Jump to content

Governo nega preocupação com estágio de obras em aeroportos


Brazil Express

Recommended Posts

Depois de uma reunião fechada na manhã desta sexta-feira, no Ministério do Planejamento, em Brasília, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, negou que o governo esteja preocupado com o andamento das obras nos aeroportos das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Bittencourt defendeu o cronograma de reformas e disse que, na visão do governo, ele está adequado.

 

O ministro da Aviação Civil - secretaria criada pela presidente Dilma Rousseff - se reuniu por cerca de uma hora com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o presidente da Infraero, Gustavo Valle, e o ministro do Esporte, Orlando Silva.

 

A reunião aconteceu no dia seguinte à divulgação de um relatório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que alertou: dez dos 13 aeroportos das cidades-sede da Copa 2014 não estarão prontos a tempo do mundial.

 

Apesar disso, Bittencourt negou que o levantamento foi abordado na reunião. "A gente não estava discutindo o relatório do Ipea. Na nossa visão, o cronograma de obras está adequado. Vamos adequar os aeroportos que já existem e também tomar outras medidas para atender à demanda, mas não posso falar quais são ainda porque esta é uma reunião preparatória para as demais", disse.

 

Estudo do Ipea

 

Na quinta, o Ipea divulgou uma nota técnica com um levantamento dos aeroportos que devem passar por obras para comportar a quantidade de turistas que a Copa do Mundo em 2014 vai atrair para o Brasil.

 

Segundo o estudo do instituto, dez dos 13 aeroportos das cidades-sede que precisam ser reformados não ficarão prontos a tempo da Copa 2014. De acordo com o levantamento, as obras nos aeroportos de Manaus (AM), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Guarulhos e Campinas (SP), Salvador (BA) e Cuiabá (MT) ainda estão na fase de elaboração dos projetos e, por isso, devem ficar prontos só daqui a 92 meses, período que corresponde a mais de sete anos e meio.

 

Os terminais de passageiros de Confins (MG) e Porto Alegre (RS) já estão com os projetos prontos e, por isso, terão as obras concluídas mais cedo - ainda assim não será a tempo para a Copa. De acordo com o levantamento, as reformas nesses aeroportos deverão levar 80 meses, ou seis anos e meio, para ficarem prontas.

 

Dos dez aeroportos em situação crítica, o pior deles é o de Natal, no Rio Grande do Norte. Será necessário construir um novo prédio e, de acordo com dados fornecidos pela Infraero, não há previsão para o fim das obras. Segundo o Ipea, não há tempo hábil para terminar as obras de um novo aeroporto a tempo do Mundial.

 

Por:Luciana Cobucci

 

 

http://esportes.terra.com.br/futebol/brasi...aeroportos.html

 

Att, :thumbsdown_still: :thumbsdown_still: :thumbsdown_still: :thumbsdown_still:

 

 

Link to comment
Share on other sites

Que eles não estão preocupados todo mundo já sabe, visto o descaso que estão tendo com o assunto. Que venha 2014 :Brazil:.

 

double-facepalm.jpg

 

 

É mais ou menos isso, a logomarca da Copa 2014: a mão cobrindo o rosto, da vergonha que vamos passar! :unsure:

Link to comment
Share on other sites

Cadê o menino, Mgmotta ou algo assim, que disse que o tal Wagner era competente, até que se provasse o contrário.

 

Funcionário público desde 76 vai arregaçar as mangas e trabalhar no ritmo e urgência que o setor precisa? Quem acreditava nisso?

 

Mais um do mesmo buraco de onde saíram todos os outros.

 

Rafael

Link to comment
Share on other sites

É mais ou menos isso, a logomarca da Copa 2014: a mão cobrindo o rosto, da vergonha que vamos passar! :unsure:

 

Na verdade é uma cobrindo o rosto e as outras duas "embolsando" o dinheiro !!!

 

Nunca antes na história desse país fizeram uma logomarca para um evento com a capacidade de prever o futuro !!!

 

abs

Link to comment
Share on other sites

'Não vamos passar vergonha', diz ministra sobre aeroportos.

 

Segundo ministra do Planejamento, Miriam Belchior, Brasil vai 'fazer bonito'. Ela diz que considera contribuição do Ipea, mas tem 'outros parâmetros'.

 

Alexandro Martello

Do G1, em Brasília

 

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, disse nesta sexta-feira (15) ter "confiança" de que o Brasil não vai "passar vergonha" com os aeroportos na Copa de 2014. "Como sempre, o Brasil vai fazer bonito", acrescentou ela.

 

A avaliação foi feita após o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) alertar, nesta quinta-feira (14), que ao menos 9 dos 13 aeroportos brasileiros que estão em obras para a Copa de 2014 não devem estar prontos a tempo de receber o evento.

 

"Consideramos todas as contribuições para o assunto. Temos outros parâmetros. Mas achamos importante ver outros olhares sobre o tema", disse a ministra sobre o estudo do Ipea.

 

Ela participou nesta sexta-feira pela manhã de uma reunião sobre as obras previstas nos aeroportos brasileiros. Ao fim do encontro, o ministro Wagner Bittencourt de Oliveira, da Secretaria de Aviação Civil, afirmou que as obras em aeroportos para atender ao crescimento da demanda previsto com a Copa do Mundo estão no "cronograma adequado", mas que mesmo assim o governo estuda maneira de acelerá-las.

 

A ministra do Planejamento lembrou que o governo criou uma secretaria especial, com "status" de ministério, justamente para tratar dos aeroportos brasileiros. Além disso, lembrou ela, também trocou a equipe da Infraero.

 

"A presidenta fez duas reuniões sobre o assunto na semana passada e nos deixou uma lição de casa para lhe apresentar na volta, na semana que vem. A reunião desta manhã foi para verificar como está a lição de casa", disse Belchior.

 

De acordo com ela, a presidente Dilma Rousseff pediu ao novo presidente da Infraero e ao novo ministro que trabalhassem nos aeroportos da Copa do Mundo, principalmente naqueles que têm uma movimentação maior de passageiros.

 

"Claro que a preocupação dela [presidente Dilma] não é só com a Copa. Todos sabemos como vem crescendo a demanda que a gente tem no setor. A preocupação não é só com 2014. É com 2011, 2012 e 2013. O que está sendo elaborado é que medidas emergenciais, e de médio e longo prazo, podemos tomar para garantir o equacionamento do setor", declarou a ministra.

 

Segundo Miriam Belchior, os aeroportos brasileiros têm problemas de "várias naturezas", inclusive do aumento da demanda. "O país vive um outro momento, e todas instituições precisam se adaptar a esse momento. É o custo do nosso sucesso. Acreditamos que, para a Copa, boa parte conseguiremos resolver com estruturas permanentes", afirmou.

 

Ela lembrou ainda ter visto muitas notícias sobre a Alemanha e sobre a África do Sul antes da realização da Copa do Mundo nesses países, e disse que este tipo de "especulação é natural". "Os dirigentes da Fifa tinham uma opinião [no passado] e agora já mudaram. É natural esse tipo de preocupação. Vamos trabalhar com estados e municípois para garantir que se realizem", concluiu a ministra.

 

http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/...aeroportos.html

:bandeirabranca: :bandeirabranca: :bandeirabranca:

Link to comment
Share on other sites

Cadê o menino, Mgmotta ou algo assim, que disse que o tal Wagner era competente, até que se provasse o contrário.

pois é!

de qualquer forma agora ele nao só provou como não é competente como é fanfarao também!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade