e coréia do norte (ebora esta seja protegida da china assim como israel é dos EUA).

 

mais uam coisa: a embraer só é hj tudo isso pq antes da privatização acumulou anos de conhecimento e de material humano qualificado...é muiot fácil dizer que empresário tal é maioral dos negócios depois que nossos pais e avós contribuíram para a construção de algo que era deles e que depois de sucateado foi entregue de bandeja. uma coisa não tem nada a ver com a outra: ser estatal não significa ser ruim...assim como tem um monte de empresa privada corrupta aí, tb temos estados que são exemplos de cuidado e respeito com seus cidadãos (os países nórdicos me parece são um exemplo disso)..ah..e antes que eswueça..tb não são comunistas..mas talvez..keynesianistas..

 

saudações aos dois.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Pelo menos fizeram o que a Airbus adorava fazer em alguns vídeos de treinamento beeem antigos, aquela manobra de retardar os motores, puxar o sidestick todo para trás e o cara dizendo "não sofre stall!"(com close-up no PFD mostrando a velocidade vertical negativa), só que uns 40 anos antes e sem fly-by-wire. :cutuca: :cutuca:

Link to comment
Share on other sites

A determinação de determinado país não ajudou a 3º maior fabricante de aviões comerciais chegar neste patamar. O que ajudou foi a administração que assumiu após a privaização em 1994. Aliado a uma excelente capacidade técnica e um bocado de visão de mercado. Se citar uma única indústria que prosperou baseada no modelo que acaba de apresentar, tiro meu chapéu.

 

Sim, mas a Embraer teve bastante ajuda do Estado no seu início, o mesmo que quase detonou-a nos anos 90.

 

Quanto algum exemplo, ficarei devendo. Talvez em determinados momentos a Airbus ou a Bombardier possam ser exemplos. O que acho interessante na Embraer foi o tempo que ela levou para se firmar no mercado que remonta desde o estabelecimento do ITA e CTA, e foi indo aos poucos adquirindo experiência.

 

E quem vai pagar a conta A345, não é o Putin, e sim o já sofrido povo russo. Não sei se conhece o interior da Rússia, mas a situação não é das melhores.

 

Sim Blackwater, tio Putin foi uma metáfora para dizer que vai ser o Estado russo que vai pagar a conta, logo os russos.

 

51,xx % estatal.

 

PT-MRA, os 49% restante são dos funcionários né?

Link to comment
Share on other sites

blackwater (que nick hein cara..aliaís falando de putin..a blackwater e o bush hein..brincadeirinha :P ..)..o brasil não é igual a russia não..lá eles tiveram uma revolução socialista que, seja onde tenha dado, foi algo que o barsil nunca teve até agora...pelo contrário..tivemso foi um golpe militar que fundou nossa república, só ler história..não fizemos nem uma luta de independência que qualquerr outro páis da américa latrina fez..coisa que até hj reflete nos nossos índices educacionais, sociais e na forma extremamente militarizada que a nossa sociedade é...e mais, hj aidna somos oligarcas e escravocratas, coisas que nossos industriais nunca combateram pq eles tb se beneficiam disso né CNI??

 

Me refiro as atitudes políticas, da Rússia e do Brasil. Não estava falando da história dos países.

Politicamente os dois países estão em igualdade, basta ver os índices sociais, a corrupção generelizada, a força de algumas oligarguias políticas e até mesmo na militarização presente na maior parte dos setores.

 

penso que a atitude do putin está em consonãncia com uma perspectiva minoritária de política externa atualmente. a europa, japão e eua querem a liberalização política para todo o mundo pq as maiores empresas do mundo são deles, logo elas fariam as regras e se beneficiariam do mundo liberalizado, mas o que está funcionando, ironicamente, é uma economia de mercado fechada e..e....vermelha!!!! a guerra fria não acabou meu caro..pelo contra´rio, ela estpa masi quente do que nunca e está deixando, dessa vez, o planeta mais quante ainda. a china vem comrpando grandes empresas européias, é a maior detentora de títulos do tesouro americano (volvo por exemplo e a divisão de carros de passeio), quase todo o parque industrial europeu está lá na china..até a airbus tem fábrica de A320 lá.

querendo ou não, a russia tb segue essa perspectiva, mesmo que muuuito mais liberalizada que a china. independente dos assassinatos que putin e cia levem nas costas. eu interpreto dessa maneira e entendo tb que pode-se interpretar a russia como sendo uma ilha de resistência à política neo-liberal.

 

Concordo.

Não é uma Guerra Fria baseada em ideologias, e sim, uma disputa por mercados. Uma guerra interessante e provavelmente mais perigosa.

Quanto a Airbus, ela apenas monta seus A320 na China, a produção é feita na Europa.

Vale lembrar que partes estruturais do A350 será produzida pela China, através de uma joint venture.

Embora os americanos tenham terceirizado boa parte de sua produção na China, especialmente no setor de informática, ainda existe uma certa relutância em enviar para lá a produção, mesmo que parcial, da indústria aeronáutica. Razões óbvias.

A Airbus, por ser uma estatal, está apostando no lucro em detrimento da propriedade intelectual. O que é justificado quando se considerar que a empresa deve apresentar resultados positivos para manter muitos cargos políticos. Quando a empresa é privada ocorre a mesma coisa, porém, os investidores não têm pudores em cortar umas cabeças quando o cômputo não é satisfatório.

Os políticos russos estão mais preocupados em manter as regalias. Quanto ao empresário russo eles seguem a política neoliberal (que em nada tem haver com o conceito original), comprando o que podem e vendendo para quem paga mais.

 

marx estava errado: o estado não é uma instãncia neutra que uma classe toma e usa contra a outra. o que há é que na perspectiva liberal o estado é das empresas e na perscpetiva chinesa e russa a empresa é o Estado!

 

Exatamente! Concordo resumiu bem o nosso debate.

 

mais uam coisa: a embraer só é hj tudo isso pq antes da privatização acumulou anos de conhecimento e de material humano qualificado...é muiot fácil dizer que empresário tal é maioral dos negócios depois que nossos pais e avós contribuíram para a construção de algo que era deles e que depois de sucateado foi entregue de bandeja. uma coisa não tem nada a ver com a outra: ser estatal não significa ser ruim...assim como tem um monte de empresa privada corrupta aí, tb temos estados que são exemplos de cuidado e respeito com seus cidadãos (os países nórdicos me parece são um exemplo disso)..ah..e antes que eswueça..tb não são comunistas..mas talvez..keynesianistas..

 

Foi o que coloquei, a Embraer se tornou uma grande empresa graças ao conhecimento e material humano, aliado a uma gestão séria e profissional.

Quanto estatal vs multinacional privada, a diferença é no modelo de controle do capital. Na prática são idênticas, corrupção em todos os níveis, formação de clãs, interesses obscuros, etc.

 

Para finalizar, entre EUA (Bush ou Obama), França, Alemanha, Rússia, China e Brasil (Lula/Dilma ou FHC/Serra)... nenhum é perfeito. Cada um com suas virtudes e estroinices.

 

Sadação!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade