Jump to content

União Européia propõe controle de emissões para companhias aéreas


Red Angry Bird

Recommended Posts

Fonte:

http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/her...lt2680u381.jhtm

 

15/11/2006

União Européia propõe controle de emissões para companhias aéreas

 

James Kanter

em Paris

 

Em uma medida para aumentar seu compromisso com a política ambiental global, a Comissão Européia disse na terça-feira que buscará impor controles de emissões em todos os vôos que entram e saem da Europa, segundo a minuta de uma lei proposta.

 

A política proposta poderia causar problemas entre a Europa e seus parceiros comerciais, que temem que a busca por padrões mais rigorosos possa representar custos maiores para as companhias aéreas. O governo americano, juntamente com muitas companhias aéreas, defende um sistema global que evite variações regionais. Eles provavelmente se irritarão diante da perspectiva de uma nova regulamentação onerosa sobre as companhias aéreas.

 

Como um acordo global para controle de emissões provavelmente levará algum tempo para ser obtido, as autoridades européias estão determinadas a implementar o seu próprio. Companhias aéreas estrangeiras que servem destinos movimentados como Londres e Paris seriam forçadas a operar segundo as novas regras.

 

"As emissões de todos os vôos que pousam e decolam de aeroportos da União Européia devem ser incluídas", declara a lei proposta. O "esquema pode então servir como um modelo para a expansão do esquema mundial", ela declara.

 

Segundo a proposta, as companhias aéreas teriam que se enquadrar nas metas de emissões até 1º de janeiro de 2011, para todos os vôos que chegam e partem da Europa.

 

Para encorajar outros países a introduzirem medidas semelhantes, a União Européia reduziria sua exigências de emissões para o trecho de retorno de um vôo ida e volta.

 

"Esta proposta européia é algo que nós e nosso setor estamos observando muito, muito atentamente", disse Tim Smith, um porta-voz da American Airlines, em Forth Worth, Texas.

 

Abigail Moore, um porta-voz da British Airways, disse em uma mensagem por e-mail que a Europa deve reduzir a proposta para cobrir apenas os vôos dentro da União. Como está, ela disse que a proposta poderá provocar "disputas internacionais e levar a retaliação por parte de países que não fazem parte da União Européia".

 

A proposta segue os princípios de um sistema estabelecido que a Europa usa atualmente para ajudar no combate ao aquecimento global e para atender as metas de emissões estabelecidas pelo Protocolo de Kyoto. Segundo tal plano, que até o momento isentava as companhias aéreas, os governos distribuem cotas de emissões de dióxido de carbono para produtores de energia, cimento, combustíveis, papel e celulose. As empresas devem então comprar cotas, ou créditos, caso as ultrapassem.

 

A Europa espera tornar pública sua proposta antes do fim do ano. Mas a proposta provavelmente enfrentará intensa oposição nos Estados Unidos, o que poderá atrasar sua aprovação.

 

Stavros Dimas, o comissário da União Européia para meio ambiente, poderá apresentar emenda à proposta antes que os governos europeus a examinem. A oposição de indústrias e outros já está crescendo.

 

Um plano mal projetado "poderia ser incrivelmente doloroso para nós", disse David Henderson, um porta-voz da Associação das Companhias Aéreas Européias, um lobby com sede em Bruxelas, Bélgica, que representa grandes companhias, incluindo a British Airways e Lufthansa.

 

"Nós podemos ver outra guerra comercial", disse Henderson, que citou a forte oposição dos Estados Unidos há vários anos ao plano europeu para reduzir o ruído do motor dos aviões.

 

Naquele caso, no final a Europa aprovou uma série de regras baseadas em recomendações de um entidade global, a Organização Internacional de Aviação Civil, reduzindo a tensão com os Estados Unidos.

 

Tradução: George El Khouri Andolfato.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade