Jump to content

Ministro desqualifica estudo sobre atraso nos aeroportos


Cassio.Fernandes

Recommended Posts

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) desqualificou nesta terça-feira estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), órgão ligado à Presidência da República, que apontou que as obras em nove dos 14 aeroportos de cidades sedes da Copa-2014 não ficarão prontas até o evento.

 

Carvalho disse que a pesquisa foi assinada por um pesquisador que não representa a voz oficial do instituto nem do governo e foi realizada em cima de recortes de jornais. Detalhe, o estudo foi assinado por dois pesquisadores.

 

O ministro afirmou ainda que "não há desespero", mas preocupação natural do governo com a conclusão das obras.

 

"Não foi o Ipea [que fez o estudo]. Foi um pesquisador que juntou recortes de jornais para fazer esse pronunciamento. Não representa a posição do Ipea nem do governo. Estamos preocupados em realizar tudo dentro do previsto. Não há desespero nem nenhuma dúvida de que daremos conta. O Brasil vai fazer uma copa bem organizada", disse.

 

A ministra Miriam Belchior (Planejamento) também atacou os dados do Ipea. "O estudo do Ipea tem um ponto de vista contra o qual nós temos outros dados para brigar com isso. O mais importante é o seguinte: o país inteiro está preocupado com o tema e vai se empenhar para que o Brasil tenha um excelente desempenho na Copa do Mundo".

 

Segundo Carvalho, é provável que o cronograma das obras seja acelerado. O ministro disse ainda que outros países que sediaram a Copa enfrentaram problemas em grandes obras, mas conseguiram realizar os eventos.

 

Para o ministro, previsões pessimistas são de setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata. Carvalho lembrou ainda que o Brasil enfrentou problemas com os Jogos Panamericos de 2007 no Rio de Janeiro que serviram de "aprendizado".

 

"Tem gente apostando em desgraças, mas já demonstramos competência. Há certos setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata de que não podemos fazer coisas bem feitas.

 

O ministro disse que o Brasil fará uma Copa com inovações, uma Copa orgânica com preocupação ambiental, trazendo a juventude para trabalhar no evento e promovendo inclusão social.

 

O governo ainda negocia um pacto com sindicatos e empresários para um novo marcoregulatrorio para a construção civil estabelecendo critérios para evitar paralisações e greves em grandes obras.

 

Fonte : http://www1.folha.uol.com.br/esporte/90470...eroportos.shtml

 

Infelizmente esse é o Brasil :thumbsdown_still:

Link to comment
Share on other sites

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) desqualificou nesta terça-feira estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), órgão ligado à Presidência da República, que apontou que as obras em nove dos 14 aeroportos de cidades sedes da Copa-2014 não ficarão prontas até o evento.

 

Carvalho disse que a pesquisa foi assinada por um pesquisador que não representa a voz oficial do instituto nem do governo e foi realizada em cima de recortes de jornais. Detalhe, o estudo foi assinado por dois pesquisadores.

 

O ministro afirmou ainda que "não há desespero", mas preocupação natural do governo com a conclusão das obras.

 

"Não foi o Ipea [que fez o estudo]. Foi um pesquisador que juntou recortes de jornais para fazer esse pronunciamento. Não representa a posição do Ipea nem do governo. Estamos preocupados em realizar tudo dentro do previsto. Não há desespero nem nenhuma dúvida de que daremos conta. O Brasil vai fazer uma copa bem organizada", disse.

 

A ministra Miriam Belchior (Planejamento) também atacou os dados do Ipea. "O estudo do Ipea tem um ponto de vista contra o qual nós temos outros dados para brigar com isso. O mais importante é o seguinte: o país inteiro está preocupado com o tema e vai se empenhar para que o Brasil tenha um excelente desempenho na Copa do Mundo".

 

Segundo Carvalho, é provável que o cronograma das obras seja acelerado. O ministro disse ainda que outros países que sediaram a Copa enfrentaram problemas em grandes obras, mas conseguiram realizar os eventos.

 

Para o ministro, previsões pessimistas são de setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata. Carvalho lembrou ainda que o Brasil enfrentou problemas com os Jogos Panamericos de 2007 no Rio de Janeiro que serviram de "aprendizado".

 

"Tem gente apostando em desgraças, mas já demonstramos competência. Há certos setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata de que não podemos fazer coisas bem feitas.

 

O ministro disse que o Brasil fará uma Copa com inovações, uma Copa orgânica com preocupação ambiental, trazendo a juventude para trabalhar no evento e promovendo inclusão social.

 

O governo ainda negocia um pacto com sindicatos e empresários para um novo marcoregulatrorio para a construção civil estabelecendo critérios para evitar paralisações e greves em grandes obras.

 

Fonte : http://www1.folha.uol.com.br/esporte/90470...eroportos.shtml

 

Infelizmente esse é o Brasil :thumbsdown_still:

 

 

Estes caras não sabem o que falam.

 

Só voam em aviões do GTE e só embarcam pelas areas militares. Eles não conhecem aeroporto. :thumbsdown_still:

Link to comment
Share on other sites

A beleza da Internet é relatório do IPEA está disponível para que qualquer um possa ver com os próprios olhos:

 

http://www.ipea.gov.br/portal/images/stori...nt005_diset.pdf

 

Recomendo a todos os interessados uma leitura do mesmo. É um atestado irrefutável da incompetência no trato da questão da infraestrutura aeroportuária, elaborado pelo próprio governo. Um aperitivo:

 

"As conclusões são alarmantes. As obras no aeroporto de Manaus, por exemplo,

cujo prazo de conclusão é dezembro de 2013, conforme a tabela 7, ainda estavam na

etapa de projetos em 2010. Se tudo ocorrer dentro dos prazos médios observados no

Brasil, conforme a tabela 9, as obras só ficarão prontas daqui a sete anos, em 2017,

depois da Copa. O prazo estimado de conclusão das obras de cada um dos 13 aeroportos

incluídos no plano de investimentos da Infraero para a Copa de 2014 é o que segue:

 

1 - As obras nos terminais dos aeroportos de Manaus-AM, Fortaleza-CE,

Brasília-DF, Guarulhos-SP, Salvador-BA, Campinas-SP e Cuiabá-MT, por

estarem na etapa de elaboração de projeto, deverão levar em torno 92 meses,

ou mais de sete anos e meio para suas conclusões. Logo, não estariam

prontas até a Copa de 2014;

 

2 - As obras nos terminais de passageiros dos aeroportos de Confins-MG e

Porto Alegre-RS como já estão com projeto pronto, deverão levar

aproximadamente 80 meses, ou mais de seis anos e meio. Logo, não deverão

ficar prontas até a Copa de 2014;

 

3 - As obras em Curitiba-PR estão em licitação, o que deve demandar algo em

torno de 42 meses, ou três anos e meio. Logo, apresentam condições de

estarem prontas em junho de 2014, se tudo der certo e as obras começarem

em janeiro de 2011;

 

4 - O aeroporto do Galeão-RJ já está em obras e ele está numa situação

operacional adequada, conforme a tabela 5;

 

5 - As obras do novo aeroporto de Natal-RN não têm previsão de conclusão,

conforme dados da Infraero. De qualquer forma, um novo aeroporto em

Natal não ficaria pronto antes da Copa de 2014;

 

6 - As obras no aeroporto de Recife-PE se referem apenas à construção de uma

torre de controle.

 

Constata-se uma situação preocupante, uma vez que os prazos estimados pela

Infraero dificilmente serão cumpridos. Dos 13 aeroportos com obras para a Copa de

2014, conclui-se que nove não terão condições de finalizar seus empreendimentos a

tempo de receber o evento. Além disso, o aeroporto de Curitiba só estará apto a tempo

de atender à Copa do Mundo se não houver qualquer atraso no cronograma previsto.

Deve-se ressaltar que este estudo considera que as obras em pistas, pátios e módulos

provisórios nos aeroportos têm, ainda, tempo hábil para serem concluídas até o evento

de 2014."

Link to comment
Share on other sites

Que belo governo temos. A situação dos aeroportos tão calamitosa, que qualquer um percebe. Daí vem estudos mostrando e identificando os problemas e qual a atitude dos governantes? Desqualificar a pesquisa e achar que tudo caminha maravilhosamente bem. Esse ministro tem potencial para ser presidente da Infraero, já que o ocupante do cargo é incapaz de perceber a calamidade que isso se tornou.

 

O governo do PT é especialista em discursos e deficitário em ações.

Link to comment
Share on other sites

Segundo Carvalho, é provável que o cronograma das obras seja acelerado. O ministro disse ainda que outros países que sediaram a Copa enfrentaram problemas em grandes obras, mas conseguiram realizar os eventos.

 

 

"Tem gente apostando em desgraças, mas já demonstramos competência. Há certos setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata de que não podemos fazer coisas bem feitas.

 

 

 

Quem mora na cidade do Rio, sabe qual foi a "competência " do governo no pan.Tivemos até "feriado municipal", para tirar o povo das ruas, e evitar os transtornos do transito.

 

Por outro lado é tudo que as empreiteiras querem, quanto mais atrasado o cronograma, mais caro sairão as obras, que nem no pan, em que um orçamento de milhões, parou na casa do bilhão.

Hoje na band news, escutei uma reportagem, em que os representantes dos hoteleiros de SP, se diziam satisfeitos, pois com os shows do U2, os hoteis da cidade ficaram lotados, com quase 100% de lotação. Imaginem na copa ou nas olimpiadas, como será ???

Link to comment
Share on other sites

Por favor, avisem ao Sr.Ministro e primeiro serviçal de Lula, Gilberto Carvalho, que independendemente da ocorrência dos eventos esportivos vindouros, nosso sistema aeroportuário já se encontra em estado de caos. As manifestações somente não ocorrem, por ser o brasileiro um povo pacífico por natureza e com tendencias a aceitar o que despotas de plantão enfiam goela abaixo da população.

Gilberto Carvalho além de dissimulado, mostra tb sua face vassala, repetindo insistentemente o que outros irresponsáveis tentam colar na mídia. "Complexo de vira-latas" pra mim, tem é quem fica propagando o próprio.

Ontem Arnaldo Jabor deu um verdadeiro show com seus comentários na série aeroportos do Jornal da Globo. A camarilha precisa entender que sem o setor privado, essas obras não vão sair, mesmo que o Estado esteja cheio de "boa vontade", o que pode trazer mais problemas ainda.

 

Chega de propaganda enganosa!! Contra fatos não existem argumentos.....

 

Os aeroportos brasileiros já passaram do limite. Quanto a isso, alguma normalidade, pois o país tem crescidos a taxas elevadas nos últimos anos e os investimentos no setor foram tímidos, pra não dizer irresponsáveis. Mas o que incomoda é a tranquilidade com que os mandatários do país tratam uma situação grave.

Link to comment
Share on other sites

é tudo um grande teatro! ou seria circo!

governo atrasa obra, o ipea fala que a coisa ta feia.

o governo libera obras emergenciais sem licitação e a grana corre solta.

governo no final do processo inalgura umas porcarias caindo aos pedaços que vao durar poucos anos.

sai como heroi da historia pq resolveu o grande problema que ele mesmo causou.

 

o povo idiota acredita, e o povo inteligente que nao acredita e minoria e nao decide quem ganha as proximas eleiçoes e ainda paga a conta!

Link to comment
Share on other sites

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) desqualificou nesta terça-feira estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), órgão ligado à Presidência da República, que apontou que as obras em nove dos 14 aeroportos de cidades sedes da Copa-2014 não ficarão prontas até o evento.

 

Carvalho disse que a pesquisa foi assinada por um pesquisador que não representa a voz oficial do instituto nem do governo e foi realizada em cima de recortes de jornais. Detalhe, o estudo foi assinado por dois pesquisadores.

 

O ministro afirmou ainda que "não há desespero", mas preocupação natural do governo com a conclusão das obras.

 

"Não foi o Ipea [que fez o estudo]. Foi um pesquisador que juntou recortes de jornais para fazer esse pronunciamento. Não representa a posição do Ipea nem do governo. Estamos preocupados em realizar tudo dentro do previsto. Não há desespero nem nenhuma dúvida de que daremos conta. O Brasil vai fazer uma copa bem organizada", disse.

 

A ministra Miriam Belchior (Planejamento) também atacou os dados do Ipea. "O estudo do Ipea tem um ponto de vista contra o qual nós temos outros dados para brigar com isso. O mais importante é o seguinte: o país inteiro está preocupado com o tema e vai se empenhar para que o Brasil tenha um excelente desempenho na Copa do Mundo".

 

Segundo Carvalho, é provável que o cronograma das obras seja acelerado. O ministro disse ainda que outros países que sediaram a Copa enfrentaram problemas em grandes obras, mas conseguiram realizar os eventos.

 

Para o ministro, previsões pessimistas são de setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata. Carvalho lembrou ainda que o Brasil enfrentou problemas com os Jogos Panamericos de 2007 no Rio de Janeiro que serviram de "aprendizado".

 

"Tem gente apostando em desgraças, mas já demonstramos competência. Há certos setores da sociedade que não venceram o complexo de vira-lata de que não podemos fazer coisas bem feitas.

 

O ministro disse que o Brasil fará uma Copa com inovações, uma Copa orgânica com preocupação ambiental, trazendo a juventude para trabalhar no evento e promovendo inclusão social.

 

O governo ainda negocia um pacto com sindicatos e empresários para um novo marcoregulatrorio para a construção civil estabelecendo critérios para evitar paralisações e greves em grandes obras.

 

Fonte : http://www1.folha.uol.com.br/esporte/90470...eroportos.shtml

 

Infelizmente esse é o Brasil :thumbsdown_still:

 

 

Pista de terra e terminal de sape...! :thumbsdown_still:

Link to comment
Share on other sites

O ministro Gilberto Carvalho tão somente repete a tática stalinista da Camarilha: " Uma mentira repetida muitas vezes, torna-se verdade".

 

Esses caras são uma piada! Mas diga-se de passagem, com muita sorte, até agora.

 

Intependente dos eventos esportivos, já chegamos a saturação de vários termnais pelo país a pelo menos tres anos.

 

Vejam bem a ilustração dos casos mais graves:

 

GRU - Capacidade 16 milhões pax/ano - opera 26 milhões pax/ano

BSB - Capacidade 08 milhões pax/ano - opera 14 milhões pax/ano

 

VIX parece ter situação pior, assim como GYN, mas não tenho os numeros.

 

Não precisamos de muita técnica para observarmos o óbvio. E o ministro vem em público, da altura de sua "otoridade" e desqualifica um instituto de pesquisas com credibilidade para nos fazer crer o impossível, que a situação está sob controle....Não está.

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu detesto essa forma de se defender desqualificando outros. Eta cultura de merd@ essa, tão presente nesse país. Esses caras precisam aprender a pensar, se comunicar e principalmente, admitir a sua incompetência. Em países sérios, isso era motivo para renúncia.

 

Mas em um país que até pouco tempo atras o presidente dizia que 51 dividido por dois era igual a meio litro, é de se esperar qualquer coisa.

Link to comment
Share on other sites

toda essa paquiderme tem, no fundo, algum interesse por trás... tem alguma coisa em silencio por parte dos governantes e pessoal da Infrearo em nao enfiar a mao no bolso ! :coolface: :bigode: :ph34r: :Brazil:

Link to comment
Share on other sites

Quero mais que o Brasil passe uma vergonha mundial em 2014 e 2016, para mostrar ao mundo quem é a banda podre do Brasil. Não sei de planejamento de obras e tal, mas eu acho que é quase impossível reduzir uma execução de 8 anos para 3, mantendo a mesma qualidade. Se conseguirem, que o Brasil vire case para o mundo, engulo minhas palavras e viro ufanista e praticamente um Policarpo Quaresma.

 

Só para verem o caso do Aeroporto Incheon de Seul. Quanto tempo demoraram para construir o aeroporto do zero.

 

http://en.wikipedia.org/wiki/Incheon_International_Airport

 

E o caso do aeroporto de Cingapura Changi

http://en.wikipedia.org/wiki/Singapore_airport

 

3 anos, acho que só dá para fazer um puxadinho e olhe lá. Se for parar para pensar desse jeito... que se eespalhem as gambiarras.

Link to comment
Share on other sites

Quero mais que o Brasil passe uma vergonha mundial em 2014 e 2016, para mostrar ao mundo quem é a banda podre do Brasil. Não sei de planejamento de obras e tal, mas eu acho que é quase impossível reduzir uma execução de 8 anos para 3, mantendo a mesma qualidade. Se conseguirem, que o Brasil vire case para o mundo, engulo minhas palavras e viro ufanista e praticamente um Policarpo Quaresma.

 

Só para verem o caso do Aeroporto Incheon de Seul. Quanto tempo demoraram para construir o aeroporto do zero.

 

http://en.wikipedia.org/wiki/Incheon_International_Airport

 

E o caso do aeroporto de Cingapura Changi

http://en.wikipedia.org/wiki/Singapore_airport

 

3 anos, acho que só dá para fazer um puxadinho e olhe lá. Se for parar para pensar desse jeito... que se eespalhem as gambiarras.

 

desculpem pelo flood.

 

Quanto a demora, não precisam fazer uma ampliação e/ou reforma cheias de detalhes e nove horas pra ficar igual ao aeroporto de Recife.

Como ja disse um outro amigo aqui do forum, que façam uma estrutura boa e confortavel e que de conta da demanda, não precisamos de "Pratarias", somente isto esta Otimo!

 

Nosso governo investe onde não precisa, e não investe onde precisa.

Viva os Aeroshoppings!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Link to comment
Share on other sites

desculpem pelo flood.

 

Quanto a demora, não precisam fazer uma ampliação e/ou reforma cheias de detalhes e nove horas pra ficar igual ao aeroporto de Recife.

Como ja disse um outro amigo aqui do forum, que façam uma estrutura boa e confortavel e que de conta da demanda, não precisamos de "Pratarias", somente isto esta Otimo!

 

Nosso governo investe onde não precisa, e não investe onde precisa.

Viva os Aeroshoppings!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Concordo totalmente com voce. Se tivermos uma estrutura confortável com os MOP´s (Pelas fotos eles são bastante confortáveis) em carater EMERGENCIAL tudo bem. Vai dar conta da demanda e resolver o problema na copa. O problema é se os MOP´s virarem permanentes, ora se até o Paraguay tem um aeroporto com arquitetura decente por que nós não podemos ter ??

Link to comment
Share on other sites

Concordo totalmente com voce. Se tivermos uma estrutura confortável com os MOP´s (Pelas fotos eles são bastante confortáveis) em carater EMERGENCIAL tudo bem. Vai dar conta da demanda e resolver o problema na copa. O problema é se os MOP´s virarem permanentes, ora se até o Paraguay tem um aeroporto com arquitetura decente por que nós não podemos ter ??

Não conheço nada neste país que tenha caráter provisório e que no fim não se torne definitivo. Esse é o perigo.

 

Vejo os MOPs como solução imediata de curtíssimo prazo(ontem), mas não ha como fugir de um planejamento muito bem elaborado e investimentos maciços de médio prazo(eventos esportivos) em nosso sistema aeroportuário. Sob pena de comprometimento do crescimento do país. O governo investe na celeuma do "passsar" ou "não passar" vergonha na Copa do Mundo de futebol, mas no fundo, o que está em jogo é o futuro de nossa economia. Um país que quer se colocar entre as cinco maires potencias do mundo não pode ignorar um tema tão relevante como a mobilidade de seus produtos e cidadãos.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade