Jump to content

VLT vai ligar Belo Horizonte ao Aeroporto Confins


André Prates

Recommended Posts

A linha será feita pela iniciativa privada em parceria com o Governo do Estado, e vai passar pelo Centro Administrativo no Bairro Serra Verde

Um ramal de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) vai ligar o Aeroporto de Confins a Belo Horizonte, possivelmente chegando até a Estação de Metrô Vilarinho, em Venda Nova. A linha será feita pela iniciativa privada em parceria com o Governo do Estado, e vai passar pelo Centro Administrativo no Bairro Serra Verde. A intenção é acelerar o desenvolvimento das cidades do Vetor Norte, principalmente Confins, Vespasiano e São José da Lapa, mas também dos bairros de Belo Horizonte nas regiões Norte e Venda Nova.

O projeto de viabilidade técnica está em fase final, e deve ser concluído em dezembro. Caso o próximo governador opte por aproveitar o estudo, o implementação das obras deverão ser concluídas antes de 2013, ou seja, devem estar pronta para a Copa das Confederações. As informações são do secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Luiz Antônio Athayde, que participou na manhã desta quinta-feira (16) do seminário Soluções para Cidades Rumo à Copa de 2014, realizado no Expominas.


"A vantagem deste modelo é que não dependeremos de recursos federais, mas apenas do Estado. O estudo de viabilidade foi um presente do Governo da Espanha para Minas Gerais, e está sendo realizado por empresas espanholas e brasileiras, lideradas pela espanhola Iberinsa, especializada em transportes", afirmou Athayde.


O modelo seria multimodal – ou seja, interligado a outros tipos de transporte, como os ônibus, via estações parecidas a pequenas BHBus ou à própria estação Vilarinho – e os "carros", de capacidade de carga maior que a dos ônibus, poderiam circular a baixa velocidade nos trechos urbanos e a velocidades mais altas nas áreas rurais.


Ainda segundo ele, não é possível determinar o valor das obras, já que as paradas e estações ainda não estão definidas, mas o custo de implantação deverá ser dividido com a iniciativa privada. "Ainda não sabemos se o modelo será de concessão total, parcial ou PPP. Mas isso tudo será detalhado no Estudo", destacou o secretário.


A ligação via trilhos entre a cidade e o Aeroporto faz parte do plano diretor do Aeroporto. O projeto de expansão, outro desafio para antes da Copa do Mundo, já conta com uma estação integrada, que dará acesso ao saguão. O secretário também frisou, durante o seminário, que a licitação para a construção da segunda etapa do aeroporto deve ter prioridade total.


Isso porque, de acordo com estimativas da Anac, Confins receberia, até 2014, cerca de 8 milhões de passageiros por ano. Dados deste ano, no entanto, apontam que o aeroporto terá, em 2010, mais de 7,2 milhões de passageiros, um aumento de 34% em relação à estimativa inicial. Até 2014 a expectativa é que este movimento chegue a 10 milhões de passageiros por ano. "Se não começarmos agora a ampliação da ala 2 do Aeroporto, vamos passar vergonha na Copa. Teremos gente fazendo chek-in até nos jardins de Confins", disse.

VLT é opção para outros trechos


Antes de ligar BH a Confins, o modelo de VLT também pode se tornar realidade em outras áreas da RMBH. A possibilidade mais concreta é que o modelo ligue a Estação Eldorado da linha 1 do metrô de Belo Horizonte, em Contagem, ao Centro de Betim. No primeiro semestre, o projeto de aproveitar trilhos do antigo trem suburbano para ampliar a Linha do metrô ganharam as manchetes, mas as verbas prometidas para as obras ainda não saíram.


Outra possibilidade de VLT seria a ligação via trem entre a Praça Diogo de Vasconcelos (Praça da Savassi) e o BH Shopping, no Belvedere. O modelo seria usado para melhorar o fluxo de veículos na região Centro-Sul da capital, aliviando o trânsito principalmente nas avenidas do Contorno, Cristóvão Colombo e Nossa Senhora do Carmo. O modelo seria ligado ao BRT, que já começou a ser implementado na capital.


O estudo de viabilidade técnica para decidir se a Savassi e o Shopping receberão linhas de BRT, VLT ou monorail (uma espécie de metrô sobre trilhos elevados), está sendo levantada pela BHTrans. O resultado do estudo, com o modelo mais viável econômica e ambientalmente, também será divulgado em outubro.

Fonte: Jornal Hoje em Dia 16/09/2010
Link to comment
Share on other sites

Quem dera tivéssemos aqui no Rio um governo tão eficiente quanto o de BH. Já era pra ontem a necessidade de se construir um VLT ligando o GIG ao SDU e alguma estação de Metrô.

 

Esse projeto será muito bom para Confins e vai contribuir muito para o desenvolvimento do aeroporto. É uma opção viável e que não tem custos tão elevados. Parece que POA e CNF serão os primeiros a receber esse tipo de transporte no Brasil (o de POA é um pouco diferente, mas a idéia é a mesma).

Link to comment
Share on other sites

Quem dera tivéssemos aqui no Rio um governo tão eficiente quanto o de BH. Já era pra ontem a necessidade de se construir um VLT ligando o GIG ao SDU e alguma estação de Metrô.

 

Esse projeto será muito bom para Confins e vai contribuir muito para o desenvolvimento do aeroporto. É uma opção viável e que não tem custos tão elevados. Parece que POA e CNF serão os primeiros a receber esse tipo de transporte no Brasil (o de POA é um pouco diferente, mas a idéia é a mesma).

 

 

Em BSB há também o projeto. A construção do primeiro trecho anda e pára a todo momento, mas acho que sai.

Link to comment
Share on other sites

Vamos rezar para que a política mineira não caia nas mãos dos mesmos que controlam a INFRAZERO!!!

Realmente , tomara que a politica aeroportuaria siga na direção do desenvolvimento.

Não podemos retroceder no crescimento do Estado.

Link to comment
Share on other sites

Que isso não vire um BRT, como tem acontecido em várias cidades devido a máfia dos ônibus ...

o VLT do Cariri e o Aeromovel, provam que funcionam, é confortavel e barato a longo prazo, já os onibus, baratos na implantação e caros na manutenção, e claro, dá uma engordada na máfia.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Me expressei mal. Quando falei POA e CNF, estava me referindo aos aeroportos de Porto Alegre e Confins.

 

REC também deve ter VLT, a linha férrea passa ao lado do aeroporto, só não sei se haverá alguma estação ao lado já que existe o projeto futurista da passarela que liga o aeroporto à estação do metrô. Um dos trechos projetados liga a estação Aeroporto à Werneck, um atalho para quem vai do aeroporto à rodoviária, que atualmente precisa fazer uma "conexão" entre as linhas sul e centro ou pegar o ônibus (agora com o metrô é totalmente não recomendável ir de ônibus) e pegar o metrô na integração, ambas as opções são um pouco longas. O outro trecho liga a ultima estação do TUE da linha sul diretamente ao Cabo de Santo Agostinho, substituindo de vez o TUDH de passageiro, além do projeto que prevê a extensão da linha de passageiros até o Porto de Suape.

 

Que isso não vire um BRT, como tem acontecido em várias cidades devido a máfia dos ônibus ...

 

Infelizmente foi o que aconteceu em Recife. Existe o projeto do Aeromóvel ligando a estação Joana Bezerra a Olinda. Seria uma forma orgástica de ir até lá (comparando com a tortura que é de ônibus) podendo somente fazer uma troca de trens vindo de muitos lugares.

Link to comment
Share on other sites

Realmente , tomara que a politica aeroportuaria siga na direção do desenvolvimento.

Não podemos retroceder no crescimento do Estado.

 

Basta o Anastasia ganhar. Porque se cair nas garrinhas do PT, vai ficar difícil !

Link to comment
Share on other sites

Meio off-topic, já que o FlyerOne mostrou um vídeo da METROFOR, tornou-se comum entre os governantes a idéia que o VLT possa resolver todos os problemas de transporte, muitos inclusive chamando-os de metrô. Basta ver as futuras linhas do Metropolitano de Sampa para ver.

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

REC também deve ter VLT, a linha férrea passa ao lado do aeroporto, só não sei se haverá alguma estação ao lado já que existe o projeto futurista da passarela que liga o aeroporto à estação do metrô. Um dos trechos projetados liga a estação Aeroporto à Werneck, um atalho para quem vai do aeroporto à rodoviária, que atualmente precisa fazer uma "conexão" entre as linhas sul e centro ou pegar o ônibus (agora com o metrô é totalmente não recomendável ir de ônibus) e pegar o metrô na integração, ambas as opções são um pouco longas. O outro trecho liga a ultima estação do TUE da linha sul diretamente ao Cabo de Santo Agostinho, substituindo de vez o TUDH de passageiro, além do projeto que prevê a extensão da linha de passageiros até o Porto de Suape.

 

O metro de Recife definitivamente não é uma boa opção, não de longe, hoje, para conectar o aeroporto à rodoviária.

 

Há duas semanas. fiz tal trajeto e levei duas horas.

O metro demora 40 minutos pra passar e ai da pra imaginar como vai 'vazio' né?!.

Estar com malas então em um ambiente desse é a situação mais desconfortável que há, por menor que seja mochila.

 

Uma tremenda falta de atenção à isso pois o número de pessoas que saem do aeroporto de REC e vão pra rodoviária não sao poucas.

Link to comment
Share on other sites

 

Parabéns aos mineiros , belíssima iniciativa que vai solidificar CNF como sendo o aeroporto de BH e de Minas Gerais. Falta somente construir uma pequena rodoviária próxima ao aeroporto !

 

 

Link to comment
Share on other sites

O metro de Recife definitivamente não é uma boa opção, não de longe, hoje, para conectar o aeroporto à rodoviária.

 

Há duas semanas. fiz tal trajeto e levei duas horas.

O metro demora 40 minutos pra passar e ai da pra imaginar como vai 'vazio' né?!.

Estar com malas então em um ambiente desse é a situação mais desconfortável que há, por menor que seja mochila.

 

Uma tremenda falta de atenção à isso pois o número de pessoas que saem do aeroporto de REC e vão pra rodoviária não sao poucas.

 

A linha Sul teve sua inauguração completa hà pouco tempo. Atualmente rodam apenas 3 composições do metrô na linha, você provavelmente deve ter pego na época que rodava apenas 1 composição, o tempo de espera está nos 20min em média. Está sendo feito um trabalho de modernização do interior dos trens pela Siemens para a climatização em todos eles. Snme 17 das 25 composições já estão climatizadas e à medida que todos os trens estiverem, mais composições serão colocadas para rodar na linha Sul. Além disso, será feita a licitação para compra de mais TUEs para, em breve, a linha Sul rodar com o mesmo tempo de espera da linha Centro. E depende muito do horário em que você for pegar o metrô, se for de pico não tem nem como reclamar, pois de colocarem 100 composicões na linha, as 100 ficarão lotadas! E isso é em qualquer cidade que tenha o meio de transporte. Na linha Centro no horário das 17h30 as 18h30, por exemplo, a média de espera é de 2 a 5min e todas as composições saem da estação Central cheias!

 

Mas o tempo de viagem atualmente está na média de 1h. O metrô de Recife hoje é a melhor opção para ir confortavelmente do aeroporto à rodoviária pagando somente R$ 1,40. Mas quem quiser pagar R$35 no taxi eles também estarão à disposição!

Link to comment
Share on other sites

Só de não envolver governo federal já é meio caminho andado. Com a vitória do Anastasia cada vez mais próxima, acho que finalmente Confins poderá ter mesmo um transporte desse modal. Concordo com o LipeGIG, precisamos de uma rodoviária por ali também. Poderia tanto servir de terminal para as linhas coletivas da região, quanto pra oferecer linhas intraestaduais.

Link to comment
Share on other sites

Meio off-topic, já que o FlyerOne mostrou um vídeo da METROFOR, tornou-se comum entre os governantes a idéia que o VLT possa resolver todos os problemas de transporte, muitos inclusive chamando-os de metrô. Basta ver as futuras linhas do Metropolitano de Sampa para ver.

 

 

é semrpe a mesma velha coisa no Brasil: adaptação e maravilha. o governo adapta em vez de fazer o negócio direito, com estudo e com planejamento..e o bobo alegre acrítico aidna fica maravilhado...assim, quem vai se importar se o VLt do cariri custou mais do que deveria?? pq com certeza rolu várias molhada de mão ali, superfaturamentos aqui...como rola nas obras tucanas, petistas, pedetistas, pemedebistas e de toda essa canalha parasita...

 

mas se o de BH sair no preço correto e sem roubos, o que acho muito dificil...parabpens á BH..vcs merecem..inclusive merecem tb um aeroporto maior..

Link to comment
Share on other sites

Confesso que não estou muito por dentro dos "VLT's", mas se um dia (E provavelmente acontecerá no caso de Confins e muitos outros lugares) a demanda crescer de tal maneira que o VLT se torne inadequado ao serviço pela baixa capacidade, é fácil converter os trilhos em metro, ou algo assim?

 

O VLT é uma solução "emergencial e barata" frente ao Metro, neste caso? (Metro, que demoraria muito mais tempo a ser construído e ser mais caro)

Link to comment
Share on other sites

Lembrando q esse VLT é de CNF até a estação Vilarinho em Venda Nova, região norte de BH.

 

Como o metrô é deficiente, fora quem more ali na região, os demais continuarão usando carros e a Conexão Aeroporto de ônibus...

 

É um início, mas é paliativo ainda...

 

Conexões com Savassi e Belvedere? Sento e espero...

Link to comment
Share on other sites

Lembrando q esse VLT é de CNF até a estação Vilarinho em Venda Nova, região norte de BH.

 

Como o metrô é deficiente, fora quem more ali na região, os demais continuarão usando carros e a Conexão Aeroporto de ônibus...

 

É um início, mas é paliativo ainda...

 

Conexões com Savassi e Belvedere? Sento e espero...

 

pois é

 

eu não vou deixar o carro no vilarinho para ir a CNF, e se já fui até lá de carro, vou até CNF.

 

me desculpem, mas esse projeto não atende quem realmente usa o aeroporto de CNF, os belo-horizontinos.

 

a única solução seria um transporte direto do centro/savassi até CNF. porque qualquer outra opção, que inclua outras paradas, não vão ser utilizadas.

 

Eu por exemplo jamais pegaria um metro/trem urbano cheio de malas voltando de viagem, nem mesmo pegaria se estivesse com uma pasta com computador. Seria uma presa fácil para ladrões.

Link to comment
Share on other sites

Mesmo assim acho muito positivo. Quando se fala que o VLT vai partir/chegar no Vilarinho algumas pessoas já fazem uma imagem do projeto que pode não ser real. Esse transporte vai precisar de uma estação própria, que pode ser muito cômoda, quem sabe até integrando alguma coisa de check-in (o espaço no terminal é cada vez mais escasso, seria uma alternativa muito interessante). Nem todo mundo que mora em BH utiliza o carro, várias pessoas vão de táxi e mesmo que esses sejam pagos pelas empresas, não deixa de ser uma economia pra alguém nessa cadeia. Sem falar no grande número de pessoas de fora que utiliza Confins. Além disso ali vai ter um shopping da BRMalls, que tende a melhorar um pouco toda a região. É difícil pensar num transporte do centro/Savassi até Confins. Se fosse metrô daria na mesma, o pessoal não ia pegar. O que fazer? Não vejo nenhuma grande solução, visto que a linha de ônibus executivo já tem a máxima eficiência, difícil melhorar. Não tem cabimento pensar numa linha de trem ou VLT partindo da zona sul exclusiva pra atender Confins. A capital mineira tem muitos problemas de transporte público, de massa, pra resolver antes de pensar em expresso aeroporto.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade