Jump to content

Japan Airlines encerra hoje operações no Brasil


EMB-195

Recommended Posts

Voo de SP a Tóquio encerrará hoje operações da Japan Airlines no Brasil

Afirmação é de gerente da empresa, que pediu concordata em janeiro.

Plano de reestruturação prevê a extinção de outras 45 rotas.

Ligia Guimarães

Do G1, em São Paulo

 

Um último voo de São Paulo a Tóquio previsto para decolar às 22h55 desta segunda-feira (27) marcará o fim das operações da tradicional empresa aérea japonesa aérea Japan Airlines (JAL) no Brasil, informou uma executiva da empresa ao G1.

"O último voo São Paulo - Tóquio sai hoje à noite. Não temos perspectiva de essa linha voltar a existir", disse ao G1 por telefone Raquel Shiihara, gerente administrativa da Japan Airlines, empresa presente há 32 anos no Brasil.

A endividada JAL, que anunciou concordata em janeiro e vive um plano de corte de gastos, indicou em abril que uma da rotas internacionais eliminada seria a que une Tóquio a São Paulo, a última da companhia no Brasil.

O fim da rota que liga os dois países faz parte do plano de reestruturação anunciado em abril pela JAL, primeira companhia aérea do Japão, que vai extinguir 45 rotas a partir deste ano, 30 delas domésticas e 15 internacionais, incluindo as que unem Tóquio com São Paulo, Cidade do México, Amsterdã e Milão.

De acordo com a gerente, a companhia tem atualmente dois escritórios em São Paulo: um administrativo e um operacional no Aeroporto de Guarulhos. A executiva não informou quantos funcionários a empresa tem no Brasil.

Protestos

Em agosto, a associação nipo-brasileira Comunidade Japonesa no Brasil entregou ao governo japonês um abaixo-assinado de 12 mil pessoas para pedir que esse voo não fosse cancelado.

A associação presidida por Uehara alega que a rota, criada em 1978, é o único voo direto entre Japão e Brasil, e que tanto os brasileiros residentes no Japão quanto os descendentes de japoneses que vivem no Brasil estão decepcionados com o fim do voo, já que pode romper um vínculo vital entre os dois países.

O Brasil tem a maior comunidade nikkei (imigrantes japoneses) do mundo, com mais de um 1,5 milhão de pessoas, enquanto os brasileiros do Japão representam a terceira maior comunidade estrangeira no país, após chineses e coreanos.

 

http://g1.globo.com/economia-e-negocios/no...-no-brasil.html

Link to comment
Share on other sites

A associação presidida por Uehara alega que a rota, criada em 1978, é o único voo direto entre Japão e Brasil, e que tanto os brasileiros residentes no Japão quanto os descendentes de japoneses que vivem no Brasil estão decepcionados com o fim do voo, já que pode romper um vínculo vital entre os dois países.

 

A maioria dos de/para Japão vem via Europa desde que houve exigência de visto nos States.

 

Link to comment
Share on other sites

olha a Singapore ae gente!!!!!

 

Vai pegar um pedaço dos clientes da JAL e se eu fosse a TAM pegaria......

Link to comment
Share on other sites

a ANA poderia olhar pro mercado brasileiro

 

A parceria entre TAM e ANA permitirá voos diários nos dois sentidos, indo de TAM até Londres, seguindo com a ANA de Londres para Tóquio.

Link to comment
Share on other sites

a ANA poderia olhar pro mercado brasileiro

É...acho que de imediato quem captaliza as operações deixadas pela JAL deverá ser a Emirates, que já está consolidada em nosso mercado e é sem dúivida a melhor opção de quem vai ao oriente. Começo até a acreditar que a Cia. dos Emirados possa iniciar sua propalada rota ao GIG, já que haverá considerável aumento na demanda em GRU que já opera perto dos 90%, ou quem sabe A380 em GRU breve.

Em um segundo momento acho que a Qatar vai captalizar tb e só depois a Singapore que ainda não deu o ar de sua graça em nossas terras.

Link to comment
Share on other sites

Pow, era para eu ter ido prá GRU hoje fotografar o último pouso da JAL por aqui, mas o tempo ruim não me animou.

 

E... caramba, se não me engano, minha avó voou de DC-8 saindo de VCP pro Japão no começo da década de 80. Vou até ver se encontro a passagem dela lá em casa.

Link to comment
Share on other sites

sera que a tam vai abraçar a causa? e colocar um 340 na rota?

Duvido muito! Muito mais provável é a distribuição na Europa pelas companhias da Star.

Link to comment
Share on other sites

olha a Singapore ae gente!!!!!

 

Vai pegar um pedaço dos clientes da JAL e se eu fosse a TAM pegaria......

 

Não entendo como a SIA vai se beneficiar com a saída da JAL, ninguém vai encarar Brasil-XXX-SIN-Japão, quem deve ganhar (não muito) é a Emirates, Qatar e as européias, afinal a JAL só operava aqui 2x por semana.

 

a ANA poderia olhar pro mercado brasileiro

 

A ANA? É uma das empresas mais conservadoras da aviação.

 

 

Não adianta, se uma empresa do Japão ou do Brasil operar esta rota tem que ter uma capilaridade muito grande, code-share no trecho, aeronave sobrando, produto competitivo e, disposição de bancar os custos.

 

Imaginemos que a JAL retorne para o país, ela teria que fazer na escala um hub para as diversas cidades do Japão, p. ex. ela faça NRT-CDG-GRU diário com os B77W, para poder oferecer acesso ao Japão com uma escala, teria que oferecer também KIX-CDG e NGO-CDG, sicronizados com o NRT-CDG-GRU, e em Paris cada perfil de paxs ia para uma cidade: Tokyo (negócios), Nagoya (pessoas que vão trabalhar lá) e Osaka (turismo). Sem contar que precisa de não apenas os paxs do GRU-CDG, mas acordos como GIG-CDG, REC-CDG, CNF-CDG . . .

 

A formação de hubs europeus e americanos que possibilitam inúmeras opções de cidades e horárias e, posteriormente, a ascensão de DXB e DOH como hubs globais acabaram com vôos ultra-longos.

Link to comment
Share on other sites

Senhores,

 

Decolou, com atraso, o JAL 15 às 23h52 LT de GRU. :salute:

 

A aeronave utilizada para o vôo foi a JA8916 que têm a pintura "Yokoso! Japan".

 

Neste momento está passando próximo à Brasília mantendo 360 com 506kts. :check:

 

É uma pena, mas quem sabe um dia ela volte! :rolleyes:

 

Abraços! :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Voo de SP a Tóquio encerrará hoje operações da Japan Airlines no Brasil

Afirmação é de gerente da empresa, que pediu concordata em janeiro.

Plano de reestruturação prevê a extinção de outras 45 rotas.

Ligia Guimarães

Do G1, em São Paulo

 

Um último voo de São Paulo a Tóquio previsto para decolar às 22h55 desta segunda-feira (27) marcará o fim das operações da tradicional empresa aérea japonesa aérea Japan Airlines (JAL) no Brasil, informou uma executiva da empresa ao G1.

"O último voo São Paulo - Tóquio sai hoje à noite. Não temos perspectiva de essa linha voltar a existir", disse ao G1 por telefone Raquel Shiihara, gerente administrativa da Japan Airlines, empresa presente há 32 anos no Brasil.

A endividada JAL, que anunciou concordata em janeiro e vive um plano de corte de gastos, indicou em abril que uma da rotas internacionais eliminada seria a que une Tóquio a São Paulo, a última da companhia no Brasil.

O fim da rota que liga os dois países faz parte do plano de reestruturação anunciado em abril pela JAL, primeira companhia aérea do Japão, que vai extinguir 45 rotas a partir deste ano, 30 delas domésticas e 15 internacionais, incluindo as que unem Tóquio com São Paulo, Cidade do México, Amsterdã e Milão.

De acordo com a gerente, a companhia tem atualmente dois escritórios em São Paulo: um administrativo e um operacional no Aeroporto de Guarulhos. A executiva não informou quantos funcionários a empresa tem no Brasil.

Protestos

Em agosto, a associação nipo-brasileira Comunidade Japonesa no Brasil entregou ao governo japonês um abaixo-assinado de 12 mil pessoas para pedir que esse voo não fosse cancelado.

A associação presidida por Uehara alega que a rota, criada em 1978, é o único voo direto entre Japão e Brasil, e que tanto os brasileiros residentes no Japão quanto os descendentes de japoneses que vivem no Brasil estão decepcionados com o fim do voo, já que pode romper um vínculo vital entre os dois países.

O Brasil tem a maior comunidade nikkei (imigrantes japoneses) do mundo, com mais de um 1,5 milhão de pessoas, enquanto os brasileiros do Japão representam a terceira maior comunidade estrangeira no país, após chineses e coreanos.

 

http://g1.globo.com/economia-e-negocios/no...-no-brasil.html

 

 

Voo direto, tipo assim... sem escala????? Sei não hein!!!!!

Link to comment
Share on other sites

Voo direto, tipo assim... sem escala????? Sei não hein!!!!!

 

Não né .. era NRT-JFK-GRU. Já foi NRT-LAX-GRU .. antes disso não lembro, devia ter mais escalas.

Link to comment
Share on other sites

Triste mesmo...

 

Eu ví o 744 da JAL parado la nem GRU, e a fila do check-in muito grande, aparentemente o voo deveria estar com uma boa ocupação. É triste, mas é a realidade...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade