Jump to content
Sign in to follow this  
CR Flight Report

[FR Especial] Cruzeiro 484

Recommended Posts

Estes relatos de voos amazônicos me comovem, só empresas como o Cruzeiro voariam para o Acre nos anos 80.

 

Mas a Vasp também voava para o Acre.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caramba! Sensacional.... Imagino as boas recordações e saudades que devem ser sentidas por quem trabalhou nessa época nos céus da Amazônia. Lembro de quando criança ter ido algumas vezes no aeroporto de RBR para ver algum conhecido ou parente chegar ou partir no vôo 484. É uma pena que ainda não inventaram a máquina de viajar no tempo, mas quando inventarem...

Share this post


Link to post
Share on other sites

SENSACIONAL!

 

Dá a mim a certeza de ter escolhido a profissão certa!

 

Vou dizer o que aos meus netos? Do meu primeiro voo como tripulante de uma linha aérea num A-320? B-737NG? E-Jet? Talvez!

Mas queria mesmo era falar de um Brega, de um BokoMoko, de um Electra... dos famosos voos das antigas: "MIA da missa", "Vale a pena ver de novo", "Mata-Bicha", "Cariri" e muitos outros!

 

Valeu pelo FR! Parabéns!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Li, reli e há pouco recebi por e-mail de um colega de trabalho e li pela terceira vez. Incansável leitura, dá vontade de continuar lendo, de juntar uns amigos e ficar até longa madrugada ouvindo e contando mais histórias de aviação dourada como essa.

 

A Cruzeiro é algo de muito especial na minha vida. Nunca voei na Cruzeiro, nunca nem estive dentro ou perto (terraço de aeroporto não conta) de um avião da Cruzeiro. Meu avô, uns tios e meu pai foram funcionários de terra da Cruzeiro em Boa Vista e, depois, no Rio. Meu pai, agora publicitário, conta até hoje histórias dessa "família", coisas deliciosas de se ouvir, relatos emocionados de uma época que nunca vai voltar... ele saiu da Cruzeiro e da aviação antes da fusão com a Varig. Cansou, saiu fora, mas tem saudades. Nasci depois disso, nunca nem vi meu pai indo pro aeroporto pra trabalhar, só pra viajar. E agora só tem uma explicação pra minha paixão pela aviação: DNA. E a Cruzeiro é a responsável por isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meu tio foi aeroviário da Cruzeiro no Salgado Filho de 1972 até "um dia antes da compra pela Varig", como ele diz... Poderia ter ficado, mas saiu, e acho que até hoje se arrepende. Suas histórias injetaram o aerococus em mim e até hoje falamos de aviação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara, que isso.. que sensacional!!

 

E realmente, comparar com a aviação de hoje que é tudo igual mas diferente!

o Rondelli ainda nos brinda em alguns momentos, ainda tem Sagu em POA..

Ainda existe voos Mata-Bixa haha tipo o Rally dos Sertoes (que Graças a Deus foi quebrado no meio) fazendo REC-FOR-SLZ-BEL-STM-MAO (eu acho)

o Inacio existe, e tem história pra contar!

 

O Tropical deve ter perdido um pouco da agitação com a saída da TAM, bom.. eu pelo menos pude pernoitar uma unica vez, 12 horinhas de pernoite =(

 

de resto, é outra aviação... ALL STARS pra esse topico

Share this post


Link to post
Share on other sites

Flight Report é outra coisa. Isso aí é um merecido e digno capítulo de livro, o qual espero que um dia venha a existência pelas mãos do mesmo autor!

 

Enquanto isso, vou me emocionando ao lembrar dos inúmeros voos quando criança entre BSB e SLZ nos saudosos SC 256/257...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parabéns!!! Relato Fantástico!!!!!!!! E me tocou ainda mais, por ter sido na Cruzeiro o meu primeiro voo em um 727 para SSA.

 

Abracos

Velvet

Share this post


Link to post
Share on other sites
Meu pai era despachante de vôo da Varig/Cruzeiro nos anos 80 no nordeste, tive a grata satisfação de fazer um vôo no cockpit do 737-200 num vôo entre juazeiro do norte e Fortaleza, se não me engano era o RG 328, que para minha surpresa era operado naquele dia pelo saudoso PP - CJN. Um fato muito marcante no nordeste é que havia um comentário meio engraçado em relação às aeronaves da cruzeiro, o povo dizia que eram mais velhas. Sempre rí dessa falácia.!!!!
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muitoooo bom! Como sou Acreano esse relato me remeteu a infância! Viajei várias vezes no 484!

O meu tio, Jorge Carlos, inclusive trabalhou no despacho Cruzeiro e posteriormente na VASP em RBR nessa época! Ele contava muitas histórias das festas e confraternizações com os tripulantes!

Parabéns!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acabou de cair uma lagrima....

 

 

Meu amigo. Nao sei o seu nome, mas pelo que vc escreveu gostaria de chama-lo assim.

 

Pela primeira vez fiquei realmente emocionado com um texto aqui no CR. Eu vivi essa epoca de ouro da aviação mas como passageiro. Foram vairas as vezes que voei pela SC, principalmente fazendo o SC300-301 . Fora os voos pela RG, o 330-331. Cara, vc me fez voltar no tempo. Mergulhei no texto e so parei quando, JURO, me caiu uma lagrima. Lagrima de saudade.

 

O Road disse que lamentava ter nascido na epoca errada. Eu lamento nao ter sido aviador, mesmo com todas as dificuldades da profissão. Road, realmente, vc, como muitos de nos aqui, nasceu na epoca errada. A epoca de ouro, mesmo, da aviação infelizmente acabou. Voar hoje é como tomar um onibus. Deixou de ter glamour. Deixou de ter magia.

 

Meus amigos, por varias vezes, como disse acima, fiz o RG331. Cito esse voo pra vcs terem ideia de como era magico:

 

 

REC-CGH

 

Decolagem as 17:50, 18hr, normalmente nao atrasava, visto que a acft chegava como RG342 a tarde e boiava até essa hora. Com o sol se pondo em REC, coisa mais linda...

 

A acft?? 727-100

 

serviço de bordo parecia voo internacional, com talher de prata (JURO), louça, whiskey (obvio que nao bebia na epoca), vinho e 2 opções de pratos quentes. Fora de qualquer cogitação isso hoje, mesmo em voos internacionais, em classe economica (nao havia nem C ou F no 727)

 

Atendimento das cms era algo espetacular

 

Sempre, SEMPRE, o cmt me deixava pousar na cabine, no jump (ser adolescente, louco declarado por aviação, tem dessas vantagens...)

 

Ahh, o pouso... A noite, umas 21:10, em CGH, é algo que jamais me esquecerei!! Todas aquelas luzes, todo o trabalho manual do cmt, aquela movimentação.... e quando abria a porta da acft, em troca do calor de REC, um friozinho legal de SP e o bonus mais do que especial: o barulho das Allisons do Electra junto com o cheiro de Qav....

 

 

 

É por isso, amigo, que jamais me esquecerei dessa época. É por isso, amigo, que vc me fez verter uma lagrima agora...

 

 

Obrigado, muito obrigado

 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

muito bom :salute:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu fiz esse voo pinga-pinga de Congonhas até o Eduardo Gomes em 1981, a caminho de São Gabriel da Cachoeira-AM, mas foi num 727 ;)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desde que abriu este fórum "Recordar é viver" e o FR do Cruzeiro 484 tinha prometido para eu mesmo reler novamente. E depois de 2 anos, ainda sinto que estou dentro do vôo, em algum lugar dos anos 80, onde os aeroportos eram mais calmos, tripulantes de concorrentes se reuniam para um bom papo, marcar jogos ou até mesmo falar do trabalho. A conversa com o DOV, a ausência de recursos onde tinha que usar a criatividade. Enfim outros tempos . . .

 

Todavia, o difícil mesmo foi um dia acordar e descobrir que não somente os números conhecidos de vários vôos não existiam mais, porque também foram juntos, desaparecendo como o sol num final de tarde, o QD da Transbrasil, o VP da Vasp, o RG da Varig e o SC do "Syndicato Condor".

 

Isso foi o fim de uma era, a Cruzeiro foi o desaparecimento mais digno. Mas o restante foi duro de acreditar que até ontem elas voavam . . .

 

E também ao reler o tópico, descobri que o SC é de Syndicato Condor e não como Southern Cross como eu imaginava . . .

 

Novamente Parabéns ao autor do FR que me proporcionou ir aos anos 80 mentalmente. :rev:

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fantástico relato!!!... Qué buena compañía aérea fue la Cruzeiro do Sul. Tuve la oportunidad de volar con el A300 de SC en la ruta ASU-IGU-CGH-GIG a comienzos de los años 80, operaba como vuelo de la Varig...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Putz !!!!!!!!!!!!! fiz muito esse vôo, não pela Cruzeiro mais pela Pioneira, nós começavamos dando Bom dia e terminávamos dando Boa Noite, na minha época esse vôo terminava em GRU e depois faziamos conexão com o RG392 ( geralmente de extra ) que vinha de VIX para o GIG bons tempos. Parebéns ..............

Share this post


Link to post
Share on other sites

Espetacular este FR!

 

Quando menino, eu gostava de olhar os horários de voos no Guia Panrotas. Isso foi na década de 80.

Ficava horas vendo os trilhos de cada cia. aérea. E me chamavam a atenção esses voos amazônicos da SC e da VP.

SC 484/485, VP 382/383, que faziam ligação Sudeste-Norte via CGR, CGB, PVH, RBR. Havia os voos da SC para CZS, TFF, TBT.

Sempre tive curiosidade como seriam esses voos pela Amazônia e foi uma boa surpresa ler este FR.

 

Parabéns ao autor!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...