Jump to content

Família de jatos ERJ145 atinge dez milhões de horas de vôo


Victor_K2

Recommended Posts

FAMÍLIA DE JATOS ERJ 145 ATINGE DEZ MILHÕES DE HORAS DE VÔO

 

Embraer comemora 10 anos da operação de seu jato regional

 

São José dos Campos, 14 de novembro de 2006 - A Embraer anuncia que a plataforma ERJ 145 alcançou o marco histórico de dez milhões de horas de vôo, após uma década em serviço e um total de cerca de 8,5 milhões de ciclos (operações de pouso e decolagem). As primeiras aeronaves entregues completaram 20 mil ciclos de vôo e continuam operando com sólida integridade estrutural.

 

A família de jatos ERJ 145, em operação desde 1996, caracterizou-se por constituir uma oferta totalmente nova ao mercado, com jatos customizados para as necessidades específicas do cliente regional. Como resultado da eficiência do produto e do efetivo atendimento ao cliente, a frota mundial tem alcançado excelentes níveis de despachabilidade e confiabilidade, bem como um baixo custo operacional e de manutenção, muito valorizado pelos operadores.

 

Quase 1.000 aeronaves baseadas na plataforma do ERJ 145 já foram entregues pela Embraer e voam nas cores de 87 operadores: 26 na América do Norte, dez na América Latina, 36 na Europa, três na África e 12 na Ásia. Recentemente, o Grupo HNA, da China, encomendou 50 jatos ERJ 145 da Harbin Embraer Aircraft Industry (HEAI), uma joint-venture com a empresa chinesa AVIC II.

 

A família de aeronaves ERJ 145 foi projetada para alta utilização e opera até três mil horas por ano. O design único oferece às empresas aéreas 95% de comunalidade entre peças e sistemas, bem como a mesma qualificação para a tripulação. A família de jatos regionais ERJ 145 é composta pelo ERJ 135 (37

assentos), ERJ 140 (44 assentos), ERJ 145 (50 assentos) e o ERJ 145 XR, que é uma versão do ERJ 145 com maior autonomia.

 

Os jatos regionais das Embraer (ERJ) são uma ferramenta flexível para as empresas aéreas adaptarem suas operações a diferentes cenários. Quando os mercados estão em expansão, os ERJ permitem aumentar a área de atuação das empresas aéreas, ao acrescentarem mais destinos (spokes) aos aeroportos principais (hubs), além de oferecerem maior freqüência de vôos. Também complementam a capacidade dos jatos das linhas principais, ao introduzirem serviços ponto-a-ponto em mercados secundários e abrirem novas rotas, mais longas e econômicas, com baixo risco. Por outro lado, diante de cenários mais críticos, os

ERJ exercem papel importante, ajudando as empresas aéreas das linhas principais a defenderem suas posições competitivas no mercado por meio da manutenção de rotas com alta freqüência, da integridade da malha aeroviária e de sua presença no mercado, substituindo os jatos com serviços não-rentáveis e ajustando a capacidade da aeronave à demanda por assentos.

 

Baseado na plataforma do ERJ 135, o jato executivo Legacy, oferecido nas versões executiva (Legacy 600) e shuttle, foi o primeiro produto da Embraer voltado para o mercado de jatos executivos, sendo também utilizado para o transporte de autoridades.

 

Atualmente, 85 jatos Legacy voam em 18 países em todo o mundo.

 

A plataforma do jato ERJ 145 também serviu de base para o desenvolvimento da bem sucedida família de aeronaves de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (Intelligence, Surveillance and Reconnaissance – ISR, em inglês), em operação nas forças aéreas do Brasil, do México e da Grécia.

 

Os jatos regionais ERJ 145 transportam mais de 150 mil passageiros, todos os dias, no mundo inteiro, levando mais pessoas a velocidades e distâncias maiores do que os aviões turboélices, facilitando a otimização das rotas nas quais aeronaves maiores operam com baixas taxas de ocupação, gerando oportunidades de negócios para as companhias de aviação.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade