Jump to content

E o "trenzinho" que ia ligar SP a GRU ?


sky2000

Recommended Posts

Que a turma dos PTs não entendem de gestão isso é fato comprovado, porém a turma dos TUCANOS não deixam nada a desejar no estado de SP, também são péssimos administradores, o "trenzinho" que ia ligar o centro de SP a GRU parece que não vai dar em nada. O "metrozinho" ate Congonhas não sai mais também.

 

Isso é ou não é má administração ??? Se todo mundo sabe que precisa de um meio de transporte publico decente na porta dos aeroportos !! Mas aqui na republica de bananas os gestores não pensam assim.

 

Sabe porque ??

 

Primeiro - Porque as "autoridades, deputados, vereadores, governadores, prefeitos, etc, etc" NÃO PEGAM "buzão" no ponto na porta de aeroporto.

Segundo - Porque as "autoridades, deputados, vereadores, governadores, prefeitos, etc, etc" NÃO PAGAM do seu nobre bolso despesas de taxi

Terceiro - Porque as "autoridades, deputados, vereadores, governadores, prefeitos, etc, etc" NÃO PAGAM despesas de estacionamento do seu nobre bolso.

 

Enquanto isso nós TROUXAS pagadores de impostos, temos que comer o pão que o diabo amassou para se locomover. Isso é uma "PALHA ASSADA"

Link to comment
Share on other sites

 

São todos farinhas do mesmo saco (PT, PSDB, DEM, PC, etc).

 

canova, não me entenda como se estivesse defendendo eles - ao contrário! Mas as autoridades não constroem transporte público DESCENTE para os aeroportos por que só pegam táxi ou usam aviões executivos.

 

O problema é a cooperação entre eles. Veja, por mais que o Governo Federal anunciava que ampliaria VCP, o Governo Estadual emperrava a aprovação do Licença Ambiental. Por que? "Ah se partido X fizer o trem ele vai ganhar votos, e nos que apenas colaboramos, nada", o do Expresso Aeroporto a mesma coisa, ainda pior, por que falta de sintonia, enquantno o SP anuncia que iria trem, Brasília fala que o trem-bala passará lá! Ai fica nesta lenga-lenga e nada sai!

Link to comment
Share on other sites

o monotrilho de congonhas nao saiu até agora por total incopetencia do psdb isso é fato!

quanto ao trem até guarulhos, ai a culpa já nao é do psdb, e sim do pt, que nao decide e nao fecha o traçado do TAV.

Link to comment
Share on other sites

quanto ao trem até guarulhos, ai a culpa já nao é do psdb, e sim do pt, que nao decide e nao fecha o traçado do TAV.

 

Acho que não, o projeto do trem expresso já tem pelo menos uns 20 anos. Nada tem a ver com o projeto do TAV. Inclusive tinha uma placa em frente a um prédio ao lado da via de saída do terminal 2 de GRU com os dizeres: "Futura estação do Metrô". Acho que ou a placa caiu ou ficaram com vergonha em mantê-la ali.

 

Dá uma lida nesta notícia de 31/08/2006. Há 5 anos atrás diziam que tudo estaria pronto em 2009.

 

http://oglobo.globo.com/sp/mat/2006/08/31/285498830.asp

Trem para Cumbica já tem data para sair do papel

Plantão | Publicada em 31/08/2006 às 19h19m

 

Wagner Gomes, O Globo Online SÃO PAULO - O projeto de um trem ligando o centro da capital (da estação Barra Funda) até o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, já tem data para sair do papel. Se tudo correr sem problemas e os contratos com as empresas que vão fazer a obra forem assinados até o final de 2007, os trens devem entrar em operação até 2009, segundo previsão da secretaria de Transportes Metropolitanos.

 

Para o consumidor, o maior benefício é o tempo reduzido da viagem (20 minutos) e o preço da passagem, estimado em R$ 25 - segundo pesquisa de mercado feita pela Secretaria de Transportes -, bem mais barato que um táxi, que cobra de R$ 70 a R$ 80 pela corrida.

 

- Se os contratos forem assinados até o final de 2007, as obras começarão logo em seguida e os trens estarão em funcionamento em 2009. O projeto é muito importante. A ausência de um transporte como esse enfraquece a cidade de São Paulo. Hoje, no mundo, cerca de 200 aeroportos têm uma linha ferroviária com ligação até o centro da cidade - afirmou o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes. ]

 

Fernandes disse que a expectativa é que entre 50 mil e 55 mil pessoas utilizem diariamente esse transporte. Além dos viajantes, foram colocados nessa conta os acompanhantes e os funcionários das companhias aéreas. Os trens terão intervalo de 12 minutos (5 partidas por hora) na operação inicial. Depois de implantado o projeto, esse intervalo poderá cair para 6 minutos. Atualmente, quem costuma sair da região central da cidade em direção ao aeroporto não leva menos de uma hora para fazer o percurso, principalmente em horário de pico.

 

Da Avenida Paulista, esse percurso acaba sendo ainda maior. O pior trecho que os motoristas têm que enfrentar é a Marginal Tietê, que diariamente registra quilômetros de congestionamento em toda a sua extensão.

 

- Os trens terão ar condicionado e bagageiros. Ninguém poderá viajar de pé - explicou Fernandes.

 

De acordo com o secretário, as estações funcionarão como terminais remotos aeroportuários, ou seja, com plataformas exclusivas e balcões das companhias aéreas para realização de "check–in" de passageiros com entrega de cartão de embarque e despacho de bagagem.

 

O Expresso Aeroporto vai aproveitar a faixa ferroviária da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Segundo a empresa, a linha será implantada em uma nova via exclusiva, com 31 km de extensão e duas estações terminais (uma na Barra Funda e outra no aeroporto). As obras terão 17 quilômetros de superfície, 6 quilômetros de trechos elevados e 8 quilômetros de subterrâneos.

 

A CPTM informou que na mesma via do Expresso Aeroporto será implantado o Trem de Guarulhos. Serão construídas três estações: Brás, Engenheiro Goulart/USP Leste (que permitirá integração com a Linha F Brás-Calmon Viana) e Zezinho Magalhães. A previsão da demanda para o Expresso Guarulhos é de 106 mil passageiros por dia, podendo chegar a 255 mil posteriormente.

 

- Os passageiros levarão cerca de 15 minutos do Brás até o conjunto Zezinho Magalhães, onde haverá uma outra estação da CPTM. Serão 19 quilômetros de extensão. Os dois projetos, o Trem de Guarulhos e o Expresso Aeroporto são muito importantes para a cidade de São Paulo - disse o gerente de projetos da CPTM, Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro.

 

Nesta quinta-feira, a Secretaria de Transportes do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial os termos de referência para a construção do chamado Expresso Aeroporto. As empresas interessadas têm até o dia 24 de novembro para pedir esclarecimentos sobre o projeto e até o dia 18 de dezembro para apresentar sugestões e os consórcios formados. O edital de licitação ficará pronto no primeiro semestre do ano que vem. A obra, com a parceria da iniciativa privada, deverá custar R$ 570 milhões.

 

E, EXATAMENTE 1 ano depois, em 30/08/2007, olha a notícia requentada, dessa vez promentendo para 2010:

 

http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,M...E+DO+TIETE.html

 

 

Trem para Cumbica terá trecho sobre Parque do Tietê

30/08/07 - 07h52 - Atualizado em 30/08/07 - 07h52

Sobre a área de preservação passarão 4,5 km da linha do Expresso Aeroporto.

Haverá mais 1,5 km de via elevada na Ayrton Senna, na Dutra e na chegada a Cumbica

 

O projeto do Expresso Aeroporto - trem que ligará o centro da capital ao Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos - prevê a construção de 6 km de linha férrea elevada. Um trecho de 4,5 km passará por cima do Parque Ecológico do Tietê. Haverá mais 1,5 km de via elevada nas travessias das Rodovias Ayrton Senna e Dutra e na chegada ao Aeroporto de Cumbica.

 

A parte suspensa, construída sobre a área de preservação ambiental, terá um viaduto com 9 m de largura e 6 m de altura.

 

O governo estadual concluiu o projeto na terça-feira (28) e já encaminhou ao Conselho do Programa Estadual de Desestatização (PED) e ao governador José Serra. A previsão é que a licitação seja lançada em setembro, para que as obras comecem no início de 2008, com conclusão para 2010.

 

"O projeto evoluiu e brevemente vamos conhecer o edital. Ficou mais viável com a ajuda do ministro (da Defesa, Nelson) Jobim. A Infraero vai fazer os terminais no aeroporto", disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella.

 

Está prevista também a construção de três estações de integração e um terminal ferroviário em Guarulhos - que será bancado pelo governo federal. Por meio da participação da iniciativa privada, será construído um ramal de trem a partir da Estação Engenheiro Goulart até Guarulhos. Esse trecho, futura Linha G, será gerenciado pela Companhia Paulista de Transportes Metropolitanos (CPTM), mas o vencedor da licitação poderá explorar parte dos serviços.

 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade