Jump to content

Lentidão na alfândega gera protestos no Galeão


Carlos Augusto

Recommended Posts

Fonte: O GLOBO ed.online

Publicada em 05/08/2011 às 23h38m

 

Reportagem: Ronaldo Braga

 

 

 

Filas enormes

 

 

RIO - Passageiros que chegaram ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) na manhã de sexta-feira perderam até a metade do tempo de seus voos internacionais na alfândega do terminal. A insuficiência de funcionários da Receita Federal irritou cerca de 1.400 pessoas, que haviam enfrentado dez horas de viagem, com procedência dos Estados Unidos. A revolta não partiu apenas dos passageiros. Pelo menos mil parentes e amigos que aguardavam no saguão do aeroporto protestaram. Aos gritos de "vergonha", os manifestantes fizeram barulho batendo nos carrinhos de bagagens, nas paredes e em outros objetos.

 

Idoso que foi buscar neta aguardava há seis horas

Um grupo que voltava da Disney, com cerca de 150 crianças, teve que esperar por quase cinco horas na grande fila que se formou na área da alfândega. Algumas choravam por causa da demora e do desconforto, já que as cadeiras não eram suficientes para o grande número de passageiros.

 

- É um absurdo. Os dois funcionários da Receita pareciam que estavam fazendo operação padrão. A cada cinco passageiros, quatro deles tinham que mostrar toda a bagagem - disse a arquiteta Mariléa Miranda, de 38 anos, que voltava da Califórnia.

 

Os passageiros e seus familiares reclamaram principalmente da falta de informações da Infraero.

 

- Não há nenhuma organização de atendimento. Na fila, ninguém foi informado sobre nada a respeito do que está acontecendo - protestou o advogado Pedro Alves de Souza, de 43 anos, que chegou às 8h50m e às 13h15m ainda estava no aeroporto. - O aeroporto devia estar preparado para receber vários voos ao mesmo tempo, como ocorre em toda grande cidade do mundo. A Receita Federal está trabalhando como se estivesse em uma operação padrão, olhando bolsa por bolsa.

 

Um idoso contou que chegou ao aeroporto às 8h para receber a neta, que voltava do Havaí. Às14h30m ele continuava aguardando o desembarque:

 

- O avião chegou no horário, às 9h20m. Não interessa o número de voos. O aeroporto tem que estar preparado.

A assessoria de imprensa da Receita Federal informou que a confusão aconteceu por causa da chegada de sete voos ao mesmo tempo. Segundo a assessoria, não houve operação padrão e pelo menos cinco funcionários trabalhavam no setor. A Receita também argumentou que dezenas de passageiros trazem em média de cinco a quatro grandes malas de bagagens, o que dificulta o trabalho. Por meio da sua assessoria, a Infraero esclareceu que os problemas se concentraram na alfândega.

Link to comment
Share on other sites

Isso já não é novidade há muito tempo!

O pessoal resolveu ficar bem interessado no que as pessoas trazem né?! Dolar baixo né?! Quem sabe alguém deixa algo alí né?!

Vamos sim fazer a Copa Vergonha!

Outro dia cheguei no Rio e existiam 4 elevadores, porém só dois funcionavam!

Link to comment
Share on other sites

Com a expansão atual e futura prevista para GIG (adição de vários voos internacionais e nacionais), seria importante que o aeroporto comecasse a planejar e executar desde já sua expansão ("para ontem", de preferência), para depois não amargar alguns dos problemas de GRU e outros aeroportos já bastante (e muito mais) saturados...

Link to comment
Share on other sites

Eu fico perplexo ao ver os autores das barbaridades:

 

- Infraero - Manutenção deplorável, ineficiente, lenta e sem qualquer preocupação operacional

- Receita Federal - Perdem a noção do bom senso com uma facilidade tão grande quanto nos dias que não quererm fazer nada

- Policia Federal - nào preciso comentar.

 

E queremos aeroportos funcionando com tais tipos de recursos humanos ?

Link to comment
Share on other sites

- O avião chegou no horário, às 9h20m. Não interessa o número de voos. O aeroporto tem que estar preparado.

 

Essa é a mais pura verdade. Sexta tenho esperado cerca de 40 minutos por um taxi. A culpa é sempre porque chegaram vários voos ao mesmo tempo. No checkin a desculpa é a mesma, na fila do raio-x, etc... Mas se chegam vários voos porque não estamos preparados?

 

Na hora de pagar meus impostos vou dizer a mesma coisa: mas são tantos impostos...

Link to comment
Share on other sites

Pois é, eu sempre ouvi elogios a respeito disso no rio, inclusive que pessoa preferiam fazer cnx no GIG no lugar de GRU exatamente por ser mais rápido.

 

Deve ter sido um dia de cão desses agentes que quiseram avacalhar o negócio...

Link to comment
Share on other sites

Só falta exigirem que as empresas aéreas espacem seus voos para melhor comodidade dos taxis e fiscais da receita.

 

 

Essa é a mais pura verdade. Sexta tenho esperado cerca de 40 minutos por um taxi. A culpa é sempre porque chegaram vários voos ao mesmo tempo. No checkin a desculpa é a mesma, na fila do raio-x, etc... Mas se chegam vários voos porque não estamos preparados?

 

Na hora de pagar meus impostos vou dizer a mesma coisa: mas são tantos impostos...

Link to comment
Share on other sites

Certos funcionários públicos acham que o cidadão é um lixo (não há o menor respeito!) ou massa de manobra de suas "reivindicações" salariais ou outras quaisquer.

 

Aventou-se tratar-se de uma "operação padrão"? Ora, quer dizer que esse povo "trabalha" quando está em greve ou quer "reivindicar" algo?

 

Se foi o caso ou não, pouco importa. Que mudem esquema de atendimento (para melhor) e preparem-se para isso.

 

Muitos voos ao mesmo tempo? Ora, isso é ridículo! Mas é bom que o pessoal no Rio comece a reivindicar (isso sim) mais infraestrutura e melhores serviços. Ainda mais que estão previstos mais voos para o aeroporto (internacionais e nacionais).

 

Por essas e outras, a solução seria regulamentar o direito de greve de funcionários públicos e punir os abusos de forma exemplar. Do jeito que está, é uma vergonha mesmo!

Link to comment
Share on other sites

Na verdade é o governo querendo arrecadar mais com impostos. Já não basta aumento do IOF para 6% querem os 50% de imposto / 100% de multa. Já em Singapura, o imposto de importação é de "abusurdos" 7%.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade é o governo querendo arrecadar mais com impostos. Já não basta aumento do IOF para 6% querem os 50% de imposto / 100% de multa. Já em Singapura, o imposto de importação é de "abusurdos" 7%.

 

 

Por isso que o brasileiro paga tudo mais caro: é para financiar uma estrutura inchada, cara e ineficiente. E que não respeita o cidadão, parece achar que está fazendo "um favor" a ele!

Link to comment
Share on other sites

A Receita também argumentou que dezenas de passageiros trazem em média de cinco a quatro grandes malas de bagagens, o que dificulta o trabalho.

Ou seja, o pensamento está perfeitamente alinhado com o de dona Dilma. O problema não é a estrutura. O povo é que viaja demais.

Link to comment
Share on other sites

Ou seja, o pensamento está perfeitamente alinhado com o de dona Dilma. O problema não é a estrutura. O povo é que viaja demais.

 

O pensamento do Prefeito daqui de Salvador é o mesmo em relação aos engarrafamentos. Ele diz que engarrafa pois os Soteropolitanos estão comprando carros demais..

Link to comment
Share on other sites

A Receita também argumentou que dezenas de passageiros trazem em média de cinco a quatro grandes malas de bagagens, o que dificulta o trabalho.

 

Nao ha um numero maximo de bagagens permitido por pessoa?

Ou isso sao individuos que nao se preocupam em pagar excesso de bagagem?

Link to comment
Share on other sites

O limite é de duas malas de 32kg cada, se eu não me engano. Porém fidelidade vermelho, por exemplo, pode trazer quatro malas. E se você viaja para os EUA, mesmo pagando pelas malas adicionais compensa comprar roupas e outras coisas lá.

Link to comment
Share on other sites

Certos funcionários públicos acham que o cidadão é um lixo (não há o menor respeito!)...

 

Certos??? Eu diria que a maior parte. Esquecem-se completamente de que são servidores públicos, trazendo em seu modelo mental a concepção de que o público tem o dever de servi-los! Raramente encontramos alguma exceção a essa regra.

Link to comment
Share on other sites

Notei que a cota foi aumentada para US$ 1,500 no formulário de alfândega... alguem sabe algo ?

 

Não é só a Tam que dá cota extra... A American permite aos clientes da Business ou Executive Platinum a levar uma mala extra. A Delta se lembro bem também permite uma mala extra.

Link to comment
Share on other sites

A questão não é sobre o número ou quantidade de bagagem permitida por cada companhia ou classe de serviço. Trata-se sim, das quotas totais individuais ou limites e quantidades estabelecidos para cada artigo ou produto, de acordo com as leis alfandegárias de cada país.

Link to comment
Share on other sites

O problema da Receita Federal é que ela quer pegar o "peixe pequeno" que entra com 1 ipad e outras quinquilharias eletrônicas e esquecem dos grandes contrabandistas que pagam para muita gente dentro da estrutura pública e até mesmo dentro da Receita Federal um $$$ para entrar com uma gigantesca quantidade de contrabando neste Brasilsão.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade