Jump to content

British e Latam estudam troca de ações, diz jornal chileno


leelatim

Recommended Posts

As alianças serão as grandes empresas do amanhã, juntamente com algums LFLC.

 

 

bom, acho essa afirmação um pouco sem musculatura. não dá pra dizer uma coisa dessas só pq hj existem alianças aéreas e, suas possiveis intenções, são a criação de grandes oligopólios mundiais. prefiro esperar a história chegar e dizer como ela será. na segunda guerra japão e alemanha eram juntas as duas grandes nações que desafiram o capital ocidental: foram derrotadas. nos dias de hoje, somente a china possui tal perfil, pois mesmo que seja tão capitalista quanto, não é completamente alinhada à política ocidental dos eua, japão e europa (pq é estatal..é um real capitalismo de estado). a china hj compra títulos da dívida pública dos eua e japão, compra uma série de empresas antes ocidentais..empresas de bens de consumo que na economia capitalista mundial são vitais, um exemplo: a divisão de carros de passeio da volvo. quase todas as industrias européias e americanas estão com parques industriais instalados na china. é a segunda maior economia do mundo e se tornará a primeira em pouco tempo..é a que está puxando os quintais: índia e brasil. foi a china e sua voraz economia que "salvou" a economia mundial da crise das hipotécas...e mais uma coisa pra fechar, pra mim um detalhe importante: do irã à coréia do norte, há uma tensão entre China e ocidente latente...isso vai ficar evidente á medida queos anos forem passando e a economia mundial se polarizando...tudo isso pode levar a um choque que pode fragmentar tudo novamente....por conta disso tudo é que não acredito nessa afirmação de que as alinaçs são as empresas do amanhã.: qatar, etihad e emirates estão aí pra provar que essa regra pode até ser verdade, mas para economias ocidentais, mas não pra todo o mundo e nem rpa fortes economias do oriente...incluindo aí, a China...

 

napoleão é que dizia: "não acordem a china de seu sono milenar,aqueles que o fizerem sofrerão decepções amargas"..

Link to post
Share on other sites

Já falei na outra discussão.

 

Sinergias entre OW e Latam são muito superiores a qualquer sinergia com a Star por mais que eu pessoalmente queira ver a TAM na Star.

 

Miami é território OW

Madrid é território OW

Londres é território OW

Nova York é hub OW

 

Não tem hub OW em Frankfurt.

 

Frankfurt é hub Star

Londres é um hub Star, inferior ao hub da OW

Madri é um hub Star, inferior ao hub da OW

 

Não tem Hub Star em Miami, não tem hub Star em Nova York...

 

OW domina a América Latina com Iberia, Lan e American... Star tem somente o pé da TAM... tirando a TAM da América Latina, ganha a Brasileira maior conectividade em MIA, JFK e melhor conectividade em MAD e LHR. Perde em FRA

 

Agora, de novo, vamos ao caso da LAN que é o maior valor da LATAM...

 

90% do long haul da empresa vai para JFK/MIA/MAD

Ela não voa direto a Frankfurt !

 

A LAN perde TUDO saindo da OW !!!!!!!!!!!!!!!!

 

Minha conclusão .. ela sairia da OW ? Duvido!

 

LipeGIG,

 

Para variar, sempre nos brindando com suas análises muito bem feitas.

 

Apenas uma nota:

 

Acho que temos aeroportos globais, sem um predomínio absoluto de um empresa ou aliança, como JFK, LHR, CDG, LAX.

 

Outros FRA, ATL, ORD, DFW, onde praticamente uma empresa tem domínio absoluto.

 

Isto é um mero palpite, sem base em estatística de tráfego, mas vai de encontro com a tese que a OW será a escolha mais vantajosa, porque o único ponto a favor da Star é FRA, que por sua vez pode ser compensado pelos outros hubs.

 

sds

 

PaxPOA

 

 

 

 

 

Link to post
Share on other sites

Galera esqueçam LHR como um hub porque os pax conectando lá (somente com a BA) pagam taxas aeroportuárias altíssimas, ao contrário de empresas estrangeiras. Isso eu nunca entendi o porque.

Link to post
Share on other sites

Se MIA, JFK, MAD e LHR são destinos com fluxo intenso, entendo que nestes não necessita de parceria, podendo voar 3, 4, 5 vezes ao dia sem vender conexões lá. Agora FRA e as outras bases Star Alliance é que precisam de parceria, por isso entendo que esta é a mais importante estrategicamente, apesar da LAN ser forte o bastante pra tirar a TAM de lá, mas não o contrário. Ainda mais com BA na jogada.

Link to post
Share on other sites
Se MIA, JFK, MAD e LHR são destinos com fluxo intenso, entendo que nestes não necessita de parceria, podendo voar 3, 4, 5 vezes ao dia sem vender conexões lá. Agora FRA e as outras bases Star Alliance é que precisam de parceria, por isso entendo que esta é a mais importante estrategicamente, apesar da LAN ser forte o bastante pra tirar a TAM de lá, mas não o contrário. Ainda mais com BA na jogada.

Sinceramente,já que é pra ficar todo mundo junto,ficaria mais tranquilo se o comandante desse avião fosse a Lufthansa. :cutuca:

Link to post
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade